História Tudo mudou!! ~imagine bts/blackpink - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Chanyeol, Jennie, J-hope, Jimin, Jisoo, Jungkook, Kai, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Bangtan Boys, Black Pink, Bts, Imagine
Visualizações 56
Palavras 2.401
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura 💖

Capítulo 48 - Cap 48


Fanfic / Fanfiction Tudo mudou!! ~imagine bts/blackpink - Capítulo 48 - Cap 48

{...} — A escolha é unicamente sua.

Matar meu bebê? Ele estava falando sério mesmo? Eu não conseguia acreditar no que ele estava me propondo. Eu imediatamente senti dentro de mim, que eu poderia desistir de tudo, dos meus sonhos, da fama, do orgulho que eu sempre sonhei em dar para minha falecida mãe, mas eu sentia principalmente que não podia desistir do meu filho, jamais.

— Está falando sério Sr. Park?

Sr. Park: Estou. —se expressa firmemente.

— Precisa da minha resposta agora? —pergunto o encarando.

Sr. Park: Eu sei que é uma decisão difícil, mas eu precisaria da sua resposta agora. —tenta demonstrar compreensão. —Amanhã o BlackPink vai ter uma entrevista ao vivo no KoreaTV e com certeza irão perguntar sobre você.

— Bom, na verdade não é uma decisão tão difícil assim. —falo e me encosto na cadeira.

Sr. Park: Então, vai continuar no BlackPink? —me olha meio animado.

— Olha, senhor, se for para escolher entre a vida do meu filho e continuar no grupo, eu prefiro sair do BlackPink.

Sr. Park: S/n. —ele desliza as mãos em seu cabelo. -Você tem certeza disso? Pense no que continuar no BlackPink te proporcionaria.

— Eu tenho certeza absoluta. —me mantenho firme.

Ele se inclina para frente e passa a mão no rosto em sinal de frustração.

Sr. Park: Se é isso que você quer. —ele puxa um papel e uma caneta da gaveta de sua mesa e me entrega. —É só assinar aqui e aqui. —fala e me indica os locais.

Ao olhar para o papel e ler o nome "Quebra de contrato" no início da folha fez a minha visão embaçar, e eu senti um frio bem incômodo na barriga.

Eu estava oficialmente desistindo do meu sonho naquele momento, e ao assinar o papel, tudo iria por água abaixo. Mas eu me mantive firme, e por fim assinei o papel.

Sr. Park: Bem, foi um prazer te conhecer S/n. —ele se levanta e aperta a minha mão.

— Igualmente Sr. Park —sorrio, e em seguida faço reverência.

Eu ando até a porta e a abro, porém ao sair daquela sala, as lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto.

Eu não estava arrependida pelo que acabo de fazer, mas eu sentia uma dor gigante no meu peito por ter que desistir do meu sonho, por ter que largar a minha carreira dessa forma, após tanta luta para chegar onde eu cheguei. Eu só espero que todo esse sacrifício que eu estou fazendo, valha a pena.

~S/n off

~Jimin on

Depois que a S/n saiu de casa, eu continuei a assistir os doramas por um longo tempo.

Até que alguém toca a campainha da casa

(Será a S/n? Mas ela tem a chave de casa, então não deve ser ela. Vou ver quem é)

— Só um minuto. —grito, enquanto levanto com um pouco de dificuldade.

Ao abrir a porta, me deparo com o Bang PD coberto dos pés a cabeça, provavelmente para que ninguém o reconhece-se e acabasse o seguindo.

— Bang PD? O que está fazendo aqui? —pergunto surpreso.

Ele mesmo antes de responder, empurra a porta e entra, a fechando em seguida.

Bang PD: Tinha umas garotas me seguindo, tomara que elas não tenham visto onde eu entrei. —diz ofegante.

— Mas...o que o senhor veio fazer aqui?

Bang PD: Temos que conversar. —ele começa a tirar o seu "disfarce".

— Tudo bem... —me direciono de volta ao sofá junto com ele, e nos sentamos.

Bang PD: Eu já estou sabendo que sua namorada está grávida. —É bem direto. —O que pensa em fazer sobre isso? Vai divulgar para a mídia? Vai esconder? O que pensa em fazer Park Jimin? —me pergunta com um tom de curiosidade.

