História Tudo mudou!! ~imagine bts/blackpink - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Chanyeol, Jennie, J-hope, Jimin, Jisoo, Jungkook, Kai, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Bangtan Boys, Black Pink, Bts, Imagine
Visualizações 59
Palavras 1.627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura 💜

Capítulo 47 - Cap 47


Fanfic / Fanfiction Tudo mudou!! ~imagine bts/blackpink - Capítulo 47 - Cap 47

~S/n on

3 dias após o Jimin ter recuperado a consciência, o Chanyeol deu alta para ele voltar pra casa.

Chanyeol: Bom, como o Jimin está quase totalmente recuperado, ele já pode ir sem vocês se preocuparem. -sorri.

- Muito Obrigada Chany. -eu abro um sorriso enorme e ando até o maior, o abraçando fortemente.

Jimin: Cof Cof. -ele tosse e eu entendo o "recadinho" me separando do Chanyeol no mesmo momento. -Valeu aí Chanyeol, sério mesmo...se não fosse por você... -ele sorri fraco.

Chanyeol: Não tem de que. -retribui o sorriso.

Sr. Park: Já podemos ir agora? -ele vai até a cadeira de rodas onde o Jimin estava sentado, por não poder se esforçar muito.

E sim, o Jimin e o pai dele já se resolveram.

(Flashback on)

Estávamos eu e o Jimin no quarto onde o silêncio reinava, ouvia-se apenas o som do ar condicionado ecoando pela sala. O Jimin estava dormindo tranquilamente em sua cama, enquanto eu estava sentada apenas o admirando (Eu amo fazer isso).

Até que a porta do quarto se abre de forma lenta e sem produzir barulho algum, volto meu olhar para a porta e avisto o Sr. Park entrando no quarto, com seus olhos arregalados e marejados fixados no Jimin, como se fosse a primeira vez que o visse na vida.

- Sr. Park -sussurro para evitar acordar o Jimin.

Ele me olha e cobre a boca com sua mão, deixando que as lágrimas tomassem conta do seu rosto.

Sr. Park: E-ele...está bem? -me fita com um olhar que nunca havia visto em seu rosto.

- Sim, ele está. -sorrio, e meus olhos marejam imediatamente.

Vejo suas pernas enfraquecerem e o mesmo cair de joelhos no chão e começar a chorar compulsivamente, enquanto eu ouvia apenas seus sussurros que diziam "Obrigada, muito obrigada por não levar meu filho para longe de mim."

Jimin: P-pai? -vejo o mesmo se ajeitar na cama, possibilitando que visse o seu pai no chão.

Sr. Park: Meu Jimin. -o pai dele se levanta e corre até o mesmo, o abraçando com muita força. -Me perdoa meu filho, eu amo tanto você, me desculpa não ter te apoiado naquela época. -ele fala enquanto suas lágrimas escorrem em seu rosto e pingam no ombro do Jimin. -Eu tenho tanto orgulho de você meu filho, e sei que sua mãe ficaria muito orgulhosa também. -sussurra.

Jimin: Me perdoa também pai. -ele começa a chorar. -Eu nunca mais vou te deixar...Nunca mais. -sussurra.

(Flashback off)

Chanyeol: Já podem ir sim. -ele diz e aperta a mão do Jimin e do pai dele.

Sr. Park: Muito obrigada novamente Dr. Chanyeol. -fala enquanto começa a empurrar a cadeira de rodas para fora do quarto.

Jimin: Amor, você não vem? -ele me olha.

- Já vou, podem ir na frente. -digo e o mesmo assente com a cabeça. E o pai dele sai com o mesmo para fora do quarto.

Após eles saírem eu abraço o Chany novamente, mas dessa vez fortemente, e o mesmo retribui.

- Chany...eu não sei como te agradecer. -digo ainda o abraçando, e deixando umas lágrimas escorrerem pelo meu rosto.

