História Tumblr Boy - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Daddykink, Exo, Tumblr
Exibições 211
Palavras 1.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oioioi :) Passando rapidinho pra postar esse capítulo, amanhã vou ficar sem internet e como eu tinha planos de postar amanhã, resolvi que seria uma boa adiantar o processo hahaha

Muito obrigada a todos que estão lendo e, aparentemente, gostando do que eu estou escrevendo, você são d+ szszszsz

Espero que gostem, até as notas finais.

Capítulo 4 - Who want to be my daddy?


Fanfic / Fanfiction Tumblr Boy - Capítulo 4 - Who want to be my daddy?

 

Depois de passar uma tarde inteira com Luhan ouvindo um tipo de sermão sobre ter que sempre usar camisinha e não transar com desconhecidos, o garoto voltou para casa com suas sacolas e com medo de encontrar os pais a sua espera na sala. Tinha deixado um bilhete sobre a mesa de jantar avisando que passaria a tarde na biblioteca para estudar, mas não saberia como explicar aos dois sobre as sacolas que levava.

O carro do pai já estava na calçada em frente a casa, seu coração acelerou e suas mãos começaram a suar, entrar em casa parecia até uma missão impossível do Tom Cruise, não queria emitir um ruído sequer, mas parecia que a vida não estava a seu favor já que assim que pisou em casa o som da madeira rangendo deve ter ecoado por toda a residência.

— Baekhyun, é você? — A voz de seu pai veio da direção do escritório o que o deixou um pouco mais aliviado já que ele quase nunca saía de lá não importava o que estivesse acontecendo do lado de fora do cômodo.

— Sim, pai, sou eu. — Engrossou a voz e tentou não gaguejar para que o progenitor não notasse seu nervosismo e ansiedade.

— Sua mãe vai demorar para chegar, ela foi até a casa da sua tia. — Gritou pacientemente e até mesmo simpático. — Pode pedir pizza se quiser, eu comi um sanduíche.

— Ok.

Baekhyun nem se importou com a pizza, não estava com fome já que tinha comido com Luhan no McDonald's antes de voltar para casa, correu para o quarto e se trancou no mesmo com medo que seu pai tivesse um surto de paternidade e resolvesse sair do escritório para lhe dar um abraço e tentar ter uma conversa de "homens". Escondeu duas sacolas atrás da cama e pegou apenas uma, retirando de dentro da mesma uma langerie vermelha e rendada que deixaria tudo a mostra e uma meia da mesma cor que era evidentemente o conjunto, despiu-se as pressas e vestiu apenas a parte de baixo da roupa íntima, colocou o celular sobre a cadeira usando um livro qualquer como apoio para que ele não tombasse para trás e ajustou o temporizador para 10 segundos. Antes de pressionar o botão para tirar a foto masturbou-se rapidamente apenas para que seu pênis ficasse ereto e a glande escapando pelo elástico da calcinha, deixando bem evidente o filete de pre-gozo que vazava e formava uma linha fina do líquido viscoso.  Se inclinou e apertou o botão para a foto ser tirada, ficou pelo menos 20 segundos parado para que a foto fosse tirada e não ficasse borrada.

Retirou a calcinha e as meias com todo o cuidado e se sentou na cama completamente nu e ereto, ainda sentia vontade de se masturbar, mas estava mais preocupado em editar a foto e postar no Tumblr com a legenda "who want to be ma daddy?". Depois de se desculpar pela falta de post e dar upload na foto ele resolveu ir tomar banho, saiu do quarto completamente despido com seu membro balançando ainda rijo de um lado para o outro, por sorte o banheiro era do lado de seu quarto. Seu banho foi mais demorado do que de costume o que o fez lavar os cabelos para usar aquilo como desculpa, preferia se masturbar em seu quarto e sozinho que aí poderia gemer ao invés de morder seus lábios e acabar se ferindo com a extrema força de seus dentes contra a carne macia de sua boca rosada.

— Oi, Baekhyun. — A mulher baixinha e de cabelos curtos surgiu na escada ainda usando sua roupa de trabalho, um terno completamente preto com um broche dourado indicando sua posição na empresa.

