História Turma Contra a Homofobia -Welluba - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "Luba" Feuerschütte
Personagens Lucas "LubaTV", Personagens Originais
Tags Luba, Lubellinton, Romance, Slash, Welluba
Visualizações 72
Palavras 619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Slash
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sei que demorei... :(

Mas, está ai... espero que gostem ♡ =)

Capítulo 21 - Vigésimo primeiro capítulo


Fanfic / Fanfiction Turma Contra a Homofobia -Welluba - Capítulo 21 - Vigésimo primeiro capítulo


Luba

Era dia de viajar novamente para Tubarão, estava sentindo falta da minha casa e das minhas gatas.

Depois de arrumarmos todas as nossas coisas fomos para o aeroporto esperar a hora lá. A minha equipe vai ficar mais um dia aqui então eu voltaria sozinho com o Wellinton e as meninas.

Faço as coisas necessárias antes de viajar e depois fomos esperar nos bancos.

Algumas pessoas, como costume, nos observava mas não me importei. Não vou deixar de demonstrar afeto ao Wellinton por causa disso.

Ele merecia ser amado e receber atenção e não ficar de lado por conta de comentários e pessoas que não nos ajudam em nada.

Estávamos sentados no banco. Isa e Duda estavam conversando e Ju lia um livro qualquer. Eu deitei no ombro de Wellinho e esperamos.


Quebra-de-tempo


O avião decolova e as meninas mais uma vez pareciam ansiosas e animadas.

-O que aconteceu ontem? - Well me pergunta me tirando dos meus pensamentos.

-Como assim...? - Acho que sei o que é...

-Eu escutei você acordando assustado e depois me abraçando forte, foi algum pesadelo?

-Sim... -Conto o meu pesadelo de ontem a noite sem detalhes a ele. -...ai eu acordei.

-Eu tive um pesadelo parecido com esse, e não faz tanto tempo assim.

Fico um pouco surpreso e com medo.

-E se isso for um sinal? E se acontecer mesmo?

-Credo 'mor, eu não deixaria algo assim acontecer. Vou te proteger num potinho.

Sorrio olhando para ele.

-Você é tão fofo. - Demos um rápido selinho e deito com a cabeça em seu colo.

A viagem foi tranqüila, chegamos em casa já anoitecendo então resolvemos pedir algo para comer.

Amanhã eu levaria as meninas para a escola, isso é algo pequeno mas para mim é muito novo e emocionante. Elas sempre foram com o carro da mulher que cuida do orfanato e agora seriam levadas pelos pais, é realmente algo muito bom.

Elas foram dormir ansiosas para amanhã. O Wellinton também, ele está quase completando os estudos, eu quase encerrando os meus shows, eles acabam ainda nesse ano.

Ele deitou ao meu lado e me abraçou, eu dei um beijo em sua testa e ele adormece. É eu, logo em seguida.

[...]


Well

Acordo primeiro que todos e já vou me arrumar e fazer o café.

Acordo as meninas pois elas tinham que ir estudar, eu também.

Lucas, como sempre, o último acordar.

-Mor? Acorda! - Ele se espreguiça e coça os olhos. -Bom dia, cambacica!

-Bom dia... cambacica? - Diz ele meio confuso.

-É um passarinho gordinho e amarelo.

-O que tu tá querendo dizer com isso? - Ele ri, eu sorrio e o beijo.


Depois de um tempo ele logo chega na escola das meninas. Precisávamos conversar com a diretora pois agora nós que temos a guarda delas.

-Olá, rapazes! Vocês devem ser os pais da Júlia, Isabela e Eduarda. O orfanato nos comunicou. Parabéns pela família!

Nós dois ficamos muito felizes, fomos bem recebidos e sem nenhuma ironia ou piadinha.

Apenas olhares de alguns alunos, mas não nos importamos.

-Obrigado, diretora!

Falamos juntos.

-Entrem na minha sala. - Nós entramos e ela já começa a falar. -Olha, queridos. Podem ficar tranquilos, na minha escola não tem funcionários homoficos, todas as famílias e crianças homossexuais são muito bem vindas e apoiamos totalmente a causa. 

Sorrimos juntos.

-Isso é ótimo pois não quero que as meninas sofram algum preconceito. - Lucas diz.

Depois de assinar alguns papéis e conversar um pouco com a diretora, Lucas me deixa na faculdade e ele volta para a casa.

Estava indo tudo bem, agradeço muito por tudo que tenho e conquistei hoje.


Luba

No caminho de volta eu fiquei o tempo com um sorriso bobo no rosto.

Em casa eu gravo 2 vídeos e logo depois começo a editar.

Estava indo tão bem em minha vida. Agradeço muito por tudo que tenho e que conquistei hoje.



"Com você, os meus sonhos são mais reais e lindos. Tudo fica mais colorido"



Notas Finais


84 anos mas postei :s

Espero que estejam gostando, comentem e favoritem 💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...