História Two Letter Sins - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bills, Bulma, Gohan, Goku, Goku Black, Kaiohshin, Vegeta, Whis
Tags Drama, Goku, Goku+black, Vegeta, Yaoi
Visualizações 93
Palavras 1.757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Dissensão


Oceanos de estrelas preenchem o céu noturno. O vento tocava solenemente a terra seca espalhando-a pelo ar, emitindo um som leviano que preenche o vazio entre dois saiyajins. Os olhares cruzavam-se lascivos e audaciosos. Pensamentos coléricos nublavam o raciocínio, beirando a uma onda de fatalidades mentais, tornando a atmosfera mais pesada em torno deles.

A escuridão nos olhos do príncipe invadiam o ambiente deixando-o mais enigmático. Observou o colar no pescoço do outro, aquelas pérolas negras faziam um perfeito contraste com os seus olhos, mais brilhantes que a escuridão. 

— Onde esteve, kakaroto? - Perguntou irritado.

— Eu não me lembro bem dessa parte, Vegeta. - Cruzou os braços soando o seu nome de uma forma agressiva.

— Como assim não se lembra, maldito!? - Franziu o cenho.

— Oras, dever-lhe satisfações. - Inclinou a cabeça para o lado esboçando um sorriso sarcástico.

Analisou as feições do ex-amante contorcerem-se de ódio. Toda a sua autoconfiança foi desmanchada por simples palavras. Afinal, raramente omitia informações para ele, sempre desabafava seus problemas ou comentava sobre seu cotidiano. E agora, não devia-lhe nenhuma explicação sobre seu repentino desaparecimento, sendo quem foi ele que resolveu ignorá-lo após a ultima transa.

— Eu estou falando sério seu bastardo! - Vegeta suspirava entre sua ira de palavras. - Eu procurei por você ate no fim do mundo seu verme maldito!

— “Fim do mundo”... Você quer dizer no planeta do Bills? Desde que você passou a ignorar a minha presença eu nunca mais pisei naquele mundo. Fiquei treinando sozinho. Alias, porque eu estou lhe contando isso? Eu não lhe devo satisfações da minha vida, afinal você deixou perfeitamente claro que nossa relação não passava de uma simples transa, nada mais..

Permaneceu com o tom sarcástico em seus lábios dos quais desejavam beijá-los naquele instante. Sentia-se traído por suas emoções. Queria espancá-lo, mas ouvindo ele dizer que estava procurando por ele, impulsionou o seu coração, contudo não podia fraquejar em um momento tão delicado. Especialmente por Vegeta encontrar-se colérico.

— Não mude de assunto, você me deve uma explicação verme dos infernos! - Descruzou os braços e fechou os punhos demonstrando sua impaciência.

— Eu estou mudando de assunto? - Apontou para si mesmo e sorriu nervoso. - Além de me tratar como um objeto qualquer, você tentou me estrangular Vegeta. Você por acaso é louco? 

— Muito bonito Kakaroto, fazendo de desentendido agora? Na realidade você sempre foi assim, não é mesmo? Faz de burro para sobreviver. Com certeza o bastardo do Black andou ensinando mais alguns truques para me fazer de trouxa!

— Como? - Fez-se de desentendido exatamente como ele falou. - Do que está falando Vegeta?

— Esse colar em seu pescoço. - Apontou. - Foi entregue pelo Zen'o-Sama, não foi? Somente assim você consegue viajar para a dimensão onde aquele lixo esta preso. Fala Kakaroto! Você esta encontrando com o bastardo as escondidas, não é mesmo? Por isso andou chamando por ele em seus delírios. Confesse logo!

— Como é? Esta enlouquecendo?

O fitava de uma forma descomunal. Como ele soube que através do colar poderia viajar para a prisão dimensional ? Quem poderia tê-lo passado essa informação? Não passava nenhuma ideia em sua mente para desfazer esse pensamento dele. Infelizmente não conseguia mentir para Vegeta, porem sabia guardar muito bem um segredo, apesar de que as respostas estavam obviamente escritas em sua face.

