História Tudo muda, principalmente as pessoas.... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Aquarius, Cana Alberona, Erza Scarlet, Evergreen, Gajeel Redfox, Grandine, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Jet, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Metalicana, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Abuso, Automutilação, Bullying, Depressão, Drama, Drogas, Futuro, Gajeel, Gale, Gravia, Gray, Gruvia, Jerza, Juvia, Levy, Levymcgardenn, Miraxus, Morte, Musica, Nalu, Overdose, Presente, Suícidio, Vida, Zervis
Visualizações 46
Palavras 1.637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente. Desculpem a demora, mas as aulas voltaram e os trabalhos, e as lições também. Talvez demore um pouco para postar mais capítulo, mas eu prometo continuar. Obrigada aos três leitores do capítulo anterior que comentaram, a vocês também que leram e favoritaram. Graças a vocês estou com 15 favoritos, não tenho total certeza, mas se não for, estou chegando lá. kkkk Aproveitem o capítulo, e até a proxima.

Capítulo 3 - Quem você pensa que é?


Fanfic / Fanfiction Tudo muda, principalmente as pessoas.... - Capítulo 3 - Quem você pensa que é?

Autora on

No capítulo anterior vimos que as coisas não começaram nada confortáveis para Gajeel. E nesse capítulo veremos como segue o primeiro dia dos irmãos Lockser. Será que Juvia teve mais sorte?

Juvia on

-Entre minha querida. Eu sou a professora Mavis Vermilion, serei sua professora de História e Geografia. 

-Você...

-Você estudou na Phantom Lord, certo? -disse ela surpresa.

-Sim... Você era coordenadora, certo? -disse eu tentando mudar de assunto, pois todos nos olhavam.

-Okay. Se apresente em seguida sentasse ao lado de Lucy e atrás da Erza. Meninas se levantem. 

Uma garota loira de olhos castanhos chocolate sorri para mim, e uma outra ruiva de óculos me encara com uma aura diabólica.  

Acho que a Mira estava errada com relação a ruiva. 

-Sentem-se meninas. -as duas se sentam.

-J-Juvia se --respiro fundo. -Meu nome é Juvia Lockser, e é um desprazer conhece-lo. Espero se deixada em paz. 

Por que Juvia disse isso? Irmão!!!  CADÊ VOCÊ!!?? Socorro!! Juvia precisa de você. 

O clima fica pesado, caminho até meu lugar.

Espero que esteja tendo mais sorte que eu, irmão. 

Gajeel on

-Meu nome é Gajeel Lockser é um prazer conhece-los. 

Avá! Nunca será um prazer conhece-los. 

Respiro fundo. 

-O saco de banhas tem nome, Rogue. -disse um garoto de longos cabelos loiros, parece ser francês devido o sotaque, mas a educação é te outro mundo. Alias ele tem um chapéu ridículo de madame vermelho com uma pena extravagante rosa. 

Gente, que coisa feia. Eu hein!

-Gajeel sente-se na ultima carteira da última fileira antes da janela. -falou ele. 

Caminho até o local indicado.

 Tudo está mais normal do que eu imaginava, pensei que aconteceria alguma coisa. 

De repente vou de encontro com o chão, mas me seguro na mesa de uma menina de curtos cabelos azuis, olhos âmbar, branca, pequena em altura e corpo, de lábios rosados pequenos e...

Opa! Perâ Gajeel. Que história é essa? Está descrevendo demais, não? Alias que saudade da Juvia. Meu Deus eu preciso da minha irmã aqui comigo. É como se eu estivesse sozinho no mundo. JUVIAAA! 

Me endireito, peço desculpas para a menina e para o filho da... Enfim... A criatura na qual tropecei. Caminho até minha carteira. 

Sinceramente estou com medo dessa cadeira. Parece que estou me vendo agora de bunda no chão. 

-Está tudo bem, Gajeel? -questionou o professor.

Olho para o mesmo.

-Sim, eu--

-Ele está analisando a força da cadeira. Vai quem, né?! -zombou o tal Rogue rindo. 

Sento-me na bendita cadeira. 

Não vou me mover, nem para respirar. 

