História Two Sides of Revenge - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Iggy Azalea, Jessie J, Joe Jonas, Nick Jonas, Selena Gomez, Wilmer Valderrama
Personagens Demi Lovato, Nick Jonas, Selena Gomez, Wilmer Valderrama
Tags Demi, Dilmer, Selena, Wilmer
Visualizações 24
Palavras 2.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


hello, amores....
Sem muito para falar aqui
Boa leitura e até as notas finais

Capítulo 3 - Consequências


Fanfic / Fanfiction Two Sides of Revenge - Capítulo 3 - Consequências

 Thiago viu que a coisa estava ficando fora de controle e Demi realmente iria prender Wilmer, o que não seria nada bom para ele.
_Demi, se acalma - Ele a segurou pelo braço e Demi se afastou de Wilmer 
_Eu acho melhor o senhor pensar antes de falar alguma coisa, senhor Valderrama - ela disse em tom de ironia e Wilmer pigarreou 
_Eu lhe peço desculpas, eu sei que o que eu disse não é correto. - Wilmer se retratou e Demi continuou o olhando com cara de poucos amigos - Eu sou advogado, mas acabei perdendo a razão 
_Que bom que o senhor sabe disso - Ela disse tirando sua arma da cintura 
_Já que o senhor é advogado, suponho que veio em defesa do seu irmão - Demi disse dando alguns passos até sua sala e fez sinal para que Wilmer a seguisse 
_Sim! - Wilmer andou na mesma direção que Demi e não pode deixar de perceber que além de durona ela era muito bonita - Eu gostaria de saber por que o meu irmão foi detido
_Como assim? - Demi achou um tanto que idiota a pergunta de Wilmer e ele logo esclareceu 
_O meu irmão não estava em casa na hora do crime - Wilmer disse com convicção 
_Senhor Wilmer, o seu irmão e cliente, foi encontrado ao lado do corpo pelos vizinhos e a menos que ele tenha um clone ou irmão gêmeo, ele estava na cena do crime sim.
_Isso não faz sentido algum - Wilmer levantou da cadeira passando as mãos nos cabelos e Demi estava querendo entender tudo aquilo 
_Não mesmo, mas com base em que o senhor está dizendo que o seu irmão não estava na casa dele? 
_Eu posso falar com o  meu irmão? - Ele pediu e Demi começou a ficar intrigada com toda aquela história  
_Como advogado sim - ela disse e ele ficou calado - Thiago, leva o senhor Wilmer até o cliente dele, por favor
_Okay - Thiago disse e saiu da sala e Wilmer o acompanhou  

 Wilmer estava prestes a enlouquecer. Se Demi disse que Diogo foi preso em flagrante, então, seu irmão mentiu para ele e isso acabou fazendo o mesmo acreditar na culpa de Diogo.
_Wilmer! - Diogo disse contente assim que viu o irmão 
_Eu quero saber o que diabos você está me escondendo, Diogo - Wilmer foi direto 
_Eu não posso te falar nada - Diogo passou as mãos por seus cabelos e andou de um lado a outro na sela 
_Você me ligou dizendo que estava na empresa e agora é suspeito de matar a sua mulher - Wilmer estava com raiva por vários motivos, mas a morte de Marissa mexeu mesmo com ele - A Marissa cara, você dizia amar aquela mulher e agora...
_Não fui eu! - Diogo começou a chorar e Wilmer tentava entender - Eu amo, eu amo a Marissa...eu não podia ter deixado ela morrer 
_Se não foi você por que diabos está se sentindo tão culpado assim? - Wilmer indagou com raiva, já não acreditando em mais nada que o irmão dizia 
_Se eu te contar você vai ser o próximo a morrer, Wilmer - Diogo disse e Wilmer estremeceu
_Fala! - Ele estava mais interessado em entender o que estava acontecendo que com medo de morrer 
_Você vai morrer - Diogo chorou mais que antes - Eu não posso fazer isso
_Se você não me contar a verdade esquece que eu Existo. 
_Não faz isso cara... Eu não posso falar nada - Diogo conhecia o irmão o suficiente para saber que ele realmente desapareceria - Me desculpa meu irmão, mas eu só estou fazendo isso para o seu bem 
_Eu vou te dar um dia para pensar se vai me falar a verdade ou Não - Wilmer disse e logo deu as costas 

