História Two Sides Of Submission - ( Imagine Park Jimin) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jimin, Sadomasoquismo, Submissa, Submissão
Exibições 85
Palavras 1.795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E aqui estou eu novamente para mais um capitulo pra vocês , desculpem a demora , espero não demorar mais para atualizar essa fic... estou com alguns problemas mas vamos ao que interessa ... Nos vemos nas notas finais
BOA LEITURA...

Capítulo 3 - Spiteful


Autora on....

Ao ver aqueles olhos negros repletos de ódios direcionados a frágil garota, a mesma estremeceu , seu coração estava repleto de angustia e medo e só aumentava mais a cada passo que o Park andava indo de encontro a si, a mesma em ato de defesa recuava , ação que acabou fazendo a jovem bater levemente as costas em uma parede gélida , as mãos do mais velho a encurralaram e fizeram mais pressão ao corpo da jovem, ele a apertava com força enquanto pensava qual castigo a jovem merecia , porque irritar o seu "dono" era algo inadmissível ..

- O que estava pensando quando saiu da droga daquele quarto ? - falava entredentes exibindo todo seu ódio 

- E-eu só q-queria conhecer a casa , não sabia que tinha gente aqui e ....- o Park não deixou a mesma proferir mais nenhuma palavra e saiu arrastando a menor até um quarto trancado que tratou logo de abri-lo e empurrar a jovem para dentro a fazendo cair em uma cama com revestimento de couro preto ...- o que estamos fazendo aqui ? - a mesma o olhava com certo receio 

- Você vai aprender a me obedecer e se por no seu lugar .... VOCÊ NÃO PASSA DE UM NADA AQUI... E VAI CONTINUAR SENDO ISSO A PARTIR DE AGORA ... - o mais velho tomado pela raiva pegou um pequeno chicote de couro e desferiu um golpe contra o rosto pálido da jovem que virou o mesmo por conta do golpe passando a mão no local ja tomado por um risco de sangue ...

 

Repetiu os atos inúmeras vezes, o som de couro desferindo cada golpe soava por todo o quarto, o ódio havia tomado sua visão o tornando cego por completo, as chicotadas atingiam todo o corpo da garota que se pôs a chorar baixinho vendo que não conseguia se defender daquilo, ouvia insultos e gritos repletos de raiva e amargura, seu corpo sangrava, ela chorava e sua alma já perdia a pouca aura pura que restara ...  Cada golpe desferido em seu corpo era uma lágrima que a mesma deixava escorrer por sua face... Quando já estava completamente ensanguentada percebeu que as chicotadas haviam cessado , olhou para o mais velho a sua frente, e ele a encarava com um olhar arrependido, soltou o chicote e pôs as mãos em seus cabelos negros , caminhava de um lado para o outro no quarto e quando ameaçou se aproximar , a jovem se encolheu ainda mais abraçando seu corpo ...

- M-me perdoe, eu não vi a gravidade de meus atos e....- fora interrompido 

- V-você é um m-monstro .... s-saia d-daqui .. - a voz da jovem estava em um sussurro 

- Você não da ordens aqui ....

- SAIA DAQUI , ME DEIXE EM PAZ... VOCÊ NÃO PASSA DE UM MOSTRO SEM CORAÇÃO , VOCÊ ESTA SOZINHO PORQUE NINGUÉM AGUENTARIA VIVER COM UM DEMÔNIO .... Por favor ...- a porta foi aberta brutalmente e o mais velho saiu bufando , a jovem se encolheu ainda mais , porém o que doía não eram seus ferimentos, o mais doloroso era a amargura e ódio que ela sentia , não só do Park , mas de si mesma e a sua miserável vida, ela só queria paz mas se nem seus pais a quiseram ela não tinha mais esperanças de viver feliz , e agora estava nas mãos de um mostro, lindo por fora e podre por dentro , rosto delicado mas alma sombria .. Um lobo em pele de cordeiro , mas tinha que admitir , ele mexia com ela , a fazia sentir arrepios com apenas um olhar, e ela se odiava ainda mais por pensar em seu corpo sendo tocada por ele , ou até mesmo se tocar pensando no Park... 

A jovem ficou lá, parada dizendo ameaças baixinho, ameaças que não tinha coragem de dizer na frente do mais velho temendo agora ser castigada como mais cedo, ela chorava baixinho, e por mais que dissesse a si mesma que o odiava, ainda sentia seu coração bater mais forte quando trocavam olhares, seu corpo se ligava automaticamente assim que sentia o corpo dele junto ao seu, mesmo não querendo ela já estava ligada a ele, mesmo sem ser tocada se sentia suja por gostar da proximidade , mesmo sendo submissa conseguia ver um brilho diferente nos olhos do Park, bem la no fundo perdido em um mar de raiva e rancor ,um brilho que a fazia acreditar que ele não era desse jeito..... Mas o orgulho da mais nova foi maior e tratou de afastar logo esse pensamento de sua mente , logo a porta se abriu novamente e Maria entrou pela porta correndo em direção a menina ...

- Menina o que tu fizestes desta vez ? - sua voz era preocupada e a mais velha passava um pano molhado tentando limpar os ferimentos recém feitos

- Eu não fiz nada , foi aquele mostro, eu odeio ele Maria , com todas as forças, eu o odeio - repetia mais para si mesma do que para a mulher em sua frente , na tentativa se seu coração entender e aceitar isso ..

- Porque ele fez isso contigo menina?

