História Two Moons - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Seungri, Suho, T.O.P, Taeyang, Tao, Xiumin
Visualizações 12
Palavras 6.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês 😋

Capítulo 6 - G-Dragon


Fanfic / Fanfiction Two Moons - Capítulo 6 - G-Dragon

Cuidado com uma amizade sem futuro ela cega você,depois te transforma em uma pessoa sem futuro também !!!

Ewerton mendes

A manhã estava gélida, o prédio estava silencioso sem as meninas nele, elas haviam ido para a faculdade logo pela manhã. Sendo alienígenas ou donas de poderes ou não, elas ainda tinham que estudar afinal de contas. Suho estava na sala lendo um jornal, ao seu lado estava JongDae, Kris estava na cozinha comendo com Chanyeol os dois conversavam sobre Exo. E o restante estava espalhados pela casa, a manhã estava tão silenciosa e calma que todos estavam relaxados, mas isso acabou no momento em que eles sentiram aquela presença. Uma presença maligna no ar, o vento de repente se tornou mais forte e todos correram em duração a sala para saber o que acontecia, eles conheciam aquela presença. Era algo tão maligno que parecia sugar tudo de bom, os pássaros nas árvores se calaram, o vento se tornou revoltoso e a calmaria havia ido embora.

_Ora, ora, se não são os guardiões de Exo._Ouviram a voz antes de ver o dono, era uma voz rouca e carregada de sarcasmo.

Eles se viraram em direção da voz, parado no meio da sala estava um homem de 1,78 de altura, pele pálida, olhos castanhos carregados de malícia e maldade, um sorriso cheio de sarcasmo no rosto e cabelos vermelhos sangue. Ele usava uma calça de couro, botas de motoqueiro pretas e um blaze, não usava camisa o que deixava suas tatuagens amostra. Os meninos deram um passo para trás, sabiam que ele também estava no mundo humano, mas não esperavam ver ele tão cedo.

_O que foi?_perguntou com sarcasmo._As crianças estão com medo?

Em momento algum o sorriso saía de seu belo rosto, um rosto tão belo mas com uma alma podre, O homem caminhou para frente fazendo os meninos recuarem. Ele parou de frente para eles, com seu belo sorriso no rosto e sobrancelha erguida, quem tomou a iniciativas fora Baekhyun que se aproximou do homem.

_o que você quer vindo aqui?_sua voz era dura.

_O que eu quero?_O ruivo sorriu mais largamente._Bem eu quero muitas coisa querido Baekhyun, para começar eu gostaria de ver um certo passarinho de belos cabelos negros e sorriso tão encantador.

Baekhyun apertou as mãos em punho, a raiva subindo pelo seu corpo, queria poder socar o rosto daquele homem, queria fazer tantas coisas ruins com ele que faria seus pais se sentirem enojados com seus pensamentos.

_Fique longe dela._Falou entre dentes._Não se atreva a tocar na minha irmã.

_Ah, não precisa ficar com raiva, não penso nela nessa maneira._O homem sorriu._Angelica é uma moça atraente devo dizer, mas ela não passa de algo que eu preciso, nada além disso. Sabe que a anginha não faz meu tipo.

Seu tom era cheio de desdem e aquilo apenas fez Baekhyun ficar com mais raiva ainda, teria socado o rosto do homem se não fosse por Suho que segurou seu braço pedindo para ele se manter calmo.

_O meu tipo combina mais com grandes olhos azuis, cabelos longos e um sorriso atrevido no rosto._Falou com malícia vendo o rosto do menino se encher de raiva._Ela é maravilhosa não é, uma pena que esteja fugindo de você como o diabo foge da cruz.

Riu se divertindo, Kris rosnou com raiva, tentou se manter calmo assim como Baekhyun que tentava se manter calmo. Mas era uma missão quase impossível quando se estava na presença daquele homem. O ruivo riu e caminhou ao redor da sala vendo os portas retrados com fotos das meninas, sorriu ao ver como cada uma estava, continuavam belas como sempre.

_Fale logo o que você quer, imagino que não veio aqui apenas para dizer oi._Chanyeol falou raivoso.

_E não vim mesmo._Falou com desdém._Vim aqui porque preciso de algumas coisas que estão com vocês, me dêem o que eu quero e tudo ficara bem. Não é perfeito?

_porque acha que dariamos algo para você? Não somos idiotas, Dragon._Sehun falou olhando para o ruivo que riu.

_Ah, vocês vão querer me dar, sabe porque?_Perguntou próximo do rosto do rapaz._Se vocês não me darem o que eu quero, eu irei matar todos vocês. Isso é um estímulo bom o suficiente?

Olhou para eles sério, seus olhos eram pura maldade, ele era pura maldade. Baekhyun suspirou e falou em nome de todos.

_O que você quer? O que temos que pode ser dado a você?

_Agora estamos nós entendendo._Dragon sorriu._Quero a foice do ceifador, o sangue de um demônio de classe A e a lágrima de uma pessoa pura, no momento é apenas isso.

Piscou os olhos em uma expressão de inocência, mas todos eles sabiam que Dragon era tudo menos inocente. Aqueles belos olhos não era capazes de enganar a eles, não mais pelo menos.

