História Tudo Por Ele (Malec) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Luke Graymark, Magnus Bane, Max Lightwood, Raphael Santiago, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Amor, Malec, Romance, Shadowhunters
Exibições 236
Palavras 882
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente eu resolvi da uma apagada nessa tocha olímpica que estava o fogo do Alec pelo Magnus kkk" Espero que gostem. Boa leitura.

Capítulo 12 - Mamãe ?


Fanfic / Fanfiction Tudo Por Ele (Malec) - Capítulo 12 - Mamãe ?

Por incrível que pareça,  Alec estava certo.  Magnus queria ir almoço proposto pelo moreno mas antes ele tinha que trabalhar, Magnus se descolou de carro ate seu trabalho.

- Finalmente você chegou.  - Clary entrega umas papeladas para o moreno.

- É do meu apartamento ?

- Não.  Lista de convidados e alguns outros pedidos para a festa desse final de semana. 

- Obrigado querida.  - Magnus se dirigiu para sua sala.

- Magnus.  Espera.  - Clary o chama antes de entrar na sala. - Tem alguém ai que quer ti ver.

Magnus franziu o cenho, o moreno logo pensou que era Alec mas eles so se entrariam mais tarde então ele resolveu entrar. Ao entrar ele ver uma mulher ruiva meia baixinha de costas para a porta.

- Mamãe ? - A ruiva se vira.

- Magnus, querido que saudades de você.  - Eles se abraçam. 

- O que a senhora faz aqui ?

- Vim ver meu filho, ou não posso. Te liguei pra você ir me buscar no aeroporto mas nada então resolvi vim aqui.

- Que saudades da senhora mãe. 

- Eu também estava com saudades de você querido. - A ruiva passa a mão no rosto do moreno.

- A senhora vai passar quanto tempo aqui ? - Magnus puxa a cadeira pra ela sentar se.

- Na verdade vim te fazer um convite.  - Magnus se senta na mezinha em frente a ruiva.

- Qual ?

- Nesse semana sera o lançamento da minha biografia em São Francisco.  - Magnus deu um sorriso. - E gostaria que meu filho fosse comigo. 

- E a senhora não poderia ter ligado ? - Magnus continuou a sorrir.

- Queria ver esse lindo sorriso ao te dar a notícia.  Eu sei que não sou uma mãe muito presente por causa do meu trabalho, mas faço o possível pra te ver sorrindo.  - Ela voltou a passar a mão no rosto do moreno. 

- Claro que eu irei com a senhora mãe. - Magnus chamou Clary e logo a ruiva apareceu.

- Deseja algo Magnus ?

- Você ja deve conhecer minha mãe a Cassandra.  - As duas ruivas se cumprimentaram. 

- Prazer.  - Disse Clary.

- Igualmente.  - Respondeu a Cassandra.

- Clary, eu irei fazer uma viagem com a minha mãe e não sei ao certo quando volto. A festa desse fim de semana e por sua conta me deixe orgulhoso e depois disso você, Simon e Raphael podem tirar férias por tempo indeterminado.  - A ruiva assentiu e se retirou da sala.

Alec estava ansioso pelo almoço que teria com Magnus na quele dia, nada poderia tirar sua felicidade a não ser uma mensagem. 

" Querido Alexander, perdoe me mas não poderei almoçar com você por motivos de força maior. Mas ate qualquer outro dia. " 

Alec encarou aquele celular sem saber o que teria acontecido para Magnus desmarcar o almoçar e ficou a pensar, mas logo seus pensamentos foram interrompidos por um bater na porta.

- Alec.  - Izzy o chama. - Posso entrar ?

- Claro. 

- Podemos conversar ? - Izzy adentra a sala. 

- Pode ser na hora do almoço ? Tenho reservas pra um restaurante e não tenho mas acompanhante. 

- Claro.  Qual coisa estou la em baixo com o Max. - O moreno assentiu e ela se retirou da sala.

Algumas horas haviam se passado e ja estava na hora do almoço, Magnus chamou a Izzy e a levou para um restaurante chamado Aldeia onde havia marcado com Magnus. Chegando lá eles pediram um almoço simples e começaram a conversar. 

- Então quem era a sortuda que viria para cá com você ? - Perguntou Izzy sorrindo maliciosamenente.

- Não era ninguém importante.  - Falou o moreno cabisbaixo.

- Ora Alec ninguém não tem importante para uma pessoa vem aqui nesso lugar.

- Eu achei que estava gostando de uma pessoa, mas na verdade eu acho que me iludi com aqueles olhos castanhos e lindo sorriso sedutor. 

- Essa pessoa deve ser linda.

- Ela é a pessoa mais linda que ja vi em toda minha vida.

Eles terminaram o almoço e continuaram a conversa era evidente a tristeza no olhar do Alec.

- Alec, não fica assim. - Izzy pega na mão do irmão.

- Acho que estou apaixonado Izzy.

- Então vai atrás dessa pessoa e fala isso pra ela. Mas so va se você tiver certeza, você sempre foi tímido e depois que conheceu essa pessoa parece que mudou completamente.  - Alec voltou o olhar para a irmã.

- Você esta certa.  Depois eu vou falar com essa pessoa.

- Depois não.  Va agora isso é uma ordem de irmã mais nova.  - Izzy sorriu.

- Mas você tem que voltar pra a empresa. 

- Eu pego um taxi, agora vai. - Alec se levantou rapidamente e deu um beijo na testa da irmã.

Ele saiu apressado do restaurante e seguiu para o prédio aonde Magnus trabalhava o mesmo entrou as carreiras e viu apenas viu a Clary. 

- Clary, cade o Magnus ? - Perguntou o moreno quase sem fôlego. 

- Oi Alec, o Magnus não se encontra aqui.

- E aonde ele foi ?

- Ele viajou e não tem previsão de voltar nem tão cedo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...