História Tudo Por Acaso ! - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hyuuga Hiashi, Kizashi Haruno, Kushina Uzumaki, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze
Tags Akatsuki, Colegial, Drama, Festa, Kushina, Minakushi, Minato, Naruto, Romance
Visualizações 131
Palavras 3.675
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 29 - Problemas


2 Meses Depois 
            21 de Novembro, Outono 

 

Murmúrios corriam pelas cadeiras da sala, ansiosos e animados, todos direcionados ao palco vazio. A professora entrou apressadamente e se dirigiu desconcertada até o centro do pequeno palco. 

- Desculpem a demora, problemas e mais problemas! - Falou a mulher loira, arrumando alguns fios despenteados. - Bem... começamos hoje o segundo bimestre do curso. Faremos um jogo teatral para introduzir o conteúdo. Façam duplas! 

Derek aproximou a cadeira pra perto de Kushina, massageando seus ombros delicadamente. A ruiva só respondeu com um sorriso, reconhecendo o amigo. Aos poucos a sala também se dividia.

- Vou escolher uma dupla, que subirá ao palco. Eu direi um assunto e vocês terão que conversar sobre isso. A única regra é que a primeira letra da frase tem que ser em ordem alfabética! A primeira frase começa com a letra "A" e a segunda responde com a letra "B" e assim por diante. Entenderam?

Todos concordaram. A professora somente sorriu, empolgada com a turma. 
Ela chamou alguns duplas que falaram sobre assuntos diversos, até errarem e serem trocados por outras duplas. 

- Kushina... Derek, é a vez de vocês! - Pediu a professora.

Os dois subiram lá, vendo que foram quase uma das últimas duplas.

- O tema vocês é viagens. Podem começar!

Os dois se olharam pensativos antes de começar.

- Ano passado eu estava na Inglaterra. - Começou Derek.

- Bonito país é a Inglaterra. O que fazia lá? - Respondeu a ruiva. 

- Comecei um intercâmbio de 1 ano. 

- Deixou-me para trás, sozinha.

As falas eram pensadas, para seguir a ordem do jogo. 

- Eu te chamei para ir junto...

- Falei pra você aquilo não era pra mim.

- Ga-ganhei essa chance, não iria desperdiçar. 

- Hoje você finge que nada aconteceu não é mesmo?! - Kushina perguntou, ainda na dinâmica da aula. Todos só observavam em silêncio. 

- Você sabe muito bem que poderia ter ido junto comigo! - Derek respondeu, triste.

- Você seguiu seus planos e eu os meus, não reclame do resultado! - Kushina disse, quase gritando.

- Eu estou aqui por você agora, por que desistiu de mim tão fácil?

- Não fui eu quem desistiu. Mas as coisas passaram. 

- Me dá uma chance... - Respondeu rápido ele, mas foi interrompido antes de continuar. - Eu te...

- Gente, chega! Nossa horário acabou e vocês erram... muito! - A professora falou, vendo que tinha esquecido da aula prestando atenção da conversa.

Todas estavam acompanhando a discussão e nem fizeram reclamações quando a dupla errou. Os dois se deram conta de como a conversa essa aberta aos outros e pararam, constrangidos.  

- Na próxima aula nós continuamos. Segundo bimestre, imprevistos e improvisos. Estão dispensados! 

Kushina não demorou pra descer, pegar a mochila e sair depressa da sala de aula antes que qualquer um. Derek juntou os seus materiais e os jogou na mochila, correndo atrás dela. 

Alcançou-a no final do corredor, que não estava com a melhor das feições. Seu rosto esta corada e estava assustada. Ele também estava, preocupando-se com ela.

- Kushi, não... - Tentou falar, mas a ruiva o deu de ombros. 

- Não! Só não! Argh! - Ela respirou fundo, e com um semblante abatido continuou. - Eu só... não tô nos meus melhores dias. 

- Minato? O que aquele idiota...

- Não fala assim! Ele estava pra mim quando você não estava pelo menos! - A ruiva se alterou, levantando a voz. As pessoas no corredor não pararam para ver o motivo do grito. Ele parou, deixando os ombros caírem e perdendo a postura.

