História Ultima Noite e A Viagem - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Calvin Harris, Charlie Puth, Demi Lovato, Fifth Harmony, Justin Bieber, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Swift, Troye Sivan
Personagens Calvin Harris, Camila Cabello, Charlie Puth, Demi Lovato, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Personagens Originais, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Swift, Troye Sivan
Tags Calvin Harris, Camila Cabello, Camren, Charlie Puth, Demi Lovato, Jelena, Justemi, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Selena Gomez, Shawmila, Shawn Mendes, Talvin, Taylor Swift, Terror, Tronnor, Troye Sivan, Trwan
Visualizações 289
Palavras 1.835
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Fluffy, Mistério, Policial, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente!
Boa leitura!
Eu não revisei....

Capítulo 15 - Dia 7, 8 e 9 - Perdidos


Fanfic / Fanfiction Ultima Noite e A Viagem - Capítulo 15 - Dia 7, 8 e 9 - Perdidos

Dias 7,8 e 9 - Perdidos

Pela manhã comeram um pouco, Troye postou, com dificuldade e sinal baixo, o vídeo, eles fizeram uma live rápida, falando sobre suas condições, e que caso acontecesse algo, eles pediam aos seguidores para que chamassem autoridades para resgate.

- Como voltaremos? – Perguntou Selena.

- Decidimos que eu, Shawn e Calvin iremos voltar, vamos ir até o carro, e então voltamos, e buscamos vocês. – Respondeu Troye.

Depois de certa relutância todos concordaram. Justin ficaria para “cuidar” das meninas.

Calvin, Shawn e Troye se vestiram, arrumaram uma mala pequena cada.

Saíram assim que tudo estava pronto, seguindo o caminho que usaram para chegar ao acampamento depois da clareira.

Andaram pela terra vermelha que manchava, o caminho era longo até a clareira a cada minuto o céu escurecia um pouco, não passavam das nove.

- Calvin, acho que vai chover... – Disse Shawn olhando para o céu acinzentado.

- Você acha? – Respondeu Troye o fitando continuando a andar em linha reta.

Shawn bufou, e seguiu o outro, aos poucos as gotas iam caindo, pequenas que logo se transformavam em maiores, mas não constantes, por fim chegaram a clareira.

- Tem algo estranho aqui Calvin... – Disse Shawn olhando em volta. – Não havia girassóis e margaridas antes...

- Droga!

- Calvin e Shawn!! A gente se perdeu! Estamos do lado errado! Essa e o jardim dos girassóis e margaridas! Sabe quantas pessoas morreram aqui!? – Troye estava praticamente gritando.

- Não! Serio que estamos perdidos!? Nem tinha notado! E não me importa quantos morreram! Foi a muito tempo! Droga Troye! O que vamos fazer! – Calvin também estava já gritando.

- Parem de gritar! – Shawn reclamou e foi ignorado.

- Vamos dar a volta! Voltar para os alojamentos e seguir o caminho correto! – Calvin falou rápido.

- Vamos seguimos o caminho correto, droga! Como viemos para aqui!? – Troye

- Pera! É isso! – Shawn disse.

- Isso o que? – Indagou Calvin.

- Você não percebe? Perto do alojamento a duas estradas, elas são uma do lado da outra, e são exatamente iguais como espelhos. Viemos por uma, e então saímos por outra! Ambas levam para uma clareira! – Disse Shawn – Eu vi isso no mapa! – Bateu na própria cabeça. – Se seguirmos retos vamos chegar ao lago do outro lado de onde estávamos, passamos pela trilha onde vimos o cachorro e chegamos ao seu carro.

- Ótimo! Então vamos! – Disse Calvin – Shawn vá na frente, vamos voltar.

Eles continuaram a caminhar, adentraram uma pequena trilha envolta por arvores, a chuva foi piorando os olhando aos poucos. Finalmente então chegaram ao riacho.

Já estava anoitecendo, e eles faziam de tudo para se distrair. Taylor e Selena conversavam em um canto. Lauren e Camila em outro Justin e Demi em outro.

Demi e Justin estavam abraçados sentados sobre o telhado de uma outra cabana. Demi deixou sua cabeça sobre o peito de Justin ouvindo seu coração, ela sentia se bem, mas também mau. Ela não podia fazer isso com Selena, mas ela queria tanto isso.

De longe Selena sentia se de forma parecida, elas tinham que conversar, mas ela sentia se terrível por ter de fazer isso. Talvez Justin estava a usando... E isso era inaceitável. Taylor apenas ficava observando a amiga lutar internamente consigo mesma.