Chanyeol: E não precisa...só de saber que ele está bem e que você está feliz já basta para mim.

- Muito obrigada mesmo. -separo o abraço e enxugo as lágrimas do meu rosto. -Então, que dia vamos sair de novo? -rio fraco.

Chanyeol: Na verdade...eu ia te contar que...eu vou me mudar de Seul, eu fui transferido. -diz com receio da minha reação.

- O que??? Porque não me contou? -elevo a voz.

Chanyeol: Eu não achei bom te contar, você já tem coisas mais importantes para se preocupar.

- Você também é importante Chany. -inflo as bochechas. -Pra onde você vai?

Chanyeol: Me transferiram para um hospital em Daegu, eu vou ser chefe de cirurgia lá. -abre um sorriso.

- Eu...fico muito feliz por você. -dou um sorriso que não disfarçava muito minha tristeza.

Chanyeol: Não fique assim S/n, sempre que eu puder venho te visitar. -me abraça de lado.

- Tudo bem. -suspiro. -Vou sentir sua falta Chany.

Chanyeol: Também vou sentir a sua baixinha. -passa a mão em meus cabelos.

(Eu até reclamaria por ele ter me chamado de baixinha, mas perto dele eu realmente sou uma anã)

- Agora eu tenho que ir. -sorrio fraco. -Tchau Chany -dou um beijo na bochecha do maior, e logo em seguida saio do quarto.

Ao olhar para o corredor vejo o Jimin e seu pai parados no meio dele.

- Ué, o que houve? -me aproximo dos dois.

Jimin: Tá cheio de fotógrafos e de fãs na entrada do hospital. -soa frustrado.

Sr. Park: Não tem outra saída aqui?

- O problema é que meu carro está lá na frente. -suspiro forte.

Jungkook: Ei gente. -ouço ele gritar de longe enquanto caminha até nós.

- Oi Kook?

Jungkook: O Bang PD viu que aqui estava cheio de seguranças e fãs pela televisão e mandou esses 4 seguranças para ajudar o Jimin a passar por eles. -ele diz apontando para 4 homens que pareciam gigantes de tão fortes e altos.

- Que bom! -sorrio.

Então os 4 homens nos rodearam e nós nos dirigimos até a saída, mas antes de sairmos, o Jimin e eu colocamos bonés e máscaras que combriam nossas bocas para evitar as fotos.

Nós saímos e com a ajuda dos seguranças, chegamos com sucesso ao meu carro. Entramos no mesmo e logo dei partida até a minha casa.

*Em casa*

- Bom Jimin, já que você não pode subir as escadas você vai ter de dormir no sofá por um tempo. -falo e ele bufa. -Mas eu vou dormir com você, ou achou que eu ia te deixar só? -falo com uma voz fofa e ele sorri fechando os olhos.

Jimin: Mas...e o meu pai?

Sr. Park: Não filho, infelizmente eu vou ter que voltar ainda hoje para Busan. Não tenho ninguém para cuidar do meu restaurante. -entristece o olhar e agacha na altura do Jimin.

Jimin: Ah. -abaixa a cabeça.

Sr. Park: Me perdoa filho, mas eu prometo que volto assim que puder para te ver. -dá um beijo na cabeça do mesmo.

Jimin: Tudo bem, eu entendo. -dá um sorriso fraco.

Sr. Park: eu sei que a S/n vai cuidar muito bem de você. -me olha e sorri. Eu retribuo.

Jimin: Eu sei que vai -diz com voz baixa. -Assim que eu ficar melhor eu vou te visitar.

Sr. Park: Esperarei por isso. -ele se levanta. -Agora eu tenho que ir para o aeroporto. Eu te amo filho, nunca se esqueça disso. -deposita outro selar na cabeça do mesmo. O Jimin sorri.

Jimin: Também te amo Pai. -ele diz, e o pai dele se dirige até a porta da casa, e se retira.