- Desculpa...

- Só... esquece isso ok? Esquece tudo! 

Ela saiu andando antes que ele falasse alguma coisa. Derek pensou em gritar algo, mas iria a expor mais que o necessário. Desistiu, planejando a deixar sozinha um pouco.

 

 


{...}

 

 


Kushina sentou em uma das mesas do jardim, observando as nuvens fechando o céu. Estava tensa e não conseguia ingerir mais nada que o chá gelado. Podia ser um daqueles dias de tpm ou somente as forças conspiravam contra. 

Aquela paisagem de outono era triste, nublada e morta. As folhas laranjas caiam secas ao chão e o inverno se aproximava. 

Ela pegou o celular em mãos, abrindo a galeria e vagando o olhar pelos álbuns. Abriu um quando lembrou-se de uma foto. 
Férias de verão, ela e Minato fazendo caretas na praia de San Francisco. Sorriu ao lembrar das brincadeiras que ele estava fazendo. O dia estava tão lindo e a relação deles não poderia ser melhor. 

Ela abriu o contato dele no celular, vendo a foto que ela tirou no primeiro dia da faculdade. Sorria bobo, fechando os olhos, e exibia os alinhados dentes brancos. Apertou, ligando para ele, mas não resultou em nada mais que alguns "bips" e o silêncio. Por que ele está tão distante? - Pensou ela, frustrada. 

A relação deles no último mês foi virando rotina, se encontrando poucas vezes, quase não saindo e conversando mecanicamente. Ele passava o dia estudando e a noite não dava notícias. Trabalho, era o que dizia à ruiva todas as vezes. Ela também, focou no teatro e esqueceu. Derek a fazia companhia, mesmo que ficassem constrangidos as vezes. Momentos como o daquele dia ja tinham se repetido antes, mas em forma de pequenas e discretas indiretas. 

Derek... não, não quero pensar nisso. - Pensou.

Ela virou a atenção pro celular, que tremia discretamente com uma ligação. Sorriu, atendendo rápido.

- Minato! - Falou rápido, feliz em o loiro ter retornado.

- Você preferia que fosse não é?! - Respondeu a voz na ligação.

- Aah... Fugaku, não, desculpa! Eu não vi que era você. - Sorriu fraco Kushina, enganada. 

- Pelo jeito não sou o único que não consegue fala com o idiota do Minato. - Falou Fugaku, rindo.

- Sim... 

Ela respirou devagar, triste ao dizer as palavras.

- Vocês brigaram? 

- Sim... não, só... argh!

- Quer me contar? Eu adoro San Francisco mas em cinco horas estou aí se precisarem! San Francisco nem é tão longe. - Falou Fugaku, fazendo a ruiva rir. 

- Não, não é nada demais. Nós só estamos muito ocupados, eu acho. A universidade tem sido puxada ultimamente e não estamos conseguindo nos falar.

- Olha, eu acho que deve ser só uma fase, sabe?! Coisas novas, ou antigas... Tente conversar com ele. 

- Ok Fugaku, vou tentar. - Sorriu fraco novamente, secando as mãos. - Obrigada! 

- Não tem de que ruivinha! 

- E você e Mikoto, como estão? 

- Estamos ótimos, nunca estivemos melhor. Temos estudado juntos então a faculdade está sendo fácil e... as noites recompensam. - Fugaku falou, segurando uma risada. 

- Huuum, safadinhos! - Deram risada. - Quando estiver com ela, fale que estou com saudades. 

- Darei o recado! Bem... preciso ir. 

- Ok! Aproveite San Francisco com Mikoto, é uma cidade maravilhosa!

- Aah, mesmo com o horário apertado aqui em Stanford ou vou leva-lá para passear algum dia. Alguma sugestão? 

- Deveriam ir até a Golden Gates, é bem bonita durante o final da tarde.

- É meio longe, mas... tentarei!

- Me conte depois. E fale pra Mikoto me ligar mais vezes! 

