História Two Weeks notice Amor a segunda vista - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood
Tags Jennifer Morrison, Julianne Moore, Lana Parrilla, Once Upon A Time, Sandra Bullock, Swanqueen
Exibições 229
Palavras 1.483
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - The Shadow?


Fanfic / Fanfiction Two Weeks notice Amor a segunda vista - Capítulo 9 - The Shadow?

Pov's Regina

Estava deitada com Emma na grama, estávamos fazendo um piquenique como toda nossa família, Henry estava lá e parecia muito feliz, minha filha Robin estava brincando em sua cadeirinha soltando gritinhos numa língua que eu não conhecia. A cena me fazia rir. De repente tudo fica cinza e ele aparece com  aquele olhar transtornado. Um calafrio percorre todo meu corpo. É Hook. Ele se aproxima de mim e Emma, e sem falar nada com seu gancho corta a garganta de Emma, que cai em meus braços. Eu queria gritar mas nenhuma voz saia. Eu ouvia o choro forte de Robin, alto e desesperador. Estava cada vez mais alto.
De repente as imagens somem e eu acordo sem ar. Sento-me na cama e tento me acalmar.
Olho pro lado e lá está Emma dormindo feito um anjo. E ela parecia um anjo. MEU ANJO.
O choro de Robin era real, minha filha estava com  fome. Olhei para o relógio que estava na mesinha ao lado da cama, eram 3 horas da manhã. Levantei sem que Emma acordasse e fui ao quarto de Robin.
Ao chegar lá notei algo estranho, eu jamais deixo a porta entre aberta e o abajur acesso. Pensei então que Julianne ou Sandra poderiam estar lá, mas Robin continuava inquieta e chorando. Entrei no quarto e um calafrio me veio no corpo todo. Tomei minha filha no colo, parecia estar muito assustada, quando olho pela janela um sombra aparece, e de repente some.
Meu coração parou. A sombra de Peter Pan. O que ela quer com a minha filha? Ela não estava presa? Quem....Hook. Engoli em seco. Respirei fundo. Ele havia nos encontrado. Eu tinha que defender minha família. Emma.
Fui quase correndo pro nosso quarto, ela ainda estava lá ressonando. Respirei fundo e fui me acalmando.
Sentei com Robin no sofá de frente a cama e comecei a amamenta-la. Minha mente maquinava todos os planos possíveis. Eu estava com medo. Mas não podia transmitir a ninguém.
Fiquei olhando minha filha que adormecia em meus braços enquanto eu a ninava.
Pensei em como poderia vencer Pan e Hook. Precisava de aliados mas quem?!..... Gold. Franzi a testa. Eu precisava defender minha família, e acho que não importava com quem eu iria fazer acordos não é mesmo?
Minha mente rodava, olhei para o relógio já eram quase 4 e meia da manhã, Robin dormia em meus braços tranquila.
Fui me aconchegando ainda mais no sofá. Lutava contra o cansaço mas terminei dormindo.

