História Two Worlds Collide - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Gossip Girl, Justin Bieber, Lucy Hale, Megan Fox, Meghan Trainor, Miley Cyrus, Sasha Pieterse, Shawn Mendes, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Posey
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Ashley Benson, Camila Cabello, Dallas Lovato, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Dylan O'Brien, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Lucy Hale, Megan Fox, Meghan Trainor, Miley Cyrus, Normani Hamilton, Sasha Pieterse, Shawn Mendes, Shay Mitchell, Troian Bellisario, Tyler Posey
Tags Buttahbenzo, Camren, Gossip Girl, Norminah
Exibições 301
Palavras 4.698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Good Read *_*

Capítulo 57 - I miss you home.


Fanfic / Fanfiction Two Worlds Collide - Capítulo 57 - I miss you home.

UM ANO DEPOIS

Terminei de colocar o salto preto e levantei da beira da cama indo em direção ao espelho, comecei a reparar em mim mesma procurando algum erro antes de sair completamente do quarto. Meu cabelo agora na metade da barriga em um tom castanho médio e a franja um pouco maior caída, olhei minha roupa para conferir se faltava algo, a blusa branca social com os dois botões de cima abertos, por ficar bem justa em meu corpo minhas curvas agora mais aparentes realçavam por baixo da blusa, por cima um colete de renda preto cobria a saia de pregas preta curta e a blusa social branca, nos pés um salto alto preto aberto e pra completar o “uniforme” uma gravata fina preta soltinha no pescoço. Coloquei um cordão de laço prata e o acariciei enquanto olhava meu reflexo, as coisas mudaram tão rápido no decorrer desse ultimo ano.

Deixei-me levar pelas lembranças pro alguns segundos enquanto olhava meu reflexo, meu mundo inteiro virou de cabeça pra baixo no final do segundo ano, meu lar mudou, meus amigos mudaram, o amor da minha vida sumiu da minha vida sem que eu pudesse te-la de volta, no dia que decidi parar de procurar por Lauren eu mudei. A Camila que sonhava em vencer campeonatos, em dar ser melhor pela escola que estudava, guiava o mundo pela namorada e pelo amor que sentia por ela desistiu, quando Lauren foi embora levou uma parte de mim com ela, uma parte que sempre seria dela e apenas dela.

Eu não vi mais sentido de permanecer em Miame quando descobri que ela não voltaria, naquela noite estrelada de Janeiro eu me permiti aceitar a perda, minhas atenção completamente voltada aos estudos e ao meu futuro. Esse ultimo ano sem Lauren e meus pais me fez crescer, eu morava praticamente sozinha, digo praticamente por que Serena não sai daqui desde que decidi ficar em Nova York, mas mesmo com a companhia constante da loira eu precisei aprender a me virar sozinha de alguma forma. O Upper East Side não é um lugar que te permita tempo para amadurecer e se acostumar, naquela parte de Manhattan a imagem e o nome são tudo que importa, os mais velhos preocupados com o seu lugar na vasta elite da sociedade e os mais novos se preparando para provar que merece o nome que tem.

A coisa por si só já é trabalhosa, com a ajuda da garota do blog tudo se transforma em um monstro sedento por noticia, a garota do blog de Nova York trabalhava de forma diferente, ela não estava preocupada com falsos boatos, brigas bobas de namoro ou fofocar sobre adolescentes calmos de Miame, a calma não existia naquele lugar, estamos na grande maçã, estamos na cidade que não dorme, assim como o dinheiro.

Meu celular apitou em cima da cama me trazendo de volta ao mundo, tirei a mão no colar e voltei pra cama, peguei o aparelho prata e desbloqueei.

 

“Bom dia galera do Upper East Side,

O deixem seus cafés da manha de lado, ignorem esses pequenos banquetes a sua frente e se preparem para iniciar o ultimo dia do colegial.

Flagrados em um momento super fofo, Chuck e Blair aos beijos em frente ao prédio da nossa rainha B, os dois nem parecem nossos antigos destruidores, parece que o amor realmente muda as pessoas não é?! Será que eles vão continuar nessa paz toda por muito tempo?