- Pode deixar! Até mais, ruivinha! 

- Até mais Fugaku! 

- Ah, e não abandone meu amigo, ele é meio idiota mas sem você ele não é nada. 

- Pode deixar!

Ele desligou e ela fez o mesmo, guardando o celular no bolso do casaco. Suspirou, terminando de tomar o suco. 

O horário do almoço estava acabando, mas Kushina estava com aulas vagas e somente decidiu dar uma volta no colégio sozinha. Já tinha passado tempo o bastante para conhecer cada bloco estudantil. Tentou ligar novamente para Minato, qua não atendeu pela décima vez. Rumou para o bloco de atletismo, onde Minato poderia estar. Ela pensou que ele poderia estar treinando com a equipe de natação. O esperaria lá. 

"Estou no prédio de esportes, você está treinando? Depois que sair me ligue! " - Mandou a mensagem pra Minato. 

Levantou-se do banco de pedra, pegando a bolsa e guardando o celular dentro, começando a atravessar o jardim. Não estava andando com pressa, queria curtir a brisa fresca que o dia emanava. 

Quase chegando os prédios de atletismo, foi parada em um solavanco. 

- Kushi... - Respirou ofegante - Eu procurei você pelo campus inteiro! 

Derek a parou no meio do caminho, balançando os ombros com a respiração descompassada. O rosto brilhava um pouco com suor. 

- Está fugindo de mim? Se for por aquilo mais cedo... ahn... só esquece! Mas... não é isso que eu quero falar. - Ele falou baixo, recuperando o fôlego.

- Não... não. O que você quer? - Kushina respondeu, desviando do outro assunto. Ela estava com o cenho franzido, observando-o assustada. 

- Você estava procurando um emprego... estágio... ou algo assim não é?! 

- Sim, por quê? 

- A professora acabou de me dizer que o Teatro Estadual de Los Angeles está contratando aprendizes de palco. Só tem uma vaga.

- Meu deus! Por que você não colocou o meu nome? 

- Eu não sabia se ia querer!

- É claro que eu quero! - Kushina se alegrou, dando pulinhos.

- Vamos logo então! 

Ele deu o braço para que ela corresse ao seu lado, mas a bota de salto que estava usando a impedia. 

- Tinha que estar justamente com essa bota hoje?! - Resmungou Derek. 

Ela o olhou confusa quando ele se abaixou na sua frente, ajoelhado de costas pra ela. 

- Sobe! - Ordenou ele.

- O que? Eu não vou subir nas suas costas! 

- Não temos tempo e você não vai correr com esse salto! 

Ele bufou, contrariada, e subiu em suas costas, abraçando o pescoço dele com força enquanto era levantada do chão. Ele começou a correr com ela, não tão eficiente como se corresse sozinho mas era o mais rápido que podiam. Mesmo balançando em cima dele, ela conseguia ver os rostos curiosos virados para eles. Atravessar o campus foi mais rápido que esperava e quando viu já estava no bloco administrativo. 

- Onde ela está? - Perguntou Kushina. 

Derek estava se alongando, assim que deixou a garota no chão novamente.

- Sala de linguagens e comunicação. - Falou ele, apontando pra um corredor a direta do hall onde estavam. 

Os dois seguiram devagar, tentando parecer normais no meio dos professores e funcionários que transitavam pelo local. Ele a cutucou quando viu a professora saindo da sala, vindo na direções deles. 

- Você realmente voltou, Derek! - Falou a professora de teatro.

- Eu te disse! - Respondeu ele, com um sorriso cansado. 

- Aquele vaga de estágio no Teatro, professora, é real? - Perguntou Kushina, ansiosa.

- Sim, Derek deve ter te falado, não é?! Que bom que chegou rápido, um aulo do último ano falou que queria também. Mas bem, venha até a minha sala que eu te explico melhor! 

Os dois se olharam contentes, seguindo a professora até a sala dela. 
 

 

 

[...]

 

 

 

- Você acha que vai conseguir? - Perguntou Derek, com um sorriso sacana. 