— Lembra quando você foi conversar com a Bulma na Corporação Capsula? Você desmaiou, assim resolvemos deixá-lo no quarto de hospedes. Eu fiquei do seu lado o tempo todo e escutei muito bem você chamando por aquele bastardo em sua enfermidade. - Trincou os dentes nervoso, estava quase avançando no outro, mas controlou-se para não perder toda a razão.

Goku não sabia o que responder. Lembrava vagamente em chamar Black em seus delírios. E de fato esse foi um dos motivos por Vegeta tentar estrangulá-lo. Ele odiava imensamente aquele homem, nunca o perdoou pelos seus pecados. Ficou extremamente irritado na época em que impediu Zen'o de apagá-lo, tanto que ambos brigaram de uma forma caótica, ou seja, quase se mataram. Ficaram exatamente dois dias ignorando suas existências, mas o carinho que sentiam um pelo outro apaziguou os ânimos exaltados. E um pedido de pazes foi feito da maneira mais excitante que poderiam imaginar.

Hoje comportavam-se como dois estranhos pelo simples fato de não entenderem os sentimentos. No começo usufruíam de seus corpos sem culpa. De forma mais prazerosa possível. Com o tempo a paixão foi crescendo e ambos foram ficando mais unidos. Faziam o possível para serem discretos quando estavam acompanhados, apesar de que Goku sempre demonstrou seu afeto em palavras, Vegeta por outro lado era indiferente, mas no fundo era louco para tomá-lo em seus braços. E agora ambos estavam sofrendo por descobrirem que seus corações encontravam-se divididos. No começo era apenas Vegeta, tanto amava quanto menosprezava a esposa. Goku por outro lado nunca amou Chichi, mas não separou por causa de seus filhos. E agora, diante a indiferença do príncipe encontrou um refúgio no coração de Black.

— Eu não me lembro disso. - Foi a única resposta que veio em sua mente no momento. — Então, o que vai fazer Vegeta?

O vento soprava forte. Desalinhando os cabelos sobre seu rosto pálido. Observou o ex-amante pensativo. Queria poder fazer as pazes. O que estava longe de acontecer. Vegeta não cederia. E isso quebrava, constantemente, o seu interior. Ele ainda amava Bulma e não deixaria a mulher para viver um romance com ele, dessa forma, era melhor encerrarem definitivamente o que nutriam um pelo outro. E não o chamaria de parceiro e muito menos de amigo. Queria total distância daquele saiyajin egocêntrico.

— Entregue-me o colar. - Vegeta falou de repente, demonstrando superioridade em seu tom de voz.

Goku abaixou o olhar rapidamente e sorriu. Poderia inventar qualquer mentira a respeito do colar, mas não diria nada. Deixaria ele tirar suas próprias conclusões sozinho.

— Não. - O encarou mais sério.

— Percebe que acabou de confessar que estava encontrando com aquele lixo? - Irritou-se com a revelação transformando-se em super saiyajin blue.

— Como eu disse antes, eu não sei do que você está falando Vegeta. - Continuou normal, sem importar-se com o fato de que o outro estava prestes a atacá-lo.

— Eu vou fazê-lo entender rápido. - Avançou para cima do rival com sangue nos olhos.

Vendo sua determinação, Goku rapidamente transformou-se em super saiyajin blue e defendeu o seu ataque. Sentiu seus pés serem arrastados para trás com deveras turbulência. Bateu seu corpo contra uma rocha do qual acabou sendo destruída devidos os ataques frenéticos de um colérico saiyajin. Aguardou pelo momento certo para rebatê-lo, não queria lutar com Vegeta, mas ele não economizava energias para feri-lo. Percebendo uma leve distração do mesmo, pegou em seu braço e girou o seu corpo repetidas vezes, no fim o soltou no ar fazendo-o voar para longe. Usou o teletransporte aparecendo atrás dele e bateu em seu rosto com força, fazendo-o bater contra a terra seca.

— Vegeta, pare com isso. - Desceu lentamente, mantendo-se em uma distância segura.