Serena Van Der Woodsen flagrada entrando em outro prédio bem conhecido, parece que a nossa rainha C vai receber uma visita matinal. Essas visitas estão sendo freqüentes entre as duas musas não é?! Se liga Blair, esse seu amorzinho todo com Chuck pode custar seu lugar ao lado da nossa S.

As coisas já começaram animadas nesse ultimo dia de aula, preparem os corações, algo me diz que o dia promete.”

Peguei minha bolsa preta e sai do quarto com o celular na mão depois de ler a atualização, enquanto descia conferia minhas mensagens, entrei no Twitter e no Snap rapidamente apenas para uma pequena checagem. Quando coloquei meu pé na sala a porta abriu, Serena entrou mexendo no celular sem notar minha presença, ao se virar após fechar a porta, a loira me viu parada ao pé da escada e se assustou.

- Droga Mila – Colocou a mão no peito segurando o celular com a outra – Parece alma penada.

Sorri voltando a andar em direção a cozinha, ao entrar vi Marie terminando de arrumar a mesa de café da manha, Marie é uma bela mulher na sua facha dos 30 anos, ela trabalhava como empregada por meio período para pagar a faculdade e ajudar a mãe já idosa, foram esses motivos que me levaram a contratar a loira. Coloquei minha bolsa na cadeira e sentei sendo acompanhada de Serena.

- Ao que devo essa visita repentina? – Peguei a taça de suco, cruzei as pernas me acomodando melhor na cadeira.

- Não posso ir pra Constance com minha prima? – Bebeu um pouco de seu suco.

- Vamos lá S, ontem você me mandou uma mensagem animada sobre ter uma surpresa – Deixei meu suco de lado e a olhei – Agora me aparece aqui cedo, com a desculpa de querer me acompanhar, digamos que não é muito comum você sair de casa cedo pra me acompanhar a nada, normalmente sempre nos encontramos em algum lugar ou você já esta aqui.

- Okay C, já entendi – Revirou os olhos atrapalhando meu discurso, sorri em sua direção de forma divertida – Dan passou lá em casa hoje, ele estava com um buque lindo, aquele sorriso dele que me faz desmontar e antes que eu pudesse falar ele me beijou – O sorriso feliz em seus lábios me fez sorri.

Eu sentia falta de sorrir daquele jeito, como sentia falta de ter esse sorriso animado no rosto ao falar de outro alguém. Eu já conseguia ficar com outras pessoas, mas aquele sorriso apaixonado nunca mais tomou conta dos meus lábios, desde que Lauren e eu nos afastamos e me vi obrigada a ficar em Nova York tudo mudou, sou chamada de rainha e tenho o respeito de grande parte da Constance, mais também criei uma boa reputação com a elite, eu não estava mais preocupada com adolescentes e seus problemas, eu queria algo mais desafiador. Os tempos de brincar acabaram, eu não aceitava perder ou me deixar rebaixar, eu consegui dobrar o Upper East Side a meus pés em um ano, ninguém mais me usaria de novo, estava na minha vez de usar as pessoas.

Amor não é algo que exista em meu vocabulário, só senti esse amor esmagador e verdadeiro quando estava com Lauren, quando a perdi o vazio em meu peito não me permitia amar mais.

- Ele foi tão fofo Mila, eu me derreti na hora – Voltei ao mundo com a fala da loira – Mais mesmo com esse ataque de fofura dele não consigo esquecer oque ele fez, ela era nossa professora, foi a primeira que me motivou a pensar no que fazer na faculdade – Limpou a boca com o guardanapo enquanto olhava pra mim – Não vejo muita chance pra mim e Dan agora.

- Vocês estão nessa a um tempão Sel – Revirei os olhos cortando um pedaço do Wafle. Terminei de mastigar e limpei os cantos da boca com o guardanapo – Nosso verão vai começar daqui a alguns dias, só temos que sobreviver ao natal.

A loira soltou uma alta gargalhada e levantou após terminar seu café.

- Em apenas uma semana estaremos bronzeadas no Hilton – Neguei com a cabeça enquanto me levantava – Mal posso esperar.

- Somos duas – Sorri pegando minha bolsa – Agora, vamos logo quero que esse dia passe rápido.

Me despedi de Marie desejando um bom dia e sai da cozinha, logo depois de casa.

