História Twins (Imagine Jung Hoseok) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Decisão, Drama, Gêmeos, Romance
Exibições 537
Palavras 1.345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi xuxus, tudo tranquilo?
53 favs desde o último cap, suas deusas, rainhas da minha vida <3
desculpem a demora, a minha viagem, a minha gripe e o meu wifi que não funcionou esse tempo todo
espero que compense a demora
queria fazer um pedido lindo pra que vocês conhecessem a fic nova com o jiminie que eu postei essa semana (link nas notas finais)
espero que gostem <3

Capítulo 15 - Para sempre, noona.


Fanfic / Fanfiction Twins (Imagine Jung Hoseok) - Capítulo 15 - Para sempre, noona.

Pode ser novidade para alguns, mas eu sempre fui apaixonado pela ______. 

Ela sempre me tratou como um irmãozinho mais novo e me protegeu com todas as forças. Sempre perguntando como tinha sido meu dia na escola e se tinha feito novos amigos, já que sabia que eu tinha uma certa dificuldade de me comunicar por causa da timidez, mas acabava que no fim do dia ela continuava sendo minha única amiga. Gostava do jeitinho meigo que ela tentava encarar as coisas, tentava ver o lado bom de tudo, por isso me doeu tanto ver como ela ficou com o que aconteceu com o hyung, nunca tinha visto minha ''noona'' tão chateada.  

Ela é mais nova que eu mas disse que amava quando eu brincava e chamava ela de noona, então comecei a chamar ela assim, mas isso não impediu dela continuar me chamando de oppa de vez em quando. 

Sempre que acontecia alguma coisa nova corria pra contar pra ela e pra minha irmã, mas acabava que no meu coração, eu tinha duas irmãs e não uma só. Nós não tínhamos o mesmo sangue, mas ela fazia parte de mim de certa forma. 

Lembro exatamente de um dia que aconteceu alguns anos atrás, quando ainda íamos pra escola. Minha turma teria uma excursão para o museu de uma cidade vizinha, vi ______ correndo desesperadamente pela rua com um potinho nas mãos. Ela chegou perto de mim, sorriu e entregou o pote. 

-Você esqueceu seu lanche –disse sorridente assim que peguei o potinho. 

-Você se preocupa muito comigo, noona –falei pegando em suas mãos pequenininhas. 

Ela corou e me deu um abraço apertado. 

-Eu te amo Jungkookie. 

-Também te amo noona, para sempre –dei um beijo estalado em sua bochecha e entrei no ônibus, acenando pra ela enquanto o veículo se afastava. 

Parece uma cena tão comum, mas marcou a minha vida. Eu prometi que te amaria para sempre, e é exatamente isso que eu vou fazer. 

Vou te amar como amigo, como protetor, como irmão, e que seja eterno enquanto dure. 

Se você vai ser feliz com o meu hyung, eu sinceramente não sei, mas se depender de mim, desejo toda a felicidade do mundo. 

Tem tantas frases que se encaixariam perfeitamente nesse momento, não é? 

Amor é ser feliz pela felicidade do outro. 

Te amar é querer te ver sorrir. 

Mas nenhuma é tão perfeita quanto  

''Se você ama alguém deixe o partir'' 

Afinal se voltar é porque é seu. 

Mas no fim das contas, ela poderia ser de qualquer um. 

Menos minha. 

Hope P.O.V 

Dizer que não me afetava nem um pouco ver os dois seria a maior mentira já contada em toda a minha vida. 

Doía, doía pra caralho, mas quer saber, nunca tinha visto meu irmão tão alegre e a _____ não sorria desse jeito desde bem, tudo o que aconteceu... 

Eu falei que aceitaria e faria qualquer coisa pela felicidade do meu irmão e é exatamente isso que estou fazendo. 

Mas o que me incomodava muito era o jeito que o Jungkook encarava a cena, abaixou a cabeça e Jimin o acalmava passando a mão em suas costas, jurava que tinha visto algumas lágrimas pingarem no chão. Ele levantou a cabeça, enfiou o rosto entre as mãos que agora formavam uma concha preenchida pelas mangas compridas de seu moletom. 

-Precisava tanto de você -disse tirando uma foto do Yoongi do bolso e então fechei os olhos com força -Você é a única força que me resta. 

Jimin e Jungkook se aproximaram e sentaram ao meu lado enquanto observávamos o novo casal saindo da lanchonete agora de mãos dadas. 

-Eu sei que não vai ser fácil mas vai passar –Jiminie disse tentando me consolar, pena que não seria tão simples assim. 

-Sei que vai, se eles estão felizes, vou aprender a ficar feliz por eles –respondi recebendo um sorriso fraco dos dois. 

