História Two thousand sixteen - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Lu Han, Sehun
Tags Baekhyun, Comedia, Crossover, Escolar, Exo, Hanhun, Homossexualidade, Hunhan, Lemon, Luhan, Sebaek, Sehun, Yaoi
Exibições 63
Palavras 717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltay meus anjos
Com essa modificada, a fanfic ganhou mais favoritos
Espero que esteja bom ;)
Aproveitem o capítulo

Capítulo 2 - Matemática? Odeio.


Fanfic / Fanfiction Two thousand sixteen - Capítulo 2 - Matemática? Odeio.

"Baek, a única coisa que não dá é você." Eu falo, fechando a porta da diretoria.

"O quê? Sehun, tá me chamando de seco?"

"Ué." 

"Aí, que se foda você. Quer ver aquela plaquinha escrita 'Byun Hye Ji' novamente?"

"Aish, tchau." Eu falo, andando em direção oposta à de Baekhyun.

Não que eu goste da suposta ideia de ficar em uma sala com aquela peste que eu amo tanto.

Pensando bem, por que eu gosto dele?

Porra Sehun, você só gosta de coisa difícil. 

Eu poderia muito bem ter ficado com meu crush do nono ano.

Mas parece que a vida não conspira ao meu favor.

E voltando ao assunto principal, eu não mereço ficar naquela merda de sala junto com o Baek.

Se bem que...

Se bem que nada, porque aposto que aquele tal de Xiao não é boa coisa.

Não estou afim de socializar não.

Principalmente com os amigos dele.

Baekhyun que me livre (autora; sentiram a referência?*). 

Acho que Jongin e Jongdae são os melhores amigos que alguém poderia ter.

Sorte minha ter eles como amigos. São super na deles, não arrumam briga e são educados e bonitos. 

Já eu...

Eu sou Oh Sehun, não preciso dar mais explicações. 

 Volto para a sala de aula, a qual já estava vazia.

Meu Baekhyun, quantas horas ficamos com Hye Ji?

Arrumo minhas coisas e saio do cubículo.

"Ah cara, mas vim para esse inferno em pleno sábado é foda."

Olho para frente e vejo Byun conversando com um garoto que aparentava ter nossa idade e possuía o cabelo claro.

Abaixo a cabeça e coloco meu capuz, correndo pelo corredor.

"Ei, achou que eu não iria te reconhecer?"

Eu juro que tentei disfarçar minha corridinha.

"Baek, o que você quer?"

"Seu f... Quer dizer, hm, volte para casa com cuidado." Ele diz nervoso, e me lança uma piscadela.

"E..Er...Valeu(?)" 

"Melhor deixar os pombinhos aí." O garoto de madeixas rosas se pronuncia.

"Nós somos apenas amigos, Luhan." 

Ora, ora.

Então esse é o famoso Xiao Luhan.

Bonitinho.

Mas convenhamos que Byun Baekhyun é um deus grego.

Nem sei o que ele está fazendo fora da minha c... Museu.

"Tá. Deixa eu ver, mataram aula para ficarem namorando debaixo da escada e levaram detenção?"

"Deus me livre, isso dá azar." Eu falo tremendo só de pensar nessa possibilidade.

"Sehunnie está atrasado, não? Se cuida e volte com cuidado." Baek diz, me empurrando.

"Depois vocês irão dar uns pega em casa, uh?" 

"A gente não namora." Eu falo, já ficando irritado.

"Guarda esse stress para amanhã. Temos o sábado inteiro juntos." Baek fala.

"Tá, tá. Tchau Baekkie, tchau Luhan." Falo e saio à passos rápidos, afim de chegar logo em casa. 

*

"Como foi a aula, querido?" Minha mãe pergunta, me dando um beijo na bochecha.

"O mesmo saco de sempre." Eu respondo, me afastando.

"Não fale isso na frente do seu irmão, Oh Sehun " 

"Mãe, Seo Woo nem está nos ouvindo, ele está comendo co... OH SEO WOO!" 

Corro até a sala, onde vejo meu irmão comendo... cola.

Tiro o pote da mão dele e o pego no colo, voltando para a cozinha.

"Hun." O menor balbucia meu apelido.

"Mãe, por quê a senhora deixou o pote de cola em um lugar tão vulnerável?"

"Sehun, meu filho, você está bem?" 

"Eu estou ótimo" Mentira. "Você que não está bem." É hoje que eu apanho.

"Esse pote não é de cola. É de sorvete."

Olho para embalagem e leio:

'SORVETE DE CREME.'

Ótimo.

Oh Sehun, você está alucinando?

Parabéns, agora sua mãe do coração irá fazer um interrogatório.

"Sehun, vai dormir."

"Antes preciso te falar uma coisa..." Falo, colocando Seo no chão.

"Prossiga."

"Eu e o Baek..." 

Olho para o lado e peço ajuda mentalmente para Seo Woo.

Mas não, meu irmão tem apenas quatro anos e não sabe ler as 'entrelinhas'.

Ele sai correndo, com medo da minha mãe.

Não é à toa que hoje é sexta feira treze.

*

"Seo Woo, querido, sabe onde está meu chinelo dourado?"

O mesmo aponta para de baixo do sofá.

Péssimo dia para ter um irmãozinho.

"SOCORROOOOOO" Eu grito.

Minha mãe vem em minha direção, com o chinelo em mãos.

"AI CARALHOOOO AI MÃE ISSO DÓI PARAAAA" Eu começo a espernear.

"Fale 'ai caralho' novamente e você apanha mais." Ela me encara.

Se olhar matasse, eu já estaria morto feat enterrado. 

Aqui é inglês, meu irmão.

"Ai mãeeee." Eu choramingo.

"Bem feito, Oh Sehun." 

"Hahaha o Hun apanhou da mamãe. Hahahahaha..."

"Vai querer também, Seo?"

"AAAAHHHH."

Deus perdoa, Oh Hani não.

*

E hoje aprendemos que sexta feira treze não é legal. Pelo menos, não para mim. 

E também que não se deve pedir para uma criança de quatro anos ler as 'entrelinhas'.















Notas Finais


E aí? O que acharam? Comentem embaixo!
Não estou conseguindo escrever capítulos grandes (no caso de três, quatro mil palavras; ou até mais) então vai sair assim, com mil, novecentos , por aí.
Mudei de ideia e talvez tenha uns vinte capítulos ou mais ;)) a indecisa ;-;
Tchau anjos, até o próximo capítulo!!
*A referência seria Deus, entenderam? Baekhyun, Deus, uh?
Sjdjdjdjdjjd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...