História Two orphans in love -❤Jikook ABO❤- - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Got7
Personagens BamBam, Cl, G-Dragon, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Taeyang, V
Tags Abo, Bts, Gravidez Masculina, Incesto, Jikook, Jimin Ômega, Jungkook Alfa, Lemon, Markson, Namjin, Orfanato, Órfãos, Sexo, Skydragon, Taegi
Visualizações 101
Palavras 1.254
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oh, me desculpe! Só postei agora ;-; ultimamente tá tudo dando errado na minha vida :c sábado passei o dia todo doende e ainda tive que ir pra igreja, domingo tentei postar, mas acabei desligando meu celular e só depois tive consciência da burrada que fiz ;-; e depois fiquei depre :c e to postando hoje, de madrugada sendo que tenho que acordar cedo e ainda vou ter prova, mas fazer o que, não vou ficar lamentando, se não eu fico ruim e desconto na comida e engordo.
Boa leitura moranguinhos e desculpe pelos erros ❤
(Depois que terminarem de ler vão entender o porquê da foto do capítulo ser um fone)

Capítulo 2 - Chapter 2 ❤


Fanfic / Fanfiction Two orphans in love -❤Jikook ABO❤- - Capítulo 2 - Chapter 2 ❤

Jungkook on

Estou sonhando, fato, até que já havia me acustumado com sonhos lúcidos, mas este parece diferente, sempre em meus sonhos eu ficava em campo de visão sem poder me mover, mas agora eu consigo.

Percebo que não estou tendo o mesmo sonho de sempre, afinal, eu consigo me movimentar. Olho para os lados e percebo que estou em uma rua deserta, apenas eu nela, deve ser porque está escuro, já deve ser de madrugada(no sonho), pela umas 2 horas. 

Do nada sinto um cheiro extremamente bom de morango, comparável ao do Jimin, ambos cheiros parecem ser os mesmo. Sem eu perceber eu estava correndo a direção daquilo, meu olfato estava totalmente apurado, o que era estranho, pois ele nunca foi tanto assim, ah, estou sonhando. Minhas pernas param por vontade própria a frente de uma casa de madeira, ela estava meio — muito — caída, mas parecia ser confortável, se aproximo dela e sinto o cheiro ficar ainda mais forte, pelo meus conhecimentos isso acontecia quando um alfa se aproxima de um ômega que chamou sua atenção, não sei, posso estar errado, mas quem liga? Só uma hipótese.

Vou até a janela, me surpreendo, pois a mesma está aberta, tipo, quem deixa uma janela aberta em plena madrugada? Sonhos são realmente estranhos.

Veja dali de fora a ômega que sempre aparecia em meus sonhos segurando o recém nascido ômega, que também aparecia em meus sonhos. Apoio meu cotovelo na janela para ter uma visão mais ampla deles, mas após fazer este ato meu cotovelo desaparece, fazendo eu fazer uma espreção constrangedora. Saio de perto da janela e meu cotovelo reaparece. Então quer dizer que consigo atravessar coisas? Até que este sonho está ficando interessante.

Atravesso a parede da casa, não por só estar curioso com aqueles dois ômegas, mas também porque sempre quis fazer isso. 

Hum, se eu consigo atravessar paredes sera que também estou invisível? Provalvamente sim, pois se não estivesse creio que aquela mulher haveria notado minha presença, mas é sempre bom ter certeza. Vou até ela e balanço minha mão na frente da sua cara e ela não da nenhuma reação, apenas fica olhando para o bebê sorrindo, sim estava certo, estou invisível, creio que este sonho será inesquecível.

 Tão pequeno e fofo — diz ela apertando nariz dele e soltando um risinho

Até que do nada a porta abre brutalmente revelando um alfa bravo

Cheguei "mulher" — ele diz sem um pingo de senso — Me dê bebida

Pelo visto este alfa é machista. 

Logo a ômega — com o bebê no colo — abre a geladeira cheia de bebidas, e pega a primeira que vê e entrega a ele, e o mesmo pega com força sem nem dizer um mero obrigado. Até que ele fica a encarando e logo o bebê

Quem é esse? — ele pergunta se referindo ao bebê — Se ofereceu para cuidar do bebê recém nascido da vizinha? Já disse que não quero bebês desgraçados aqui

Não... Esse é o nosso filho — fala ela dando um sorriso, e ele logo da um tapa na cara dela fazendo o sorriso desmanchar

Quem esse idiota acha que é pra fazer isso?

— Então você não estava gorda... — diz ele suspirando, deixando a cerveja de lado —  Olha aqui, eu já sustendo aquele alfinha desgraçado, e você me vem com um ômega inútil? Trate de se livrar dele

— Mas...