Os dois viraram a esquina lado a lado, andando a passos largos na calçada. Estavam a poucos metros do Teatro, que era somente algumas quadra de distância da Universidade. 

- É claro que eu vou conseguir! - Ela deu um soco em seu braço, fazendo o rir discretamente.

- Eu sei que você vai! 

Ela respondeu com um curto sorriso, respirando fundo. Haviam chegado na frente do Teatro, vendo sua fachada rústica e bonita. 

- Ahn... você pode me esperar lá dentro? Eu já vou entrar, só preciso fazer algo antes. - Falou Kushina, inquieta. 

Derek a olhou duvidoso por alguns segundos, calculando suas ações, e simplesmente concordou entrando no prédio. Kushina pegou o celular e ligou, esperando um pouco até que finalmente fosse atendida. 

- O que você quer? - Minato disse de imediato, ríspido. 

- Olá Minato, o meu dia foi bem, obrigada! Você está tão carinhoso hoje! - Respondeu ela, forçando uma voz sarcástica.

- Eu to no meio de uma importante reunião na empresa, fale logo! - Sussurrou ele, com pressa. 

- Só queria dizer que vim ao Teatro Estadual... 

Cortou-a rispidamente.

- Eu tenho que ir agora! Depois você fala... o quer que seja. 

- Mina...

Ele encerrou a chamada, desligando na cara dela. Ela somente ficou olhando incrédula pro telefone. Queria gritar de raiva, mas segurava tanto a voz quanto as lágrimas. 

- Kushi?! - Derek apareceu na porta de entrada do teatro, com metade do corpo para dentro. - Eles já irão lhe chamar, está quase na hora. 

Ela respirou fundo, odiando do fundo do coração o Minato, tentando esquecer e se concentrar por alguns minutos. 

Esse idiota não vai me fazer chorar! Não agora!

 

 


{...} 

 

 


Derek estava sentado em uma das cadeiras acolchoadas do elegante hall de entrado do teatro, batendo os pés do chão de mármore nervosamente. A recepcionista o reprimia com o olhar, irritada com o barulho. 
Ele estava sentado por cerca de hora, esperando que Kushina saísse de sua entrevista e o dissesse o resultado. Estava tão distraído pensando em como que ela poderia ter ido que não viu a própria abrindo a porta discretamente e andando em sua direção.

- Acho que não foi dessa vez... - Ela sussurrou baixo, chamando a atenção dele que se levantou em um pulo. 

- Como assim? O que aconteceu? - Perguntou ele, preocupado com a cara abatida dela. 

- Eles me fizeram perguntas e mais perguntas, algumas sem sentido... affs! 

- Kushi, você é uma ótima profissional, só não foi dessa vez...

Ela o completou...

- ...Dessa vez que eu fico sem emprego! ME CONTRATARAM! - Ela gritou, mudando a cara abatida pra um sorriso divertido. 

- Oh meu Deus, você me assustou! KUSHI! Isso é incrível! - Ele gritou também, pegando-a no colo e girando em um abraço aperto. 

A recepcionista voiciferou um "Shiu!" para os dois, que riram baixo e saíram aos pulos do teatro. Já no lado de fora, ela mostrou o papel em que havia um carimbo verde de aprovada e alguns comentários e instruções. 

- Eu to muito feliz por você! Parabéns! - Disse ele, sorrindo abertamente para ela, que o olhava feliz.

- SIM! Eu preciso contar isso para o... - Ia pegar o celular no bolso, mas lembrou da grosseria mais cedo de Minato. Fez uma expressão frustada e desistiu, voltando a atenção ao moreno.

- Tudo bem? Você ia dizer algo? - Perguntou Derek, percebendo. 

- Não, nada! Esquece isso! - Ela voltou a sorrir pra ele, que a envolveu com o braço em seu ombro.

- Eu tenho treino de boxe agora, mas podemos ir tomar um sorvete depois para comemorar! O que acha? 

- Ótima idéia! - Ela concordou, sorrindo e abraçando-o. 