-Pelo que eu analisei, ano passado vocês tiveram alguns problemas com a professora de Matemática, e portanto não sabem equação de primeiro grau. Então vou começar dando uma rápida passagem nessa matéria, em seguida retomaremos nosso conteúdo oficial. -disse ele.

Ainda bem que não estou atrasado na matéria. NA escola anterior nos matávamos para aprendermos PG e PA. Se você não sabe o que é isso, saiba que não está perdendo nada. 

Alguém me cutuca. 

-Ai Dumbo. Me empresta o apontador.

Dumbo? Pelo amor de Deus,né gente!? Custa apenas me chamar pelo meu nome? Poxa! Isso irrita. Rolha de poço. Dumbo. Saco de banhas. Tonelada de banha. Poxa. Daqui a pouco é o que? Manute,rinoceronte,triceratops,Dino (família dinossauro),e sei lá mais o que... Afss... Para gente...

Olho para ver quem é o miserável que me cutucou, e me deparo com a reencarnação do mal. Evergreen. 

-Não, Evergreen. -digo baixo.

-Já esperava essa resposta. -disse ela. Um garoto atrás dela chuta a perna da minha cadeira.

Deu merda! Fiore deu merda!!

A cadeira quebra a perna, e consequentemente as demais não suportam o peso e desmonta com eu em cima. 

Bom dia, vida. Como vai a minha sorte? Aposto que na hora do intervalo vão jogar um litro de refrigerante em mim, para ajudar a dar uma cor na minha camisa. 

Todos começam a rir, menos Mira, a menina dos olhos âmbar, o professor e um garoto de cabelos rosas. 

Alias esse garoto pode estar com um cabelo que a vaca lambeu e um óculos fundo de garrafa, mas com certeza é ele. Não tem como não ser, principalmente com essa pequena cicatriz no pescoço. 

-Silêncio. -pediu o professor. -Eu disse SILÊNCIO, por favor! 

Todos se calam. O emo de antes começa a rir. 

Isso com certeza significa um mau pressagio. 

-Quem você pensa que é? Ou melhor quem você pensa que nós somos? Não ouse nos entediar com suas explicações de marda. Eles vão rir do saco de banhas até eu mandar parar. -ele coloca os pés na mesa do lado. - Você não manda em nada, Laxus. Aqui a Sabertooth é quem dá as ordens. E você... Apenas limpa o chão para nossos pés. Se coloque no seu lugar. 

Ele nada revida, apenas abaixa a cabeça. 

-Pode ficar com a minha cadeira, Gajeel. -disse Mira em meio aquele silêncio todo. 

Ela caminha até mim com a cadeira em mãos. Me levanto e a encaro sem graça. Ela sorri.

-Mas e você? -pergunto.

-Não se preocupe. Sou inutil nas aulas de Matemática e algumas outras. Então não tem porque eu ficar aqui. -respondeu ela triste.

-Não fode, albina cegueta! Assim você fode com a nossa diversão. -disse o "carinha primata" de antes.

Cegueta? Como assim? A Mira não é cega, é?! Tipo ela consegue ver todo mundo... Eu não estou estendendo nada...

Ouço um barulho em uma das mesa. A garota pequena, caminha até Ever e lhe dá um tapa no rosto tão forte que a mesma cai no chão.

-CALA SUA BOCA, VADIA DESGRAÇADA! QUEM VOCÊ PENSA QUE É? QUER HUMILHAR A MIRA, FAÇA ISSO. MAS QUERO DEIXAR CLARO QUE COM AS MINHAS AMIGAS NINGUÉM METE O LOUCO. NEM MESMO VOCÊ ROGUE!!! -a expressão de ódio domina o rosto da baixinha. 

Quem é essa menina? Estou admirado com a atitude dela, dentre todos nessa sala ela é a única que tomou atitude. Gehihi.

-Calma ai, linda! Não precisa de tudo isso. -disse um outro garoto com um penteado estranho. 

-CALA A BOCA, JET! -gritou o tal emo se levantando e caminhando até ela.

-Eu sou o Droy. -corrigiu ele. 

-Não importa. -ele sorri. -Você fica linda com raiva. -ele tenta toca-la, mas a mesma rebate a mão dele. 

