História U got it bad - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Beyoncé, Ciara, Jay-Z, Rihanna, Usher, Wiz Khalifa
Personagens Beyoncé, Ciara, Jay-Z, Rihanna, Usher, Wiz Khalifa
Tags Beyoncé, Usher
Exibições 29
Palavras 6.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura!!!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction U got it bad - Capítulo 2 - Capítulo 2

O dia começara como todos os outros para Usher a única diferença é que ele tinha ótimas lembranças da noite anterior, quando conhecera Beyoncé Carter, uma mulher linda e que lhe proporcionara uma ótima noite de sexo, ansiava pela manhã do dia seguinte quando a veria novamente no trabalho.

Usher não criara esperanças com ela, pois sabia que ela era casada, mas se divertia só em pensar qual seria a reação da mulher quando visse Usher na reunião dos funcionários que trabalhariam no projeto dos Newton.

-Sonhou com um pássaro verde?

Perguntou James ao se deparar com seu irmão sorrindo sozinho ainda deitado na cama.

-Não James, sonhei com uma bela gata selvagem.

Disse se sentando na cama de frente para a cama de James.

-Isso me parece melhor do que sonhar com um pássaro verde.

Disse James divertido enquanto eles se levantavam de suas camas e saiam do quarto.

-Pode ter certeza que é muito melhor.

Disse rindo para o irmão.

-Bom dia queridos, eu posso saber o que é muito melhor?

Perguntou Tameka sorrindo parada no corredor.

-Com certeza que pode Meu Bem, veja se não concorda comigo. É muito melhor sonhar com belas gatas selvagens do que com pássaros verdes, você não acha?

Disse Usher sorrindo para Tameka enquanto colava tentadoramente seu corpo ao dela.

-Desde que essa tal gata selvagem seje eu.

Disse rodeando os braços no pescoço do moreno.

-Felizmente não era você Querida

Usher disse sorrindo de escárnio para ela, que o empurrou com raiva e deu as costas aos dois irmãos descendo as escadas para o andar de baixo.

-Não sei porque ainda faz isso com ela.

Disse James reprimindo o irmão mais velho.

-Faço isso porque nunca a perdoarei pelo que ela me fez.

Disse Usher sério enquanto os dois seguiam também para o andar de baixo da casa.

-Talvez fosse melhor não ter a convidado para morar conosco.

Disse James sempre se preocupando com Tameka.

-E perder a oportunidade de tê-la por perto para me vingar de forma lenta e dolorosa? Acho melhor que ela continue morando aqui.

Disse Usher sorrindo de lado para James.

-Pense bem, talvez o motivo para você querer Tameka por perto não seje vingança.

Disse James deixando um Usher intrigado e raivoso para trás.

...

-Não sei porque ainda insisto em morar sob o mesmo teto que você.

Disse Tameka ao ver o Raymond entrando pela cozinha.

-Posso te dar dois motivos se quiser.

Disse ele abrindo a geladeira a procura do que comer, vendo que ela não disse nada ele resolveu provocá-la mais.

-Motivo número um: Você sabe que sozinha não conseguiria alugar e manter as despesas de um apartamento, a menos é claro que pedisse ajuda a seus pais, o que eu duvido muito que você faça já que não se da muito bem com eles.

A semblante de Tameka que já não estava muito bom piorou bastante depois de ouvir o que o homem disse, mas ele não se importou com a cara amarrada de Tameka, apenas deu de ombros e continuou.

-E o segundo minha querida é porque você me ama e sabe muito bem disso.

Ele disse selando rapidamente seus lábios aos dela enquanto pegava seu copo de suco e saia da cozinha, James não gostou do que o irmão fez a Tameka, a mulher faltava pouco soltar fogo pelas ventas depois do rápido beijo que Usher dera nela.

-Seu irmão é um filho da puta, James.

Tameka disse nervosa para James que também tomava seu copo de suco e havia assistido a toda a ceninha deles.

-Ele nem sempre foi assim e você sabe melhor do que ninguém o que foi que o deixou dessa maneira.

As poucas palavras de James pareceram ser suficiente para mudar a expressão de Tameka que antes era de raiva para uma expressão de culpa e pesar. James seguiu seu irmão e se sentou no sofá a seu lado, viram Tameka subir em silencio para o seu quarto.

-Não vai fazer nada?

James perguntou encarando o irmão.

-O que você quer que eu faça?

Perguntou Usher impaciente, sabia que o irmão não gostava de vê-lo maltratando Tameka, mas se ele realmente estava incomodado ele que saísse de perto.

-Quero que use essa maldita cabeça pra pensar. Nós teremos que dividir a casa com ela por um bom tempo e é melhor que ela não esteja querendo te matar nesse tempo, você não acha?

Usher não se importava se Tameka quisesse ou não matá-lo e não entendia o porque de seu irmão nunca apoiá-lo quando ele estava contra Tameka, James sabia muito bem os motivos pelo qual Usher nutria esse sentimento de raiva e vingança por ela, mas nunca o apoiou.

-Você quer que eu me desculpe com ela?

Perguntou sem acreditar.

-É tão difícil assim desculpar-se.