- Ok, então quando contarmos até três abrimos os papeis. – Camila disse. Tinham escrito em pedaços de papel higiênico com uma caneta que Lauren tinha na mala, o nome da garota que elas gostavam. Estavam atrás da cabana perto dos chuveiros. – Um...

- Dois... – Lauren contou.

-Três. – Disseram juntas. Camila abriu o papel “Você” Ela cobriu a boca com a mão, e sentiu lagrimas nos olhos. Lauren abriu o papel “você, Lauren” Ela sorriu alegre, jogou o papel longe e foi até Camila beijando a com vontade, necessidade e desespero. Camila já tinha as mãos nos cabelos da outra, e tinha sua cintura envolta pelos braços de Lauren. Elas se separaram rindo.

- Eu Te amo. – Lauren disse distribuindo beijos pela face de Camila que sorria.

- Eu também te amo.... – Ela respondeu olhando sincera.

A noite veio por fim, e eles dormiram.

Era o oitavo dia agora.

Pela manhã:

Taylor levantou preocupada, não comeu e ficou no banco de madeira do lado de fora do alojamento. Os outros dormiam

- Tay eles estão bem, talvez demorem um pouco. – Disse Selena sentando se com a amiga.

- Selena eu estou com medo, eu quero ir embora!

- Eu sei, mas não me olhe assim, o gênio da grande ideia, é o seu namorado.

As horas continuaram a passar, choveu, e esfriou, acolheram se no alojamento, perto do fogareiro. Anoiteceu novamente, dormiram preocupados. Pela manhã descobriram que havia finalmente, e infelizmente acabado a energia dos geradores. Era o nono dia que começava no acampamento.

 Selena já se encontrava inconsolável. Selena e Demi estavam ali ao seu lado, em quanto Justin discutia com as outras duas meninas o que fariam.

- Acho melhor, voltarmos sozinhos, podem estar precisando de ajuda! – Disse Demi. – Sem energia não da para ficar aqui! Vamos voltar para o carro, ficamos lá e chamamos o resgate, eu não fico aqui mais! Eu desisto disso!

- Sua ideia é ótima, tirando o detalhe que não sabemos voltar, Demi! – Disse Lauren se aproximando.

- Seguimos essa merda reta, e vamos embora, simples, e vamos sair ainda hoje, estamos sem luz, não temos isqueiro, não sabemos fazer fogo, e eu não vou ficar aqui sozinho com quatro garotas medrosas no escuro! – Foi agora Justin que se exaltou.

- Obrigado pela parte que me toca, mas tenho que concordar, ficar aqui, não é uma opção! Façamos as malas, levar o necessário e vamos embora, chamamos o resgate e que se foda esses utensílios inúteis, não vamos leva –los! – Camila já ia arrumando as coisas.

- Ouviram – Disse Justin  – Peguem suas malas. Estamos saindo!

Pegaram suas malas, deixando os eletrônicos, seguiram uma das trilhas, seguindo reto, garoava um pouco, mas seguiram sem pausas, andaram muito, o sol estava já no topo, queimando suas cabeças, em quanto a garoa fina refrescava.

- Depois daqui. Seguimos por ali e damos na ponte. – Disse Lauren  – Eu lembro deste lugar, vamos!

Fizeram como dito parando em frente a ponte em quase uma hora. Um por um passou pela ponte, e então pararam na frente do carro.

- Droga! – A chave está com o Calvin! – Disse Taylor.

- E Agora!? – Choramingou Demi já ficando preocupada.

- Espera, eles não estiveram aqui! – Disse Justin. – O celular ta ali, não a pegadas, e choveu...

Taylor voltou a chorar, Selena a abraçou.

- Abra a porra deste carro, Justin Bieber! De um jeito! Qualquer coisa, mas abra isso! – Disse Demi entrando em pânico.

- Demi – Chamou Lauren. – Acalme se, está tudo bem, daremos um jeito.

Justin pegou uma pedra quebrou o vidro do carro, abrindo a porta, entraram.

Descansaram e por fim dormiram.

Justin despertou, sonolento vendo tudo escuro. Olhou para o lado... E onde estava Selena e Taylor?

- Selena! Taylor! – Gritou ele acordando as outras três atrás. – Selena e Taylor Sumiram! Sumiram!

- O Que!? -  gritaram em conjunto. Camila abraçou Lauren e Demi estrou em pânico.

- Vamos morrer!!!!! – Disse Demi chorando.

- Para! Não iremos morrer! Não hoje! – Disse Justin.

O silencio sem seguida predominou. Mas fora quebrado em menos de um minuto.

