História Tudo por você, my love. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Aizen Sousuke, Hinamori Momo, Karin Kurosaki, Mayuri, Personagens Originais, Riruka Dokugamine, Toushirou Hitsugaya, Yukio Hans Vorarlberna
Tags Hitsukarin, Karin Kurosaki, Toushirou Hitsugaya
Visualizações 116
Palavras 1.178
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente, poise voltei e trouxe comigo mais um capitulo.
Primeiramente peço desculpas pela demora de mais de uma semana para postar, pois eu planejava colocar no minimo um capitulo a cada sete dias, no entanto, não foi o caso como já devem ter percebido, falarei a verdade, não foi por preguiça que deixei de escrever, foi porque fiquei perdida e não sabia como interligar o ultimo capitulo com esse.
Segundo, estou trabalhando em mais uma fanfic de bleach, logo deixarei o link para que quem quiser veja, só falta organizar alguns mínimos detalhes.
Sem mais delongas, espero que gostem do capitulo.

Capítulo 7 - Uma pequena mudança.


Fanfic / Fanfiction Tudo por você, my love. - Capítulo 7 - Uma pequena mudança.

Domingo passara como um flash, ou pelo menos essa era a impressão que karin havia tido sobre o dia, ficando o tempo inteiro em casa “aproveitando” o momento com a família, tentando a todo custo não jogar objetos na cabeça de seu pai, o que parecia quase impossível, visto que ichigo contribuía com provocações.

E assim que o dia se findou, outro se iniciou, sendo esse segunda-feira.

O som do despertador soara, e com isso, o sono da morena se foi. Soltando pequenos xingamentos karin se sentou na cama esfregando os olhos levemente vermelhos, enquanto tentava inutilmente espantar a preguiça que se apoderara de seu corpo.

Tomando coragem para se levantar, varreu o quarto com apenas um olhar procurando seu uniforme, encontrando-o encima de uma cadeira, pegou-o e se dirigiu até o banheiro para um banho quente e rápido, saindo em poucos minutos do mesmo.

Olhou-se no espelho de seu quarto e se auto avaliou, optando por um visual diferente do que sempre usara. Soltou os cabelos e os penteou levemente para o lado, o que na verdade a deixara mais diferente do que esperava, não que fosse o caso de não a reconhecerem mais, não era para tanto, mas ainda assim ficara diferente.

Sorriu de lado satisfeita, afinal, em nenhum momento estava pensando obter atenção de alguém para com este ato.

Desceu as escadas pronta para mais uma manhã de escândalos, deu bom dia a irmã, pegou uma fruta qualquer que estava sobre a mesa e saiu de casa, evitando ter qualquer conversa com seu pai ou irmão, o que foi um sucesso.

Andou até sua escola com passos calmos, olhando para a paisagem de karakura, que como sempre, mostrava-se com uma beleza natural, tendo é claro, sua parte urbana.

Chegou em frente aos portões do colégio e olhou ao redor, suspirando por mais um dia de aula, andou pelo pátio como um modo de passar o tempo, e em meio a essa ação, acabou por escutar várias conversas sobre alguém que estava sendo procurado pela policia ou algo do gênero, não tinha dado muito de sua atenção a um pequeno fato que não lhe parecia interessante.

Olhou para os casais sentados nos bancos como sempre fazia, estreitando os olhos para um “casal” em especifico. Hinamori se via encolhida no banco enquanto Hitsugaya estava ao seu lado, porem, ele não tentava a consolar ou sequer mostrava pena, ele só a olhava e vez ou outra mudava seu olhar para um casal, mas logo voltava a atenção para a garota que chorava, e o motivo de tal choro, até então, era desconhecido para a morena, mas não por muito tempo.

-Karin? – olhou para trás, confirmando se tratar de seu amigo – queria te apresentar a uma pessoa – e então ele deu um passo para o lado, revelando a figura feminina que lhe lançava um olhar entediado, e como resposta, a morena lançara-lhe o mesmo olhar.

-Riruka essa é a

-Karin kurosaki, prazer – karin estendera a mão para a garota, enquanto via o semblante de Yukio frustrado por ser interrompido.

-Riruka dokugamine – respondeu aceitando o aperto de mãos.