-Você não faz idéia!

Disse ele ríspido.

-Faça como quiser Usher.

Disse James dando atenção ao aparelho de TV que estava ligado na sala, e por alguns minutos só se ouvia as vozes das pessoas falando na TV.

-OK James, ok Eu não sei como você consegui fazer isso, mas eu vou conversar com ela, mas não espere que eu peça desculpas a ela, porque isso eu não vou fazer.

Disse Usher já se colocando de pé e caminhando até a escada, James apenas riu do irmão, ele sabia que ainda sobrara algo de bom dentro dele e era só uma questão de tempo até que alguém conseguisse trazê-lo de volta do mundo revoltado que ele se encontrava.

***

Tameka ouvia as batidas na porta de seu quarto, mas estava disposta a não atendê-lo, não seria fraca como antes e mostraria ao moreno que ela não era tão fácil como ele pensava.

-Tameka abra a porta.

Disse Usher chamando-a pelo nome que ele sabia que ela odiava enquanto continuava a esmurrar a porta do quarto dela.

-Sabe que não gosto que me chame de Tameka.

Gritou do outro lado da porta furiosa com Usher.

-Me desculpe, mas esse é o nome que foi registrada e batizada, portanto não há muito o que fazer.

Disse Usher divertido com a situação, mas isso só causava mais ódio na mulher.

-O que você quer?

Perguntou Tameka depois de abrir a porta do quarto.

-James disse que eu devia vir conversar com você.

Disse Usher seco, ainda parado na porta, pois Tameka o impedia de entrar para seu quarto.

-Então você esta aqui porque seu querido irmão disse que devíamos conversar?

Disse ela rindo irônica para o homem parado a sua frente.

-Exatamente.

Disse Usher sorrindo abertamente.

-Sua maturidade me espanta Usher.

O moreno não respondeu apenas continuou calado a encarando com um olhar indiferente.

-Vai me deixar entrar?

Ele perguntou mais sério e Tameka permitiu que ele entrasse.

-Sei que eu acabei magoando você com o que eu disse, mas nós vamos viver um bom tempo juntos e é bom que não briguemos por bobagem.

Disse Usher tomando uma postura um pouco mais séria.

-Sempre brigamos por causa das suas bobagens Usher.

Disse Tameka aumentando o tom da voz, mas Usher continuava quieto e apenas ouvia ela continuar a falar.

-Nós só brigamos por que você adora passar por cima de mim com suas atitudes ridículas, porque você se acha superior a mim e desfaz de tudo que eu faço, porque você não se parece em nada com o Usher que eu conhecia há anos atrás.

Essa ultima frase fez o sangue de Usher ferver em suas veias e ela percebeu que não deveria tê-la dito, pois sabia que estava acordando um leão adormecido dentro do moreno. Tameka deu um paço atrás, pois sabia que Usher logo explodiria, o que não tardou a acontecer.

-Você é uma dissimulada que não vale o chão que pisa, se eu não sou mais o Usher que você conhecia a culpa é toda sua, você é que me fez mudar, mas no fundo eu  devo agradecer, pois é graças a você que hoje eu não sou mais aquele otário apaixonado, ou você se esqueceu da bela cena que eu e as nossas famílias fomos presenteadas no dia no nosso noivado. Um grande e belo telão exibindo um vídeo onde minha futura esposa cavalgava e gemia encima do cara que eu mais odeio no mundo, uma verdadeira Vagabunda mercenária que só estava atrás do dinheiro dele.

Tameka não se segurou e avançou para cima de Usher, mas o moreno a segurava pelos pulsos sem dificuldade nenhuma.

-A verdade dói não é Tameka?

Usher disse nervoso enquanto a mulher ainda se debatia em seus braços, com os olhos cheios de lágrimas. Usher sentia todo seu ódio por aquela mulher dominar seu corpo, mas ele temia que James estivesse certo. Usher sentia uma enorme sede de vingança por Tameka,mas nunca fora forte o suficiente para se afastar dela por completo, gostava de tê-la por perto, pois no fundo mesmo sabendo da traição de Tameka ele nunca deixou de amá-la.

O peito do moreno se apertou ao ver as lágrimas no rosto lindo e perfeito de Tameka, ele já não a segurava mais, ela agora estava sentada no chão com as mãos cobrindo seu rosto.

- me desculpe eu não deveria ter falado isso com você.

Disse o homem se ajoelhando em frente à mulher que não o encarava, Tameka tentava conter as lágrimas que não paravam de rolar por seu rosto. Ela queria ser forte, mas era impossível não se sentir a pior pessoa do mundo depois de ouvir tais palavras do homem que ela amava. Reuniu forças dentro de si para conter o choro.

-Saia do meu quarto Usher.

Disse sem encarar as orbes negras do homem, que se sentia imensamente culpado por causar o choro dela, mesmo sabendo que tudo que ele dissera era verdade ele não tinha mais o direito de jogar isso na cara dela, já fizera isso muitas vezes e já havia prometido para si mesmo que não faria novamente, mas acabou perdendo o controle.

 -por favor me escuta, eu não devia ter dito nada daquilo, mas eu acabei perdendo o controle não foi minha intenção.