— Oi mãe. — Respondeu sorridente e animado, se aproximando da mais velha e a abraçando de lado. — Como foi seu dia?

— Estressante. — Suspirou prolongadamente e terminou de subir o último degrau da escada. — Vá por uma roupa, está frio.

— Ah, sim, desculpe. — Se lembrou que estava no meio do corredor com apenas uma toalha em sua cintura.

Não tinha um relacionamento muito bom com seus pais, trocavam poucas palavras durante o dia e as vezes ele conseguia receber um abraço de um deles, mas era apenas em momentos especiais como aniversários e notas altas nas provas mais complexas.

Voltou para o quarto e se tranco, sobre a cama ainda estava a langerie e a sacola, seu coração parou por um instante pensando na possibilidade de sua mãe ter entrado ali e visto aquilo, mas se isso tivesse acontecido ela teria o matado antes mesmo dele sair do banheiro. Guardou tudo novamente e escondeu atrás da cama junto com as outras duas, com certeza ninguém olharia naquele lugar, era onde escondia seus mangás de gênero yaoi também. Vestiu uma calça de pijama um pouco larga e uma blusa GG branca que mais parecia um vestido, preferiu não vestir cueca já que tinha planos para a madrugada que envolvia algum daqueles brinquedos que Luhan havia comprado para ele.

— Filho, você comeu alguma coisa? — Sua mãe bateu na porta, mas não entrou, ela apenas encostou a orelha no amadeirado para poder ouvir o que ele responderia.

— Eu comi depois de sair da biblioteca. — Respondeu enquanto se jogava na cama com o celular já em mãos e vendo as diversas notificações do tumblr que poluíam a tela de bloqueio e o privava da imagem belíssima de Lee Jongsuk.

Enquanto isso no aplicativo parecia que todos resolveram notar a existência do jovem coreano e mandar-lhe mensagens loucamente, o ícone de carta já contava +100 mensagens recebidas, e isso nunca tinha acontecido antes, o máximo que recebia eram 20 mensagens.
Clicou no ícone e engoliu em seco ao ver que grande maioria era de anônimos dizendo que queriam ser seu daddy, ele ignorou todos e respondeu alguns que perguntavam como era possível uma gracinha como ele estar sozinho, porém, uma mensagem chamou sua atenção... Não era um anônimo.

[wheresmabby] oi baby b., deixa eu ser seu daddy.

Nunca tinha visto aquela url nas suas notificações antes, era alguém completamente novo, a foto era bem interessante. Um corpo masculino apenas da cintura para baixo, um short de moletom claramente largo, o garoto segurava o pênis que estava ereto o que fazia uma parte do short levantar, pelo que dava para perceber aquele pau era enorme e apenas o ícone fez com que Baekhyun salivasse e se sentir quente, excitado.

Naquele dia ele mudou sua url, nem sempre ele usou bbyneedsddy, antes disso era apenas algo tosco como princessbb, mas depois de ler aquela mensagem se sentiu tentado em mudar.

[bbyneedsddy] será que você tem capacidade para isso?

Leu o que escrevera dezena de vezes até que decidiu responder, não sabia muito bem porquê aquela mensagem era diferente, talvez fosse porque a foto estava o deixando muito animado, ele até mesmo conseguia sentir seu pênis ganhando vida sob o tecido fino da calça do pijama.

[wheresmabby] já vai começar sendo um baby mau? acho que terei que te punir.
[bbyneedsddy] eu vou ter que te avaliar para saber se posso te chamar de daddy.

Seu coração bombeavam o sangue com tanta rapidez que ele conseguia sentir o líquido avermelhado correndo em suas veias, de repente o quarto ficou abafado e gotículas de suor já escorriam por sua testa, aquele usuário já tinha o deixado excitado só com aquilo, talvez ele tivesse capacidade para ser seu daddy... Mas Byun Baekhyun não o deixaria saber disso.