A saida do prédio foi rápida e silenciosa, o motorista abriu as portas da limusine ao nos avistar sair, entrei sendo seguida por Serena e logo a porta se fechou.

- Michael, pare para comprar os iogurtes, por favor – Sorri para o homem de meia idade que entrou no carro.

- Claro senhorita – Sorriu em minha direção pelo espelho.

Apertei o botão que estava em minha porta, uma pequena tela preta subiu dando um pouco de privacidade a mim e Serena. Abri uma caixa media de metal e tirei um rolinho de maconha, fechei a caixinha, peguei o isqueiro que estava do lado e acendi o rolinho marrom. Traguei algumas vezes antes de oferecer para Serena, a loira que mexia no celular negou sem desviar a atenção do aparelho, voltei a fumar depois de dar de ombros, levei minha atenção para a cidade e comecei a observar os detalhes, as grandes lojas de roupas, os restaurantes incríveis, boates extravagantes e varias pessoas em movimento seguindo sua rotina.

Depois de sair do vicio minha prima começou a fumar comigo, conversamos sobre coisas aleatórias durante o caminho para Constance, Michael parou a alguns quarteirões da escola, comprou nossos iogurtes e voltou para ao carro, depois de nos perfumarmos sai do carro junto de Serena, o homem ficou esperando do lado da porta enquanto segurava uma bandeja media de papelão. Peguei um dos iogurtes assim como a loira, agradecemos Michael e nos afastamos do carro.

Olhei em direção as escadas do grande museu, muitas pessoas estavam sentadas seguindo suas vidas, no meio das escadas, no topo antes de mais um lance vazio estavam as Minions, eu não gravei o nome de nenhuma delas ainda e não acho que seja necessário, Blair deu esses apelidos as meninas e achei apropriado. A verem que eu e Serena subíamos as escadas trataram de descer dois degraus para que pudéssemos sentar, a hierarquia daqui é maravilhosa, ninguém pode sentar um degrau a cima de nos, eu, minha prima e Blair éramos respeitadas, éramos as rainhas, então nos tratavam como tal.

- Então com quem tanto fala? – A voz de Serena me trouxe de volta, desviei minha atenção do celular.

- Dinah, ela esta animada sobre essa semana que passarei lá – A menina concordou me fazendo bloquear o celular – Com o casamento de Demi amanha, ela esta em êxtase.

- Você não parece compartilhar desse sentimento – Observou me fazendo revirar os olhos e comer um pouco do iogurte – Não esta animada para o casamento?

- Estou, a única coisa que não me anima é ver todas aquelas pessoas de novo, principalmente Lauren, ainda recebo as atualizações de Miame – Revirei os olhos lembrando de algumas – O ponto alto dos posts são de Lauren, ela ainda fala sobre mim, mais desde que mudei pra cá são poucos, a grande maioria vem das atualizações daqui – Desviei minha atenção de Serena e olhei pra frente – Algo me diz que esse encontro entre nós não vai dar certo, okay que se passou um ano. Só que Lauren ainda mexe comigo e você sabe.

- Eu sei, mais não se esqueça que ela ta seguindo a vida dela em Londres, siga a sua aqui – Concordei voltando a olhá-la – Hey animação ano que vem é faculdade, garotos lindos a nossa espera, lindas garotas que nos idolatram querendo um pouco da nossa atenção – Pontuou me fazendo rir e negar com a cabeça – Paraíso meu amor, serão os melhores anos da nossa vida.

- É serão, pena que isso mantém os livros, aulas, palestras e trabalhos – Completei seu pensamento.

- Nossa seu humor matinal é horrível, não da pra conviver – Virou de lado voltando a tomar seu iogurte.

Soltei uma leve risada sendo acompanhada pela loira, não demorou muito para que Blair chegasse sorrindo de orelha a orelha, a menina veio em nossa direção animada. A morena vestia um vestido preto desenhado especialmente pra ela, a mãe de Blair é estilista, então todo o uniforme dela foi um presente de inicio de ano, todo seu guarda-roupa é atualizado vez ou outra. O vestido de cor preta rodado dava um ar de princesinha a Blair, a gola branca assim como uma pequena gravatinha por dentro do vestido davam um tom clássico a roupa. Nos pés um salto Louis Vuitton preto impecável, a bolsa preta assim como a maquiagem simples completavam o look.