(Quebra de tempo)

Já se passou 1 semana desde que o Jimin veio passar um tempo aqui na minha casa, e graças a G-dragon, ele já estava caminhando normalmente e fazendo quase tudo sozinho, mas ainda ficava um pouco ofegante ao fazer determinadas coisas.

Essa última semana, posso até dizer que foi a melhor da minha vida. A cada dia que se passava, eu tinha  ainda mais certeza de que o Jimin era realmente o homem da minha vida, ele é tão carinhoso e cuidadoso. E apesar de estar um tanto debilitado, mesmo assim insistia em cuidar de mim. E por algumas vezes enquanto eu estava dormindo, acabava sendo acordada por ele conversando com o bebê na minha barriga (a cena mais fofa do mundo). E juntos, nós já estavamos planejando tudo, o quarto do bebê, o nomes para quando descobrissemos o sexo, e ele até parece estar mais empolgado do que eu.

Quarta-feira 17:56 PM

Estávamos eu e o Jimin juntos assistindo alguns doramas na TV, quando eu recebo uma ligação em meu celular. Ao pegar o celular, vejo que é da YG.

O Sr. Yang havia falado comigo a alguns dias por telefone, ele disse que eu poderia levar o tempo que precisasse para me recuperar de tudo que aconteceu e que quando eu estivesse pronta para retornar, a turnê do BlackPink continuaria. E foi aí que eu contei para ele sobre a minha gravidez, e ele não disse nada, apenas falou que depois me retornaria e desligou.

Eu rapidamente atendo a ligação

(Ligação on)

Sr. Yang: Estou falando com a S/n?

S/n: Está sim.

Sr. Yang: S/n, gostaria que viesse até a empresa agora para conversarmos. -diz sério.

Sr. Yang: E o assunto é sério. -completa.

S/n: Tudo bem, estou indo. -digo, e ele desliga.

(Ligação off)

- Jiminnie, preciso ir até a YG. -me levanto do sofá.

Jimin: Vai como? -me olha.

- De carro, vai ser rápido. -digo e pego minhas chaves em cima da mesinha de centro.

Jimin: Toma cuidado, tá?

- Tudo bem amor. -falo, indo em seguida até a porta e me retirando dali.

Vou até o meu carro e entro no mesmo, dando partida até a YG.

*Na empresa*

Eu subo direto para a sala do Sr. Yang, e confesso estar nervosa, porque pela voz dele no celular, a notícia não seria nada boa.

Ao chegar de frente a porta, eu bato levemente e a porta se abre.

Sr. Yang: Pode entrar S/n.

Eu faço reverência para o mesmo e entro, me sentando em uma cadeira

Sr. Yang: Bom, eu te chamei aqui para falar da sua gravidez. -ele se senta de frente para mim e coloca as mãos em cima da mesa, cruzando seus dedos em seguida.

- Sim, eu imaginei. -engulo seco.

Sr. Yang: Eu vou ser bem direto com você S/n. -me encara. -Não podemos divulgar que você está grávida porque seria um escândalo para o grupo e para a empresa, e muito menos podemos aceitar que você continue no grupo estando grávida. -ele diz, fazendo meu coração bater de forma descompassada.

- E então? -me esforço para perguntar, com medo da resposta.

Sr. Yang: Vamos te dar duas opções, e são elas: Você pode abortar o bebê e seguir a sua carreira normalmente, e assim alcançar todos os seus sonhos que sei que você tem. Ou você pode continuar com o bebê e manter a gravidez, mas será automaticamente retirada do grupo BlackPink. -ele fala e suspira ao terminar. -A escolha é unicamente sua.

Continua


Notas Finais


Desculpem pelo capítulo péssimo, mas foi o que eu consegui postar hoje hehe. Amanhã terei mais tempo e vou tentar postar um maior e bem melhor!
Mas espero que tenham gostado 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...