_Isso é uma receita para abrir as portas do purgatório, o que você quer tirar de lá?_Kai perguntou confuso.

_A pergunta não é o que, mas sim quem._Kyungsoo falou.

_oras, mas isso não é da conta de vocês._falou irritado._agora me dê o que eu quero.

_Não, Não somos loucos de dar isso para você. Seja lá quem você queira tirar do purgatório, isso não é uma boa idéia, vai acabar matando a todos._Tao falou sério.

_Eu não ligo, não me importa se todo mundo morrer._Dragon falou revirando os olhos._apenas quero essas coisas.

_A resposta é não, Não vamos dar essas coisas para você._Kris se pronuncio._agora já pode ir embora.

Dragon estava irritado era fácil ver isso, seus olhos demonstrava sua irritação, ele socou a mesa de centro e depois se virou na direção dos meninos com um sorriso maldoso no rosto.

_Tudo bem, vocês pediram por isso, se não querem me dar por bem, vão me dar por mal._Ele caminhou e parou em frente a Baekhyun._Mas afinal como é a sensação de perder tudo? Perder as duas pessoas que você mais ama? É doloroso? Pois imagine essa dor mil vezes pior, eu vou tirar tudo que você tem e nem vou precisar me esforçar para isso. Ela vai me dar aquilo que eu quero, assim como ela sempre fez na nossa infância.

Sussurrou a última parte no ouvido de Baekhyun fazendo o corpo do mesmo tremer, ele sabia que Dragon faria tudo para ter aquilo que queria, ele era capaz de qualquer coisa. E Dragon nunca jogava limpo, ele jogava para vencer e dessa vez não seria diferente. Ele apenas deu a eles a opção de escolha, mas o resultado final ainda seria o mesmo. Com um estalar de dedos o ruivo sumiu da sala deixando os outros irritados e confusos, afinal quem Dragon queria tirar do purgatório?

.....

_Imagino que não conseguiu aquilo que foi buscar._ele falou parando em sua frente.

_Eu odeio aqueles guardiões, minha vontade e de matar todos eles._Dragon falou raivoso.

Estavam em uma sala, um escritório, na sala havia apenas uma grande mesa com uma cadeira, um sofá de couro preto, um tapete felpudo no chão e uma estante na parede bege com vários livros. Dragon para de frente para o amigo com um semblante raivoso na face, tocou o rosto do mesmo com uma delicadeza que não condizia com sua voz raivosa.

_O que deveriamos fazer?_perguntou mais calmo_Acha que devo colocar o Plano B em ação?

_Acho que você deveria esquecer essa história._Suspirou o mais alto, sua voz era incrivelmente rouca._Mas sei que não irá me escutar, então use o plano B, mas tenha cuidado com Ravena ela já se lembra de tudo.

_Aposto que aquela garotinha nojenta nem ao menos lembra de mim, ela me odiava demais para poder se lembrar de meu rosto._Ele abriu um sorriso malicioso no rosto._Quero destruir tudo que o Baekhyun tem, sabe que não faço isso apenas para tirar ela de lá, faço porque quero ver ele sofrer como eu sofri, sofrer ao ter aquilo que ele mais ama sendo tirado dele.

Sua voz era carregada de raiva e ódio, um ódio antigo que foi crescendo através dos anos em seu peito, ele odiava aquele menino. O herdeiro da luz, era tão irônico isso, ele ser herdeiro da luz, mas ser tão podre por dentro. Afinal os pensamentos que ele tinha sobre Dragon não eram nem um pouco bonitos, e o ruivo gostava disso. Gostava de deixar o outro com raiva e ódio, queria ver ele sofrendo.

_Você não acha que pode acabar se machucando com isso?_Perguntou o amigo._Machucando a ela também?

_Não me importo, não mais eu apenas quero ver ele sofrendo. Vê todos sofrerem._Mas seu amigo sabia que aquilo era mentira, ele se importava no fundo, mas ele preferiu ficar calado e apenas escutar.

_Então o que vai fazer?_perguntou em fim.

_O que eu vou fazer?_Dragon sorriu e acariciou o rosto do outro._Vou ganhar a confiança de alguns passarinhos.

Sorriu com maldade, aquele mesmo sorriso que fazia o corpo das pessoas tremerem. Ele sorria assim, como um verdadeiro psicopata, bem era o que ele era afinal não é?

.....

O barulho dos seus saltos batendo no chão de concreto poderiam ser ouvidos pelo corredor, ela andava pelo grande corredor do prédio de moda. Ravena usava uma calça jeans colada ao seu corpo, saltos altos preto, camiseta roxa colada ao corpo e um casaco cinza por cima. Ela era a garota mais bonita do prédio de moda, passava e dava sorrisos para seus conhecidos. Era gentil embora fosse tão bonita que poderia ser extremamente rude com quem ela quisesse, mas ela não era esse tipo de pessoa, bem pelo menos não era mais assim. Ela havia mudado bastante deste sua época do Colégio, Ravena sorriu ao ver Angelica mais a frente. Caminhou meio correndo em direção a amiga, bateu de leve em seu ombro abrindo um sorriso ao ter os olhos da mais nova em si.

_Me acompanha até minha aula?_perguntou em tom divertido.