- Bom dia – Disse animada sendo respondida apenas pelas três meninas sentadas a baixo – Nossa que humor horrível.

- Pena que ninguém se importa com a sua opinião Blair – Serena falou comendo uma ultima colher do iogurte, segundos depois o entregou para a morena que a olhava sem entender – Vem Mila, vamos nos atrasar.

Levantei limpando minha saia, olhei pra Blair que parecia chocada com a atitude da loira e sai, o drama alheio não é da minha conta, mal posso tomar conta dos meus próprios, imagina do dos outros. Segui em direção ao prédio da Constance com uma Serena irritada ao lado, joguei o potinho vazio do iogurte fora antes de entrarmos pelos portões, uma loirinha veio até nos com um lindo sorriso no rosto, me deixei sorrir em sua direção assim como Serena.

- Bom dia meninas – Jenny cumprimentou.

- Boa dia Jenny, por que da animação? – Perguntei fazendo a garota saltitar.

- Eleonor me chamou para trabalhar com ela no verão – Sorriu animada – Okay que vou ter que me matar naquele ateliê não são ferias, mas é um estagio com Eleanor Waldorf, não posso perder essa chance.

- Você vai perder a festa black-tie no Hilton? – Ouvi minha prima perguntar enquanto entravamos no prédio.

- Não eu vou, a Eleonor também, vai ser um ótimo jeito de terminar as férias – Sorriu animada.

Jenny Humphrey é uma linda loira de cabelos longos, há alguns meses atrás Jenny tinha cortado o cabelo mais cresceram de novo, batiam no meio de suas costas agora. O estilo da loiea é invejável, algo meio rock-chique, ela usava um short curto preto desfiado, regata branca com um desenho azul soltinha por cima do short, quase não se podia ver o short por causa da blusa longa, um colete de couro por cima da regata, gravata azul fina do mesmo comprimento do colete, pra completar uma bolsa preta linda em sua mão e os saltos pretos combinavam perfeitamente. Jenny é filha de um cantor de rock dos anos 80 e uma artista não muito conhecida, ela tem um irmão chamado Dan, os dois eram bolsistas na escola ano passado, os pais deles eram separados mais Rufus pagava a escola com o dinheiro que tinha dos anos de fama, a minha tia Lillian casou com ele depois da morte do pai do Chuck, Bart Bass.

Com o casamento Jenny passou de uma menina do Brooklin para a futura rainha da Constance, quando eu, Serena e Blair deixarmos a escola, ela continuara nosso “legado” por assim dizer.

Fui para a minha sala junto com Serena orando para o dia passar rápido, teria que ir hoje mesmo para Miame, o jantar de ensaio do casamento é hoje e como uma das madrinhas vou ter que estar lá. Não sei como vai ser meu primeiro contato com Lauren e isso me preocupa, não sei como ela vai reagir ao estarmos novamente perto, depois que descobri sobre Londres eu procurei por ela mais ela pareceu não se importar com minhas tentativas, eu cheguei a viajar até Londres para encontrá-la mais Lauren não quis falar comigo, fiquei por dias esperando que ela falasse comigo mais nada aconteceu.

Desde aquele dia não procurei mais por Lauren, ela deixou bem claro que era o fim e não posso culpá-la por isso, a única coisa que sinto é remorso, eu deixei tudo aquilo acontecer no passado, então não posso ficar chorando por meus erros.

O dia passou em seu normal tédio, os professores falavam de como estavam orgulhosos de todos que passaram, deu os parabéns aos alunos que conseguiram entrar na faculdade que queriam e depois disso me perdi no celular para fazer o tempo passar mais rapido, o intervalo foi calmo me deixando um pouco em alerta, o dia estava calmo demais.

Estávamos no fim da ultima aula quando todos os celulares apitaram, todos esqueceram a professora que falava sem parar sobre responsabilidade, se preparando para a nova bomba da garota do blog.

