História Tudo mudou com você - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 29
Palavras 648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee amores, começando aqui com minha primeira fanfic. Tomara que gostem. Elogios e sugestões são sempre bem vindos (a) <33

Irei assinar com Unicórnia sz
Kisses <3

Capítulo 1 - Amor a primeira vista?


Fanfic / Fanfiction Tudo mudou com você - Capítulo 1 - Amor a primeira vista?

                            POV. SASA

Já estava acordada à um bom tempo, sabe quando você tenta encontrar forças para sair da cama e encarar mais um dia que sabe que será igual todos aos outros?
O despertador tocou, 08:00 horas da manhã.
- AAAAAAAAH
 Gritei em um pulo na cama por conta do susto. Desliguei o despertador e me sentei na cama colocando os pés em minhas pantufas de panda.
Me levantei e fui até a janela, abri a cortina e aquele sol forte bateu em meu rosto.
Peguei minha toalha e fui até o banheiro. 
Lavei o rosto e me encarei no espelho por alguns segundos. 
Tirei minha roupa e entrei em baixo do chuveiro.

Alguns minutos depois, sai do banho, me sequei e escovei meus cabelos ruivos enquanto me observava no espelho.

Desci até a cozinha e vi minha mãe preparando um café em que sentíamos o cheiro de longe.

- bom dia mamãe! — sorri e lhe dei um beijo em sua bochecha.
- Bom dia minha filha. — ela sorrio largo e retribuiu o beijo em minha testa como ela fazia quando eu tinha 7 anos de idade.

Peguei sua caneca e tomei um gole de seu café rindo baixinho. 
Preparei meu sanduíche com bacon e ovos adicionando carinhosamente um pouco de orégano em cima do queijo derretido. Me sentei a mesa junto a ela e lembrei de quando eu era pequena e dava bom dia para ela e meu pai todas as manhãs enquanto ele lia seu jornal diário.
Senti meus olhos lacrimejarem ao lembrar dele. 
Comi meu lanche e voltei para meu quarto escolher minha roupa para ir para escola.

Vesti uma saia preta acima dos joelhos e uma camiseta cinza onde as mangas também eram pretas. Coloquei meu tênis  branco da Adidas, peguei minha mochila e fui para sala esperar dar o horário de ir para escola.
Assim que deu 12:30 me levantei do sofá e me despedi de minha mãe. Fui a pé para a escola já que não era tão longe de casa.
Quando cheguei na escola me deparei com um aluno novo, era alto, olhos azuis que brilhavam com o sol, loiro radiante. Observei ele lendo um livro, estava isolado de todos.
Depois de um tempo ele se virou para mim e deu leve sorriso mostrando seus dentes.

Fiquei um tanto avermelhada mas retribui o sorriso — caralho, até seu sorriso é encantador — disse para mim mesma.
Bateu o sinal para ir para primeira aula, segui em direção a nossa sala, me sentei no fundo como de costume e olhava para os lados quase o tempo todo para ver se o loiro estava na mesma sala.
O professor se atrasou uns  15 minutos, ele entrou na sala de aula;

- Olá turma…

Ele foi interrompido pelo tal garoto que entrou na sala meio perdido e estava atrasado.

- Vejamos, parece que temos um aluno novo — disse o professor sorrindo. — bom, você pode se apresentar a turma novato. 
- Ahn… Sou Rafael, mas podem me chamar de Rafa — disse o garoto para a turma um tanto envergonhado.

Vi que ele olhou para o fundo da sala e me viu, soltou o mesmo leve sorriso que havia mostrado antes de entrar na sala. Eu retribui colocando uma mecha de meu cabelo atrás da orelha enquanto segurava a caneta encantada com a beleza dele.
Não, nananina não! Você não deve estar "apaixonada" pelo garoto que acabou de chegar não é mesmo? — pensei indignada comigo mesma.

Ele se sentou na minha frente, já que o garoto que se sentava ali havia sido transferido. Vi que ele sorrio e me olhou de canto.

Não, consegui prestar atenção em quase aula inteira, só fiquei desenhando enquanto o professor passava a matéria. O sinal para o intervalo bateu.

- entendeu Flávia? — disse o professor saindo da sala
- Entendi sim professor. — menti e sai da sala de aula para o intervalo. 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e me desculpem pelo capítulo curto, irei melhorar sz. Avisando que não tenho previsão para o próximo capítulo.

Kisses da Unicórnia <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...