História Two thousand sixteen - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chen, Exo, Hunhan, Kai, Kaisoo, Kris, Lay, Luhan, Sehun, Suho, Sulay, Tao, Taoris, Xiuchen, Xiumin
Exibições 29
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então...
aqui está.
Não me matem pela demora.
Obrigada pelos favs <3
Aproveitem a leitura :)

Capítulo 2 - Surprise mothafoquinha


Então...

Como posso começar esse meu primeiro vídeo?

Olá!

Eu sou Oh Sehun e sou um "adolescente" de 13 anos.

Mas por quê adolescente está entre aspas?

Simplesmente porque eu não sou um adolescente normal.

Aliás, eu nunca fui normal.

Mas sem enrolação.

Essa coletânea de vídeos vai ser para eu desabafar sobre meu dia sufocante.

"Nossa, usa um diário. Ninguém quer saber da sua desgraça."

Sempre falam isso para mim.

Mas a vida é minha e eu quero inovar.

Então em vez de escrever em um diário, eu vou fazer um vídeo por dia.

Vou começar falando sobre... hum... sobre meu vizinho.

Meu novo vizinho.

Só imagina alguém bonito... para porra.

Essa pessoa é meu vizinho.

Já que eu moro em um condomínio, assim que meu vizinho terminou de arrumar as coisas dele, minha mãe me arrastou para tentar socializar.

Não é que eu não queria.

É que eu estava acompanhando a chegada dele pela janela desde o começo.

Aí eu fiquei com vergonha, e para completar, minha mãe percebeu e me obrigou a apresentar o condomínio para Luhan.

Sim, o nome do meu crush é Luhan.

Assim, eu já contei para minha mãe que eu gosto de garotos, e não garotas.

Resumindo:

EU SOU GAY.

Mas isso não me faz anormal.

Minha mãe simplesmente aceitou e contou para meu pai, que relutou um pouco, mas depois ativou o botão do foda-se.

Voltando para o assunto principal, eu vou contar como foi a suposta "apresentação" que fiz ao Lu.

Me acho tão íntimo que já dei um apelido para ele.

E outra, minha mãe e a dele amigaram muito rápido, isso resultou na nossa ida juntos para a escola...

Flashback on:

             1:00 p.m

Enfim sábado.

Enfim a chegada do meu novo vizinho.

Nem quero olhar na cara dele, mas eu sou muito curioso.

Quando deu meio dia ele chegou.

Fui até a janela do meu quarto, onde dava para ver tudo de camarote.

CÉUS.

Quando vi a imagem daquele ser maravilhoso, eu gelei.

Nossos olhares de encontraram, e como eu sou cagão, eu desviei o meu.

Aish, que merda!

Por quê tudo tem que ser difícil?

Que bosta.

Então.

Agora já faz uma hora que meu novo crush já chegou.

Minha mãe está me arrastando para falar com ele.

"Mas mãe! Eu vou pagar o maior mico da minha vida na frente do crush!"

"Hum...você gostou dele Sehun?"

"CLARO QUE SIM. OLHA ESSE SER HUMANO!"

"Agora que eu te arrasto."

"Não MÃE! POR FAVOR!"

"Vai logo apresentar o condomínio para ele. Ou você quer que ele te veja ser arrastado pela mãe?"

"Tá, tá.Só vou te obedecer por causa dele."

"Vou ficar olhando daqui e depois você me conta."

"Que merda mãe!"

"Vai logo Sehun."

Minha mãe é a melhor do mundo.

Eu acho.

Ela entendeu o meu lado e quer que eu socialize com o vizinho!

Como eu amo minha mãe!

Apesar de ser um grude.

Bom, agora é encarar a verdade.

Saio de casa e quando coloco o pé no primeiro degrau, eu já começo a pagar micão.

"AI!" eu reclamo.

MERDA! EU CAÍ NA FRENTE DELE!

"Você está bem?" ouço a voz do anjo.

"E-er, s-sim." não sei disfarçar o nervosismo mesmo. BOSTA.

"Que bom. Prazer, Luhan, seu novo vizinho."

Meu crush se chama Luhan. 

Que nome lindo, não?

"P-prazer."

"Seu nome?"

"S-sehun."

"Hum, nome legal... Sehun."

ELE DISSE QUE MEU NOME É LEGAL.

OLHA ISSO. MEU AMOR É RECÍPROCO.

"B-bem, vamos. Eu vou te apresentar o condomínio." eu falo me levantando.

"Obrigado!"

Acho que já viramos amigos, certo?

         ~~~~¨~~~~

Já estamos no meio do caminho e Luhan não para de falar.

A voz dele é linda, mas gente, ele está falando há quase uma hora!

"E-er, Luhan."

"Oi?"

"Quantos anos você tem?"

"Ia te perguntar isso agora! Acho que você é minha alma gêmea!"

É O QUE????  

ELE DISSE ALMA GÊMEA?

"..."

"Bem, eu tenho 13 anos."

OPA. 

MESMA IDADE QUE EU.

"V-você é..."

"Gay?"

"E-er... isso."

"Sim, e você?"

ÍNTIMOS. JÁ ESTAMOS ÍNTIMOS.

"S-sim."

"Vamos nos casar, então!" ele fala e agarra meu braço.

"C-casar?"

"É!"

EITA PORRA.

VOCÊS VIRAM O QUE ELE FALOU?

ELE DISSE QUE VAI CASAR COMIGO!

"A-ata..."

"Brincadeira, Sehun!"

"Er......"

"Eu gosto de você, mas isso de casamento é para frente."

"A-ah, eu também gosto de v-você." Merda. Me declarei. 

"Que bom!" ele fala, ainda segurando meu braço.

Sem perceber, eu passo o meu braço livre na cintura dele.

Até que nós dois gostamos desse aproximação.

Merda!

Não posso me fazer de apaixonado na frente dele!

"Lu..."

"Hum?"

Eu chamei ele Lu.

PUTA QUE O PARIU.

"Então... onde você estuda?"

"Na escola."

"Hahaha." eu forço um risada.

"Eu estudo junto com você."

"Que?"

"É. Nossas mães amigaram antes de nos conhecermos."

"Hum..."

Pois é.

Estudamos na mesma escola.

"Vamos para a escola juntos!"

"Que legal!" eu falo, animado.

"Bom, não sei que classe que vou ficar, mas espero que fiquemos juntos!"

"Estou torcendo por isso! Agora vamos voltar."

"Okay."

Voltamos para perto de nossas casas, então a mãe de Lu me convida para ficar na casa dele.

Eu, abusado, aceitei, é claro.

Não é qualquer dia que a mãe do crush te convida para a casa dela!

"Vamos jogar vídeo game!" eu sugiro.

"Ah não, Hunnie!"

Ele me chamou de...

HUNNIE?!

"Vai, Lu!"

"Só um partida!"

"Okay, okay. Vamos logo."

Jogamos uma partida.

Apenas uma.

E apesar do Luhan ser meu crush, eu tenho que admitir que ele joga mal para caramba.


           


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Estou aceitando críticas. É a minha primeira fanfic desse gênero...
Tchau tchau, até o próximo cap. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...