História Turbulence - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Seulgi, Youngjae, Yugyeom
Tags Drama, Jaeyu, Markson, Yujin
Exibições 41
Palavras 2.527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E esse é o último capítulo do presente de dia das crianças, espero que tenham gostado desse 'presente' inesperado.

Boa leitura ^^

Capítulo 3 - Capítulo III One day laundry


- Vem logo Yugyeom! – Youngjae gritou do carro já irritado. Ri ao ver Yugyeom se apressar, Mark deu tchau do carro e assim ambos foram embora após Yugyeom entrar no veiculo.

Tranquei a porta assim como todas as aberturas da casa, até as janelas dos meninos. Fiz pipoca e coloquei numa tigela junto com um enorme copo de suco e fui pra sala fazer maratona de doramas até eles chegarem ou eu pegar no sono.

_____________________________//_________________________________

 

00:30 e nada deles, comecei a ficar preocupada, não consegui dormir e a maratona de doramas já havia acabado, foi definitivamente uma péssima idéia ter ficado em casa sozinha. As 01:20 ouvi a campainha tocar, fui correndo até a porta e quando abri vi o Youngjae carregando o Jackson bêbado e logo atrás o Yugyeom com o Bambam.

 

- Yuna, me ajuda aqui. – Youngjae clamou e eu logo o ajudei, coloquei o braço de Jackson em volta do meu pescoço e o levamos para sala e o deitamos no sofá grande. Yugyeom deitou o Bambam no sofá pequeno.

 

- Eles beberam demais. – Youngjae citou.

 

- É eu to vendo, como deixaram eles beberem tanto? – Indaguei e fui respondida por Mark que apareceu na sala seguido por mais dois garotos.

 

- Não foi a gente, eles que beberam de mais.

 

- Pobre Bambam... Eu preciso de água, alguém quer? – Yugyeom indagou olhando para todos.

 

- Traz duas bolsas de gelo oppa. – O mesmo seguiu para a cozinha e eu fui em direção a Jackson, mas Youngjae me puxou. – O que ouve?

 

- Yuna, olha suas roupas, tem dois desconhecidos aqui e você com essas roupas curtas? – O mesmo me puxou pra trás dele olhando para os dois amigos do Mark que não estavam entendendo nada.

 

- Youngjae-ah deixa disso, eu preciso ajudar o Jackson e o Bambam. – Soltei minha mão da dele e fui em direção a Jackson, no momento Yugyeom chegou com as bolsas de gelo, peguei uma e fiquei acariciando o rosto do Jackson pra ver se ele acordava. – Jackson, consegue me ouvir? Jackson acorda. – Ouvi o mesmo resmungar e antes de abrir os olhos.

 

- Onde eu to? – Indagou olhando pros lados.

 

- Em casa, e você vai pro quarto agora. – Pedi para que Youngjae e Mark o levassem para o quarto. Fiz a mesma coisa com o Bambam e o Yugyeom o levou para seu quarto. Os dois amigos do Mark ainda ficaram ali com a maior cara de paisagem, então decidi falar com eles.

 

- Me desculpem, por conta do Jackson e do Bambam não fomos apresentados. – Peguei as duas bolsas de gelo e coloquei em cima de um pano.

 

- Não tem problema, podemos nos apresentar agora. – Um deles falou enquanto o outro só ficou olhando pra mim. – Meu nome é Park Jinyoung. – O mesmo se curvou. - Esse é meu amigo Jaebum. - Falou cutucando o amigo.

 

- Prazer... – O outro falou sem graça e se curvou.

 

- Prazer, meu nome é Kim Yuna, sou irmã mais nova do Yugyeom. – Me curvei perante eles e quando voltei a minha posição inicial os meninos voltaram à sala.

 

- Os levamos pros seu quartos. – Mark falou indo em direção aos seus amigos.

 

- Jackson deu trabalho, mas no fim acabou pegando no sono. – Citou Youngjae cansado e se sentou no sofá após.

 

- Bom, já ta tarde, estamos indo. – Mark se curvou juntamente com seus amigos que definitivamente não paravam de me olhar, principalmente aquele Jaebum.

 

- Boa noite... – Fui até a cozinha e Yugyeom os acompanhou até a porta.