- O pai dele me viu aqui e disse eu e seu filho tínhamos que nos casar Maria .... - a mais velha arregalou os olhos e olhou para a menor com pavor  

- Tu ficastes loca criança? poque saiu de teu quarto quando ele estava aqui ? Tu mesma estas se colocando nesta situação menina , e agora temo ainda mais por ti - a menina a olhara confusa

- Temes por mim ? porque ?

- O menino Park fez uma jura de que nunca se casaria com mulher alguma, e agora que estas sendo praticamente obrigado , ele irá fazer te tua vida um inferno, mais do que acredito que sejas menina- a jovem se pôs sentada com dificuldade

- Porque Maria ? Porque ele é um mostro rancoroso deste jeito , porque ele gosta do meu sofrimento? PORQUE ELE ME COMPROU? -  a essa altura a jovem já chorava novamente

- O menino não era assim , ele sofreu muito , a vida fez ele se tornar daquela maneira menina

- Ele deve ter merecido tudo isso - fala em um tom de desdem

- Cale-se menina, não fale o que tu não sabes , por sua língua ser tão solta assim é que apanha , não quero te ver sofrer , mas não repita mais isso  ... Pelo teu próprio bem- a menina se calou e a mais velha continuou a cuidar de sus machucados 

(...)

Já devidamente limpa, e usando vestes confortáveis a jovem desceu as escadas rumo a cozinha onde iria ajeitar algo para comer, seu corpo estava coberto por pequenas mas dolorosas cicatrizes , e com isso usava roupas maiores para não expor seu corpo roxo. Estava tarde, Maria já deveria estar dormindo, a casa estava escura e silenciosa, e a jovem não tinha visto nenhum sinal do Park e agradecera mentalmente por isso , fez um pequeno sanduíche pra si e ja terminava de arrumar a cozinha quando sentiu uma presença atras de si, penando que era Maria que havia acordado a jovem virou de vez e encarou a pessoa percebendo que estava errada, encontrou o moreno com uma roupa social amarrotada e com a gravata um pouco frouxa , seus cabelos caiam sobre os olhos  o deixando ainda mais bonito na visão da menina que se amaldiçoou por pensar aquilo na mesma hora.. 

- O que fazes uma hora desta acordada ? Esqueceu que não é permitido isso ? - a voz do Park era ríspida 

- Me desculpe , eu só estava com fome , já estou voltando pro quarto - a menina falou rápido e já estava prestes a sair da cozinha , mas seu braço foi puxado 

- Não deixei você sair - o mais velho pega um saquinho de farmácia e joga em cima da mesa - É pra dor , e outro é pra suas cicatrizes - a frieza ainda continuava na voz do moreno 

- Não quero, e não preciso de sua preocupação - vira o rosto ameaçando sair 

- Não é preocupação, agora que tu já fizestes a merda toda com meu pai, ele com certeza irá aparecer aqui mais vezes e não quero que a veja nesta situação, deplorável - a olhou de cima a baixo 

- Isso tudo é graças a você .. - respondeu baixo 

- Não mandei me desobedecer e já falei que foi em um momento de descontrole - apertava o copo de vidro em sua mão 

- Descontrole ? Você é descontrolado por si só .. Não me venha dizer que isso foi só um momento , tu não passas de um doente - o Park já estava vermelho de tanto ódio 

- SUMA DAQUI , ENTRE NAQUELE QUARTO E NÃO SAIA TÃO CEDO , OU IRÁ SE ARREPENDER AMARGAMENTE .. - a menina iria falar algo mas fora interrompida - NÃO FALE NADA , APENAS SUMA ANTES QUE EU ME ARREPENDAS E TE CASTIGUE AQUI MESMO - a menina correu as escadas mas antes murmurando um "monstro" para o Park que ferveu ainda mais 

Se trancou no quarto jogou os remédios longe de si, ainda conseguia se surpreender com a agressividade e rispidez do moreno, se pôs a chorar novamente vendo como sua vida era um inferno, e só pioraria ainda mais com a chegada do Park, era isso que a jovem colocava em sua mente, seus ferimentos doíam e ela se viu obrigada a tomar o maldito remédio, não queria dar o braço a torcer, mas não aguentaria dormir com as malditas dores por seu corpo , uma amargura lhe subia junto com desejos fortes de sair daquele inferno. Lembrou da única pessoa que lhe deu amor , sua avó, lembrava das tardes que passara com a mais velha lhe contando histórias, das suas deliciosas comidas e do carinho e amor que demonstrava, ela sempre dizia que por mas que tudo desse errado, nunca desistisse , que sempre teriam momentos felizes mesmo sendo rápidos. A menina sentia saudades da vó que morrera quando ainda era uma menininha , e foi a partir daí que tudo se desmoronou por completo, queria continuar acreditando nas palavras de sua avó, mas já não conseguia mais, já sofreu tanto que não tinha mais fé de ser feliz algum dia, e agora como ela temia , tudo havia piorado ainda mais ....

- Eu o odeio , o odeio por me fazer deseja-lo tanto - e em meio a soluços a jovem se rendeu ao sono....

 

CONTINUA...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e não tenham abandonado a TSS..
Estarei mais ativa a partir de agora, e tentarei ao máximo não demorar muito para postar, agradeço também pelos favoritos .. Muito obrigada e espero que continuemos juntos nesta nova jornada ... Nos vemos no próximo ..

Até breve !!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...