História Two Different Worlds - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Tags Eldarya, Miiko, Nevra, Personagens Originais
Exibições 233
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU TENHO O SAWG

Capítulo 4 - Usada...?


Fanfic / Fanfiction Two Different Worlds - Capítulo 4 - Usada...?


As pessoas me olhavam de um jeito estranho, como se e fosse a dona da porra toda ali.
- Por que eles me olham desse jeito? - Perguntei ao Nevra, que estava em minha frente ainda me apresentando os lugares.
- Você não escutou a conve..... POR VOCÊ É HUMANA, É ISSO - Ele falou estranho.
- Se você diz... - Falei, ele tinha parado no jardim, eu já havia visto tudo, então meu estômago ronca brutalmente
- Escuto sua fome - Ele falou rindo de mim (A: DE MIM, JIMIN. TENDEU? HUEHEUHEUHEUEHUEH PAREI) Ele me leva para dentro do QG mais uma vez, vamos andando até a dispensa. Quando coloquei meu pé dentro daquela sala, fui impedida por Ezarel.
- Aqui ela não entra. Não mesmo. - Ele disse autoritário.  
Eu não sei qual motivo dele fazer isso, eu nunca fiz nada pra ele, e ele me trata assim. 
- Qual é Ezarel, deixa. - Nevra disse e me puxou para dentro da despensa. Olhei em volta, ela era bem fofinha. Tinha um troço que parecia uma colméia de abelha, vários alimentos em prateleiras. Me sentei em uma cadeira perto do balcão enquanto Nevra preparava algo pra mim. Ezarel me olhava de relance com uma cara feia.
- Aqui, ainda tem muito trabalho pra se fazer aqui. E nós precisamos ter uma conversa depois que você terminar.
Ele disse e eu tremi um pouco, seu tom de voz estava diferente, muito sério. Escutei passos vindo de fora. 5 garotas entraram na despensa. Elas eram lindas.
- Nevra! Nós estávamos te procurando. Então, hoje você pode ir lá no meu quarto? Vou fazer uma festinha com as garotas, e nós gostaríamos que você fosse, sabe? - Ela disse fazendo uma cara maliciosa, não tinha me percebido.
- Não, não posso - Ele respondeu seco. Me senti um pouco aliviada.
- Quem é essa? - Uma delas perguntou. Eu estava bebendo um pouco de suco
- Essa é a Yasmim, minha namorada - Ele disse despreocupado.
Nessa hora que ele falou, eu fiquei surpresa, surpresa até o ponto de me engasgar e jogar todo o suco pra fora. Ele olhou pra mim, e piscou.
- Essa aí? Namorada? Hahaha que piada!- Ela disse. Então todas começaram a rir.  - Conta outra Nev
- Sério. - Ele disse.
Então prova. Quero ver.
Ela falou com um sorriso debochado. Eu estava imóvel, não conseguia processar aqueles acontecimentos, do nada Nevra aparece do meu lado, ele segurou meu queixo com uma de suas mãos e selou nossos lábios. Caralho que saudade dessa boca. Sua língua percorria cada canto da minha boca. Eu só conseguia sentir nós dois ali, naquela despensa. Ele sugava minha língua para dentro de si, e eu mordia seus lábios. Parecia um sonho, até que aquelas garotas saíram com passos fortes. Nosso beijo foi chegando ao fim;
- D-desde quando sou sua namorada? - Perguntei curiosa.
- A-ah, aquilo foi só pra elas saírem. - Ele disse. 
Eu senti uma pontada forte em meu coração.  Ele só me usou?
Fechei a cara e continuei comendo. Minha mão coçava, eu estava pronta pra matar ele.
Terminei e me levantei rápido, meu coração estava tão apertado. Corri para fora da despensa. Dei de cara com a Miiko.
- O-oi Miiko, eu tenho um favor pra te pedir... - Falei.
- Diga Alte.... Diga Yasmim - Ela disse um pouco estranha.
- Tem como me arrumar um quarto?
- Você não vai ficar com o Nevra?

- Não... - Falei com um pouco de raiva
- Tudo bem... - Ela disse. - Me siga!
Ela entrou naquele corredor dos guardas, o lugar que eu mais gosto. Fomos andando até o final do corredor, então ela parou em uma porta sem decoração.
- Só temos esse... - Ela disse. Tirou a chave e abriu. O quarto era um lugar sujo, onde tinha uma estante e uma cama sem colchão.
- Melhor que nada... - Falei - Eu posso saber onde arruma colchão e itens desse tipo?
- Os mascotes, eles trazem coisas que você precisa, também precisa trabalhar, daí você consegue as coisas... Eu vou chamar o Kero pra fazer alguns testes com você, pra ver em qual guarda você vai ficar, e o mascote que você vai ganhar... Daí você consegue dinheiro e coisas pra modificar seu quarto.
- Tem coisas pra limpar pelo menos?
- Tem sim, eu vou mandar alguém deixar aqui, tome a chave do seu novo quarto
. - Ela me entregou e saiu.
Suspirei, aquilo iria me dar um trabalho danado. Depois de alguns minutos, um pequeno garoto deixou produtos de limpeza, uma vassoura, um rodo e um pano.
- Olá! Miiko me pediu para deixar essas coisas Senhorita Yasmim! - Ele disse sorrindo de orelha a orelha.
- Obrigado...?
-Meery!
- Meery! Lindo nome.
- Obrigado, bem eu vou indo!
- Ele disse saindo. Tomei coragem e comecei a arrumar aquele quarto. 

UM TEMPO DEPOIS

Ele já estava limpo, cheiroso e arrumado. Quer dizer, a cama estava no lugar onde eu queria e a estante limpa.
Sai dali procurando por Kero, onde vi saindo de seu quarto.
- Kero! Preciso falar com você!
- Oh, sim claro
- Ele disse ajeitando a postura.
- Miiko disse que preciso fazer alguns testes para entra em uma guarda e pegar um mascote... Eu não entendi direito...
- Ah, venha, eu lhe explico no caminho!
Assenti e o segui para a biblioteca.
Ele me explicou as guardas, e o porque do mascote (N: não vou escrever por preguiça 2bj)
Chegamos lá, então ele pegou um livro e me fez perguntas possivelmente idiotas, tanto para guarda quanto para mascote.
Ele contou os pontos e depois falou:
- Você vai ficar com a guarda da Sombra e o mascote Corko. - Depois um ovo grande apareceu em minhas mãos. -  Você vai ter que choca-lo.
- Como assim? Desse jeito? - Coloquei o ovo no chão e me sentei em cima.
- NÃO, assim você vai quebrar ele, ou ela. Toma essa incubadora. - Me entregou um objeto pesado. Agradeci e voltei ao me quarto. Coloquei o ovo dentro da incubadora, depois de alguns minutos saiu um animal de dentro. Olhei mais de perto e era um pequeno dragão;
- AH, UM DRAGÃO! - Gritei.
O Animal apenas pendeu a cabeça para o lado, ficando fofinho.
- Ah, você é meu mascote... Desculpa... - Falei me aproximando, quando ia acariciar sua cabeça ela hesitou.
-Já sei, seu nome vai ser Tsuki! (N: É o nome do meu mascote também)
Então ela pulou em cima de mim me lambendo...
-Ok ok, temos muito trabalho a fazer!
 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...