Um grito agudo e agoniante, uma voz feminina, logo percebendo ser, Selena

Justin saiu do carro no escuro, correndo gritando por Selena.

- Justin! – Gritou Demi. – Seu idiota! – Saiu do carro. Atrás de si Lauren e Camila.  

Justin corria sem saber para onde, chamava por Selena, sem resposta, tropeçava em pedras galhos, batia em arvores, estava tudo escuro e não via nada, ouvia o vento uivar, a chuva fina arranhar-lhe o rosto

- Selena!

Lauren corria arrastando Camila, corriam com dificuldade, haviam já se perdido de Demi, a chuva engrossava a cada instante, Lauren tropeçou em um galho caindo de joelhos em pedras, Camila caiu junto, levantado com dificuldade tentou se localizar, ouvia o vento uivar, e Justin chamando pela amada, mas não conseguia identificar da onde o som vinha. Camila agarrava se a si. Com dificuldade voltou a andar, correndo devagar, tentando encontrar Justin, Selena, Taylor e ou Demi.

 Taylor chorava freneticamente, as lagrimas caiam rápido, o corpo ficava encharcado com a chuva, tremia de frio e medo. Olhou novamente para o pé, havia pisado em uma armadilha, seu pé estava preso entre dentes metálicos, sua pele perfurada, o sangue esvaia rápido. Selena segurava sua mão, e chamava por ajuda. Taylor fechou os olhos apagando.

Chorou, ouvia Justin chamar, mas sua voz era fraca e rouca. Ela estava com medo.

- Selena! – Justin chegou até ela.

- Justin! – Correu para os braços dele. – Tay... Ela morreu!-  Chorou. – Ele a acudiu. – Oh, Justin eu te amo tanto... Por favor não morra... Fique comigo!

Ele beijou a logo que ela falou. Um beijo necessitado. Que ambos ansiavam. – não vou morrer, eu estarei aqui, agora vamos! – Eles saíram correndo.

 

Taylor abriu os olhos, sentia muito frio, e medo, olhou em volta e não viu Selena, entrou em desespero. Ela não conseguia se mover, e sua visão ficava turva, viu alguém se aproximas. – Calvin...

- Não! – Disse a pessoa. – Sou eu Troye, Tay, eu vou te ajudar, venha. – Ele conseguiu ajuda-la, tirou os dentes da armadilha da perna dela, pôs um pano e a arrastou até uma cabine de banheiro, pôs a sentada na privada e iluminou o local com a lanterna.

 Lauren e Camila corriam agora procurando pelo carro novamente, acharam que seria melhor voltar ao carro. Ainda ouviam Justin chamar por Selena.

Lauren esbarrou em algo, seu pé deslizou e sentiu se afundar. Seu corpo caiu sobre um buraco, derrubando Camila junto, esta caiu de barriga no chão, mas sem soltar a mão da outra.

- Estamos no córrego! – Gritou Camila, segurando firme a mão de Lauren. Lauren sentia os pés flutuarem, a agua gélida molhar os seus pés. A chuva a encharcando mais. As mãos unidas, ficando úmidas, tanto de suor quanto da chuva.

- Por favor Camila! Não me deixe cair! – Implorou Lauren.

- Nunca! – Respondeu Camila. Teria de ser forte pela amada.

As mãos deslizavam com o tempo, talvez estivessem a quase uma hora assim. A agua batia cada vez mais alto nas pernas de Lauren. Ouviu passos, sentiu alguém lhe encostar, num susto soltou a mão de Lauren que gritou em desespero mergulhando na agua.

- Lauren! – Gritou Troye. Sentiu alguém lhe puxar, e a empurrar longe. O homem deitou se ao chão perto do córrego olhando.

- Lauren! – Chamou. – Lauren!

Era Demi.

- Camila eu sinto muito! – Puxou a garota estática de longe do córrego. – Mas temos que nos proteger! – A puxou, mas Camila soltou se e correu em direção ao Córrego e pulou para agua.

- Estou Indo Lauren, vou te salvar! – Gritou antes de se jogar.

- Camila! – Foi tudo que Demi pode dizer antes de ver a outra pular.  Demi voltou para o carro, onde se encolheu sozinha, pôs se a chorar.

Continua....

 


Notas Finais


Próximo capitulo é o Penúltimo, e então o final.
Se preparem ara fortes emoções, pois os dois últimos caps estão prontos, agora basta saber se vão querer ambos já amanha.
Versão original de Ultima Noite: https://spiritfanfics.com/historia/ultima-noite--interativa-6288814


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...