Arrumei algumas coisas na cozinha que estavam no chão, provavelmente derrubadas por Yugyeom quando ele veio pegar as bolsas de gelo, aproveitei também para fazer um ensopado de carne com arroz para o Youngjae e Yugyeom comerem, provavelmente estavam com fome já que nessas festas de universitários só tem cerveja e alguns petiscos que enganam o estomago.

Enquanto cortava os legumes ninguém apareceu na cozinha então decidi falar sozinha, eu sei que é uma mania estranha, mas eu faço isso para o tempo passar mais rápido. Enquanto falava com eu mesma fui para no assunto Jaebum e Jinyoung, esse assunto eu disse para mim mesma que deixasse pra lá, mas eu insisti e então estou falando disso. Não é de hoje que algum garoto me olha daquele jeito, sempre quando tenho folga da escola eu tenho que ficar em casa sozinha e eu não gosto disso, então sempre vou para faculdade quando os meninos largam, assim almoçamos juntos e vamos à sorveteria ou ao cinema. Quando eu vou pra faculdade deles muitos garotos passam por mim me olhando de cima a baixo e isso me deixava bem desconfortável no começo porque eu sempre ia de short e todos que passavam ficavam olhando para as minhas pernas, agora eu sempre vou de calça ou vestido, mas ainda sim existem alguns que olham. Uma parte de mim não liga por já está acostumada e por ver esse tipo de garoto olhar para qualquer uma na rua, mas a outra sempre reclama, eu não gosto de ser encarada assim como não gosto de encarar ninguém, e aqueles amigos do Mark estavam me encarando e isso estava me deixando bastante desconfortável.

 

- Adoro ouvir você falando sozinha. – Ouvi a voz de Youngjae, me virei para olhar e o mesmo estava encostado na parede me olhando. – Tava no seu mundo ou apenas falando sozinha? – Sorriu.

 

- Youngjae-ah, já tomou banho? – Indaguei após notar alguns fios de seu cabelo molhados. Logo voltei a olhar para o que estava fazendo e coloquei os legumes e a carne cortada na panela juntamente com um fio de azeite e comecei a mexer enquanto o ouvia falar.

 

- A um tempinho, vim saber o que você estava fazendo. – Ouvi sua voz se aproximar junto com o quase imperceptível barulho de seus passos.

 

- Ensopado de carne, não ta com fome? – Continuei a falar, coloquei um pouco de água na carne e continuei a mexer.

 

- Hm... Está cheiroso. – Falou se aproximando de mim.

 

- Eu só coloquei água até agora. – Ri. – Pega dois saches de tempero no armário, por favor, eu não alcanço. – Falei sem o mirar.

 

- Aqui. – O mesmo me entregou os temperos, um de carne e o outro de legumes, coloquei ambos no ensopado, mexi e tampei. – Obrigado Youngjae. – Sorri e segui em direção ao cesto de lixo.

 

- Caramba, você cozinha muito bem. – Me virei pro lado e o vi próximo a panela com a tampa na mão sentindo o aroma que esta exalava.

 

- Youngjae tampa isso, se não, não vai ferver. – Reclamei com ele e coloquei arroz na panela elétrica que facilita muito a minha vida já que só precisa colocar o arroz e um pouco de água.

 

- Calma, já tampei, só tava sentindo o cheiro. – Após falar o mesmo encostou-se ao balcão e ficou olhando pra mim.

 

- Que foi? – Indaguei sorrindo.

 

- Me desculpa. – Falou sério.

 

- Pelo o que? – Fechei a panela eletrônica e olhei pra ele.

 

- Por mais cedo, eu agi como se fosse seu namorado sendo que na verdade não sou. – Abaixou a cabeça. – Eu senti ciúme... – A última parte eu não ouvi bem, pois ele resmungou baixinho.

 

- Pera, que? – Indaguei me aproximando dele.

 

- Você ouviu. – O mesmo virou as costas e foi seguindo para a porta.

 

- Youngjae-ah! – Tentei chamá-lo mais não deu muito certo.