Disse tentando levantar o rosto da mulher que resistia firmemente sem encará-lo.

-Saia do meu quarto, por favor.

Pediu Tameka baixo enquanto outra lágrima escorria por seu rosto, mas Usher secou-a antes que ela caísse no chão. O coração do Moreno estava completamente dividido pela raiva e pelo amor que nutria pela mulher a sua frente.

-Não vou sair daqui e deixá-la nesse estado.

Usher disse enquanto levantava Tameka e se sentava na cama com ela, ela riu sem humor para ele.

-Foi você quem me deixou nesse estado.

Disse voltando a olhar séria para o homem que mais uma vez sentiu-se mal.

-Já me desculpei por ter dito aquilo a você Tameka.

-Mas você nunca me perdoou pelo que eu fiz a você.

Ela disse acariciando o rosto do moreno com carinho, Tameka sentia falta dos bons momentos que passou ao lado de Usher, quando os dois eram namorados e quando Usher não era tão amargurado. Tameka se aproximou do homem e pousou suavemente seus lábios sobre os dele, Usher não se afastou então Tameka aprofundou o beijo e pediu passagem com sua língua, Usher cedeu e rodeou a fina cintura de Tameka com seus braços trazendo-a para mais perto a colocando-a sentada sobre ele com uma perna de cada lado do corpo do Moreno.

Tameka embrenhou seus pequenos dedos nos cabelos de Usher enquanto ele se arrastava para o meio da cama, o moreno girou o corpo e deitou sobre Tameka que sorriu satisfeita.

Usher desceu seus beijos até o pescoço lindo e delicado de Tameka enquanto sentia as unhas dela a arranhar lhe as costas.

“Não Jacob, não faça isso.”

Usher ouviu uma voz dentro de sua cabeça dizer. Não era a primeira vez que Usher se rendia aos encantos de Tameka e eles acabavam transando, mas sempre depois da transa eles discutiam, pois Tameka sempre dizia que havia sido apenas usada por Usher, pois ele sempre continuava a persistir na decisão de não reatarem o compromisso.

O Moreno se afastou de Tameka cessando os beijos.

-O que foi?

Tameka perguntou se erguendo nos cotovelos.

-Eu vim pra me acertar com você Tameka, nós devíamos tentar ser amigos.

Usher disse se levantando da cama.

-Eu não quero ser sua amiga, eu quero que você seja meu.

Tameka disse e correu ficando na frente da porta impedindo que Usher passasse.

-Você não sai daqui enquanto não fizer amor comigo.

Disse Tameka retirando a parte de cima do baby doll revelando seus seios.

-Para com isso.

Disse o moreno.

 -Eu não vou fazer nada com você.

Disse a segurando pelos ombros e tirando ela da frente da porta.

-Eu só quero sexo Usher, não te cobrarei nada, além disso.

Usher sentiu se tentado a aceitar, mas ele não podia fazer isso, ele sabia que cada vez que ele cedia e se deitava com Tameka as chances que ele tinha de esquecê-la e seguir com sua vida diminuíam.

-Usher por favor.

-Eu não posso Tame, você sabe que sinto mais do que apenas desejo por você, mas nesse momento tudo que eu mais quero é que esses sentimentos e lembranças que me rondam a tanto tempo vão embora, eu não quero recomeçar de novo, não com você.

Usher disse e saiu do quarto, enquanto Tameka se lamentava mais uma vez por ter perdido aquele homem maravilhoso, por ter sido a culpada por ele sair de sua vida.

Beyoncé acordou extremamente disposta para mais um dia de trabalho. Shawn já não estava mais na cama, como sempre, a morena se levantou e foi para o banheiro tomar seu banho frio como de costume pelas manhãs. Saiu do banho e foi até o closet, pegou sua melhor roupa de trabalho. Sempre passava uma maquiagem leve para ir ao trabalho. Ouviu a porta do quarto ser aberta e logo a voz suave de Sarah invadiu o ambiente.

-Bom dia Sra.Carter.

-Bom dia Sarah, Jay já saiu para o trabalho?

Perguntou Beyoncé terminado de passar seu batom.

-Sim, ele saiu há pouco tempo.

-Ótimo, não quero estragar minha manhã.

Disse seguindo para fora do quarto enquanto Sarah a seguia até seu escritório onde estava sua pasta.

-A Senhora não vai tomar seu café?

-Não Sarah, quero chegar mais cedo ao trabalho hoje.

Disse a morena descendo as escadas.

-Mais cedo? Mas já são sete e quarenta.

-O que? Mas eu sempre acordo no horário nunca precisei de despertador.

-Por isso mesmo que não a acordei, achei que iria chegar um pouco mais tarde hoje.

Beyoncé pegava serviço às oito horas da manhã e nunca conseguiria chegar no horário ao escritório. Beyoncé correu para o carro ela não poderia atrasar logo hoje que teria uma reunião importante.

-Mas a senhora não pode sair sem comer.

Sarah disse preocupada correndo atrás de Beyoncé.

-Não se preocupe Sarah eu peço à secretaria que me compre um cappuccino.

Disse ela saindo apressada pela porta principal.

