História Tu e eu (ABO) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Alinca

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Kenma Kozume, Shouyou Hinata, Tetsurou Kuroo, Tobio Kageyama
Tags Abo, Alfa, Beta, Haikyuu, Kenma Kozume, Kuroken, Mpreg, Ômega, Tetsurou Kuroo
Exibições 102
Palavras 1.757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente aqui está o capítulo 3, esperemos que gostem

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Tu e eu (ABO) - Capítulo 3 - Capítulo 3


1 semana depois)
Depois do pequeno incidente entre Lev e Kuroo, Lev não chegou mais perto de Kenma e embora este estivesse aliviado, Kuroo ainda assim estava desconfiado e nunca deixava Kenma sozinho.
Kenma e Kuroo tinham se aproximado mais e tornaram-se amigos, no entanto Kenma nunca largava a sua PSP e isso era algo que irritava muito Kuroo, assim como o apelido que Kuroo dava a Kenma o irritava a ele, mesmo assim tinham aprendido a suportar-se e começaram a gostar da presença um do outro e passar mais tempo juntos.
(Kuroo pov's on)
A aula nunca mais terminava e eu estava quase a adormecer quando o professor diz que vamos ter teste surpresa. Eu não entendia nada daquela matéria (nem de nenhuma)  e então olhei para trás com uma cara pidona e Kenma revirou os olhos antes de começar a me passar as respostas. Terminamos a prova e saímos da sala:
- Obrigado gatinho, não sei o que fazia sem você.
- Nem penses que agora te vou dar sempre as respostas nos testes, foi só desta vez.- Kenma disse- e não me chames isso.
- Tudo bem, mas então se não me dizes as respostas tens de me ajudar a estudar.
- Não,eu quero jogar, assim tenho menos tempo e não consigo melhorar as minhas habilidades e ultrapassar este nível.
- Eu não acredito que me vais trocar outra vez por essa coisa.- disse indignado enquanto lha tirava das mãos.
- Me dá isso Kuroo.
- Vem buscar- falei enquanto a erguia com a mão por cima da cabeça.
- Me dá, assim vou perder por sua causa - Kenma resmungava enquanto pulava e tentava conseguir a sua PSP de volta, até que ele saltou e se agarrou ao meu tronco como um coala e começou a "escalar-me" fazendo com que eu não conseguisse ver nada.
Andei para trás e tropecei em algo que me fez cair com Kenma deitado por cima de mim e a uma distância perigosa. O cheiro de Kenma era irresistível e sem notar eu já estava a roçar o meu nariz no seu pescoço enquanto expirava o seu perfume natural, senti Kenma se arrepiar todo acima de mim, até parecer notar a nossa situação e se levantar num pulo de cima de mim todo vermelho dizendo:
- Desculpa!
- Eu desculpo, mas vais ter de me ajudar a estudar. - toda a gente estava a olhar para nós e eu sabia que Kenma ia aceitar para poder fugir daqui o mais rápido possível.
- Tudo bem - disse antes de começar a correr e se fechar dentro do banheiro, ri para mim com sua mania de se esconder quando está envergonhado e fui até ao banheiro - Kenma sai daí, já não está aqui ninguém.
- Não quero!
- Eu te dou a tua PSP se saíres.- disse e a porta do banheiro logo se abriu mostrando um Kenma todo vermelhinho.
- Agora me dá- pediu fazendo bico com os lábios, que me deu uma vontade enorme de o beijar.
- Você fica tão bonitinho assim vermelhinho e é tão cheiroso, gatinho eu te quero só para mim.- Kenma ficou ainda mais vermelho com o que eu falei (se é que isso é possível)- toma.
- Obrigado- ele pegou a PSP e começou a jogar outra vez.
- Então quando é que me vais ajudar gatinho?
- Depois das aulas terminarem, pode ser na minha casa se quiseres.
- Tudo bem então depois das aulas eu vou com você.
(Kuroo pov's off)
--------------------//--------------------
(Kenma pov's on)
A última aula estava quase a acabar e eu estava muito nervoso, eu nunca tinha levado ninguém a minha casa a não ser o Hinata e ainda por cima Kuroo era um alfa. Se calhar a ideia de estudar na minha casa não foi tão boa assim, mas agora é tarde de mais pois acabou de tocar para a saída. Eu estava muito sem graça por o que tinha acontecido mais cedo e as palavras "gatinho eu te quero só para mim" não saiam da minha cabeça me fazendo ficar vermelho a toda a hora.
- Vamos? - perguntou Kuroo me encarando e fazendo com que eu abaixa-se a cabeça para esconder a minha cara- A sério? Eu não acredito que você ainda está assim por causa daquilo.
Me dirigi a porta sem lhe responder nada e ele apenas me seguiu.
 O caminho até minha casa foi silencioso, pois eu ainda não conseguia encarar Kuroo, quando chegamos abri a porta e logo o cheiro denunciou que a minha mãe já estava em casa. Maldição. Descalcei os meus sapatos e pousei a minha mochila, Kuroo fez o mesmo:
- Tadaima.
- Já chegaste Kenma?- minha mãe me perguntou e logo apareceu na entrada. Quando ela viu Kuroo a sua expressão mudou completamente e eu me preparei mentalmente para o que viria a seguir.
- Kenma quem é o seu amigo? Porque não me avisou que ia trazer alguém?- pensei que a boca da minha mãe ia rasgar com aquele sorriso, mas logo respondi:
- Mãe este é o Kuroo e eu vou ajudá-lo a estudar, desculpe não a ter avisado.
- Prazer em conhecê-la- Kuroo abaixou-se em reverência.
- Ah deixa-te dessas coisas a partir de agora você é parte da família.- minha mãe disse despreocupada- Kenma, você teve bom gosto em escolher este alfa.
- Ele não é o meu alfa mãe.- disse envergonhado.
- Você fica tão lindinho vermelhinho bebé - minha mãe disse apertando as minhas bochechas e fazendo com que eu ficasse mais vermelho ainda- cuide bem do meu bebé Kuroo.
- Nós somos só amigos mãe.
- Sim, eu irei fazê-lo feliz todos os dias da minha vida.
- Mas...
- Aí que emoção, me conte vocês já fizeram?
- Mãe!!! Não claro que não. Nós somos só amigos.- eu disse vermelho como um pimentão querendo me enfiar dentro de um buraco.
- Sim sim, claro Kenma - minha mãe começou a chorar- eu estou tão emocionada, o meu bebé está a crescer, parece que ainda foi ontem que eu troquei as suas fraldas. Me dá um abraço por favor- ela falou e logo veio me esmagar com seus braços.
-Mãe, a senhora está a envergonhar-me!!!- ela largou-me e virou-se para Kuroo, que não parava de rir da minha figura:
- Eu quero os meus netinhos logo entendeu?
- Sim senhora- Kuroo se curvou novamente.
- Ainda bem, na que nada eu vou lá no quarto levar um lanche para vocês por isso não façam coisas pervertidas- quando a minha mãe falou isso foi a gota de água, eu corri escada a cima até chegar ao meu quarto e sair daquela conversa constrangedora.
Logo Kuroo entrou e disse:
- A sua mãe é bem legal né?
- Vamos logo despachar isto, me diga onde você tem dúvidas.
- Em tudo- ele respondeu como se fosse óbvio e eu suspirei.
Comecei a explicar equações a Kuroo e acho que me entusiasmei, porque quando notei eu já estava com a cara muito próxima da dele e ele passou a me encarar com o seu olhar intenso. Kuroo pegou uma mecha do meu cabelo e a colocou atrás da minha orelha, sem nunca deixar de me encarar, corei com o seu gesto e tentei desviar a minha cara, mas ele me impediu me fazendo o encarar e disse-me:
- Você é tão perfeito Kenma.
Nesse momento a porta abriu-se revelando a minha mãe com um tabuleiro e um sorriso malicioso:
- Vocês são tão melosos- ela pouso o tabuleiro e continuou- porque não fica para jantar Kuroo assim conheces o teu sogro ainda hoje.
- Mãe acho melhor...
- Claro porque não, eu vou só avisar os meus pais.
- Então está decidido, eu vos chamo quando a janta estiver pronta - ela saiu satisfeita e com um enorme sorriso.
- Porque você aceitou? Nem é o meu alfa, pare de agir como se fosse- falei indignado.
- Mas você queria que eu fosse, não é mesmo Kenma?- corei com sua pergunta- me responda, você queria?
- Claro quem não queira ter você como alfa- falei como se fosse óbvio, mas Kuroo pareceu surpreendido com a minha resposta- bem vamos acabar de estudar antes da hora de jantar.
(Kenma pov's off)
(Kuroo pov's on)
Estudamos durante algum tempo e logo a mãe de Kenma nos veio chamar. Descemos  as escadas e sentamos-nos à mesa onde já estava o pai de Kenma. Kenma sentou-se em frente à sua mãe e eu em frente ao seu pai.
- Pai este é o Kuroo, Kuroo este é o meu pai.
- Prazer em conhecê-lo- eu disse notando que o pai de Kenma era completamente o oposto da sua mãe.
- Igualmente.
Começamos a jantar, mas o pai de Kenma não parava de me encarar e eu já estava a ficar sem jeito, até que ele pousa os talheres, limpa a boca e me enche de perguntas:
- Há quanto tempo vocês se conhecem? Quais são os seus planos para o futuro? Quais são as suas notas na escola? De que família você vem? Onde é que você nasceu? Quantos anos tem? Já teve algum problema com a justiça? Vocês já transaram?- eu ia começar a responder ao questionário quando o Kenma, ao ouvir a ultima pergunta, cuspiu a comida e engasgou-se começando a tossir sem parar. Fui até ele e bati nas suas costas, enquanto a sua mãe lhe dava um copo de água.
- Eu já disse que nos somos só amigos!!!-Kenma disse irritado.
-Kenma não diga uma coisa dessas, o Kuroo pode ficar triste e depois não me dá os meus netinhos.
- Mãe!!!
- Olha lá, tu queres um menino, uma menina ou um de cada?- perguntou a mãe de Kenma ao marido ignorando-o completamente.
- Um menino claro- respondeu o pai de que Kenma.
- Pai até tu???
O resto do jantar decorreu normalmente e quando terminamos despedi-me de todos e anotei o mail do pai de Kenma para lhe enviar as respostas ao questionário. Kenma acompanhou-me até à porta:
- Espero que ao menos tenhas entendido as equações.
- Claro, com um professor como tu quem não entenderia- Kenma corou e eu abaixei-me até ficar da sua altura- já disse que você fica lindo assim vermelhinho?- falei enquanto depositava um leve selinho na sua bochecha. Kenma ficou ainda mais vermelho e fechou a porta na minha cara. Ri com a sua timidez e dirigi-me a minha casa.
(Kuroo pov's off)


Notas Finais


O próximo sai na próxima semana, ainda não sabemos em que dia. Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...