História Two Lifes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jinyoung, Personagens Originais
Tags Época, Got7, Hentai, História, Jinyoung, Romance, Two Lifes
Exibições 15
Palavras 573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeooong!!
Trago pra vocês uma nova fic só que dessa vez com o Jinyoung do Got7.
Eu espero muito que vocês gostem e dêem muito amor a ela.
Os 5 primeiros capítulos seram focados no seculo XVI. Depois a história vai seguir nos tempos atuais.
Gostaria também que vocês comentasse nos capítulos pra eu poder ter a certeza de que estão realmente gostando.
Fiquem com o prólogo (que eu não sei se ficou bom ou não mas a gente tenta né skksks)
Boa leitura e aproveitem!

Capítulo 1 - "Prólogo."


Fanfic / Fanfiction Two Lifes - Capítulo 1 - "Prólogo."


~ 1598 - Século XVI ~


A vida no Castelo era entediante. Criados pra lá e pra cá servindo ou arrumando algo. 

Soomin apenas observada tudo e vivia presa em seus livros de romance tentando entender como era se apaixonar por alguém. Como era sentir o frio na barriga e o nervosismo quando se está perto dessa pessoa. Livros de espadas e princesas, amores não correspondidos. Entre vários gêneros de romance da época. Esse era o mundo dela. 

Seus pais não gostavam do rumo em que as coisas andavam. Ela tinha que se casar e esquecer seus amores idealizados. Mas Soomin não queria sua vida controlada pelos outros. Ela pensava "Por que eu irei de me casar com dezessete anos? Ainda sou jovem! Ainda posso encontrar o meu verdadeiro amor."

Sim. Ela pode. Ela irá. Mas seu verdadeiro amor ainda irá passar por muitas eventualidades até finalmente se concretizar. 

- Soomin! - A garota olhou através das flores. - Seu pai lhe chama. - Era Carmen. Sua criada. 

A garota se levanta apressadamente indo até a mais velha e entra no castelo indo até o salão onde viu seu pai andando de um lado para o outro. 

- Diga, meu pai. - Ela sorria levemente abraçando seu livro. 

- Filha! Tenho ótimas notícias. 

A garota alegre pergunta. 

- O que seria, papai? 

- Farei um baile em homenagem ao seu casamento! Você se casa em uma semana com o príncipe Jeon Seok. 

A sorriso desapareceu dos lábios da mais nova e a mesma deu um passo a frente. 

- Papai eu não quero me casar. Ainda sou tão jovem. 

- Já estás no tempo de casar, minha filha. Jeon Seok é um ótimo rapaz. Filho de um amigo de anos. Sei que irá gostar dele. 

Soomin abaixou a cabeça passando a mão em seu livro.  

- Esperava ver um sorriso em seu rosto. Ande. Anime-se. Não é o fim do mundo. 

Para ela era. Como alguém se casa sem conhecer o outro? Como alguém se casa sem amar? Isso é horrível! 

- Tudo bem, meu pai. - Ela sorri levemente. 

O pai de Soomin bate palmas e abraça a filha. Naquele instante, uma única lágrima escorreu pelo rosto da moça. 


(...)


~ 2017 - Século XXI ~


- Mal começou as aulas e já temos trabalho. Podemos ir até sua casa, Soomin? 

A garota olhou para seu amigo sorrindo. 

- Claro. Podem aparecer por lá. 

Ela se levantou pegando suas coisas e saindo da sala de aula. 

 A garota estava feliz pelo seu primeiro dia na faculdade apesar do enorme trabalho que lhe foi passado. 

Logo ela sente alguém tocando seu ombro e se vira. Era sua amiga Sky. 

- Ei. Como anda o noivado? - Sky a seguiu até a saída. 

- Está tudo indo bem. - Soomin sorrio de lado. 

- Não vi ânimo nisso. Ande! Sorria. Você vai se casar! 

- Eu sei. Quem diria. Eu com 24 anos irei casar. 

- A vida nos surpreende. 

E realmente. A vida nos surpreende. Quando menos esperamos algo acontece. Pode ser bom ou ruim. Nunca sabemos. Chega a ser algo inevitável. Apenas temos que levar as coisas em frente e ver onde isso nos leva e o que vamos ter que enfrentar. 


(...)


Duas vidas. Dois momentos. Um amor que foi além de sua tragédia. Mas que pode ou não dar certo. Será que em sua próxima vida esse amor finalmente vai se tornar realidade?  





Notas Finais


Eu espero que tenham gostado a partir desse prólogo. Queria que vocês comentassem pra eu saber se posso continuar ou não. Ficarei feliz de saber que gostaram.
Beijos e abraços! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...