-Então tenha um bom dia Senhora!

Sarah disse sorrindo.

-Obrigada Sarah.

Disse se aproximando de seu carro e pegando as chaves em sua bolsa.

O dia estava lindo e apesar de estar atrasada para o trabalho Beyoncé sentia-se feliz como já não acontecia há meses, tudo cooperava para que o dia continuasse perfeito, o clima, o fato de não ter visto Shawn antes de sair de casa e até mesmo o transito que fluía naturalmente.

Estacionou o carro no estacionamento da empresa e caminhou para o prédio apressada, olhou para o relógio em seu pulso e este marcava oito e vinte cinco estava quase meia hora atrasada.

Quando chegou a porta do escritório de Johnnie, Ciara a secretaria de Johnnie veio atendê-la, uma mulher muito bonita com cabelos longos e loiros.

-Bom dia Sra. Carter, esta um pouco atrasada.

Disse Ciara sorrindo.

-Eu sei, acordei mais tarde do que devia hoje, pode me anunciar por favor.

Pediu Beyoncé à secretaria.

-Teve sorte que não foi a única a se atrasar, o Sr. Jenkins chegou há uns cinco minutos.

Beyoncé respirou aliviada ao ouvir aquilo.

-Já vou anunciá-la.

Disse a Loira pegando o telefone e comunicando-se com Johnnie.

-A Senhora já pode entrar.

-Obrigada.

A loira sorriu em resposta e Beyoncé entrou.

-Perdoem-me pelo atraso, mas é que....

A frase morreu em sua boca quando os lhos de Beyoncé encontraram os olhos de um certo homem muito atraente e sedutor que a encarava com diversão.

Usher de fato se divertiu ao ver a expressão estampada no rosto de Beyoncé, mas tentou disfarçar para que a Morena não percebesse, pois ela já parecia bastante surpresa por vê-lo ali.

Beyoncé sentiu todos os olhares nela e só então percebeu que ficara tempo demais em pé em silencio.

-Sente-se Beyoncé, você não foi a única que teve um pequeno atraso hoje, eu também dormi demais.

Disse Johnnie apontando uma cadeira para que Beyoncé se sentasse. Beyoncé respirou fundo e caminhou até a cadeira que Johnnie lhe apontou, cadeira que por sinal ficava em frente à cadeira do Raymond.

-Como eu estava dizendo Já que vocês parecem tão animados para começarem logo eu não vou tomar muito tempo de vocês, primeiramente eu queria que cada um de vocês se apresentasse, eu sei que alguns de vocês já foram apresentados na festa, mas estávamos todos muito “felizes” e com um alto teor de álcool no sangue.

Johnnie disse arrancando risos dos presentes com exceção de Beyoncé que fingia mexer em alguma coisa em sua bolsa para evitar o olhar de Usher. Logo depois um por um eles foram ficando de pé e se apresentando.

-Bom, como todos vocês já foram informados que as Empresas Newton que nos trás o que há de mais inovador no mercado quando o assunto é eletrônicos, esta mudando sua sede aqui para Manhattan e nós da Linear Engenharia e Arquitetura fomos os sortudos de sermos escolhidos para cuidar de tudo. O que foi pedido por eles é que os projetos fossem inovadores e que fujam aos padrões e pensando nisso foi que eu separei as equipes.

Johnnie disse sem enrolação indo direto ao ponto como sempre fazia.

-As equipes foram distribuídas pensando na mistura de idéias e gêneros. Já que nós recebemos novos membros em nossa equipe vindos de Dallas com idéias inovadoras resolvi misturar os novos e os antigos funcionários.

Ele completou pegando um dos papéis que estava a sua frente e começou a ler.

-James e Tameka trabalharão com Kelly e já que Beyoncé ficou responsável pelo projeto principal sozinha ela trabalhará com Usher que é arquiteto, tudo bem pra vocês?

Ele perguntou tranqüilo, mas ninguém ousou questionar.

“Por que ele tem que trabalhar comigo meu Deus por quê?”

Pensou Beyoncé tentando conter suas emoções.

-Beyonce e Kelly as salas de vocês não serão mais as mesmas, agora vocês dividirão suas salas com seus respectivos membros de equipe, quando saírem peçam a Rose que informem a vocês a localização das novas salas.

Beyoncé não esperava ter que dividir a mesma sala com Usher isso a pegou desprevenida. Usher a encarava com um sorriso fraco nos lábios fartos e estava muito satisfeito com a divisão das equipes.

-Vocês tem alguma duvida?                             

Todos negaram e Johnnie os liberou da reunião. Beyoncé saiu da sala antes que os outros, passou pela mesa de Ciara e ela a entregou um papel com o andar e o numero de sua nova sala, os outros ainda estavam conversando com Ciara quando Beyoncé saiu em direção ao elevador que a levou até o andar de sua antiga sala.

-Arrume suas coisas Claire, minha sala não será mais essa.

Disse mal humorada ao passar por sua secretaria.

-Arrume suas coisas e vá para esse lugar.

Disse entregando a ela o papel onde estava o andar e numero de sua nova sala.

-Sim senhora.