 Wilmer andou desnorteado e preocupado com o rumo que as coisas tomariam. Wilmer tentou manter a calma e voltou a sala de Demi, ela olhou para ele como se esperasse por uma explicação 
_Então, o seu irmão confessou que cometeu o crime? - ela indagou séria e Wilmer afrouxou a gravata 
_Meu irmão não teria coragem de matar a Marissa, ele amava ela demais pra fazer isso - ele disse convicto, Wilmer acreditava no irmão - eu só não entendo o motivo de ele estar escondendo quem fez isso 
_Você fala com muita convicção que o seu irmão é inocente, mas tudo indica que ele não é... - Demi começou a falar e Wilmer criou uma espécie de antipatia por ela - Será que você não está se enganado com ele? 
_Não, eu não estou. - ele disse com certa raiva e Demi respirou fundo 
_Nós vamos investigar o caso e eu espero que o senhor tenha razão - ela disse com mais calma
_Eu não tenho tanta certeza disso, mas eu vou provar que meu irmão é inocente - Wilmer disse sem se preocupara com mais nada - Boa tarde, delegada
_Boa - ela disse apenas e ele lhe deu as costas 

 Thiago entrou na sala de Demi assim que Wilmer saiu da mesma, sentou na cadeira de frente para ela 
_O cara soltou alguma coisa? - ele indagou e Demi apenas balançou a cabeça em sinal de negação 
_Ele disse ao irmão que é inocente - Demi falou sem olhar para Thiago 
_Isso é medo...é claro que foi ele - ele afirmou e Demi enfim o olhou 
_E como você pode ter tanta certeza? - ela indagou e ele achou estranho a sua pergunta 
_Ele estava do lado do corpo, Demi, é obvio que foi ele - Thiago disse se ajeitando na cadeira - Ou você pensa como aquele irmãozinho dele? 
_Não, eu não penso como o irmão dele, mas nada foi provado ainda e se ele realmente atirou na mulher dele o exame de balística vai comprovar isso - Demi levantou com alguns papeis na mão e entregou a Thiago 
_Você está precisando de uns dias fora disso tudo - Thiago disse ao se levantar e abraçar Demi 
_Pra que? - Demi se esquivou do carinho do namorado e foi até a cafeteira - Eu estou muito bem trabalhando 
_Eu só acho que você merece um descanso, mas não está mais aqui quem falou - ele pareceu ofendido e Demi percebeu 
_Eu tenho disposição o suficiente para ser delegada e para fazer outras coisas... - ela disse em tom malicioso e ele sorriu 
_Eu entendi essa última parte 
_Que bom! - ela se aproximou dele devagar e sorrindo - Eu acho que hoje é um ótimo dia para fazer outras coisas
_Eu não vejo a hora de sair daqui - ele disse e beijou Demi com desejo 
_Aqui não...Thiago, não - ela saiu dos braços dele aos risos e ele entendeu
 



 Bebidas, muitos jovens, som alto e drogas...Combinação perfeita para uma noite que não daria certo
_Dallas? - Lily falou ao ver a amiga chegando na festa - Você veio!!
_Eu disse que não faltaria a essa festa por nada - Dallas disse ao pegar o copo de bebida da mão da amiga 
_E a sua irmã? - Lily indagou fazendo cara de nojo 
_Ela nem sonha que eu estou aqui. Fez um show, disse que não conhece o Nando...
_É melhor nem saber né? - Lily sabia dos erros do namorado da amiga e também sabia que Demi era policial - e sua irmã sendo policial é meio complicado 
_Não fala uma coisa dessas aqui - Dallas olhou para os lados e percebeu que as pessoas só dançavam loucamente - ninguém pode saber que a Demi é policial
_Será que ela vai descobrir que o Nando já foi preso?  - Lily indagou e Dallas arregalou os olhos 
_Isso é coisa antiga, o Nando não se envolve mais com essas coisas 
_Ta, desculpa, não está mais aqui quem falou - elas foram para uma parte mais movimentada da festa e avistaram Nando e mais alguns amigos - ali o seu amor proibido 
_Cala a boca, sua chata - Dallas correu até o namorado
 Nando tinha um passado bem sujo e mesmo tentando não se envolver mais com a bandidagem, ele ainda tinha algumas dividas com os ''amigos'' do crime 
_Gata...você veio - ele disse a beijando 
_Eu disse que não perderia essa festa por nada - Dallas falou ao agarrar o namorado pelo pescoço 
 A festa rolava da forma mais divertida  e proibida possível. Dallas estava dançando  como se não houvesse amanhã, Nando bebia e fumava enquanto também dançava com ela.
  