Jimin P.O.V 

E eu estava entre os dois, sem poder comentar nada sobre o Jungkook já que ninguém além de mim e do Taehyung sabe de toda essa ''história'' entre ele e a _____. 

Um chorava escondido de um lado e o outro se agarrava cada vez mais forte às suas memórias. 

Mas mesmo sabendo que os dois estavam sofrendo, fico feliz em ver a ______ e o Hoseok bem. 

Ele sofreu bastante por vários anos, já tentou se matar diversas vezes, chorava direto em sua cama mas quando levantava da mesma se tornava uma das pessoas mais frias do mundo, sorria ao ver pessoas se magoando da mesma forma que foi magoado, ele não tinha mais dó, apenas queria saber que todos sentiam tanta dor quanto ele. Talvez em uma forma de se sentir menos sozinho. 

Agora ela está voltando nosso Hoseok ao normal. 

Se ele está vivo até hoje, foi apenas porque o destino deles já estava traçado. 

É como se ele não conseguisse morrer, até que ela  surgisse para ensiná-lo a viver novamente. 

Ele já estava praticamente morto, mas vendo eles juntos agora, Hoseok nunca esteve tão vivo. 

___________ P.O.V 

Saí de mãos dadas com o Hoseok e então pedi para que ele me deixasse na casa da Sun, fazia tempo que não passávamos algum tempo juntas. 

Que melhor amiga seria eu se não fizesse meu papel de amiga? 

Assim que chegamos na casa, dei um abraço nele e um beijo calmo e fofo, assim como ele estava sendo comigo. 

Separamos nossos dedos e então sorrimos enquanto nos afastávamos. 

Entrei na casa sem bater mesmo já que isso era extremamente normal entre nós. 

Fui até o quarto dela e ela não estava lá, cobiçei a ideia de que talvez ela tivesse saído, mas a Sun raramente sai sem mim. 

Abri a porta do quarto do Jungkook e lá estava ela, sentada na cama com uma caixa nas mãos, papéis, fotos e até alguns bichinhos de pelúcia. 

-O que você tá fazendo no quarto do seu irmão, de novo? -perguntei me sentando ao seu lado na cama. 

-Ele cresceu tão rápido -falou me entregando algumas fotos. 

-Verdade –falei sorridente ao ver algumas fotos dele pequenininho, seu sorriso de coelhinho não mudou absolutamente nada, continua tão fofo quanto antigamente. 

Continuou tão amorzinho quanto na época de cada uma dessas fotos. A única coisa que mudou foi a sua maturidade que em alguns momentos o atinge de forma certeira, e sua nova paixão que é a academia com certeza mudou totalmente seu corpo. Era tão magro e agora tem um corpo maravilhoso. 

A puberdade atingiu ele com força. 

-Tem umas fotos dos amigos dele também -disse me entregando algumas fotos que rapidamente reconheci quem era quem. 

Jiminie, Yoongi e Taehyung, tinha apenas uma ou outra perdida dos gêmeos e dos outros garotos, mas dos três tinham várias fotos. 

Tinha uma foto do Jungkook na praia que inclusive eu e a Sun que tiramos. Além de uma foto do Yoongi que logo Sun fez sinal para que eu pegasse, ele tinha o sorriso mais doce do mundo, seus dentinhos pequenos mostrando sua gengiva, o mundo não seria o mesmo sem esse sorriso. Se bem que, agora não é. 

Sun adorava passar um tempo no quarto do irmão, era algo tipo um hobbie. Bisbilhotava bilhetes, cartas, fotos e cheirava os frascos dos perfumes amadeirados que ele tanto usa. 

-Eu odeio ver o tanto que ele cresceu, daqui a algum tempo vai acabar casando e vai me deixar pra trás. 

-Ele nunca te deixaria pra trás, Sun. 

-Não sei, a namorada dele pode fazer a cabeça dele e afastar a gente. 

-Ninguém nunca vai me fazer largar você, nós somos irmãos -Kook disse encostado na porta do quarto. 

-O que você tá fazendo aqui? Achei que tinha saído com o Hope e o Jiminie –Sun disse se fazendo de forte como sempre fazia. 

-Mas eu saí, a gente só veio tomar um gole d'água -sorriu. 

-E eu? -perguntei me fazendo de perdida. 

-Você sempre vai continuar sendo a minha noona –falou e veio em minha direção, me abraçando com força. 

-Eu te amo, Jungkookie –sussurrei e ele sorriu. 

-Para sempre, noona


Notas Finais


fic jiminie: https://spiritfanfics.com/historia/we-dont-talk-anymore-imagine-park-jimin-7090344
não sei se fico feliz pelo Hoseok, triste pelo Jungkook e pelo Hope ou se morro com essa frase final <3
espero que tenham gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...