— Eu...não acho que precisamos divulgar nada. —soo meio incerto. —Eu pensei em manter em segredo.

Bang PD: Enfia na sua cabeça Jimin, as pessoas descobrem tudo, uma hora ou outra vão descobrir. —ele fala até calmo demais para o meu gosto. —Ou por acaso você não vai registrar a criança?

— Vou...mas

Bang PD: Não tem "mas" Jimin, não tem. —me interrompe.

— E...em que está pensando? —o olho fixamente.

Bang PD: Olha, eu não pensei em nada específico. Mas...eu sei que você não pode assumir o filho e continuar no grupo.

— O-oque está tentando me dizer? —olho para ele assustado.

Bang PD: Você terá que escolher entre o grupo, seus amigos, sua carreira, seus fãs, tudo que você lutou para construir ou a S/n e o seu filho. —ele firma a voz ao falar.

— B-bang PD, não está falando sério não é? —tremo a voz.

Bang PD: Infelizmente estou Jimin. —abaixa o olhar.

— Está me pedindo para escolher entre as duas coisas que eu mais amo no mundo? —sinto meus olhos marejarem.

Bang PD: Eu não tenho escolha, é para o bem da reputação do grupo e da empresa.

— E-eu não posso desistir dos meus fãs, eles são tudo para mim. Mas a s/n também é. —murmuro comigo mesmo.

Bang PD: Preciso que se decida Jimin, me desculpe por isso, mas eu preciso. —diz sem me olhar nos olhos, creio que por não conseguir.

— E-eu...não posso desistir da minha carreira, lutei tanto pra chegar onde estou hoje. —digo com a voz já chorosa.

Bang PD: Então, está escolhendo o grupo? —levanta o olhar.

Eu o encaro por um tempo e logo as lágrimas tomam conta do meu rosto.

— S-sim...eu...escolho...o grupo. —digo com muita dificuldade.

Ele me abraça forte

Bang PD: Me perdoa filho, não queria ter que fazer isso com você. —percebo tristeza em sua voz. —Eu...vou te deixar sozinho agora. —ele se levanta do sofá, pega seu "disfarce" e sai pela porta da frente.

Após ele sair, eu não aguentei e me desabei em lágrimas grossas, em lágrimas de dor.

Como eu iria contar isso para a S/n? Como eu ia contar para ela que acabo de desistir do nosso futuro juntos? Eu a amo tanto que chega a doer. Mas eu não posso deixar meus fãs, não posso deixar a minha carreira dessa maneira.

O meu coração doía de forma inexplicável ao pensar que não veria meu filho nascer, dar os primeiros passos, dar a primeira risadinha, ou que ele(a) não teria ninguém para chamar de Appa.

Eu me deito no sofá enquanto choro compulsivamente e me culpo a todo momento pelo que acabo de fazer.

~Jimin off

~S/n on

Após sair da YG, eu dirijo de volta para casa rapidamente. Eu só queria chegar em casa e abraçar o meu Jiminnie, eu sabia que ele me faria sentir melhor.

*Em casa*

Entro pela porta da frente e penduro as chaves em seu devido lugar, indo em seguida até o sofá. Ao chegar ao lado do mesmo, vejo o Jimin deitado dormindo. Eu me agacho na altura do mesmo e olho para o seu rosto, onde percebo que haviam lágrimas secas e outras que ainda escorriam lentamente por sua face.

— Jiminnie. —o chamo, enquanto passo a mão delicadamente no rosto do maior. 

Ele abre lentamente seus olhos, me possibilitando ver o quão vermelho eles estavam.

— Meu amor, você estava chorando? —pergunto preocupada.

Jimin: Sim, é...foi por causa de um dos episódios do Dorama. —ele tenta disfarçar o nervosismo em sua voz.

— Você chorou por causa de um episódio do Dorama? Tá tudo bem com você? —debocho.

Ele ri

Jimin: E como foi lá na YG? O que queriam com você?