 

“Parece que com a chegada do verão as coisas começaram a esquentar, nosso Lonely boy mal esperou para colocar as garrinhas de fora, o garoto foi flagrado beijando uma morena bem conhecida hoje á tarde, parece que conheceremos o verdadeiro Dan Humphrey.

Vanessa por sua vez parece querer um certo garoto do Brooklin, deixando o caminho livre para Serena aproveitar não é?

Nossa S parece estar cheia de admiradores secretos, algo espera por você S, estou doida pra saber oque é.

Aproveitem seu ultimo dia de aulas pessoal, o verão esta começando e eu estou louca para ver o Hilton pegar fogo, divirtam-se queridos, nos vemos na faculdade, não acharam que eu ia embora não é?

XOXO a garota do blog.”

Revirei os olhos bloqueando o celular, o sinal tocou segundos depois fazendo todos levantarem e começarem a sair, uma certa confusão começou a acontecer no pátio com o fim das aulas, começaram a abrir caminho para que eu e Serena pudéssemos passar, não demorou muito para chegarmos ao topo das escadas que levavam a saída da Constance. Um homem de macacão verde, boné da mesma cor com algo escrito e prancheta na mão estava parado de forma impaciente ao lado de vários caixotes verdes.

- Oque está acontecendo aqui? – Serena perguntou chamando a atenção do homem.

- Você é Serena Van Der Woodden? – A loira concordou fazendo o homem respirar fundo – Assine aqui, essa entrega é pra você.

- Eu não pedi isso – Apontou para os caixotes enquanto o homem se aproximava.

- Olha moça eu só estou fazendo meu trabalho ta legal? – Entregou a prancheta prata a minha prima.

Serena assinou o papel, o homem agradeceu e saiu.

- Que merda é essa? – Serena chegou perto dos caixotes e abriu.

Varias garrafas de champanhe estavam arrumadas em um tipo de fenu, assim que viram o champanhe a gritaria começou, antes que as pessoas atacassem as garrafas puxei Serena pra trás saindo do caminho, bastou sairmos de perto que a multidão animada atacou as garrafas verdes com rótulos pratas, os estouros e gritos pareceram chamar a atenção da diretora e alguns professores, pois começaram a sair de forma rápida do prédio. Puxei minha prima pra fora do local, foi difícil passar pela multidão animada mais conseguimos chegar até a saída. Michael nos esperava como sempre do lado de fora com a limusine, corremos até ele que abriu a porta nos permitindo entrar.

Olhei para Serena que parecia hipnotizada com as coisas que acabaram de acontecer, decidi nos servir um pouco de uísque, peguei essa mania de beber quase sempre desde que me mudei de vez para Nova York. Enquanto nos servia me perdi na pulseira prata com um mega fone da mesma cor, com algumas pedrinhas brancas, sorri lembrando do ultimo campeonato Spirit desse ano ganhamos, foi maravilhoso tirar a pulseira dos Jaguares dois anos seguidos, as caras de Megan e suas inúteis seguidoras me fez sentir ainda melhor com a viroria.

- Que foi Dan decidiu te surpreender? – Entreguei um dos copos com o líquido meio marrom para Serena

- Quem dera fosse – Tomou um longo gole, apertou o botão em sua porta fazendo com que a tela preta subisse – Tenho certeza que foi Chuck, ele fez a mesma coisa hoje de manha durante o café, pediu para que entregassem uma caixa cheia de filmes pornôs, correntes e sei lá mais oque tinha naquela caixa – Tomou mais um longo gole me encarando – Esse foi o real motivo de hoje cedo, Dan passou lá em casa ontem de noite e não hoje.

- Por que sempre que você tenta me esconder algo, de algum modo eu descubro? – Sorri levando o copo aos lábios.

- Por que temos a garota do blog falando das nossas vidas todo dia, vinte quatro horas por dia? – Parei para pensar e concordei – A e não se esqueça dos constantes problemas pessoas, familiares e amorosos que temos aos montes, até ontem eu ainda era apaixonada pela Blair e hoje somos melhores amigas que brigam bastante.

- Não se esqueça que a maioria das brigas são causadas por muitos outros fatores, você pode estar apaixonada por Dan, mais não tente me enganar sobre seu amor por Blair, ele é inegável – Corrigi a ultima parte a fazendo revirar os olhos e olhos levando sua atenção para a rua.