Pov's Emma

Uma raio de luz incomodava meus olhos, então me virei pro lado de Regina e fui abraca-la. Sem sucesso. A cam estava vazia. Passei meu braço por toda a extensão da cama antes de realmente abrir os olhos e Regina não estava lá. Então me sentei na cama e abri os olhos.
Regina estava deitada com Robin dormindo em seu colo no sofá. Uma cena tão linda. Olhei para o relógio e era 6 da manhã. Levatei-me e fui até Regina, dei - lhe um Beijo na testa. Ela piscou os olhos devagar, tinha olheiras enormes abaixo dos olhos, deve ter passado a noite acordada cuidando de Robin. Sussurrei pra ela ir deitar na cama. Ela acenou a cabeça e se levantou, me entregou Robin e apagou na cama. Minha morena estava muito abatida, algo a incomodava mas não conseguia arrancar dela o quê.
Robin já estava acordando em meus braços, e parecia que precisava de um banho.
Fui com ela pro banheiro sem fazer barulho; tirei a sua roupa cor de rosa que a deixava um bolinho de morango, ela sorria pra mim sem parar, não tinha um dente sequer, o que a deixava mais engraçada ainda; tirei o meu pijama e entrei com ela na banheira.
Ela soltava alguns gritinhos inteligíveis, o que me fazia rir, e batia os braços freneticamente na agua, fazendo com que molhasse meu rosto e meu cabelo.
Fiquei brincando com ela na banheira por um tempo, era engraçado como Robin tinha confiança em mim. Eu olhava seu rosto rosado e seus olhos azuis cintilantes; eu a amava como filha, era inegável. A abracei por um tempo. E ela me devolveu o Abraço. Lágrimas se formaram em meus olhos e sorri.
- Que Abraço gostoooooso filha - disse enquanto lhe dava vários beijinhos no rosto, ela gargalhava.
Saímos da banheira e eu a enrolei na toalha comigo e fomos pro quarto. Coloquei-a deitada na cama ao lado de Regina que ainda dormia, e me vesti com um moletom rápido, peguei a pequena nos braços e fui troca-la em seu quarto.
Eu não tinha muita experiência com essas coisas, era verdade, mas estava disposta a aprender. Procurei uma fralda limpa e todos aqueles negócios de pomada, pó, e etc.
Abri a fralda e fiquei me perguntando que lado era o certo, ri de mim mesmo. Era mesmo desajeitada.
Dei graças a Deus quando minha mãe Julie entrou no quarto e riu de mim.
- Bom dia meu amor - disse me dando um beijo na testa - vejo que você não é muito amiga da fralda - e sorriu.
- Ah mãe, não sou mesmo - disse sorrindo e lhe devolvendo o beijo.
Ela se aproximou da Robin e colocou a fralda sem nenhuma dificuldade.
- Cadê Regina? Ainda dormindo?
- Sim, quando levantei, ela estava dormindo no sofá com a nenem. Parecia exausta, deve ter ficado a madrugada toda acordada e não quis me incomodar.
- Regina é uma mãe e tanto né filha? - disse minha mãe me olhando nos olhos.
- É sim, Henry não poderia ter tido uma mãe melhor que ela.
Minha mãe ficou me olhando por um tempo e depois sorriu, afagou meu rosto e disse:
- Dá pra ver nos olhos dela que ela ama você, Emma. E sei que você a ama. Espero que ela seja pra você o que Sandra é pra mim - disse isso e depois pegou Robin nos braços- volte e pro quarto ainda tem tempo pra você cochilar,  é o primeiro dia de vocês na empresa, deixa que eu e Sandra ficamos com ela.
- Tá bom mamãe.
Dei - lhe um Beijo na testa e fui pro meu quarto.
Regina ainda dormia, deitei ao seu lado e a envolvi nos meus braços, colocando meu rosto em seu cabelo e cochilei.

X

O relógio despertou as 8 horas. Estiquei meu corpo na cama, e abri os olhos, minha morena fez o mesmo, suas olheiras já não eram mais tão fundas mas ainda estavam lá, me aproximei de seu rosto e lhe dei um selinho. Ela sorriu e disse:
- Bom dia Amor, pronta pro nosso primeiro dia de trabalho? - e deu um sorriso que mostrava todos os dentes.
Eu sabia o quanto Regina estava empolgada por voltar a trabalhar, eu também estava ansiosa.
- Bom dia Madame Mayor, eu estou super pronta pra trabalhar ao lado da minha namorada.
Seus olhos brilhavam como fogos de artifício. Pela primeira vez a tinha chamado assim. Fez meu coração bater mais forte.
Ela me abraçou e foi logo se levantando da cama.
- Espera aí, onde você vai ?
- Vou acordar nosso filho e preparar o café dele, e você vai banhar agora- disse num tom mandão. Bufei.
- Quer dizer que vou te que tomar banho sozinha? - fiz beicinho e tirei a blusa do moletom, deixando meus seios à mostra.
Regina arqueou as sobrancelhas,  parecia incrédula.
- Em..ma Swan, você sabe que temos compromisso e que tenho que acordar Henry.
Dei de ombros.
- Eu não sei de nada- e tirei a minha calça de moletom.
Regina me olhava com desejo, eu podia ver em seus olhos.
Ela trancou a porta do quarto e me jogou na cama, o que me fez rir, e começou a beijar o meu pescoço, descendo até minha boca. Nossos lábios se encontram com desejo, eu chupava sua língua fazendo-a gemer.
Suas mãos dançavam por todo meu corpo, subindo e descendo pelos meus seios, fazendo meu corpo tremer de desejo.
Regina começou a descer com a língua pelo meu queixo, pescoço e seios, passou a língua em meu mamilo direito, fazendo meu corpo todo se excitar com seu toque. Depois passou a língua no meu mamilo esquerdo e continuo descendo com a língua até minha coxa, quando ela finalmente ia tirar minha calcinha,  fomos interrompidas por alguém na porta.
- Mães, acordem, hoje é meu primeiro dia de aula e primeiro dia de vocês na empresa, vão se atrasar.
Henry.
Respiramos fundo ao mesmo tempo. Regina apontava pro banheiro e sussurrava " vai Emma, Henry é esperto demais".
Bufei e fui correndo pro banheiro.
Pude ouvir Regina dar a desculpa de que ainda estava cochilando e que eu já estava banhando. Suspirei.
Entrei debaixo do chuveiro e deixe a água correr por todo meu corpo que estava elétrico demais pedindo por Regina.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...