 

 

 

{...}

 

 

 

O treino de boxe era em um salão amplo com aparelhos, sacos de pancadas, instrumentos, ringues e vestiários. Passava-se das nove horas da noite e somente Derek e Kushina continuavam ali. O rapaz treinava mais alguns socos e movimentos sozinho, enquanto Kushina o assistia sentada em uma cadeira. A iluminação era pouca e somente havia algumas luzes acesas, o que dava um ar sombrio ao local. 

A ruiva somente olhava o rapaz dar fortes socos em um saco de pancada, fingindo desviar de golpes e contra-atacar sozinho. 

Essa roupa de treino que é pequena ou o Derek parece mais musculoso e gostos... Kushina, pare! Você tem namorado! - Pensou ela, vendo-o suado e com a maior parte dos músculos das pernas e braços a mostra. - Foda-se o idiota do Minato, não estou fazendo nada demais! Pensar não é pecado e nem tira pedaço. 

Ele percebeu que ela estava distraída e se aproximou, tirando as luvas de boxe. 

- Você deveria tentar fazer alguns golpes! - Falou ele, tirando-a de seus pensamentos impuros.

- Não se aproxime de mim, vai tomar um banho antes! - Falou ela, recuando um pouco e rindo do amigo fedido.

- Ui, nojentinha! - Ele deu risada, vendo que ela fazia uma cara forçada de nojo. - Eu só saio daqui quando você tentar me derrubar. 

- Não deveria falar isso, ou esqueceu que meu pai é militar e me ensinou de tudo para "afastar garotos babacas" de perto de mim?! 

- Se você conseguir, eu pago o sorvete mais tarde! - Desafio ele, sorrindo malicioso. 

- Você já não ia pagar? - Retrucou ela, levantando-se da cadeira e sorrindo divertida.

- Tente se puder. - Ele levantou uma sobrancelha, entregando uma das luvas a ela. 

- Não preciso dessa coisa suada pra te fazer perder!

- É isso que veremos! 

Ele jogou as luvas para um canto qualquer e a encarou, assumindo uma posição de luta. Ela tirou o casaco que usava e colocou junto com a mochila e o celular afastados do ringue. 

- Vamos logo, vai ser divertido te ver cair! - Provocou Derek, sorrindo.

- Depois de 8 anos vocês ainda não me conhece direito não é mesmo?! 

Os dois ficam frente à frente, como se fossem lutadores de sumô, prontos para atacar. Rodaram um pouco, como risos provocantes e olhares desconfiados. Derek foi o que o tentou dar o primeiro golpe, se aproximando e tentando a pegar pelo tronco, mas ela fugiu rápido. Sorriu divertida, escapando das investidas que ele dava para tentar derruba-lá. 
O moreno foi tentar puxar sua perna para desequilibra-lá, mas eu se segurou nele que escorregou e caiu. Ela foi ao chão junto, ficando por cima do peito dele.

- É uma pena que você não sabe jiu-jitsu, não é mesmo?! Quem está no chão é você! -  Falou ela, rindo. 

Ele a puxou, começando a fazer cócegas nela que deu uma gargalhada e o soltou, deixando com que invertesse as posições em um movimento rápido, prendendo os braços dela contra o chão.

- Mas eu posso ficar por cima se eu quiser! - Respondeu ele, com um sorriso provocante.

- Foi um golpe baixo! - Respondeu, tentando em vão soltar as mãos.

- Tentar sair então! 

Os dois estavam próximos, com os peitos movendo-se em sincronia com a respiração ofegante. Suados e sujos em um piso de ginásio qualquer. Eles se encaravam em silêncio, tão próximos. Mas o barulho da porta sendo fechada com força os assustou, fazendo-os se afastar. O vulto passando pela porta sair quase se imediato mas foi o suficiente para que Kushina reconhece-lo. Minato!
Ela levantou-se em um pulo e pegou suas coisas rapidamente, correndo em direção a saída do ginásio. Correu quase caindo nos próprios pés, saindo do prédio e vendo minato caminhando para longe rapidamente. 

- Minato, espera não é o que você ta pensando! - Kushina o alcançou, mas ele se desvencilhou agressivamente. 