A morena entrou em sua sala e pegou uma caixa de papelão no armário, colocou suas coisas pessoais nela, uma fotografia com o irmão mais novo em uma festa, uma outra de sua mãe e alguns outros objetos. Quando saiu novamente de sua antiga sala Claire já não estava mais lá e seus objetos também não. Beyoncé seguiu para o décimo andar onde seria sua nova sala. Ao sair do elevador deparou-se com Usher conversando animadamente com Claire que ria alto e praticamente se jogava sobre o moreno, ao ver Beyoncé se aproximar Claire parou de sorrir e se sentou em sua cadeira recobrando a postura, Usher apenas deu de ombros e entrou na sala.

-Claire por favor providencie um cappuccino para mim.

Disse Beyoncé enquanto abria a porta com um pouco de dificuldade graças à caixa que segurava.

-Sim senhora.

Claire disse enquanto Beyoncé entrava na nova sala. A sala tinha mais que o dobro do tamanho da antiga, tinha duas mesas cada uma num extremo da sala e uma de frente para a outra, Usher estava parado no meio da sala com os braços cruzados.

-Qual mesa vai querer?

Ele perguntou tranqüilo.

-Tanto faz eu não me importo.

Ele deu de ombros e se direcionou para uma das mesas enquanto Beyoncé se direcionava para a outra.

-A Ciara me entregou um documento com algumas exigências dos Newton para o prédio principal, ela disse que você passou tão rápido que ela até esqueceu de te entregar.

Disse o Raymond se aproximando da mesa de Beyoncé e colocando o documento nela.

-Obrigada é que eu estava com um pouco de pressa pra esvaziar minha antiga sala.

Ela disse passando os olhos pelas linhas do papel sem lê-las.

-Você não gostou muito de ter que dividir a sala comigo, estou certo?

Ele disse apoiando as duas mãos na mesa da morena e se inclinando para a frente.

-Sinceramente. Não!

Disse Beyoncé ainda sem encará-lo, mas Usher estava se divertindo com toda aquela situação.

Usher ergueu o rosto da morena até que seus olhares se encontrassem.

-Por que você evita olhar nos meus olhos quando fala comigo.

Usher perguntou com a voz baixa que mexeu com a intimidade de Beyoncé.

-Eu...eu não faço isso.

Disse Beyoncé se desvencilhando da mão de Jacob e voltando a olhar para o papel em suas mãos.

-Eu não vou insistir afinal estamos em nosso local de trabalho.

Ele disse voltando para sua mesa

-Beyonce.

O Moreno a chamou assim que se sentou em sua cadeira.

-Sim.

Disse Beyoncé recobrando a postura.

-É que eu não me lembro de ter ouvido Sr. Jenkins nos falando o nosso prazo de entrega e também não encontro o prazo nesses documentos que me entregaram.

Beyoncé analisou os papéis e constatou que realmente não haviam prazos de entrega.

-Você esta certo, isso deve ter acabado passando despercebido por Johnnie isso geralmente não acontece eu vou pedir a Claire que verifique isso pra mim.

Antes que Beyoncé pegasse o telefone Claire entrou na sala com seu cappuccino.

-Aqui esta seu cappuccino Sra. Carter.

Ela disse cruzando a sala até a mesa da morena.

-Obrigada Claire, agora eu quero que você entre em contato com a Ciara e pergunte a ela o prazo de entrega do projeto dos Newton.

-Agora mesmo.

Ela disse se virando e indo até a porta, mas antes que ela a atravessasse parou e se virou para Usher.

-Deseja alguma coisa Usher.

Ela disse usando uma voz tão sensual que chegava a ser engraçado.

-Obrigado Querida, mas por enquanto eu não quero nada.

Ele disse galante e ela saiu, Beyoncé não pode deixar de rir daquela cena e acabou chamando atenção de Jacob.

-O que é tão engraçado?

Ele perguntou a encarando com um ar divertido.

-A forma descarada como ela esta se jogando em cima de você.

-Pois é Bey ainda esta para nascer mulher que vai resistir a mim.

Ele disse sorrindo de lado, a forma como Usher sorriu fez Beyoncé perder os eixos, ele conseguia mexer com a morena apenas com o sorriso. Beyoncé se levantou e seguiu para a porta, pois precisava colocar a cabeça no lugar, porque esse insano estava tirando toda sua atenção. Antes que Beyoncé chegasse à porta viu Usher se levantar de sua cadeira e rapidamente prensar seu corpo na parede.

Usher desejava aquela mulher da forma que nunca desejou alguém antes, precisava sentir sua boca novamente e não pensou duas vezes ao ver Beyoncé se levantar, agarrou-a o mais rápido que pode.

-O que você pensa que...

Antes que Beyoncé concluísse sua frase Usher pousou o dedo em seus lábios a impedindo de continuar a falar.

-Só me escuta, ta bom.

O moreno sussurrou em seu ouvido fazendo Beyoncé arrepiar involuntariamente e fechar os olhos enquanto seu hálito quente colidia com sua pele.

-A noite de sábado ainda não saiu da minha mente e eu gostaria muito que ela se repetisse.