(Por um segundo, eu havia esquecido do que acabara de acontecer na YG)

— A-ah...sobre isso. —meus olhos se enchem de lágrimas novamente. —Eu...estou fora do grupo.

Jimin: O que??? Porque S/n?? —se surpreende.

— Pediram para eu escolher entre o bebê e o grupo, se eu escolhesse o grupo eu teria que abortar o nosso filho. —digo e uma lágrima fina escorre pelo meu rosto.

Ele fica boquiaberto

Jimin: Te pediram para fazer isso? —ele pergunta sem acreditar no que acaba de ouvir.

— Pediram. —abaixo o olhar e coloco a mão na barriga, onde já havia um certo volume. —Eu não podia desistir dele, não podia desistir de nós. —tremo a voz.

O Jimin vem até mim e me abraça forte

— Vocês agora são tudo para mim! —exclamei, e senti meu ombro ser molhado pelas lágrimas do maior.J?

Jimin: Me perdoa S/n. —ele sussurra.

— A culpa não é sua Jiminnie. —passo a mão em seu cabelo rosado.

Ele começa a chorar em meu ombro, eu fico sem entender o porque dele ter reagido daquela maneira, mas não também não procurei saber o motivo.

.

.

.

Quinta-feira 15:03 PM

Como o Sr. Yang havia dito, o BlackPink iria dar uma entrevista ao KoreaTV está tarde, e é claro que eu iria assistir.

Quando deu 15h eu estava de frente para a televisão, pronta para assistir.

Ao começar, vejo todas elas entrarem e começarem performando 'Whistle'. E após terminarem a performance, elas se sentam nas cadeiras postas para cada uma delas, e eu conseguia perceber em seus rostos a tristeza que elas sentiam.

E assim, iniciaram-se as perguntas para o grupo.

Entrevistador: Bem, podemos começar com uma pergunta que pode ser um tanto incômoda, mas não é obrigada a responder nada, tudo bem Lisa?

Lisa concorda com a cabeça

Entrevistador: Sobre o que aconteceu com você, do sequestro. —ele fala e vejo a Lisa ficar meio inquieta, —Como você está conseguindo continuar? Com todo esse trauma, e lembranças que acredito serem horríveis.

Lisa: É... Sim, foi muito difícil para mim continuar, e ainda continua sendo mesmo depois de quase 2 meses. Mas o que me motiva a querer continuar são meus amigos e família, eles são incríveis, e claro, os meus fãs principalmente. —fala enquanto tenta segurar o choro.

Entrevistador: Você é realmente forte Lisa! Continuar mesmo depois de tudo que te aconteceu. —ele fala e ela dá um leve sorriso.

.

.

.

Entrevistador: E agora que já chegamos na última pergunta, é claro que essa não iria faltar. —ele olha para elas com curiosidade. —A quinta integrante do grupo, a S/N, onde ela está?

Ao fazer aquela pergunta, a Jisoo que já estava se segurando a bastante tempo, não aguenta e acaba se desfazendo em lágrimas.

Jennie: É...ainda é uma coisa difícil para se falar. —ela treme a voz e tenta conter as lágrimas levantando a cabeça e suspirando. — A S/n não faz mais parte do BlackPink.

Ouço o som de surpresa dos fãs que se encontravam naquele local.

Entrevistador: E porque ela saiu do grupo?

Rosé: Ela não faz mais parte...por motivos de saúde. —responde rapidamente. —Mas por favor, continuem dando o amor de vocês a ela, ela merece. —sorri.

Entrevistador: Então é oficial? S/N não faz mais parte do BlackPink?

Lisa: Sim, é oficial. —fala enquanto tem seu rosto banhado por lágrimas.

.

.

.

Jimin: O que aconteceu S/A? —pergunta ao me ver chorando.

— Agora é oficial mesmo...eu não faço mais parte do BlackPink. —me ponho a chorar ainda mais e ele me abraça.

~S/n off

~Jimin on

Eu me sentia tão culpado ao ver a S/N sacrificar tudo por nós, e eu em meus atos egoístas desistir dela e do nosso filho para continuar a minha carreira. Mas é como eu falei para o Bang PD, eu não posso desistir dos meu fãs e deixá-los como se não fossem importantes.

