História Tu sei il mio gatto - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~KamiLuiza

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Híbrido, Hibridos, Jeon, Jikook, Jimin, Jung, Kim, Kookmin, Namjin, Park, Taeyoonseok
Visualizações 26
Palavras 504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello
Espero que gostem.
Tradução do título é uma hora antes.

Capítulo 1 - Prólogo- Un'ora prima


Jungkook-on


Mais um dia tomando no cu- quis dizer mais um dia normal pra mim, sempre a mesma coisa. Negócios de empresário, cálculos e blá blá blá.


Fico mais entediado ainda, quando aquela minha ex-namorada ridícula fica me mandando mensagens. Interesseira do caralho, quase me fodi por causa dela!

Sempre penso:”Como eu pode ter ignorado o Jin hyung?”Mas isso não interessa agora.

        

   *Quebra de tempo*


Hoje acabei ficando até mais tarde no trabalho. – Ótimo pra lacrar o dia...tenho que parar de ler fanfics, já tô pensando com uma linguagem que nunca usei! – por conta da papelada, me levanto da cadeira e vou até a janela. Com tantos dias no calendário, vem chover hoje!


Odeio ficar até mais tarde, o jeito é adiantar as coisas aqui.


—Mãos a obra!—  Voltei a minha mesa de trabalho.


Autora on.


Em outra parte da cidade não muito longe dali…


— Soltem Jimin!!Solt-hm!— Pediu porém um dos homens tapou a boca do menor.


— Ele até que é bonitinho não acha?— Disse o que estava imobilizando Jimin.


—Você é um depravado, junto com aquele outro idiota! Vocês vivem “brincando”  com as mercadorias.—Disse a pessoa que estava do outro lado da linha. —Que cara chato! Sorte que ganho bem! Mas respondendo a sua pergunta ele até que é fofo!— Este deu as costas e foi até o carro a procura de cordas.


—Vamos brincar com ele, que corpo!-Apertou sua coxa com a mão livre.


— Depois de trabalharmos, ele será o prêmio!-Disse com um sorriso malicioso estampado em seu rosto.


Jimin se debateu cada vez mais, tirando a paciência do imobilizador. Seus olhos lacrimejavam de tanto, estava morrendo de  medo.


— Fique quieto seu gato maldito!— Se cansou de vez das tentativas de fuga do menor. O maior começou a espancá-lo violentamente, recebia socos e chutes, em troca soltava lágrimas e gemidos de dor.—  Aquela vadia da sua mãe, pensou que iria te esconder de nós por muito tempo não é?!— Jimin tentava se proteger dos golpes.


— M-Mãe do Jimin...— Foi interrompido por um tapa, o maior rasgou a sua roupa.— Cala a boca! Por que a demora ai?!


—’To tentando achar as cordas!— O outro falou.E começou a cair pequenas gotas de chuva, a chuva seria testemunha do momento.


Agora o sequestrador  iria continuar com a agressão, deu mais um soco e em resposta um gemido. Iria dar mais um soco quando foi interrompido por um empurrão, caiu para trás.


Jimin nem olhou para trás, correu como nunca tivesse um amanhã. Só escutou os passos rápidos e “Olha o olha o que você fez! Estamos perdendo a mercadoria” ou “não o perca de vista”.


Atravessou várias esquinas dolorosamente, percebeu que estava distante suficiente para se esconder.


Olhou para todos os lados desesperado, se escutava o som nada discreto do carro e agora,grossas gotas da chuva.


Correu para um canto mais escuro que achou, e agora? Não tinha como se esconder ali, só tinha um carro na parte lateral do lugar.


— Aonde aquela coisinha linda foi?- Estava encrencado, eram aqueles homens estranhos que lhe olhavam estranho para ele ou aquele carro.

O que seria agora?


Notas Finais


Ficou bom? Espero que sim.
Agradeço a Kah por me ajudar com a fanfic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...