_Temos a mesma aula Ravena._Angel revirou os olhos recebendo um sorriso da outra.

_Eu sei bobinha, aliás amei sua roupa. Esta parecendo uma futura estilista.

Comentou ao olhar o vestido curto azul escuro da amiga, os saltos na cor bege, colares no pescoço e cabelos soltos. Angelica revirou os olhos mais acabou sorrindo para a amiga, passou o braço em torno do braço de Ravena e caminhou com ela pelo corredor atraindo olhares para as duas.

_Não fique brava hein, sorria pra mim._Ravena pediu sorrindo.

_Aish, como quer que eu não fique brava?_perguntou parando em frente da sala._Você colocou um bando de garotos estranhos, possívelmente alienígenas dentro de nosso apartamento. Como não vou ficar brava?

Ravena suspirou e passou as mãos nos cabelos, olhou para a amiga com o olhar mais doce qua conseguiu.

_Escute Angel, eu nunca faria isso se não conhecesse aqueles meninos. Eu lembro de quem somos, do que somos, então não fique brava comigo ok. Eu apenas estou protegendo vocês._Falou de forma doce.

_Que maneira estranha de proteger a gente hein, você realmente esta fazendo um belo trabalho._falou com ironia._Olha não acha que esta atrasada demais para isso? Todas nós estamos perdidas, não protegidas, você esta fazendo um trabalho bem ruim hein.

O sorriso irônico no rosto da morena fez o coração de Ravena doer, ela suspirou vendo a amiga entrar na sala de aula, sentia seu coração pesado. Se sentia culpada por tudo que estava acontecendo, queria apenas fazer elas lembrarem.

....

April andava pelos corredores do prédio de biólogia, se encaminhava em direção a sua aula de oceanografia, ela fazia faculdade de biologia marinha afinal o mar e a água sempre foram suas maiores paixões.

Usava uma calça jeans, saltos pretos com partes em vermelho, camiseta preta colada e meio curta e um fino casaco branco. Sua pele levemente bronzeado devido ao tempo em que vivia na praia chamava a atenção das pessoas, principalmente seus belos olhos caleidoscópios. Ela falava ao telefone com um belo sorriso no rosto.

_Hum, eu to indo pra aula de oceanografia agora, mas acho que to livre no almoço._Sorriu._Quer que eu pegue você no Colégio?

_Isso não ira atrabalhar você?_Hannah perguntou tímida.

_Claro que não sua boba, eu tenho o horário do almoço livre, dá pra buscar você e ir comer._Abriu um sorriso ladino._Posso te levar naquela sorveteria, você quer?

Abriu um sorriso gigante já sabendo qual seria a resposta da ruiva.

_É óbvio que eu quero._falou animada._Você tem que parar de me mimar April, to ficando mal acostumada.

_Nunca vou parar de mimar você, desista dessa idéia._A morena riu._Passo na sua escola 12:00, esteja me esperando ruiva.

_Estarei lá sereia._Ouviu a outra rir._Tenho que ir agora, até mais tarde.

_Até._Sorriu ao desligar a ligação.

April riu de si mesma e adentrou a sala de aula, caminhou em direção a sua mesa e se sentou ainda com o sorriso no rosto. Esquecendo por hora toda a confusão em que sua vida estava.

....

Aurora estava no meio de uma aula entediante de matemática, ok que ela quis fazer faculdade de astronomia mas céus matemática era um porre. Bufou olhando a matéria no quadro, sua cabeça estava longe dali naquele momento. Sentia uma sensação estranha, seu corpo estava arrepiado como se algo ruim estivesse por perto ou fosse acontecer. Balançou a cabeça passando as mãos nos braços, e olhou para fora da janela vendo o gramado da faculdade. Podia ver os alunos andando pelo gramado, alguns matando aula e outros apenas passando o tempo até suas aulas começarem.

Ela usava um vestido amarelo mostarda de magas longas, ele batia na altura de suas coxas dois palmos a cima do joelho. Seus cabelos estavam soltos e uma maquiagem leve no rosto, tinha um casaco jeans na cintura, seus pés estavam em um tênis branco. Pés que batiam no chão de forma rápida, a sensação ruim apenas piorava e ela não sabia por que ou o que aquilo significa.

Balançou a cabeça e tentou prestar atenção, apenas resolveu esquecer daquela sensação. Não deveria ser nada demais pensou olhando o quadro a sua frente.

....

Ela estava no gramado olhando o horizonte, usava uma meia calça arrastão e contornos nos pés, um short curto preto e uma camiseta longa que escondia o short e deixava parte de seu sutiã preto rendado a mostra. Usava vários colares um deles era com um pingente de sol, ela sempre o teve e nunca o tirava, seus cabelos meio cacheados estava solto. E uma maquiagem forte no rosto, seus olhos bem delineados de preto e um cigarro entre os lábios vermelhos. Ela soltou a fumaça com calma.

Não percebeu quando alguém parou ao seu lado, apenas quando ouviu ele tossir pra chamar sua atenção. Isabelle levou seus olhos em direção ao homem, ele era alto e tinha cabelos vermelhos que lhe lembrava o homem de seu sonho, ele tinha um sorriso ladino nos lábios.

_Tem fogo?_perguntou com malícia.