Entrou na conta apenas para ver o que ele gostava e se surpreendeu ao ver que a maioria eram vídeos dele se masturbando, aquele pênis enorme e grosso que fazia a entrada apertada do garoto piscar incansavelmente, aquilo só entraria com muito esforço e a ideia de ser rasgado por ele fez seu membro sofrer um forte espasmo. Continuou descendo a página, em alguns pontos se deparou com reblogs de suas fotos e vídeos e alguns comentários bem quentes vindas do cara que queria ser seu daddy.

Eram muitos vídeos, o garoto parecia ser um pouco mais ousado, as vezes mostrava um pouco de seus lábios e em todos os momentos ele estava os mordendo e gemendo rouco fazendo Baekhyun imaginar como seria aquele gemido no pé de seu ouvido e aquela voz lhe falando coisas sujas, sem contar que aquelas mãos... Aquelas enormes mãos de dedos grossos poderiam marcar toda a sua pele, fazer uma bela obra de arte em seu corpo curvilíneo. Ah, como ele queria sentir a quentura daquelas mãos em sua cintura o apertando e, talvez, um tapa estalado em sua bunda...

[wheresmabby] do que você gosta, baby b.?

Como assim? Será que deveria dizer que gostava de homem? Mas aquilo era bem óbvio, estava escrito na sua descrição, talvez não fosse disso que ele quisesse saber. Leu e releu aquela mensagem até chegar a conclusão de que deveria responder qualquer coisa e esperar uma resposta boa.

[bbyneedsddy] eu gosto de coisas grandes, anônimo.
[wheresmabby] então é seu dia de sorte baby b., eu sou bem grande.
[bbyneedsddy] eu vi, é grande mesmo... mas será que entra?
[wheresmabby] não se preocupe com isso, eu faço entrar ;)

Ele ficou um pouco receoso sobre conversar com aquele anônimo, mas estava tão interessante e tomando um rumo tão delicioso que resolveu dar continuidade ao assunto, conversavam no privado - que era uma nova função do aplicativo - para que ninguém lesse a conversa e se achasse no direito de se meter. Conseguiu descobrir algumas poucas coisas sobre o garoto, como idade e onde ele morava, por coincidência ele morava há duas horas de distância da sua cidade.

Por ser sexta ele pode ficar conversando com aquela pessoa até altas horas da madrugada, ele era realmente provocante e safado, Baekhyun já tinha se masturbado e ido ao banheiro pelo menos duas vezes, o que era mais do que fazia de costume nas madrugadas. O relógio já marcava mais de 3h da manhã e seus olhos já começavam a pesar, estava tarde e ele não poderia correr o risco de seus pais acordarem e o verem ainda disperso conversando com alguém pelo celular.

[bbyneedsddy] anônimo, eu tenho que ir, estou com sono zzz
[wheresmabby] tudo bem, baby b, durma bem.
[bbneedsddy] mas antes, como eu devo lhe chamar?
[wheresmabby] você pode me chamar de daddy ;)
 


Notas Finais


YOU CAN CALL ME DADDY!! (sim, eu só quis usar aquela capa mesmo)

Parece que um certo homem de 1,85 resolveu dar as caras (tá mais pra dar o pinto) na fic rsrsrs
FINALMENTE DADDYEOL BROTOU DO SUBMUNDO DO TUMBLR!!! VAMOS COMEMORAR GALERÊ...

Péssima notícia, como eu estava ocupadérrima com faculdade e trabalho eu acabei atrasando a fic e não tenho mais capítulos prontos ~cry baby :'(~, mas esse fim de semana eu juro por todos meu cílios preciosos que eu vou escrever, pelo menos, mais três caps. CRIATIVIDADE É O QUE NÃO ME FALTA, só tenham um pouco de paciência comigo que eu só sou um pouco lerdinha :((

Pois bem, daddyeol deu as caras e não chorem por Luhan, ele ainda aparecerá na fic mais pra frente, vamos apenas esperar. O QUE SERÁ QUE MENINO LUHAN VAI APRONTAR COM TODA SUA HETEROCIDADE?????

BJS, FUI!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...