-Yukio – chamou o amigo fingindo estar surpresa – por que não me apresentou ela antes? Fico honrada em conhecer sua namorada – em sincronia vieram os olhares confusos – não precisa ficar tão tímida, yukio me falou que você e ele estão namorando – soltou um sorriso ao ver o olhar mortífero que a rosada dirigia a seu amigo – bem, vou deixar vocês a sós, devem ter muito a conversar e não gosto de segurar vela – por fim, saiu deixando o “casal” sozinho, gargalhou ao ver o loiro sendo quase espancado.

Foi entrando dentro do prédio e se encontrou com mais de seus amigos, estes sendo, seus companheiros de time, os assuntos eram coisas banais, ate seu novo visual entrara na conversa, sendo elogiada é claro, conversas para somente passar o tempo, e com isso, logo chegou a hora de ir para sua sala, se despediu e seguiu seu caminho, entrou na sala e ela até que estava um pouco vazia, os mesmos alunos que sempre chegavam cedo e toushirou, espera, TOUSHIROU? Olhou com mais atenção o albino, ele lia um jornal em sua carteira, algo pouco comum, mas preferiu deixar de lado, se aproximou do garoto e parou ao seu lado, olhando para o conteúdo do objeto enquanto o albino tentava a ignorar.

-Então... – tentou puxar assunto, cerrou os olhos olhando mais atenta para o conteúdo – vejo que já ficou sabendo sobre o cara que esta sendo procurado pela policia – comentou tentando anima-lo, no entanto, seu sorriso sumiu assim que viu o rosto da pessoa estampada na capa.

-Hum – respondeu somente – ele “estava” sendo procurado, mas parece que já o prenderam junto com mais uma mulher por fazer pesquisas em humanos – corrigiu agora fechando o objeto e olhando atentamente para a foto da capa – a propósito, ele não foi o homem que fez sua cirurgia? – perguntou em tom calmo, só agora desviando o olhar para a morena, que nesse momento, se via completamente pálida, e mantinha uma expressão levemente assustada.

-Ah... eh... si..sim foi ele – respondeu gaguejando tentando não mostrar o quão nervosa estava, o que não passou despercebido pelos olhos atentos.

-Kurosaki aconteceu alguma coisa? – perguntou sério, e foi ai que o ar faltou nos pulmões da garota.

-Na...não – respondeu desviando o olhar, por que só nesses momentos toushirou parecia querer assunto?

-Quando eu sai da sala, o que eles queriam com você? – Mais uma pergunta e karin desmaiaria de nervosismo, enquanto que por outro lado, toushirou começava a ficar preocupado, sim, ele estava começando a ficar mais interessado na vida da morena, o que talvez, fosse por consequência de seus atos.

-... – nada, nenhuma resposta lhe foi devidamente dada, e com os segundos a correr Karin ficava cada vez mais perto de um beco sem saída, por isso, sua única ação foi tentar ir andando “calmamente” para seu lugar, entretanto, seu pulso fora segurado por nada mais nem nada menos que Hitsugaya Toushirou – Eeeeelelele me passou alguns remédios, nanananada dededemais – e era nesses momentos que se amaldiçoava por não saber se conter.

-Kurosaki, não deveria ser um médico normal a lhe passar os remédios? – mais uma pergunta fria e direta era feita, típico do albino.

-Todos para seus lugares, antes que levem ocorrências – o professor se sentou em sua cadeira e assistiu a todos os alunos se sentarem, menos dois, o que o havia irritado profundamente – kurosaki está me desafiando? E você hitsugaya, está começando a embarcar na onda de alunos como ela?

-O que quer dizer em “alunos como ela”? – se esquecendo se seus modos, se soltou de toushirou e levantou seu tom de voz, pronta para jogar sua bolsa no professor – pelo o que eu saiba tenho ótimas notas em todas as matérias, não me culpe se você me irritou uma vez e eu acabei te chutando – com sua raiva descontada foi se sentar em seu lugar, antes que dessa vez fosse expulsa por bater em um professor.

Uma pequena mudança ocorrera, e talvez, só talvez, karin poderia começar a comemorar.


Notas Finais


Quem gostou levanta a mãozinha e clica em comentar, vamos deixar a autora animada sim? quem sabe não melhoro da gripe que peguei?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...