História Tudo Por Ele (Malec) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Luke Graymark, Magnus Bane, Max Lightwood, Raphael Santiago, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Amor, Malec, Romance, Shadowhunters
Exibições 249
Palavras 972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem 😘😘

Capítulo 10 - Sobremesa


Magnus estava em seu escritório, tudo estava escuro apenas a luz da sua sala iluminava o resto do ambiente em que o mesmo se encontra e quando alguém apareceu, ele se assusta pois pensava que era um assalto, mas quando a luz iluminou um lindo rosto com olhos azuis ele ficou mais aliviado.

- Alexander ? - O moreno adentra a sala e Magnus se levanta da cadeira.  - O que você faz aqui ?

- Ja que você não pode ir ao jantar eu trouxe o jantar ate você.  - Alec põe as coisas em cima de uma mezinha que tinha ao meio da sala.

- Você não deveria esta aqui.

- Mas estou e não vou embora ate que você jante comigo.  - Alec se senta ao sofa.

- O que eu faço com você Alexander ? - Perguntou Magnus enquanto se sentava ao sofa.

- Agora você janta comigo e depois só o tempo dira. - Alec deu sorriso ao mesmo tempo que mordia os lábios.

- Alexander.  - Magnus revira os olhos.

- Estou brincando,  vamos jantar ? - Magnus assentiu. 

Durante o jantar Magnus contava sobre as várias festas que ja havia dado e como pra ele aquilo era divertindo e não como um trabalho que ele precisava pra conseguir dinheiro.  Alec prestava muita atenção em todas as palavras que saiam da boca do moreno e ele adorava aquela boca, mesmo apenas tendo provado dela uma vez. 

Sua irmã ja havia ligado algumas vezes, tipo 20 vezes e ele apenas respondia com mensagens que ele estava bem e não precisava se preocupar com ele, que ele estava em um lugar seguro em uma otima companhia.

- E você Alexander ? - Perguntou Magnus enquanto bebia vinho.

- Eu... - Magnus assentiu.  - Bem eu tomo conta de uma das empresas do meus pais aqui em Nova York enquanto eles estão em Londres, como eu sou o mas velho essa responsabilidade veio pra me.

- Interessante.  - Magnus se levanta.  - Muito obrigado pelo jantar.

- Já ?  Não quer que eu fique mas ?

- Não.  Ja esta tarde e você precisa ir.

- Também esta tarde pra você ficar aqui sozinho Magnus, eu fico com você sem nem um problema. 

- Alexander,  não insista por favor.  Pra começar você não deveria nem ter vindo aqui.

- Ok! - Alec se levantou pegou suas coisas e foi em direção a porta e Magnus o acompanhou ate lá. 

- Mas uma vez muito obrigado pelo jantar. 

- Disponha.  - Alec saiu e quando Magnus iria fechar a porta, Alec volta.

- Eu não aguento mas.  - Ele entra na sala .

- O que ? - Alec empurra Magnus para dentro e o beija. 

Magnus não demorou muito e logo retribuiu o beijo, o mesmo empurra Alec para o sofa o moreno que cai sentando e Magnus se senta em seu colo, os beijos começaram leves e sutis depois se tornaram mais urgentes e com mas desejo, Magnus pediu passagem com a sua língua e o moreno cedeu, suas línguas dançavam em um ritmo perfeito e gosto de se sentir. Magnus tirou a camisa preta de abotoar do moreno e começou a distribuir beijos entre boca, pescoço e abdômen do moreno, mesmo que ja estava ficando ofegante e estava ficando ereto. Alec também tirou a camisa de abotoar roxa do Magnus e ficou admirado com o abdômen do moreno, Alec também começou a distribuir beijo pelo pescoço e abdômen do moreno.  Mas eles foram interrompidos pelo barulho do celular do Magnus que tocava insistimente.

- Atende.  - Disse Alec entre os beijos.

- Não. Deixa tocar.  - Respondeu Magnus enquanto puxava o moreno para se.

E mas uma vez o celular toca, Alec estava preocupado. Deveria ser alguém que estava precisando que o Magnus organizasse uma festa e Alec não queria que o Magnus perdesse um trabalho por sua causa.

- Atende.  - Magnus revirou os olhos e saiu de cima do moreno.

Ele foi ate sua mesa e pega o celular mas quando ele vira o aparelho e olha pra sua tela e ver escrito Camille Belcourt, ele lembra de tudo que o Alec havia falado na noite da festa na Pandemonium. 

- É importante ? - Perguntou Alec.

- Não... Quer dizer sim. Você não se importar de ir pra casa ?

- Claro que não Magnus.

- Obrigado.  Boa noite. 

- Ate mas.

Magnus ficou ali olhando Alec saindo pela porta e mas uma vez seu celular toca e ele tinha que atender. 

- Alô!

- Magnus, meu amor.

- Oi querida como foi a viajem ?

- Bem. Você esta ocupado ?

- Não. Quer conversar. 

Eles conversaram por um bom tempo que nem viram as horas passar. Quando Magnus viu ja era quase 1 hora da manhã e ele tinha que descansar ja que iria dormir no escritório, ele se despediu da Camille e desligou o telefone, foi ate o armário que tinha em sua sala pegou um lençol, dois travesseiros e jogou no sofa. Puxou a mezinha que estava ao meio tirou a bagunça que ele havia feito com o Alec e jogou no lixeiro, voltou para o sofa e transformou o sofa em um sofa cama.

Ja que ele ja estava sem camisa apenas colocou uma calça mas confortável de pano ja que a de antes era social, fechou a porta, as janelas algumas que davam pra a parte aonde Clary, Simon e Raphael trabalhavam pegou o celular e viu que tinha uma mensagem e a abril. 

WhatsApp ( Alexander Off visto por último as 23:30 )

- Obrigado pelo jantar ♥ .
                    
                              ~22:00

Magnus deu um pequeno sorriso, colocou o celular pra carregar, foi ate o sofa se deitou virou para o lado desligou o abjur e dormiu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...