_Fogo é algo que sempre tenho._respondeu do mesmo jeito.

Ela estendeu o esqueiro em direção a ele que pegou sorrindo, as mãos dele eram gélidas ela pode perceber. O homem acendeu o cigarro e devolveu o esqueiro para ela com o mesmo sorriso nos lábios, Izzy guardou o esqueiro no bolço e tragou o cigarro mais uma vez.

_O que faz fora da sala?_perguntou o cara, sua voz era rouca gostosa de se ouvir.

_Respirando um ar puro, o senhor Benett estava me matando de tédio._Soltou uma risada irônica._E você? Acho que nunca o vi por aqui antes.

Ele sorriu de lado e olhou em seus olhos, os mesmo olhos azuis de sua infância. Mas tinha algo novo ali, um brilho de malícia em seus olhos, aquilo fez ele sorria mas largamente. Então Baekhyun não tinha controle ainda sobre isso, seria divertido testar a paciência do outro.

_Sou novo, vim transferido da coreia._Respondeu em fim.

_Do sul ou norte?_perguntou sem olhar para ele.

_Sul._Ele sorriu ladino

_Fale algo em coreano para mim._pediu com a sobrancelha erguida.

_dangsin-eun ajigdo naega bon gajang aleumdaun nun-eul gajigo_(Você ainda tem os olhos mais bonitos que eu ja vi) Falou com um sorriso no rosto ao ver o olhar confuso dela.

_O que isso significa?_perguntou curiosa.

_eu disse que você é bonita._Mentiu sorrindo.

_Hum, agradeço pelo elogio então._Sorriu de lado voltando a fumar._Faz faculdade de que, Coreano?

_Química e você?_perguntou embora ja soubesse.

_Também._Sorriu de lado.

Era estranho mais ela sentia como se ja conhecesse ele, embora soubesse que nunca havia visto o rosto dele antes. Se lembraria se tivesse visto seu rosto antes, ele era lindo.

_Qual seu nome afinal?_Perguntou soltando a fumaça pela boca.

_Jiyong._Ele sorriu largo soltando a fumaça do cigarro._E o da bela moça?

_Isabelle._Falou simplista._Izzy para os íntimos.

_Posso ser íntimo de você, Izzy?_sussurrou ao pé do ouvido dela fazendo seu corpo se arrepiar. Ele gostou de ver isso.

_Mas nem me conhece e quer ser meu íntimo._falou em ironia._E se eu tiver um namorado Jiyong?

_E você tem ?_perguntou com a sobrancelha erguida.

_Nah, namoro não e pra mim._comentou rindo._Não sirvo pra essas coisas.

_Mas serve pra outras?_sua fala fora dita cheia de malícia, ela sorriu com malícia para ele.

_Talvez, quer provar?_Perguntou provocando jogando o cigarro no chão.

_Eu iria adorar._Ele chegou perto de seu rosto.

_Hum..._fingiu pensar._pena que a aula vai começar._fez uma falsa carinha triste

_Gostei de você, você tem fogo._falou com sinceridade.

_Mas do que você pensa._ela riu._Aliás não nos conhecemos de algum lugar? Você me é familiar.

_Talvez a gente seja almas gêmeas._Sorriu ladino.

_É, talvez seja isso._Ela falou em um sussurro.

Ela começou a andar em direção ao grande prédio, Jiyong sorriu e seguiu a garota. Tocou de leve em sua mão atraindo a atenção dela para si, Isabelle parou e o olhou esperando ele falar o que quer que ele fosse falar.

_Quer almoçar comigo?_perguntou na lata

_Eu nem conheço você._ela riu com ironia.

_É uma boa oportunidade para conhecer. Então?_sorriu abertamente fazendo ela sorrir junto.

_Ah, ok, acho que tudo bem._Ela deu de ombros e voltou a caminhar._Vem vamos pra aula.

Jiyong sorriu e seguiu ela, seu plano estava saindo melhor do que o esperado. Ele sabia que o interior de Isabelle chamava por ele, sabia que a amizade deles apenas estava adormecida. Só tinha que conquistar ela de novo, já havia feito isso uma vez, poderia fazer novamente.

....

_Chegamos!_Ravena gritou ao entrar na casa.

_Graças aos céus, vocês estão bem?_Tao perguntou.

_Sim, porque?_Ravena estranhou a pergunta.

Apenas estava com ela Angelica, as outras meninas deveriam ter saído, ela olhou os meninos com o cenho franzido. Conseguia perceber que eles estavam estranhos, como se algo tivesse acontecido. Deixou sua bolça em cima do sofá e os olhou na espera de uma resposta.

_G-Dragon aconteceu._Baekhyun falou._Ele esteve aqui hoje.

Angelica olhou para o irmão confusa, quem era G-Dragon? E que diabos de nome era aquele? Era uma espécie de nome de Vilão de anime? Baekhyun viu que ela estava confusa então tentou explicar.

_G-Dragon é do nosso mundo, ele é um cara mal e ganancioso. Não mede esforços para ter o que ele quer, e ele e a causa de estarmos aqui._Explicou de forma resumida.

_E o que ele quer?_Angelica perguntou com os braços cruzados.

_Ele quer ingredientes para abrir as portas do purgatório._Sehun falou.