— Quer saber? Agora também quero que se livre daquele alfinha — diz (manda) ele já pegando a cerveja de volta e dando um gole — Já cansei de crianças nesta casa enchendo o saco

Olho para o lado e vejo aquele garotinho atrás da parede escutando tudo. Oh, isso deve estar sendo um momento muito ruim para ele, afinal, aquele homem está dizendo cada coisa idiota

N-não...! Eu n-não posso

— Não é poder e nem querer,— diz ele — é obrigação. Faça ou me livro de você também

Olho para os seus olhos(da ômega), já caiam lagrimas, ela deve estar sofrendo muito.

E-eu realmente não p-posso — fala a ômega entre soluços 

— Mas eu posso me livrar de você...


— Jungkook? — Vejo Jimin em minha frente me chamando 

— Jimin? 

— Que mané Jimin o que — Esfrego os meus olhos e vejo Jackson com uma expressão séria

— Ah Jackson — falo me sentando na cama — O que você quer?

— Não é o que eu quero, mas sim o que a sra. Hee quer — ele diz e eu o encaro sem entender nada

— Como assim? — pergunto

— Ela tá chamando todo mundo lá na sala, vai ter palestra — explica ele

— Ah. Que horas são?

— 10:00 

O quê? Eu dormi tanto assim? 

— Nossa!... — exclamo

— Pois é... Tempo passou rápido, e você só ficou dormindo né folgado? — ele diz dando um tapa no meu braço — Tá agora vamos antes que a sra Hee surte pela demora

Acento e vamos conversando, ate que ao passar perto de um dormitório a gente escuta uns sons de ronco

— Deve ser o Yoongi — falo

— Não... Esse ronco tá mais pra um ronco de trator, suga não ronca assim — diz

— Verdade, esse ronco é pior do que do Yoongi

— O que que tem eu e meu ronco? — suga brota que nem um fantasma

— Tem um cara ali que ronca pior que você — falo apontando para o dormitório

— Ah, o Namjoon... Esse alfa ronca pra cacete, não sei como o Jin aguenta ser parceiro de quarto dele — diz Yoongi rindo

— Não aguento... Tentei acordar ele, mas a criatura começou a roncar ainda mais alto — Um ômega sai daquele quarto e fala isso

— Pera... — digo olhando para ele — Você é um ômega e o tal do Namjoon é alfa, por que vocês dividem o quarto? 

— É porque eu fui o único que não reclamou pra ser o parceiro de quarto dele... — diz o tal ômega olhando para mim — Eu não sabia que ele roncava tão alto

— O que vocês estão falando ai? — O tal do Namjoon sai do dormitório

— Que tu ronca tão alto que até o Brasil escuta — Jin diz

— Nossa... Não é pra tanto, eu ronco baixinho

— Ah não, nem consigo dormir direito e você fala que ronca baixinho? Vai te cata Nam — ele (Jin) fala e todo mundo ri menos ele e Namjoon

— Gente. — Jackson fala chamando a atenção de todos — A palestra...

— É mesmo... Fudeu — Yoongi diz com uma cara hilária

E depois de rirmos da cara dele saímos correndo na maior velocidade possível até chegarmos na sala

— Chegaram atrasados... — A senhora Hee nós olha com desgosto — E ainda vieram correndo, vocês sabem que não tolero que correm aqui

— Sim senhora Hee... — falamos em uníssono

— Vão ter que lavar os banheiros, e se reclamarem faço fazerem limparem os quartos de todos daqui presente — diz ela séria — Estamos entendidos? 

— Sim...

— Que bom, agora sentem-se — ela manda e nós obedecemos

Ela falando desse jeito até parece que somos crianças...

Me sento entre Bambam e Jimin.

— Jungkookie... — Escuto um ser doce me chamar

Me viro e me deparo com Jimin

— Oi?

— Deixa pra lá... — ele diz voltando a prestar atenção na palestra

— Hum 

Coloco meu fone e fico ali escutando música, afinal, quem se importa com essas palestras?

Sinto alguém me cutucar, já ia ignorar, mas quando percebo quem era me infernizo mentalmente por ter colocado o fone...

Era a sra Hee, e ela também não gosta de fones de ouvido.

— Jeon venha até a minha sala





Notas Finais


Jungkook como sempre se ferrando, ksks, espero que eu também não me ferre na prova de português
Então gente esse foi o capítulo ❤ Eu ia escrever mais, só que eu preciso dormir pra ir pra escola. espero que tenham gostado do capítulo*u* comentem o que acharam, (só se quiser, claro) aceito críticas e elogios n,n
Até morangos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...