Usher disse enquanto suas mãos desciam para os quadris de Beyoncé e se direcionavam para o traseiro farto da morena, aquilo fez o sexo de Beyoncé pulsar em resposta, mas antes que um gemido escapasse de seus lábios ela buscou forças dentro de si para afastá-lo.

-Já disse que isso não acontecerá novamente.

Disse Beyoncé afastando as mãos do moreno de seu corpo mesmo que isso estivesse a deixando louca. Beyoncé se afastou do corpo másculo e viril de Usher enquanto ele a encarava com um sorriso safado.

-Ok, então diga que não gostou de transar comigo.

Disse Usher sorrindo divertido, mas Beyoncé não sabia o que dizer, ela não mentiria dizendo que não gostou, afinal foi a melhor noite de sexo da sua vida, mas também não iria inflar o ego de Usher dizendo que havia gostado de transar com ele.

Usher encarou o silencio de Beyoncé de forma positiva.

-Viu, você assume que gostou, então por que não repetir a dose?!

Usher se aproximou de Beyoncé colando seus corpos novamente.

-Esse é meu local de trabalho e eu gostaria muito que você o respeitasse.

Disse Beyoncé tentando se acalmar para que seus batimentos cardíacos voltassem ao normal, o moreno deu de ombros e voltou a sua mesa, enquanto Beyoncé saia da sala ainda incomodada com tamanha ousadia daquele homem que apesar de tudo conseguiu fazer com que seu sexo pulsasse de desejo apenas por ficar tão próximo a ela.

-Beyonce aqui esta o prazo que pediu que eu conseguisse.

A voz de Claire a trouxe de seus devaneios.

-Obrigada Claire entregue-o a Usher.

-Claro.

Claire disse sorrindo animada pelo fato de poder ficar sozinha com Usher de novo.

Beyoncé seguiu para a sacada do hall na tentativa de se acalmar e colocar a cabeça no lugar, sentiu o celular vibrando no bolso lateral de seu blazer, ela pegou o aparelho para desligá-lo, pois não costumava atender a ligações pessoais quando estava no trabalho, mas o nome no visor a fez desistir de desligar e atender o celular.

-Huey.

Disse ela animada, há meses não via seu irmão que nunca parava em um só lugar, vivia a desfrutar dos prazeres da vida como ele mesmo dizia.

“Bey, há quanto tempo não te vejo mana.”

A voz calma de seu irmão a acalmou e a saudade que ela sentia dele gritou em seu peito.

-Pois é você resolveu abandonar sua irmã.

“Claro que não Bey eu apenas não estava agüentando mais viver preso nessa cidade.”

-Sei.

Disse Beyoncé divertida se lembrando da ultima visita que seu irmão a fez.

“Eu tenho novidades Bey, estou voltando para passar um tempo em Nova York.”

Ouvir aquilo fez o coração dela saltar de alegria em seu peito.

-Isso é ótimo Huey. Quando é que você chega?

“Provavelmente em algumas semanas estarei ai.”

-Que bom eu já estava sentindo sua falta.

“E como está Dona Tina?”

-Eu não sei Huey já faz um tempo que não a vejo.

A felicidade que sentiu por saber que o irmão estaria de volta logo foi embora ao lembrar-se de sua mãe e da ultima briga que tiveram.

“Vocês ainda não voltaram às boas?”

A voz de Huey tinha um tom preocupado que só era possível ouvir quando o assunto era sua família, pois ele sempre levou a vida como se fosse um parque de diversões onde o objetivo principal era se divertir.

-Ela esta irredutível e eu não vou dar o braço a torcer.

Jay não ousou tocar em você de novo, ousou?

A ultima vez que Huey viu um hematoma no belo rosto de Beyoncé e ela o dissera que Shawn havia batido nela, ele voou para cima de Shawn dando-lhe vários socos e o ameaçou dizendo que se ele tocasse em sua irmã novamente ele o mataria sem pensar duas vezes, mas Shawn por sua vez esperou que Huey fosse embora e descontou toda sua raiva e frustração em Beyoncé e disse que caso ela contasse a Huey mais uma vez sobre as agressões ele mandaria matá-lo.

-Não.

Mentiu Beyoncé temendo pela vida de seu irmão.

“Eu não entendo como a mamãe pode ser contra seu divorcio com esse troglodita.”

-Você sabe muito bem que para ela o casamento é algo para toda a vida, ela esta apenas seguindo o que foi passado a ela desde criança.

“Ela deveria é abrir os olhos e ver o que você teve que passar no seu casamento.”

Havia indignação na voz de Huey.

-Olha Huey eu não quero mais falar nisso tudo bem.

Disse ela cansada de debater esses mesmos termos com sua mãe e esse assunto já trazia muita dor de cabeça para a morena.

“Olha Bey eu só liguei pra te dizer isso mesmo, então até breve.”

-Até breve Huey.

Disse ela se despedindo do irmão, guardou o celular no mesmo bolso e entrou novamente indo para sua sala.

-O prazo de entrega esta na sua mesa.

Disse Usher assim que Beyoncé entrou na sala.

-Fiz alguns esboços do designer do prédio principal estão na pasta ao lado do seu telefone, de uma olhada e diga o que achou.