-Deixa a Mira em paz, Rogue. Para de ser trouxa e pelo menos me deixe ouvir em paz a aula. Se você não quer aprender, problema seu, mas não atrapalhe os outros. 

-Ok. Seu pedido é uma ordem. -ele revira os olhos e volta para seu lugar. - Cachorrada, todo mundo sentado nessa porra, prestando atenção na aula. Deu um "piu", já sabem...

Todos se organizam, ela volta para o lugar dela com Mira e eu junto os pedaço da cabeira e coloco perto do cesto de lixo. Retorno ao meu lugar e sento na cadeira dada por Mira.

-Mirajane. Pode ficar no meu lugar por enquanto. -falou o Dreyar. 

A albina obedece, Ever volta para o lugar e aparentemente começamos a ter uma aula de verdade. 

Irmãzinha... Que saudade. Não vejo a hora de vê-la novamente. Sempre estivemos juntos e isso está me matando. E esse sinal que não bate, logo... Acho que vou morrer de tédio. 

Juvia on

-Pessoal vocês já sabem que a globalização foi um processo muito importante para a sociedade e que ele trouxe grandes avanços para todos nós. Esse grandes avanços gerou a desigualdade econômica; pois o países ricos ficaram mais ricos, e os países pobre cada vezes mais pobres. Alguém pode me dizer o que é capitalismo? -perguntou a professora Mavis. -Lucy?

-Capitalismo é um sistema econômico em que os meios de produção e distribuição são de propriedade privada e com fins lucrativos. Decisões sobre oferta, demanda, preço, distribuição e investimentos não são feitos pelo governo e os lucros são distribuídos para os proprietários que investem em empresas e os salários são pagos aos trabalhadores pelas empresas. O capitalismo é dominante no mundo ocidental desde o final do feudalismo.

-Muito bem, Lucy. -ela olha para mim. -Juvia,o que podemos dizer que surgiu com o capitalismo? 

-Como forma de contrapor o capitalismo, surge o socialismo no século XVIII. O socialismo foi pensado em duas vertentes: Socialismo Utópico, de Robert Owen, Saint-Simon e Charles Fourier e o Socialismo Científico, de Karl Marx e Friedrich Engels. À medida que o comunismo e o socialismo se baseiam na igualdade econômica, os conceitos são muitas vezes tratados como sinônimos. O comunismo, porém, não consiste propriamente num sistema, mas numa ideologia, que pensa a sociedade sem a existência de classes sociais, numa luta conflituosa com a burguesia. -ela me olha impressionada. 

-Pelo visto ninguém está atrasado na matéria. Abram suas apostilas na pagina 05.

Vish. Não tenho a droga dessa apostila. E agora? O que é que Juvia vai fazer? Meu Deus. Irmão!!!!!

-Ei! -chamou a ruiva.

-O que? -digo nervosa.

-Pegue na secretária. -olho para debaixo da mesa e a mesma me passou uma apostila em branco com meu nome já colocado na mesma com caneta azul claro. 

-Obrigada. -sussurro. 

Abro a apostila. Na contra capa tem uma folhinha colada. 

"Não vamos deixar eles te encherem. Se algo acontecer metemos a porrada neles. ES>LH>MS

Talvez essa escola não seja tão ruim assim. Mas nunca se sabe o que pode acontecer... Esse é apenas o primeiro dia e as primeiras aulas.

Autora on

O clima esquentou na sala do Gajeel? E esse fato sobre Mira, então? Será que é verdade? Juvia e Lucy arrasando na Geografia/ História. A garota o olhos âmbar colocando ordem no barraco? Por que? E o suposto conhecido de Gajeel? Meu Deus é muita coisa. rsrs Por que será que a ula da professora Mavis é tão calma? Confira mais nos próximos capítulo. bjs.

Juvia on

Eu acho que passei a amar Geografia. Mas esses mapas ridículos são o cumulo do mundo. Afss...


Notas Finais


Então meus amores? Oq eu acharam? Deixem seus comentários para interagirmos juntos. Desculpem a demora novamente, e também a falta de drama aqui nas notas finais. Espero que tenham gostado, e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...