_O purgatório?_perguntou chocada._isso existe mesmo?

_Existe, o purgatório é tão real quanto o céu._Kris falou._todos os piores monstros estão presos lá, o que quer dizer que os planos de Dragon não são bons.

_Esse cara, esse tal de Dragon, quer abrir essas portas que prende esses monstros, mas pra que?_Angel quis saber.

_Não sabemos ainda, mas precisamos manter vocês protegidas. Ele vai tentar ir atrás de vocês._Chanyeol falou.

_Ok, cada dia as coisas ficam mais loucas._cantalorou.

_Cadê as outras?_Sehun quis saber.

_April foi levar Hanna pra almoçar, Aurora deve ter ficado pela faculdade e Isabelle não sei._Ravena deu de ombros.

_Ela deve estar se pegando com alguém._Angel sussurrou.

Ela falou baixo para ninguém ouvir, mas Baekhyun e Kris que estavam perto de si conseguiram ouvir, aquilo foi apenas mais uma coisa para fazer o coração do moreno doer. Ele suspirou e saiu da sala sem falar nada com ninguém, Angelica pôde ver o olhar triste dele e ela se sentiu mal por isso. Ver aquele olhar fez seu coração doer, embora não soubesse porque.

....

A moto preta com detalhes em azul e vermelho parou em frente ao Colégio, os estudantes olhavam para a moto com a boca aberta afinal era uma bela moto. A pessoa que pilotava a moto tirou o capacete deixando os longos fios negros caírem pelas suas costas, ela abriu um sorriso de tirar o fôlego dos adolescentes ali parados. Muitos garotos a olhavam, afinal ela era incrivelmente linda. Ela colocou o capacete em cima da moto e sorriu para a ruiva que andava envergonhada em sua direção, April riu e puxou a menina para um abraço beijando sua bochecha e fazendo todos aregalar os olhos. Afinal Hanna era conhecida por ser a nerd esquisita da escola.

_Pronta para almoçar comigo?_Perguntou animada.

_Sempre pronta._a menina riu baixo.

_Sobe.

April deu o capacete para a ruiva e subiu na moto em seguida, Hanna subiu ainda envergonhada e segurou a cintura da mais velha. April riu e acelerou com a moto fazendo Hanna apertar o abraço, gostava de provocar a menina as vezes. Aquelas atitudes faziam a ruiva se esquecer por um momento de toda sua triste realidade, então ela fazia aquilo sempre que podia. Dirigiu pelas ruas movimentadas de Chicago, sentindo o vento em seus cabelos. Era uma ótima sensação afinal.

....

Aurora entrou dentro de casa soltando um suspiro, jogou a bolsa em qualquer lugar e colocou os livros em cima da mesa de centro. Respirou fundo e caminhou em direção a cozinha, pode ver o garoto de cabelos vermelhos mexendo na geladeira, lembrava vagamente de seu nome, era Chanyeol ela pensou. O menino se virou e quando a viu sorriu, Aurora acabou sorrindo de volta.

_Pensei que não iria vir para almoçar, não chegou com Ravena e Angelica._comentou.

_Eu tive que ficar para terminar um trabalho, aonde esta todo mundo?_Bebeu um gole de água.

_Por ai, acho, esta com fome? Posso esquentar a comida._Aurora apenas confirmou com a cabeça vendo ele ligar o fogão._Você faz faculdade do que aliás?

_Astronomia._Respondeu sentando-se na cadeira.

_Isso é engraçado._ele respondeu._Você ser uma lobo metade bruxa e estudar isso, aliás eu tenho algo seu comigo.

_Algo meu?_perguntou confusa.

_Sim, coma e depois eu dou para você._Ele sorriu alegre._Vai gostar eu acho, é algo que vai ajudar você bastante.

Aurora apenas deu um sorriso de lado e se pôs a comer, Chanyeol ficou com ela conversando e fazendo piadas. Até que ele era legal, pensou com um meio sorriso no rosto. Talvez ela pode-se começar a repensar sobre ele e os outros.

....

_O que acham que devemos fazer?_Ravena perguntou.

Estava no seu quarto junto a Baekhyun, Lay, Kris e Suho. Os outros deveriam estar pela casa ou na loja lá em baixo, ela estava sentada em sua cama ao seu lado estava Lay, Kris e Baekhyun estavam em pé e Suho sentado em uma cadeira. Eles conversavam para saber o que fazer, depois de Dragon aparecer para eles, sabiam que as coisas iriam ficar bem piores ao decorrer do tempo.

_Precisamos arrumar um jeito de voltar para Exo, fora que temos que trazer as memórias das meninas de volta, e tomar cuidado com Dragon._Suho falou.

_Eu e Luhan vamos começar a trabalhar na recuperação da memória delas._Ravena falou.

_Chanyeol esta com o grimorio de Aurora, acho que deveriamos devolver as coisas delas e ensina-las a usá-los._Kris falou._Assim fica mais difícil de Dragon chegar perto delas, elas vai saber se defender.

_Até lá, acho que é melhor não deixar elas sozinhas, ficar sempre perto caso algo aconteça._comentou Baekhyun com um suspiro.