Após um tempo de espera, tirei o arroz da panela e coloquei em duas tigelas pequenas, desliguei o fogão e coloquei a panela do ensopado no centro da mesa em cima de um descanso. Fui chamar os dois que estavam sentados no sofá assistindo TV e ambos vieram correndo como se não comessem há dias, logo se sentaram à mesa e começaram a comer freneticamente. Ri da cena e apenas fiquei observando eles.

Quando terminaram eu lavei a louça e fui dormir, demorei um tempo para pegar no sono mais consegui pelo fato de começar a falar sozinha de novo, isso definitivamente me acalma.

                                   

                                                      [...]

Acordei com o sol em meu rosto, sentia o calor queimar minha pele descoberta à medida que os raios atravessavam minha janela, mais uma vez acordei calma e fiz a mesma coisa que há uma semana venho fazendo. Calcei minhas pantufas e fui até minha janela para admirar o céu, que estava ensolarado, as nuvens branquinhas e uma ótima brisa vinha contra meu rosto. Desta vez não fiquei tanto tempo olhando pro céu, fui rapidamente pro banheiro, escovei os dentes e tomei um banho, como era sábado e não tínhamos planos de sair, vesti uma blusa folgada meio curta florida da adidas e um short cintura alta preto. Não era uma ocasião especial nem nada, mas eu precisava ser rápida se quisesse lavar minha roupa, aqui é uma briga pra ver quem lava primeiro, por isso já deixei um cesto de roupa separado perto da máquina de lavar cheio de roupas minhas, por sorte não tinha ninguém lá na cozinha e nem na área de serviço, então eu coloquei minhas roupas menos as brancas, porque nós lavamos todas as roupas brancas juntas, separadas é claro, camisas, shorts/bermuda e roupa íntima, mas eu não tenho nenhuma dessa cor.

Depois de fazer tudo isso, fui pra cozinha preparar o café da manhã. Decidi fazer algo tradicional já que a semana toda por causa da correria comemos apenas ovos com bacon, então eu coloquei arroz pra fazer e comecei a preparar alguns pratos que minha avó me ensinou.

 

- Saí da frente que eu vou lavar minha roupa primeiro!!! – Depois de um bom tempo Jackson apareceu na cozinha correndo em direção a área de serviço seguindo por Bambam.

 

- Já ta lavando as minhas. – Falei fazendo-o parar e olhar com raiva para mim. – Está atrasado Jackson. – Continuei a falar sem o fitar.

 

- Yuna são dez e meia da manhã, num sábado, que horas você acordou? – O mesmo colocou seu cesto no canto da cozinha e Bambam fez o mesmo.

 

- Eu acordei de oito horas, por quê? – Sem o mirar continuei a fazer a comida.

 

- Eu to com fome, não comi desde ontem. – Bambam falou se sentando numa cadeira.

 

- Eu to quase terminando aqui, vocês podem arrumar esse pratos na mesa? – Apontei para o balcão que estava cheio de pratos com comidas diferentes.

 

- Uau... – Falaram em um uníssono.

 

- Gente, anda. – Bati palmas duas vezes e eles enfim acordaram do ‘transe’. Arrumaram as comidas na mesa e me ajudaram a colocar arroz nas tigelas.

 

- Bom dia gente. – Youngjae chegou à cozinha e logo se sentou numa cadeira.

 

- Bom dia dongsaeng. – Yugyeom depositou um beijo em minha bochecha e se sentou também.

Não deu nem tempo de me sentar à mesa, Jackson e Bambam já atacaram a comida parecendo o Yugyeom e o Youngjae na noite passada. – Nossa, vocês não comeram nada lá na festa não? – Indaguei ao me sentar numa cadeira.

 

- Na verdade não, o Youngjae não come comida que ele não tenha visto quem foi que fez ou quem tocou, Bambam é alérgico a batata apimentada e o Jackson ficou ocupado demais se amostrando para as meninas e enchendo a cara. – Yugyeom respondeu já que os dois estavam com a boca cheia de comida e Youngjae estava calado comendo.

 

- E você oppa, o que comeu? – Peguei minha tigela de arroz e comecei a comer após indagar.

 

- Eu apenas bebi refri e água, aqueles aperitivos pareciam nojentos. – Disse depois de engolir um pedaço de frango.