A loira parecia ter se concentrada em algo na rua, vez ou outra bebericava o uísque, mas parecia fazer isso totalmente no automático, decidi deixá-la em paz no caminho até sua casa, sabia que ela precisava pensar um pouco. Não trocamos mais nenhuma palavra durante todo o caminho, minha prima parecia perdida no mundo dela e eu me perdi no meu como sempre fazia.

A limusine parou em frente ao prédio que minha prima mora, nos despedimos e Serena pediu para que mandasse mensagem assim que chegasse, quando tive certeza que Serena entrou no hotel pedi para Michael seguir viagem.

P.O.V Lauren

Cheguei ao aeroporto de Miame vendo um pequeno grupo de pessoas na aérea de desembarque, olhei para Big Rob que andava tranquilamente ao meu lado até a saída, decidi desencanar e continuei a andar ao lado do grande homem careca, de blusa grande e preta, com uma estampa dourada que não consegui reconhecer, calça e tênis escuros. Assim que nos aproximamos do grupo a gritaria começou me fazendo assustar, oque é isso Jesus quem chegou?

Olhei pra trás procurando alguém acenando ou coisa parecida, mas ao notar que eu tinha sido a ultima a sair do avião, voltei a olhar pra frente, agora vários cartazes escritos "Lauren eu te amo", "Você é incrível” e coisas desse estilo estavam erguidos enquanto as pessoas gritavam. Decidi parar e tirar algumas fotos com eles, Big a todo momento controlando tudo pra que ninguém se machucasse, depois de tirar varias fotos, impedir varias meninas que pareciam querer chorar, dar alguns autógrafos e mandar um beijo pra todos consegui sair do aeroporto.

Uma Ranger Rover preta com vidros escuros nos esperava do lado de fora do lugar, assim que começamos a nos aproximar a porta abrir e Justin pulou pra fora.

- Hey – Prolongou a palavra chamando a atenção de algumas pessoas.

- Ai meu Deus – Gritei enquanto corria em sua direção deixando minha mala pra trás.

As pessoas nos olhavam com sorrisos no rosto, acho que eles estavam tendo a imagem errada da situação.

Pulei no colo de Justin, circulei seu pescoço e cintura com as pernas e os braços, não demorei a esconder o rosto no pescoço do meu melhor amigo, aquele cheiro amadeirado continuava o mesmo, Justin me abraçou pela cintura enquanto ouvia sua risada soar, que saudades dessa risada. Tirei o rosto do pescoço do menino e vi que agora ele tinha uma palavra tatuada na vertical no pescoço, encarei seu rosto sorrindo ao ter o loiro perto de novo. Justin estava com as expressões mais firmes, o maxilar bem definido, oque parecia ser um bigode e os cabelos mais escuros, sai do colo do meu melhor amigo e ainda com suas mãos em minha cintura comecei a observá-lo melhor.

Justin vestia uma calça de couro não muito justa e caída, nos pés um supra vermelho, uma regata vermelha longa, conseguia ver o abdômen trincado de Justin por baixo da regata. Os braços do loiro agora com varias tatuagens e um relógio grande de prata com detalhes em oque parecia ser ouro brilhava.

- Você esta diferente – Comentei voltando a olhar em seus lindos olhos cor de mel – Um ano parece muito tempo agora.

- Concordo Laur – Me abraçou novamente – Estava com saudades garota.

Sorri ainda o abraçando e logo nos separamos, o loiro pareceu me estudar por alguns segundos, olhei pra minha roupa procurando alguma imperfeição. A regata branca com detalhes pretos parecia limpa, olhei para o short de couro curto um pouco coberto pela regata e constatei que também estava limpo, por ultimo olhei para meus pés procurando alguma coisa em meus coturnos.

- Okay, eu estou fedendo? – Comecei a me cheirar arrancando uma risada de Justin.

- Não você não esta fedendo – Riu – Você também esta diferente, não parece mais aquela Lauren da escola.

- Deve ser por que aquela Lauren precisou crescer – Abaixei a cabeça deixando o sorriso morrer – Foi um ano difícil.