Ele disse enquanto analisava alguns outros papéis,Beyonce pegou a pasta e nela haviam dois desenhos eram apenas esboços e por isso não eram muito detalhados, mas Beyoncé os achou muito bons.

O resto do dia se seguiu sem muitas emoções, Usher simplesmente ignorou Beyoncé e mostrou ser realmente muito competente no que fazia, Beyoncé havia dado inicio às plantas baixas da sede dos Newton e estava ficando muito satisfeita com os resultados, Usher tinha boas idéias e em conjunto com as idéias de Beyoncé o resultado ficaria ótimo e agradaria ao cliente.

Usher saiu sem dizer nada quando o horário do expediente acabou e quando Beyoncé chegou ao estacionamento ele já havia ido embora. Beyoncé não se importou afinal era isso que ela queria, que Usher parece de pegar no seu pé. O caminho até em casa não foi tão prazeroso como a ida para o trabalho de manhã, Beyoncé sabia que veria Shawn quando chegasse em casa e o transito estava a estressando. Quando Beyoncé cruzou os portões de sua casa, sua cabeça estava a ponto de explodir, mas quando a morena entrou em casa sentiu o sangue ferver em suas veias. Shawn estava com uma loira no bar que havia em sua sala a mulher acariciava seu rosto enquanto ele olhava sem nenhum pudor para seus seios. Beyoncé não sentia nada por Shawn, mas a morena não seria feita de trouxa em sua própria casa, isso era humilhá-la diante dos empregados e ela não permitiria isso.

-Então essa é a vagabunda de hoje?

Disse nervosa se aproximando deles, a mulher olhou-a com ódio, mas Beyoncé apenas sorriu sentindo a raiva crescer dentro de si.

-Seu gosto por mulheres já foi melhor a vagabunda de ontem era muito mais bonita.

Disse Beyoncé cruzando os braços enquanto a loira ficava de pé e seguia para a porta em silencio, Shawn não tentou impedi-la de sair e assim que ela cruzou a porta Beyoncé seguiu para seu quarto, mas assim que entrou no closet ouviu a porta do quarto bater e ser trancada.

-Por que fez aquilo?

A voz de Shawn demonstrava o quanto ele estava nervoso.

-Não me importo que passe a noite fora ou que fique com outras mulheres, mas não admito que traga mulheres para casa.

Gritou a morena enquanto saia do closet, os olhos de Shawn transbordavam de ódio e um arrepio involuntário percorreu o corpo de Beyoncé, ela sabia o que ele faria com ela  por ter expulsado sua convidada, mas Beyoncé não se arrependia ele tinha que saber que ela não aceitaria suas vagabundas debaixo do mesmo teto que ela. Ele deu um passo em sua direção, e Beyoncé tentou se afastar, mas as mãos de Sam a seguraram com força causando dor em seus braços.

-Você nunca mais fará novamente o que fez hoje.

Ele disse baixo, mas sua voz era ameaçadora.

-Se você trouxer mais uma de suas putas pra casa eu não hesitarei em repetir o que eu fiz hoje.

Disse Beyoncé o enfrentando ou então Shawn nunca entenderia que ela tinha que ter voz em casa, ele a atirou no chão e pegou-a pelos cabelos.

-Se você me satisfizesse na cama eu não precisaria de vagabunda nenhuma para refazer o serviço mal feito que você faz.

Ele disse a soltando e dando as costas a ela e seguiu para a porta.

-Procurarei também um qualquer que me satisfaça, coisa que você nunca fez.

Ao ouvir o que Beyoncé disse Shawn parou e virou-se para a morena novamente com fúria no olhar se aproximou dela devagar e puxou-a pelo braço a fazendo ficar de pé e logo depois sua mão começou a apertar o delicado pescoço de Beyoncé enquanto ele a prensava na parede do quarto.

-Se algum dia eu descobrir que você me traiu eu vou até inferno atrás de você e do desgraçado e mato os dois, você me ouviu?

Beyoncé já não conseguia mais respirar e a mão de seu marido apertava cada vez mais seu pescoço, Ela balançou a cabeça mostrando que havia entendido o recado e ele a soltou, Beyoncé puxou o ar com tanta força para seus pulmões que eles doeram.

-E não ouse tocar nesse assunto nunca mais ou farei muito pior com você.

Disse Shawn saindo do quarto e batendo a porta com força. As lagrimas vieram com força e rolaram pelo rosto da morena, aquele não era o homem com quem ela havia se casado, lembranças da época de seu namoro surgiram em sua mente.

Shawn era carinhoso e prestativo o namorado perfeito, o namoro não durou muito, ela estava apaixonada por ele e o desejo das famílias de unir os negócios através da união das famílias acelerou ainda mais o casamento, mas depois de casados Shawn mudou muito e estava irreconhecível, as famílias estavam felizes com a fusão das empresas, mas pouco tempo depois o pai de Beyoncé morreu, Huey que é o irmão mais velho assumiu os negócios, mas Huey não gostava muito disso e vendeu metade das ações de sua família para o sogro de Beyoncé tornando assim a família de Sam os sócios majoritários o que sobrou das ações de sua família sua mãe administrava com um advogado. A primeira vez que Shawn a agrediu Huey estava na cidade e veio visitar-la ao ver sua irmã com o rosto vermelho e manchas roxas pelo corpo ele acabou descobrindo a agressão. 