 Já passavam de meia noite e o som alto e os gritos dos jovens que estavam ali começou a incomodar os vizinhos e logo a sirene do carro de polícia ecoava na rua em que rolava a festa 
_Sujou, alguém chamou a polícia - uma das meninas falou ao ver a viatura estacionar na porta da casa 
_E agora? o que a gente faz? - uma outra menina indagou nervosa ao ver os policiais descerem da viatura 
_Chama o Nando e avisa que sujou com as drogas - a outra saiu rapidamente para avisar aos outros, mas talvez não desse tempo 
_Boa noite! 
_Boa...foi alguma coisa? - Anne indagou tentando manter a calma 
_Eu sou a delegada Lovato, nós recebemos inúmeras ligações dos vizinhos e a julgar pelo horário e pela altura do som, eu acho que eles estão certos - Demi falou olhando ao redor e percebendo que a festa estava repleta de menores de idade e de bebida alcoólica
_Me desculpe, eu sou a Lauren...a festa estava tão animada que a gente nem percebeu que as horas passaram - ela tentou justificar e Demi acabou percebendo uma movimentação estranha 
_O que é que ta acontecendo ali... 
 Demi andou até duas meninas e uma delas estava passando mal.  A menina começou a convulsionar 
_Thiago, chama uma ambulância, rápido - Demi falou segurando a menina e percebeu o nervoso da amiga dela 
_Ai meu Deus, ela ta morrendo - a menina chorava descontrolada 
_O que essa garota usou? - Demi indagou e a menina olhou para Lauren, que estava de pé e não disse nada - Acaba com essa festa agora revira essa casa
_Ela deve ter bebido alguma coisa forte -  Lauren disse ainda mais nervosa 
_Garota, quando você ia eu já estava na segunda viagem de volta. eu sei que essa menina está tendo uma overdose - Demi disse ainda preocupada com a garota enquanto os outros policiais entravam na casa 
 
 Na hora o som foi desligado, uma varredura começou a ser feita e não demorou muito para que encontrassem drogas, muitas drogas.
  A ambulância chegou mais rápido que o esperado e Demi se sentiu aliviada ao saber que ela ficaria bem
_Demi, isso aqui ta quase que uma boca de fumo - Thiago disse entregando alguns papelotes de maconha a ela 
_Apreende todo mundo - ela disse entrando na casa - De menor, de maior, noventa anos...o caralho, mas vai todo mundo ser apreendido 
_Demi... - Maddie desceu as escadas e chamou por Demi - Você não vai gostar nada de quem ta aqui
_É o que? Quem? - Demi não precisou da resposta da amiga e quase teve um troço ao ver a irmã descendo e atrás dela, um menino algemado e sem camisa - eu não acredito nisso
_Calma... - Thiago falou a segurando - Ela deve ser amiga deles e aqui tem traficante pesado, não é bom que ninguém saiba que a irmã dela é uma delegada 
_Eu posso falar com a senhora? - Dallas indagou extremamente nervosa e seguiu as instruções de Maddie e fez de conta que não conhecia Demi 
_Não! - ela foi grossa e sua raiva era nítida - Na delegacia você fala comigo... leva todo mundo 
_Não! Não, por favor...não precisa fazer isso - Dallas gritou desesperada e Demi começou a se sentir mal 
_Sem exceções, vai todo mundo pra delegacia - Demi falou pondo a mão na boca - Eu não acredito no que está acontecendo 
_Demi, não é melhor você conversar com ela? - Maddie indagou e Demi negou com a cabeça
_Eu acho que eu mato a Dallas se eu for conversar com ela - Demi imaginou a irmã usando drogas e seus olhos se encheram de lagrimas - Se ela estiver usando drogas...
_Ela me garantiu que não, ela estava fazendo outra coisa - Maddie disse e Demi não precisou de muito para entender
_Pois ela vai aprender a me respeitar, querendo ou não


Notas Finais


é isso amores. eu vou começar a postar os caps das 3 fics no final de semana de noite, fica mais fácil pra mim que to meio sem tempo pra nada.
beijosss e até o proximo cap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...