_Concordo com o Baek, Dragon pode tentar se aproximar das meninas, por isso é importante que elas não fiquem sozinhas._Suho comentou em um suspiro._Afinal aonde estão Aurora e Isabelle?

_Aurora deve estar em casa já, a Izzy eu não sei, as vezes ela some assim mesmo, eu e as meninas já nós acostumamos com os sumiços dela._Ravena deu de ombros sem se importar com aquilo.

_Ela mudou muito, na verdade de todas vocês acho que a Isabelle foi a que mais mudou._Kris suspirou._Eu quase não reconheço ela, ate Angelica continua a mais com suas patatas e mal humor.

Baekhyun riu se lembrando de quando eram adolescentes, ah sua irmã lhe dava bastante dor de cabeça.

_O que vocês duas pensam que estão fazendo?_Baekhyun falou com raiva vendo as duas se encolher._Respondam.

_É tudo culpa da Angelica._Thaís finalmente falou.

_Minha culpa?_riu com ironia._A culpar não é minha, foi você que me atacou sem mais nem menos, como tem coragem de ofender a própria mãe?

Os olhos da mais nova brilhavam em raiva, ela odiava quando falavam mal de sua mãe, Milena era um verdadeiro anjo. Pura e bondosa por natureza, não aceitava que falasse mal dela, ainda mais alguém como Thaís que havia nascido do mesmo ventre que ela.

_Eu falei alguma mentira por acaso?_perguntou rindo._Ela é uma cretina mesmo, teve alguém como você, as duas são podres.

O tapa foi ouvido pela sala, Angelica olhava para Thaís com raiva pura em seus olhos que brilhavam na cor branco. Baekhyun parou ao lado da irmã passando a mão em seus braços tentando acalmar ela, antes que Angelica acabasse perdendo o controle.

_Thaís vá agora para o seu quarto e pense nas coisas que falou, Angelica vá para o seu e fique lá._Baekhyun falou firme._Não quero ouvir uma briga de vocês pelo resto do dia, vão.

As duas apenas abaixaram as cabeças e caminharam lado a lado pela escada, Baekhyun suspirou alto pensando aonde ele havia errado, não era possível que as duas irmãs se odiasse tanto assim.

....

_Aqui, ele é seu, ficou comigo quando viemos para a terra._Chanyeol falou.

Em suas mãos tinha um caderno de couro preto, em suas bordas tinha pequenos desenhos e no meio do caderno um losango em metal Branco e no meio vermelho sangue. O caderno era muito bonito, Aurora o pegou e por algum motivo lembranças de já o ter visto vieram em sua cabeça.

Ela estava em seu quarto, lia um dos milhares de livros que tinha na biblioteca, amava ler assim como amava praticar magia. Ouviu a porta se abrir e olhou em direção a mesma, viu sua mãe parada no batente da porta com um pequeno sorriso no rosto, Aurora deixou seu livro de lado e pediu para a mãe entrar. Bela adentrou o quarto da filha e se sentou de frente para ela na cama, trazia nas suas mãos um belo caderno de couro preto.

_Querida, acho que esta na hora de você ganhar isso._Apontou para o caderno._Queria esperar até você ficar mais velha, mas sua avó achou que estava na hora.

_É o que estou pensando?_A menina perguntou com um sorriso no rosto.

_Sim, esse é seu Grimorio, foi passado pela família de geração em geração._Bela comentou com um meio sorriso._Lembre-se sua magia é sua maior arma querida, use o grimorio com aabedoria e não abuse dos seus poderes.

_Prometo ser cuidadosa, Mamãe._Sorriu pegando o caderno em mãos.

Um grimorio era um dos artefatos mais importantes para bruxas, significava que você estava se tornando uma bruxa adulta, ela tinha 12 anos quando ganhou o seu. E não poderia se sentir mais feliz do que naquele momento.

_Eu me lembro disso._Sua voz saiu baixa mas ele pode ouvir.

_Lembra dele?_perguntou com entusiasmo.

_Sim, me lembro de ganhar isso de uma mulher bonita._Aurora o olhou._Ela é minha mãe, não é?

_Sim, é sua mãe._Chanyeol sorriu._Isso significa que suas memórias estão voltando, fico muito feliz.

Aurora sorriu com o entusiasmo dele, se sentia bem na presença do rapaz, ele era alegre e falava muito. Era confortável ficar perto dele, sorriu de lado e abraçou o caderno. A cor vermelha parecia atraente para ela naquele momento, vermelho como os cabelos dele.

.....

_Vai ficar me seguindo agora?_Angelica perguntou brava._Saí do meu pé chulé.

_Tu não reclamava quando eu ficava andando atrás de você._Sehun falou se jogando na cama dela._Porque tão arisca? Tu esta mais bonita do que antes, uma verdadeira gata.

_iihhh, saí pra lá coisa ruim._Angel empurrou ele da cama fazendo o menino cair._Vou te socar se me chamar de gata de novo, babaca.

_Ai, isso doeu Angel._Falou sobre o tombo._Larga de ser ruim e vem aqui, deixa eu te abraçar sei que sentiu minha falta.

_Garoto você tem problemas?_perguntou indignada._Eu acabei de te empurrar, to sendo grossa e tu ainda esta querendo me abraçar? Tu é louco? Masoquista?