Flash back

Já era noite quando Sarah entrou em seu quarto anunciando a chegada se Huey, Beyoncé não sabia o que fazer, não daria para esconder os machucados de Huey e Beyoncé o conhecia muito bem ele não reagiria bem com isso. A morena estava confusa e com medo, o homem que até então ela amava deixou belas marcas vermelhas em seu corpo e Beyoncé não queria que as coisas piorassem. Beyoncé vestiu uma blusa de mangas compridas que escondesse as marcas vermelhas em seus braços e desceu para a sala ao encontro do irmão.

-Huey.

Disse abraçando-o.

-Beyonce porque blusa de mangas compridas esta o maior calor.

Ela disse se afastando de Beyoncé para olhá-la direito.

-Por que seu rosto esta vermelho?

Huey perguntou erguendo o rosto da irmã com uma das mãos para observar melhor.

-Não é nada Huey.

Disse a morena retirando a mão do irmão de seu rosto e o abaixando para que Huey não visse os hematomas.

-Como assim não é nada?

Ele perguntou dando sinais de irritação.

-Senta aqui e me explica isso direito.

Ele disse puxando Beyoncé pelo braço para que se sentasse com ele, mas Huey acabou pegando em cima de um hematoma que havia no braço da irmã.

-Aii.

Huey olhou-a sem entender nada e ergueu sua blusa revelando outros hematomas no braço da irmã.

-To esperando a explicação.

Huey disse sério e dessa vez muito nervoso.

-Eu...eu cai...da escada.

Beyoncé procurou uma desculpa que convencesse o irmão, mas acabou saindo a desculpa mais clichê de todas.

-Não precisa falar mais nada só confirma se eu estiver certo.

Huey disse erguendo novamente o rosto da irmã.

-Foi o seu marido que fez isso?

Beyoncé hesitou por um momento, mas sabia que Huey não desistiria de encontrar respostas então apenas assentiu com a cabeça. O corpo de Huey começou a tremer e ele subiu as escadas correndo, Shawn estava em seu escritório como sempre e Beyoncé sabia que Huey estava indo pra lá. A morena subiu as escadas correndo atrás do irmão a ponto de vê-lo retirar Shawn de sua cadeira e acertar um soco em seu rosto e logo depois outro enquanto uma de suas mãos segurava Shawn pelo colarinho de sua camisa a outra desferia-lhe outros socos.

-Huey não!!

Beyoncé gritou enquanto tentava puxá-lo para longe de Shawn.

-Escuta aqui seu covarde, se você encostar a mão na minha irmã mais uma vez eu acabo com essa sua cara engomada, eu te mato seu desgraçado!!

Huey o ameaçou enquanto eu o afastava.

Flash Back off.           

-Beyonce tomou um banho demorado de banheira e permitiu que todas as suas tristezas fossem para bem longe, pois hoje ela queria ter uma noite de sono tranqüila e ao que parecia Sam não dormiria em casa e ela poderia descansar.

Saiu do banho, vestiu uma camisola e se deitou em sua cama, mas antes que pegasse no sono ouviu o celular tocar, Beyoncé pensou em não atender, mas o barulho incessante do aparelho a fez se levantar e atendê-lo, ela não conhecia o numero, mas atendeu mesmo assim.

-Alô.

“Achei que não ia atender.”

Disse uma voz rouca do outro lado da linha e Beyoncé suspeitou de que sabia quem era o dono da voz.

-Quem te deu o meu numero?

Perguntou irritada.

“Claire.”

Ele respondeu tranqüilo, mas Beyoncé não gostou nem um pouco.

-Ela não poderia ter feito isso, eu disse que só estava dando o numero a ela para caso houvesse uma emergência ela me ligar.

“Mas é uma emergência!”

Disse Usher divertido do outro lado da linha.

-Então me diga qual é a emergência.

Beyoncé já estava perdendo a paciência com o moreno.

“Aceita jantar comigo hoje?”

Beyoncé não respondeu ficou em silencio por um tempo.

“Eu prometo me comportar, eu só quero te conhecer melhor, afinal nós trabalhamos juntos.”

Beyoncé não queria que ele se comportasse queria que ele a possuísse da mesma forma que ele fez no banheiro da mansão de Johnnie.

“Beyoncé, ainda esta ai?”

-Estou sim, eu aceito jantar com você hoje.

Shawn não era o único que podia se divertir, Beyoncé também ia procurar diversão.

“Então me passa o seu endereço que eu passo ai pra te pegar.”

-Acho melhor não, você conhece o restaurante Red Lobster?

“Não, mas eu posso achá-lo.”

-Ótimo me encontre lá da que há uma hora, tudo bem pra você?

“Claro.”

-Então até mais.

“Até mais.”

Despediram-se e Beyoncé permitiu-se sorrir, talvez sua noite não tivesse que ser tão ruim


Notas Finais


Amados não se esqueçam de deixar comentário, pois eles sempre me motivam...
Bjos e até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...