- Eu sei Lauren, mais agora tudo vai se ajeitar – Sorriu enquanto batia palmas – Nosso acordo ainda esta de pé não é?

- Sim Justin esta – Ajeitei os cabelos sorrindo – Mas me diz qual é da surpresa.

- Há sim vou te levar pra casa, Demi pediu para que fizessem uma pequena festa na aérea da piscina – Começou a falar enquanto entravamos no carro – Ela parece estar ansiosa para a cerimônia amanha, parece não conseguir esperar pelo jantar também.

Assim que Big Rob entrou no carro ao lado do motorista, virei minha atenção para Justin.

- Tente dormir com uma Demi desesperada ao telefone, ela não te deixa falar, na verdade nem ela mesma consegue falar, na maioria do tempo ela pira enquanto mexe em farias coisas no cômodo que está – Soltei uma risada acompanhada de Justin – Ela esta a ponto de ter um acesso se não se acalmar.

- Agora com você aqui ela vai se acalmar, bem eu acho – Sorriu me fazendo concordar.

Em todo o caminho pra casa o assunto entre mim e meu melhor amigo não parou, contávamos tudo que tínhamos feito esse ultimo um para o outro, bem a maioria das coisas já sabíamos por que nos falávamos praticamente toda hora por mensagem, contávamos apenas alguns detalhes que não dava pra contar por mensagem. Justin me contava de forma animada sobre como L.A Reid era um gênio e o entendia como ninguém, disse como foi divertido cantar pra ele da primeira vez, os olhos dele brilharam ao falar sobre como foi elogiado pelo homem antes de ser contratado pela gravadora. Contei um pouco sobre o meu trabalho com Simon pra ele, disse como estava sendo divertido e ao mesmo tempo cansativo fazer pequenos shows que Simon arranja, algumas sessões particulares pra fãs e coisas desse tipo, contei como estava sendo gravar vídeos com algumas pessoas e colocar no YouTube.

- Mais não podemos negar que o YouTube nos ajuda muito, a maioria das minhas fãs vem de lá, não se esqueça que antes de assinar com L.A eu postava os vídeos, só fui seguir carreira nesse meio agora e por causa do canal já sou bem conhecido – Parei pra pensar enquanto ele continuava a falar – Não me diga que em Londres você já não é parada, sabemos que Big Rob esta quase sempre com você por que já começou a ser perigoso sair sozinha.

- Bem sim, mais eu não achei que isso teria tanta diferença aqui – Desviei o olhar da janela e encarei o menino – Um grupo me parou quando sai do avião, eles foram tão amorosos e calorosos que me assustou, não sabia que as coisas começariam a se ajeitar tão rápido.

- Eu também não mais aqui estamos nos – Apontou pra frente e sorriu – Grammy que me espere, eu estou chegando baby.

Gargalhei da palhaçada do menino e seguimos conversando sobre coisas aleatórias.

Não demorou para que chegássemos na casa de Demi, a aérea da entrada estava cheia de carros estacionados, todos corretamente estacionados mais apenas uma limusine parada ao final. Uma limusine era exagero, mas dei de ombros notando que todos os carros ali não eram baratos, o motorista de Justin parou perto da entrada e disse que estacionaria, descemos apenas eu e meu melhor amigo, Big Rob disse que iria acompanhar o outro homem.

Entramos na casa já ouvindo uma musica meio clássica vindo do jardim, comecei a me aproximar do local com Justin começando a ouvir vozes e movimentação, não demorou muito para que chegássemos na aérea enorme do jardim. As pessoas conversam enquanto taças e copos de bebida estavam em suas mãos, garçons passavam por toda a extensão do jardim servindo bebidas e canapés, procurei por Demi e não demorei a achá-la conversando com um casal.

Que saudades de casa.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, então pessoal essa temporada é focada na parte meio que escolar deles, agora vamos entrar na epoca da faculdade, quero passar algo diferente pra vocês então dei essa pulada, como disse outra vez não sei quantos caps vou colocar nessa temporada, mas não chegarão a 100 pela minhas contas, podem estar erradas ou não, sou muito complicada kkkk.
Comentem dizendo oque acham que esse loop temporal vai trazer a serie, espero que estejam gostando e até o proximo cap.
XOXO -B


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...