~Jimin off

~S/n on

(Quebra de tempo)

|6 meses depois|

Meses se passaram, e claro, o Jimin voltou a se apresentar com o grupo, eles voltaram com a Wings Tour, o que fazia com que eu visse o Jimin às vezes apenas 1 vez no mês. Mas ele sempre me ligava ou mandava mensagem, claro que não é a mesma coisa, mas é melhor do que nada.

Eu já estava chegando ao 8 mês de gravidez, e passei a maior parte sozinha. Eu até entendia o Jimin não poder passar a maior parte do tempo comigo, eu não podia impedí-lo de sair em Tour, afinal, eu que escolhi namorar um K-idol.

Porém sempre me perguntava o que ele iria fazer ao bebê nascer. A única vez que lembro dele estar presente em um momento importante, foi quando descobrimos se seria menino ou menina.

(Flashback on)

Eu já estava deitada na maca, com a minha blusa levantada deixando minha barriga à mostra, e o Jimin?atrasado como sempre.

Taeyeon: Podemos começar o ultrassom? —ela pega um gel em suas mãos.

— Não podemos esperar só mais um pouco? —a olho de forma 'pidona'.

Taeyeon: Me desculpe, mas eu tenho outros pacientes para atender depois de...

Jimin: Cheguei, cheguei... —ele abre a porta desesperadamente e entra. —Me perdoa pelo atraso amor. —me dá um beijo na testa.

Taeyeon: Bom, então vamos começar. —ela sorri.

O Jimin entrelaça nossas mãos e abre um sorriso empolgado.

Ela põe uma boa quantidade de gel (bem gelado por sinal) na minha barriga, e logo começa a passar o aparelho por toda ela.

Taeyoen: Olha ali, é o bebê de vocês. —ela sorri e aponta para o monitor. 

Meus olhos se enchem de lágrimas, e eu não conseguia expressar nada em palavras, eu apenas sorria.

Taeyeon: E eu preciso dizer que, como você ainda vai completar 4 meses de gravidez s/n, podemos não descobrir o sexo agora.

Jimin: Mas pode ser que descubra, não é? —pergunta esperançoso.

Taeyeon: Claro. —ela sorri. —Agora vamos ver. -ela volta a passar o aparelho em minha barriga.

Sinto o Jimin apertar a minha mão com muita força. Eu volto meu olhar para ele, e vejo um sorriso enorme estampado em seu rosto e seus olhos brilhantes pelas lágrimas que o inundavam.

Taeyeon: Ah. aqui está. —ela diz animada. —Parabéns, vocês vão ter uma menininha.

Jimin: Aaaaaa, amor você ouviu? Vamos ter uma garotinha. —ele começa a rir e a bater palmas em sinal de felicidade.

— Eu ouvi meu amor. —eu começo também a rir, tanto de felicidade quanto pela reação dele.

Taeyeon: Parabéns para os dois. —ela sorri e se retira da sala.

Depois que ela sai, o Jimin parece ficar pensativo e vejo seu olhar se entristecer.

— O que houve Minnie? —pergunto preocupada.

Jimin: Eu só... —ele se força a sorrir e vem até mim. — Obrigada por isso meu amor, obrigada por ela! —ele põe a mão na minha barriga e encosta nossas testas. —Eu te amo! —após falar, ele começa a chorar de forma inexplicável.

Eu novamente não entendia o porque daquele choro compulsivo, mas o puxei para mim e o abracei com todas as minhas forças.

(Flashback off)

Como o Kai tinha se mudado para a casa da Jennie, eu ficava o tempo inteiro sozinha, a não ser quando as meninas vinham me visitar, mas era coisa rara porque elas também estavam em turnê.

E nesse tempo em que fiquei sozinha, decidi que quando completasse 9 meses, eu iria pedir ao Jimin para irmos pra Malibu, minha família tem uma casa de praia lá e que era ótima para morar, era calmo e não haviam muitas pessoas por perto.

Achei que seria bom para criarmos a nossa filha lá, então na próxima vez que ele vier aqui, vou propor isso para ele, e espero que ele aceite. Afinal, a Wings Tour já vai ter acabado.

Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...