História Twins - Capítulo 30


Escrita por: ~ e ~Bi4_Potter

Postado
Categorias Originais
Exibições 22
Palavras 1.698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


GENTEEE, ME DESCULPEM NÃO TER POSTADO ONTEM! eu estava no shopping quando meu alarme da fanfic tocou e quando cheguei em casa ja eram umas 10 e pouca, resolvi deixar pra hoje.
mas ainda tem mais um capítulo hojee, o que está normalmente na programação, às 19:30 💖
e, sim, eu enrolei muito, mas muito mesmo pra fazer esse capítulo. vocês já vão entender o porquê.
espero que gostem;; boa leitura 📖

Capítulo 30 - Cap 7, parte 3: Benjamin


(anna)
desliguei o skype e fui ver o que o papai queria.
"oi pai" eu gritei, descendo as escadas
quando cheguei lá, o papai não parecia feliz. perguntei o que tinha acontecido, e ele disse:
"tenho notícias ruins" ele me levou até a cozinha.
e. o. Benjamin. estava. bom, digamos... deitado. não só isso, sem respirar também. ahn, como posso ser mais direta? ele tinha morrido. no chão da cozinha.
ele tinha 9 anos. e era muito saudável.
eu não queria acreditar. me joguei no chão e comecei a chorar. choros. muitos choros. muitos mesmo. *choros*
não. meu pai me abraçou.
eu só queria deitar na minha cama e comer nutella. o resto do dia.
e foi isso que eu fiz. peguei um pote de nutella, deitei em minha cama e fiquei olhando pro teto, só pensando.
~ pensamento on ~
cara, o Benjamin era "só" um cãozinho. há quem diga "compra outro", mas não é desse jeito. o Ben era único. ele me lembrava os tempos que passei com a Sophie, em BH. ele me lembrava minha infância. a minha felicidade, correndo com ele pelo quintal de meias, entrando em casa toda suja de terra, e recebendo gritos da minha mãe.
o Ben era muito especial pra mim.
~ pensamento off ~
continuei comendo minha nutella. e dessa vez meu pensamento desviou um pouco.
como eu iria contar aquilo para a Sophie? ela ia ficar arrasada!
fiquei pensando sobre tudo aquilo. até que eu nem vi, e já eram 9 da noite. olhei para o relógio, coloquei a colher no pote e vi que a nutella tinha acabado. levantei para jogar aquilo fora, e quando ia abrir a porta, comecei a chorar. de novo. e o pote e a colher estavam no chão.
resolvi ir (tentar) dormir. deitei em minha cama e fechei os olhos. chorei mais um pouco (muito), até que peguei no sono.
quando acordei com o alarme do despertador, meus olhos estavam muito inchados, mas pela primeira vez eu não liguei. não queria ir para a escola, mas também não queria ficar em casa, a manhã inteira pensando sobre o meu cãozinho.
resolvi me arrumar. só coloquei o uniforme, escovei os dentes, prendi o cabelo de qualquer jeito, joguei minha mochila nas costas e desci.
sentei no sofá. faltavam 15 minutos para o ônibus chegar. então, deixei minha mochila ali e fui no banheiro lavar o rosto. olhei para meu rosto, e, com certeza, me perguntariam o que havia acontecido. e eu começaria a chorar de novo. e a Bianca ia rir. confirmei comigo mesma se realmente queria ir à aula. pensei na reação do meu pai quando descobrisse que fiquei em casa. naquele momento, eu faria de tudo pra não ser popular.
esse pensamento levou uns 10 minutos, e quando voltei à realidade, eu ainda estava no banheiro, com os olhos inchados. fui até a cozinha e peguei umas torradas que havia feito na manhã anterior. eu estava com fome.
o ônibus logo chegou. pensei duas vezes novamente, e fui. coloquei o capuz do casaco em meu rosto e entrei no ônibus.