_E que eu senti falta das suas grosserias, me abraça vai amor._Pediu com um bico.

_Mas gente, vou mandar ligar pro manicômio porque aqui esta cheio de gente louca._Falou olhando para ele.

_Ih, louco só por você mozão, vem cá._chamou ela para se deitar ao seu lado.

Angelica revirou os olhos mais acabou indo, por algum motivo estar perto de Sehun fazia ela se sentir bem. Ele era legal embora falasse umas coisas loucas do nada, mas aquele jeito dele era até bem charmoso ela tinha que admitir. Acabou sorriu ao sentir ele deitar em seu colo e pedir por carinho, era uma criança que esqueceu de crescer. Riu com seu pensamento fazendo carinho na cabeça dele.

.....

_O hambúrguer daqui é bom mesmo._Jiyong comentou ao sairem da lanchonete.

_Eu falei._Izzy riu em ironia._Você quase teve um orgasmo ao comer.

Jiyong sorriu ao ver ela rir, o som da risada dela era um som lindo, ele não se importava se ela estava rindo dele. Só de estar próximo dela novamente já era bom.

_Eu poderia ter um orgasmo por outros meios._Sorriu com malícia.

_Você é um tarado._Ela resmungou brincando.

_Vai dizer que não esta se divertindo com o Tarado?_O ruivo sorriu ladino.

_Não posso mentir né._Izzy deu de ombros._Vamos pro parque.

Ela puxou ele em direção ao parque que tinha ali perto, Jiyong riu ao ver a animação dela. Achou que seria mais difícil ter a confiança dela, mas Isabelle agia como se eles fossem amigos de infância. O que eles eram de verdade, talvez ela conseguisse sentir a conexão que eles tinham.

_Eu não costumo ser assim com as pessoas, mas sei lá, você me parece ser confiável._Ela cometou ao se jogar na grama verde._Não quebre minha confiança.

_Eu não seria louco de fazer algo como isso._Ele sorriu de lado vendo ela acender um cigarro.

_Se quebrar minha confiança eu quebro sua cara, to falando sério._O olhou de forma dura e séria, mas sorriu logo em seguida soltando a fumaça por entre os lábios

_Continua bruta como sempre._Falou em um sussurro

_O que disse?_perguntou confusa.

_Pedi um cigarro._Abriu um sorriso de lado.

Ela estendeu a carteira de cigarros para ele junto do esqueiro, Jiyong os pegou e colocou um cigarro entre os lábios o acendendo em seguida. Se tinha uma coisa que ele gostava dos humanos era o cigarro, adorava inalar a nicotina e pelo jeito sua antiga amiga também pegou gosto pela coisa. Ele observou ela fumando, era algo bonito de se ver, poderia pintar um quadro naquele momento e eternizar aquele momento para sempre. Ela se virou em direção a ele com uma sobrancelha erguida, um meio sorriso nos lábios como os da Monalisa.

_Já conheceu a cidade?_Ela perguntou olhando em seus olhos.

_Poucas coisas, fiquei com medo de me perder._Mentiu

_Quer ir em um lugar legal?_Ela abriu um sorriu travesso.

_Quero._Falou de prontidão.

_Vem comigo, espero que saiba cantar.

Falou o puxando pela rua, ele apenas se deixou ser levado por ela, era como se Isabelle não percebesse a sua aura do mal. Ou era como se ela apenas ignorasse isso, ela o puxou pela cidade sem se preocupar se teria aulas ou não no período da tarde. Apenas saiu puxando ele para todo os lugares possíveis.

...

Eram cerca de 20 horas, April já havia chegado em casa e estava na sala com os outros vendo televisão, todos estavam lá menos Isabelle. Aquilo fazia Kris ficar cada vez mais preocupado, sabia que Dragon estava por ai a fora e podia machucar sua irmã. Ele e Baekhyun eram os que mais estavam nervosos, não conseguiam prestar atenção no filme por causa da preocupação.

_Não precisa se preocupar, sabe que a Isabelle sabe se defender._Ravena comentou ao lado de Kris.

_Eu sei, mas com o Dragon por ai e ela sem memórias. Isso me faz ficar preocupado._Suspirou.

_Não deveria, já disse que ela deve estar com algum cara da faculdade, ou com aqueles amigos estranhos dela._Angelica falou se sentando com um balde de pipocas em mãos.

_Ela costuma sair muito com esses caras?_Baekhyun perguntou engolido a raiva.

_Sim, ela anda para cima e pra baixo com eles as vezes, nada de anormal._Deu de ombros.

Angelica pode perceber o olhar triste de Baekhyun, pensou se ele poderia sentir algo por Izzy. Ela iria pergunta mas achou melhor não fazer isso no momento.

_Para de falar besteiras Angel, ela deve estar com aquelas meninas._Ravena falou tentando aliviar o clima.

_Que garotas?_April perguntou com o cenho franzido.

_Aquelas da aula de quimica Ambiental dela._Falou.

_Ah, aquelas nojentas._Aurora entrou no assunto._Isabelle nem gosta delas.

_Mas anda com elas também._Angel falou.

_Verdade._April deu de ombros._Mas acho que não deveriam se preocupar com ela, daqui a pouco ela chega ai.

.....