- Eu sou cego agora e surdo também pra não ver vocês dois de brincadeirinhas e risadas! - O loiro respondeu gritando, com as sombrancelhas arqueadas. - A quanto tempo você tem mentido pra mim? 

- Eu não estou mentindo...

- Ah claro! - Ele riu sarcástico, assumindo uma feição sarrista.- Não mentiu dizendo que "eram só amigos". Eu vejo vocês juntos o tempo todo! Desde de que entramos nessa MERDA de Universidade! - Ele gritou, assustando a ela e as pessoas que passavam em volta. 

Ela tentou leva-lo mais para o canto, mas ele puxou o próprio braço com força, esquivando-se. 

- Você diz isso como se soubesse da minha vida! - Gritou ela, segurando sua vontade de chorar presa na garganta. - Quando entrou na porra da equipe de natação eu estava lá pra você, sempre estive! Mas você só me dá as costas! 

- Quando eu te dou as costas você saí correndo atrás de seu amiguinho Derek! 

- Pelo menos ele está lá pra mim enquanto você tem sido um completo BABACA! Você só se importa com você mesmo! - Ela tentou gritar, mas falhou a voz, vendo que suas lágrimas já rolavam no rosto. 

- Eu sou o babaca?! Não era eu que estava agarrada com outro garoto minutos atrás! 

- Você não pode falar isso! Você pelo menos sabe o que tem acontecido comigo?! Nos últimos dias tem sido somente "Eu estou em reunião" ou "A natação é mais importante"! Sabe como eu me sinto?

- Se está tão feliz assim, por que precisa de mim? - Minato gritou, ficando com o rosto vermelho e perdendo o ar dos pulmões. Sua postura alta e forte pareciam dominar a frágil e abalada Kushina.

- Porque eu me importo com você, SEU IDIOTA! Eu tento falar contigo, te contar do meu dia, mas você só tem sido um grosso e egoísta! 

Eles se encaram sérios por alguns segundos, engolidos pela raiva e orgulho. Estavam a beira de um precipícios, mas não iam se salvar. 

- EU tenho estado ocupado e cansado, mas você fica jogando a culpa em mim enquanto se diverte com aquele cara! - Ele apontou o dedo pra ela, o que a fez tornar a cara de triste para séria. - Você pensa que eu não vejo seus olhares, se comendo?! 

- Você só vê o que você quer! Não consegue aceitar que ele sendo só meu amigo é mais presente que você! 

Ele a encarou e riu, mas não saiu nenhuma palavra de sua boca.

- Quer saber, Minato, não quero discutir com você! Pense o que quiser, o problema é seu. 

Ela arrumou o casaco no corpo e recuou alguns passos, encarando-o firme nos olhos. Balançou a cabeça em negação, sorrindo sarcástica.

- Não vou gastar o seu tempo, ou melhor, o MEU tempo! - Enfatizou - Pode voltar pra sua empresa, sua equipe ou o que for. São mais importantes pra você. Não vou te encomodar mais! 

Kushina sorriu, forçadamente, e virou as costas, sem hesitar ou esperar resposta. 

Caminhou a passos largos para longe, antes que deixasse que a visse chorar mais desesperada que já estava. Tentou se controlar, mas lembrar das frases pesadas recentemente discutidas a fazia se afundar. Só queria ficar longe e em silêncio

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Hellooooo!

Viram que eu nem falei nada no início né porque vocês iam me matr de tanto que eu demorei! SORRYY♡
Estive viajando por 3 semanas em outro pais e não tive tempo pra escrever, por isso o atraso.


Estou MUITO grata pelos comentários de apoio e dizendo o quanto estão gostando e eu esrou amando isso. Me faz só querer escrever mais e melhor. Vocês são Amazing♡

Algumas pessoas estão sentindo falta de momentos HOT ou +18, mas como vocês podem ver o rumo da história me impede um pouco.
Mas preciso que comente o que acham e suas teorias dos próximos capitulos (QUE PRA SER SINCERA EU AMOOO LER).

BEIJINHOS♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...