— Cale a boca ! - Levantou rapidamente e lançou diversas esferas de energia contra o ex-amante que desviou de todas cuidadosamente.

— Ele é muito persistente – Pensava enquanto rebatia alguns de seus poderes.

Viu ele vindo em sua direção e trocaram socos e chutes. Sentia seu corpo sem energias, tanto que acabou retornando para a forma super saiyajin god. A luta seguiu agressiva e desequilibrada. Goku não estava conseguindo manter a transformação, dessa forma, voltou para super saiyajin 2.

— O que foi Kakaroto? Esta perdendo as forças? - Sorria ao mesmo tempo que destilava ironias para o outro que estava aparentemente cansado.

Ignorando sua debilidade Vegeta partiu para o ataque. A diferença de poderes era alta devido os níveis que Goku precisou abaixar para economizar energia, no entanto estava levando uma surra do companheiro que sorria em ver o sangue escorrer em seu corpo. Como último recurso usou o Kamehameha que foi rebatido com Galick-ho. Os poderes se chocaram, explodindo metade da área deserta.

— O que está acontecendo comigo? - Pensava enquanto procurava por Vegeta com o olhar. - Será que minhas energias também foram drenadas na prisão? Isso era para acontecer somente com Black.

Caiu de joelhos no chão cansado. Cuspiu sangue na terra árida. Tentou levantar-se mas recebeu uma forte pancada na cabeça. Permaneceu deitado sobre o solo. A cabeça latejava e as vistas embaçavam constantemente.

Vegeta cruzou os braços e o encarou por cima preocupado. Vê-lo fragilizado daquela maneira o deixava ainda mais irritado.  Ele não se deixaria afetar por tão pouco. O que aconteceu com aquele guerreiro forte e determinado? Cair com simples pancadas não era de seu feito, especialmente se tratando de Kakaroto.

Virou o seu corpo com cuidado. Analisou os seus ferimentos sem importar o quão profundos eram, ele merecia muito mais por tentar enganá-lo. Alisou o seu rosto com as pontas dos dedos seguindo para o pescoço onde apertou com força despertando o outro de seu transe.

— Você é meu Kakaroto! - Lambeu o filete de sangue que insistia em sair do canto de sua boca. — Somente meu! - Soou aborrecido.

Beijou a seus lábios com volúpia sugando todo o sangue com deleite. Afrouxou os dedos contra o seu pescoço e arrancou o seu colar com força. Cessou o beijou com um sorriso malicioso.

— Vegeta... - Sussurrou. No momento em que olhou para o saiyajin ele desapareceu.

Naquele exato momento Goku levantou assustado. Temia pelo pior. Precisava impedi-lo de encontrar com Black, mas a essa altura o príncipe dos saiyajins já estava em outra dimensão. E agora o que poderia fazer? Seria loucura chamar por Zen'o-Sama. Deitou-se novamente na terra seca e ficou observando as estrelas. Encontravam-se dispersas pelo céu noturno e melancólicas ao seu olhar. 
 

_____

A névoa encontrava-se densa sob os campos que se floriram rapidamente para harmonizar o ambiente. Black caminhava entre as lavandas, tocando-as suavemente. Exalava o seu perfume afavelmente. Observou o nada com gotas de lágrimas que não permitiu saírem de seus olhos. Odiava sentir. Adoraria arrancar o coração de seu peito, mas não adiantaria, os sentimentos continuariam mergulhando em sua alma tornando-a mais obscura. Sentiu um ki agressivo nas proximidades. Respirou profundamente e falou calmamente.

— Estava aguardando a sua chegada, Vegeta.

Permaneceu de costas para o inimigo que expandia seu ódio apenas com um olhar. Vegeta elevou o seu ki transformando-se em super saiyajin blue. O ódio que sentiam um pelo outro não amenizou durante esses anos, pelo contrário, ambos alimentaram esse sentimento até dado momento. E dessa vez seria um choque de emoções por seus corações estarem sagrando pela mesma pessoa. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...