Continuamos a conversar e quando todos terminaram Jackson e Bambam lavaram a louça enquanto eu tirava as minha roupas da máquina de lavar e Youngjae e Yugyeom recolhiam os lençóis de todos os quartos. Coloquei a roupa do Bambam que tinha menos e fui estender as minha no varal, após ter feito tudo isso Bambam foi pegar suas roupas e estendeu junto às minhas deixando as roupas de Jackson na máquina de lavar e as de Yugyeom e Youngjae na espera.

     

                                                      [...]

 

- Jackson eu vou te matar! – Saí correndo atrás dele, filho da mãe me molhou toda com a mangueira. – Jackson volta aqui! – O mesmo não parava de correr em circulos até que ele olhou pra trás pra me zoar e acabou caindo na piscina de cabeça. Todos riram da cara que ele fez quando saiu e veio andando até mim.

 

- Agora você vai pular também. – Disse com um sorriso malicioso.

 

- Eu não. – Ri e saí correndo e ele atrás de mim, fiz o mesmo joguinho de antes dele, sendo que fingi que ir pular na piscina quando passei por perto dela e ele acabou indo sem ninguém tocar nele.

 

- Nossa Jackson como você pode ser tão burro? – Youngjae falou em meio às gargalhadas.

 

- Yunaa! – Ele continuou gritando da piscina enquanto eu espremia um lençol com Bambam. – Você me paga! – Continuou a gritar, mas ninguém se pronunciou, apenas ficamos rindo o que o fez desistir e ir ajudar Youngjae a estender o lençol.

Todos haviam terminado de lavar tudo e as roupas assim como os lençóis estavam todos estendidos no varal, tudo tava correndo bem, tínhamos terminado de guardar as coisas quando Jackson começou a jogar um por um na piscina, inclusive eu. Todos ficamos brincando de Marco Pólo, mas foi escurecendo então décimos sair da piscina para não correr o risco de pegar um resfriado.

 

- Gente amanhã vocês tem algum plano? – Jackson indagou enquanto enxugava seu cabelo e eu ajudava Bambam enxugar o dele.

 

- Não por que? – O olhei.

 

- Porque eu pensei... Você e o Bambam fizeram um maravilhoso almoço hoje e foi muito legal almoçar com calma, porém, que tal mais pessoas? – Falou num tom animado.

 

- Ta sugerindo que a gente dê uma festa? Você sabe que-

 

- Não uma festa, um almoço, eu apenas chamaria o Mark, Jr. e JB. – O mesmo interrompeu Yugyeom.

 

- Quem são Jr. e JB? – Indaguei confusa.

 

- Os dois que vieram aqui ontem. – Youngjae respondeu sonolento.

 

- Então, o que acham? – Jackson olhou pra todos e eu e Bambam nos olhamos.

 

- Por mim tudo bem. – Bambam se pronunciou.

 

- Por mim também. – Falei.

 

- Então tudo certo, amanhã temos visita no almoço. – Yugyeom falou espremendo sua toalha.

 

- Uma pergunta, como Jackson e Bambam não acordaram com dor de cabeça hoje? – Youngjae indagou olhando pros dois.

 

- Na verdade acordamos, mas fomos pro banheiro do Yugyeom e da Yuna e achamos um remédio pra dor de cabeça lá, tomamos e depois comemos o café da manhã que a Yuna fez, e desde daí não sentimos mais dor. – Bambam respondeu.

 

- Entendi... – Falou pensativo.

 

- Ok chega de perguntas, vão todos trocar de roupa, vamos. – Falei expulsando eles pra dentro e pegando suas toalhas.

Estendi todas e entrei pra trocar de roupa. Vesti um short de moletom e uma blusa preta folgada. Penteei o cabelo e o deixei solto para secar.

No fim da noite não fizemos muita coisa, apenas jantamos e assistimos TV, Jackson ligou para Mark avisando do almoço e também para Jinyoung e Jaebum. Todos fomos dormir por volta das 23:45 quando terminou um dorama que sempre assistimos juntos.


Notas Finais


Bom, espero que tenham gostado.
Pensei em postar capítulos toda segunda e quarta, que acham?
De qualquer forma até segunda ^^ <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...