Eram 23:00 horas quando ela chegou em frente ao seu prédio, ria alto das piadas que Jiyong lhe contava, andava meio cambaleante por quanta da bebida em seu sangue. Havia levado o coreano em uma boate de um amigo, eles ficaram um bom tempo por lá rindo, dançando, bebendo e fumando. Jiyong insistiu para leva ela em casa, ele disse que tinha medo dela não chegar em casa segura. Izzy riu mais acabou aceitando o convite, agora estava parada em frente ao seu prédio com um meio sorriso no rosto.

_Obrigada por esse dia._Jiyong falou sorrindo malicioso.

_Eu que agradeço, obrigada por me trazer em segurança._Ela riu ao falar._Embora o maior perigo seja você e não os outros.

_Nunca forçaria você a ficar comigo se você não quisesse._Sorriu de modo angelical.

_Que cavalheiro._Ela riu alto e depois colocou a mão na boca assustada._Xiu, vamos acordar os vizinhos.

Jiyong riu e concordou com a cabeça.

_Acho melhor você subir, vejo você amanhã?_Perguntou.

_com certeza._Izzy sorriu com malícia._Boa noite G.

Ele paralisou por um momento, ela o chamou pelo apelido de infância, o apelido que ela deu para ele. Quando se recuperou ele se inclicou e beijou a bochecha da garota.

_Boa noite pequena._Sussurrou se virando.

Izzy o viu sumir pela rua e sorriu abertamente, gostou de conhecer o coreano. Era como se o conhecesse de anos, como se ele fosse parte de sua vida, de seu passado. Balançou a cabeça para esquecer aquilo e entrou no prédio.

....

As 23:10 ela entrou pela porta de casa, kris levantou do chão e correu em direção a irmã. Seus cabelos estavam bagunçados e sua maquiagem borrada, ela cheirava a álcool e cigarros, Kris ajudou Isabelle a permanecer em pé.

_aonde você estava?_perguntou preocupado.

_Com um amigo._falou simplista.

_Que amigo?_perguntou

_Você não conhece, ah Deus me solta._empurrou o loiro para longe._Você é tão chato, andando por ai e agindo como minha mãe.

Kris olhou para ela sem reação, Izzy apenas deu de ombros andando até a sala vendo todos ali.

_Oi meninas._Acenou sorrindo amarelo.

_Você esta bêbada?_Ravena perguntou indignada.

_To?_Riu alto caindo em cima de Baekhyun._Você é um anjo?

_Você precisa de um banho_O moreno falou sério.

_Você é gostoso, porque a gente ainda não se beijou?_Perguntou sorrindo.

Baekhyun ficou parando olhando para ela, o que ele mais queria era beijar Isabelle, mas não faria isso daquela maneira.

_Porque você não gosta de mim._Deu de ombros.

_Eu?_Ela riu alto._Eu gosto de você, gosto tanto que tenho que fugir toda vez que vejo você apenas para não acabar agarrando você.

Todos olharam para ela com os olhos arragalado, ninguém esperava ouvir uma coisa dessas vunda dela naquele momento. Baekhyun sentiu seu coração palpitar, ela ainda sentia algo por ele afinal.

_Ok, alguém leva a bêbada lá pra cima._Angelica falou.

_Vem cá.

Kris pegou a menina no colo subindo com ela no colo, Isabelle ficou gritando falando que queria o moreno gostoso e não o loiro de farmácia. Mas Kris apenas ignorou as coisas que a irmã falava e subiu com ela pro quarto, no andar de baixo todos permaneceram calados até Angelica se pronunciar.

_Falei que ela estava com algum menino, nada de novo por aqui._Deu de ombros._podemos voltar a ver o film?

Ravena bateu em seu braço por ser insensível, Angel olhou para ela indignada pelo tapa, mas bastou a morena apontar para o moreno no chão para Angel ficar quieta. Podia ver os olhos brilhando de Baekhyun, varios sentimentos se passando naqueles belos olhos. E então ela percebeu o óbvio, Baekhyun gostava de Isabelle.

....

_Você gosta dela não é?_Perguntou ao se jogar na cama e ter os olhos do irmão em cima de si.

_De quem?_se fez de confuso.

_Isabelle._Revirou os olhos.

_É, eu gosto._falou baixo.

_Não sei porque, Isabelle é um porre na maior parte do tempo._Falou em um surpiro._Como pode gostar dela?

_Nem eu sei, apenas gosto, sempre gostei._Falou se sentando perto da morena.

_Gosta muito dela não é?_ela suspirou._posso ver isso em seus olhos.

_É._falou curto._vamos dormir.

_olha, Sei que sou meio chata as vezes, mas se quiser conversar eu estarei aqui._Sorriu de lado.

_obrigada Angel, mas Isabelle é um assunto pelo qual não estou pronto para falar._Ele suspirou se deitando._Apague as luzes por favor.

Angelica fez o que ele pediu, pagou as luzes e se deitou em seguida na cama. Esperaria o tempo necessario para que seu irmão falasse consigo, sabia que ele não estava pronto então respeitaria sua decisão e seu tempo. Até lá tentaria ser menos grossa com ele.


Notas Finais


É isso, deixe seus comentários e digam sua opinião
Bye

😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...