sentei bem lá no fundo e fiquei.
quando cheguei na escola, só sentei na minha cadeira e fiquei ouvido músicas tristes.
tinha sido a primeira a chegar. não havia ninguém na sala. não tinha problema em chorar mais um pouco. me controlei bastante, enxuguei meu rosto com o casaco e fiquei lá, com o pensamento vazio.
até que ouço um rangido. era a porta, alguém estava entrando na sala. esfreguei meu rosto novamente e disfarcei o choro.
então, vi o Leo e senti um alívio. me joguei nele, dando-lhe um abraço. muito forte. ele ficou sem entender, mas me abraçou também. quando soltei, ele me perguntou o que foi
"o que aconteceu?" ele disse, tirando meu capuz "você está péssima.
contei a ele tudo o que acontecera. ele me abraçou, e disse "vai ficar tudo bem. não se preocupe". essas coisas que todo mundo sempre diz. mas, eu sabia que não ia ser fácil assim.
o resto do dia passou muito devagar. cada um que chegava, me perguntava o que tinha acontecido. e eu respondia apenas "meu cachorro morreu". alguns ficavam preocupados, outros achavam meus olhos inchados desnecessários.
as únicas pessoas que contei a história detalhadamente (além do Leo) foram a Madison, a Cecília e a Olívia, que ficaram muito preocupadas comigo. elas ficaram comigo o dia inteiro, me ajudando em tudo o que precisava. me ofereceram maquiagem, para esconder aquilo, mas recusei.
quando cheguei em casa da escola, meu pai ainda não havia chegado. então, resolvi mandar uma mensagem para a Sophie. eu precisava contar aquilo pra ela. mais cedo ou mais tarde ela iria descobrir.
~ wpp on ~
eu: sophie, entra agr no skype
sophie: agr? n dá, to estudando
eu: ah, me poupe, ANDA LOGO, é mt importante
sophie: ta, né
~ wpp off ~
liguei o pc e fiquei esperando ela. uns 5 min depois, ela me ligou. atendi na hora.
"Sophie... eu tenho que te contar uma coisa. é muito sério"
"eu já conheço suas brincadeiras, tchau"
"NÃO SOPHIE, É SÉRIO, NÃO É BRINCADEIRA"
"MEU DEUS ANNA, VOCÊ TA GRÁVIDA?"
"deixa de ser idiota Emanuelly, não"
"então o que foi? seja breve..."
"bem... eu não gosto de falar isso" meus olhos se encheram de lágrimas "mas o Ben... ele... morreu" chorei mais.
"O QUE? ANNA GIULIA, ISSO É SÉRIO? SE EU DESCOBRIR QUE ESTÁ MENTIN..."
"é sério, Sophie! ontem, quando meu pai me chamou e eu desliguei o Skype, foi isso. eu to muito triste. chorei a manhã inteira"
ela começou a chorar também.
"então, quer dizer que... a Lua. ela..."
"PARA SOPHIE, não pensa nisso!"
"desculpa" ela chorava muito "mas é que..."
alguém abriu a porta do quarto da Sophie. era a mamãe.
"Sophie, eu... MEU DEUS, O QUE ACONTECEU?"
ela olhou pra mamãe e disse:
"o Ben... ele... morreu"
"oh, meu Deus! Anna, isso é sério?"
eu estava chorando "sim, mãe"
contei pra elas o que havia acontecido, e três mulheres chorando, não é pouco. até que me despedi delas, que estavam tão arrasadas quanto eu.
fiquei chorando mais um pouco. o papai chegou, falou comigo, perguntou se eu estava bem, falei sobre meu dia, e ele foi fazer as tarefas do trabalho.
fiquei deitada, e quando ia ver uma série pra me acalmar um pouco, a campainha toca. meu pai gritou "deixa que eu atendo". disse "ok", mesmo sem ele ouvir, e dei play em um episódio de Teen Wolf.
até que alguém bate em minha porta.
"oi pai, pode entrar"
"oi filha" o Leo responde, com uma caixa na mão. ele sorri "vim te ver, achei que ia gostar de passar um tempo comigo" ele coloca a caixa em minha escrivaninha.
"adorei a surpresa" eu sorri.
