História Ultraviolence - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~gabrielaprto

Postado
Categorias Originais
Exibições 4
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Party |01 parte 2|


Kyle estacionou o carro em frente ao local da festa e pelo que eu observei a festa estava muito animada, muito mesmo. Pessoas entram e saem de segundos em segundos, a música alta escuta-se de onde eu estou. 

- Podemos ir? - Abbie perguntou. 

   - Sim - Falei enquanto andava em direção a fila de entrada por conta da grande quantidade de pessoas que adentravam e saiam de lá.

- Espera! - Falei.

- O que foi agora, não me diga que vai querer voltar pra casa. - Kyle revirou os olhos e falou.

- Não gente, eu só quero deixar meu celular no carro. - Falei.

- Tem certeza? e se por acaso a gente se perder? - Kyle perguntou.

- Deixa de ser chato Kyle, ninguém vai se perder não. Vai logo deixar essa merda lá Ariel. - Abigail falou enquanto me entregava a as chaves do carro. 

Meu irmão e Abbie me esperaram e eu deixei o celular jogado no banco do carro. 

- Pronto, agora sim podemos ir. - Falei. Até que eu estou gostando da ideia de ter  vindo pra cá. 

Esperamos alguns minutos na fila e passamos pelos seguranças pra confirmar nossa maioridade. A boate estava muito cheia e o som estava estrondando com a música Stressed Ou do twenty One Pilots, Adoro essa música. Fomos até o bar e o Kyle pediu uma vodka.

- Quer? - Ele me ofereceu. Não sei se devo aceitar, é estranho meu irmão me oferecendo vodka, não gosto muito de bebidas alcoólicas, foram poucas vezes que eu bebi, mas quer saber? eu vou beber sim, hoje é meu aniversário de dezoito anos e a partir de hoje eu tenho que parar de ser tão chata comigo mesma e aproveitar as coisas da vida.

Sim - Respondi e ele me entregou um shot e eu bebi tudo de uma vez só, fazendo minha garganta arder. Porra. Os minutos passavam e eu estava alí conversando com Abbie e Ky. As pessoas passavam e me olhavam fazendo com que eu me sentisse envergonhada, mas aos poucos a vergonha foi passando e eu percebi isso quando Abigail me chamou pra dançar com ela e eu aceitei, não sei bem o porque que de eu ter aceitado mas eu apenas o fiz. A música da vez é Ride do Twenty One Pilots, esse DJ faz eu me sentir como se essas músicas fossem todas pra mim, eu nunca me senti tão bem depois da morte dos meus pais como eu estou me sentindo agora, eu me sinto..leve e..começo a mexer meu corpo conforme o som animado dá música e começo a acompanhar a letra.

- Mexe bem essa cintura porque tem um cara muito gato te observando - Abbie falou.

- O que? Onde? - Perguntei olhando pra trás pra conferir. 

-Para de ser indiscreta Ariel, ele não está aí. - Ela falou. 

- E onde ele está? - Perguntei.

- Olha pra cima - Ela falou e eu olhei, e ali estava um cara no andar de cima, na área VIP com muitas mulheres ao seu redor, não dava pra enxergar muito bem, mas pelo que eu vi ele é MUITO bonito. Ele percebeu que eu estava olhando pra ele e me lançou um sorriso malicioso me fazendo ficar com vergonha. 

- Ai deus, será que ele estava olhando mesmo pra mim? Acho que você se confundiu Abbie, ele devia estar olhando pra outra pessoa e eu acabei passando vergonha pensando que ele estava olhando pra mim e agora ele vai pensar que eu estava dando em cima de.. -falei rapidamente quando fui interrompida por Abbie.

- Cala a porra da boca que ele está descendo. - Ela falou e voltou a dançar me incentivando a fazer o mesmo. 

- Ele foi pro bar e acabou de pedir uma garrafa de Tequila, ele está olhando pra cá, especialmente pra você, agora pra suas pernas. - Ela narrava cada coisa que ele fazia enquanto dançava.

- Ai meu deus que vergonha, vamos pra outro canto, por favor, esse cara está me deixando intimidada. - Falei. 

- Deixa de ser idiota garota, olha que gato é esse homem e você fica com essa 'vergonha', para com isso Ariel, você vai ficar aqui e..AI MEU DEUS. - Ela fala mas eu a interrompo. 

- O que foi - Perguntei curiosa.

- Ele está te chamando lá - Ela falou e eu olhei pra trás e lá estava ele me encarando com um copo de bebida e com aquele sorriso, ele faz um gesto como se quisesse que eu fosse até lá. 

- E agora Abbie? eu vou ou não vou? eu não sei, devo ir lá? ai meu deus, eu nem conheço ele! - Falei tendo um mini surto.

- VOCÊ VAI LÁ SIM! quem já se viu perder uma oportunidades dessas? não é todo dia que aparece um cara sexy, lindo e maravilhoso como esse não. - Ela falou.

- Mas.. - Novamente fui interrompida. 

- Mas nada, usa essa boca e usa ela só pra falar coisas úteis, beber a tequila que ele vai te oferecer e beijar a boca dele, agora vai lá! - Ela falou e foi me interrompendo na direção me deixando na metade do caminho.

Criei coragem e fui até o bar, mas que mera eu estou fazendo? eu só posso estar louca, como eu tive essa coragem de vir até aqui? Ai meu deus eu vou voltar. Não Ariel fica aqui, se você voltar a vergonha vai ser maior. Andei mais um pouco e me sentei do lado do gostosão.., quero dizer, o cara da área VIP. 

- Olá boneca? aceita? - Ele me encarou intensamente e me lançou um sorriso malicioso levantando a bebida no ar. No que eu estou me metendo senhor.











Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...