olhei pras minhas roupas. ops. estava sem sutiã. abri a boca pra falar alguma coisa, e ele aguardada pra ouvir, mas pensei "o Leo é meu namorado. af, não faz mal"
"deixa pra lá" eu disse, e me sentei na cama.
"ok né" ele me entregou a caixa.
"o que é?"
"descubra você mesma" ele se sentou ao meu lado.
a caixa se mexia. quando abri, tinha um cãozinho lá.
"ai meu Deus! AI MEU DEUS, LEONARDO"
"o que? você não gostou?"
"EU AMEI, MEU DEUS DO CÉU, ONDE VOCÊ ARRANJOU ISSO?" disse, colocando o filhote no meu colo. era um yorkshire.
"minha tia estava vendendo esses filhotes, e perguntei se podia pegar um. ela deixou"
coloquei-o no chão, e ele girou, e se sentou. latiu e colocou a língua pra fora. ownn :3
"OMG LEO, EU TE AMO" e dei um beijo nele.
"também te amo", ele disse, quando acabamos. "mas tenho que ir. queria ficar mais, me desculpa" ele se levantou "nos vemos amanhã?"
"claro" dei um beijinho nele.
fiquei o resto da tarde brincando com o cãozinho. aquele dia foi cheio de emoções.
eu tinha o melhor namorado do mundo.
mandei outra mensagem para a Sophie.
~ wpp on ~
eu: sophie, entra AGORA no Skype, vc n vai acreditar
sophie: dnv? mds anna
eu: AGORA
~ wpp off ~
o computador ainda estava em Teen Wolf. entrei no Skype e esperei ela ficar online. liguei pra ela, que atendeu.
"o que foi agora?" ela disse.
"VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR"
"fala logo"
"ta bom, se não quiser saber... tchau" fiz que ia desligar.
"NÃO, NÃO, ESPERAAA"
"KKKKKKK"
"vaaai, falaaa"
"olha que coisinha fofaaaaa" mostrei o... qual era o nome dele mesmo?
"MEU DEUS, QUE COISA MAIS BONITINHA, ONDE VOCÊ ARRANJOU?"
"o Leo me deu. não é uma gracinha? nhonhonhonho" eu apertei ele um pouco, que tentou se soltar das minhas mãos.
"qual o nome dele?"
"não sei ainda... me dá uma ideia?"
"é macho né? hmmm... Bidu?"
"uke, não Sophie" eu ri por dentro.
"ah, não sei, veja na internet"
"obrigada pela ajuda, Manuzão. tchau, tchau" peguei a patinha do cachorro e balancei-a pra dar tchau pra Sophie.
"NÃO ME CHAME DE..."
desliguei o Skype.
brinquei um pouco com o cachorrinho e mandei foto pras minhas amigas. elas tiveram um surto de fofura.
~ wpp on ~
[mad: madison; ceeh: cecília; via: olívia]
eu: genteee, olhem o que o Leo me deu ��
eu: foto ��
mad: OMG QUE FOFO, QUERO PRA MIM
ceeh: MEU DEUS QUE COISA MAIS ADORÁVEL
via: OWNNNNNNN, QUE COISINHA MAIS FOFA
mad: me perdoe, mas agora eu quero o Leo pra mim ;-;
eu: ele é meu, sai
ceeh: também quero um Leo pra mim, onde vende?
via: KKKKKKKKKKKK tinha que ser a ceeh
eu: KKKKKKKKKK
via: KKKKKKKKKKMMKKKK
~ wpp off ~
já eram 21:57. resolvi terminar o episódio de Teen Wolf. guardei o computador e deitei na cama. fiquei pensando no Ben um pouco. fui dormir depois disso. acordei com o cãozinho latindo no meu quarto. aquilo não tinha sido um sonho?
peguei-o no colo e disse "bom dia coisinha fofa".
fui pra escola, muito feliz. o Leo não sabia o quanto era especial pra mim. ele resgatou quase toda minha felicidade.
eu ainda não tinha esquecido o Ben. mas o jeito como ganhei o novo cãozinho ajudou a superar o que havia acontecido bem mais rápido.


Notas Finais


espero que tenham gostado ♡ acho que esse foi o maior cap que já fiz até hoje. enrolei muito, mas pelo menos ele ficou bem detalhado e cheio de emoções.
quero que vocês me ajudem a escolher o nome do cãozinho. deixem sugestões aqui embaixo 🐶🐶
;; giu 💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...