História Um amigo , um amor. - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Fofo, Imagine Jimin, Jimin, Jin, V (taehyung)
Exibições 64
Palavras 1.304
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Esporte, Fluffy, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Aviso


Fanfic / Fanfiction Um amigo , um amor. - Capítulo 24 - Aviso

Jimin Pov On

Chegamos no Karaoke e muitos jovens se encontravam lá, fim de semana é sempre assim. Olho as pessoas em volta e vejo alguém familiar entre elas.

—Ei, Namjoon!? -Grito acenando para o mesmo, que não demora a nos ver e caminha até nós.

—Oi pessoal! -O mais alto fala parando na minha frente, esboçando um sorriso simpático.

—Onde está o Suga e o Hoseok? -Tae pergunta.

—Ainda não chegaram! - O rapaz responde.

—Namjoon, essa é a Priscilla, minha namorada!" -Taehyung fala orgulhoso, enquanto envolve a garota com a conhota, esboçando seu sorriso quadrado.

—Oi! Prazer, eu sou o Namjoon! -Ele se apresenta e deposita um beijo no rosto da garota que sorrir tímida.

—Prazer em conhece-lo! -A coreana responde gentilmente.

—Também tinha chamado eles? -Pergunto fitando Taehyung. Não sabia que todos vinham.

—Ah, ne! -Tae responde. —Quero apresentar a Priscilla a eles.

—Entendi... Já era hora mesmo. -Respondo.

—Omo, a Elisa está tão linda! -Namjoon se aproxima da garota e lhe abraça, chegando quase a tirar seus pés do chão por ser baixinha.

—Obrigada! Você também está lindo! -Ela encerra o abraço e esboça um sorriso gentil.

—Vamos para a sala, ne? O outros nos encontram lá! -Tae se pronuncia e concordamos.

Entramos na sala e Namjoon pega o controle colocando em uma música da sua preferência.

—Essa aqui! -Ele fala animado e caminha até a frente, pegando os microfones em mãos. —Vamos Elisa? -Ele estende a mão que segura o microfone para a garota, que olha sem interesse.

—Anyo... Sou péssima cantando." -A garota responde e Namjoon insiste.

—Por favor, ne?" -O rapaz fala fazendo aegyo.

—Aigoo... -A garota retruca fitando o rapaz a sua frente, separados pela pequena mesa redonda. —Tá bom, você sabe que não resisto a aegyos. -Ela responde e pega o microfone da mão do rapaz ainda estendida e caminha para ficar ao seu lado.

Apenas aceno negativamente com a cabeça, enquanto observo aquela cena esboçando sorrisos da garota, ela não deveria ceder tão facilmente.

Rodeio a mesa para me sentar no sofá, sendo seguido por Taehyung e Priscilla.

—Vou pegar alguns lanches! -Tae se levanta e caminha para a porta, saindo pela mesma sem demora.

—Ela fala que não sabe cantar, mas na minha opinião ela canta bem! -A coreana ao meu lado começa.

—Ah ne... -Respondo sem voltar a atenção para ela, já que minha atenção estava presa a Elisa, na nossa frente de costas para a gente, assim como Namjoon, os dois estavam concentrados na letra da música que cantavam.

—Você gosta dela, ne?! -Ouço novamente a voz feminina, e logo sinto uma mão tocar minha coxa, rapidamente viro minha cabeça para olhar a coreana.. —Você poderia ter algo melhor,se quisesse! -A garota fala naturalmente, enquanto me olha com malícia, ignorando completamente os dois cantando na nossa frente, aposto que eles não a ouviram por causa da música um pouco alta. —Me interessei em voce assim que o vi! Então, o que me diz? -Ela continua, agora subindo sua mão pela minha coxa até chegar perto da minha intimidade, me deixando paralisado, incrêdulo com aquilo, somente observando o rosto daquela garota que começava a me dá nojo.

—Trouxe sucos e alguns lanches! -Taehyung entra pela porta acompanhado de Suga e Hoseok, fazendo a coreana rapidamente tirar a mão da minha perna e esboçar um sorriso para os três que entram na sala.

Assim, como com o Namjoon, a garota foi apresentada aos dois e cumprimentada de forma alegre por eles.

Depois daquele episódio incômodo, passei a prestar mais a atenção nela; antes o que parecia ser uma demonstração de afeto um tanto exagerado, agora me parecia algo forçado. O que me deixou irritado.

—Eu vou ao banheiro! Com licença! -Priscilla fala se levantando e logo sai pela porta.

Espero poucos minutos pela saída dela, e digo:

—Vou comprar uma garrafa de água!

—Eu também quero! -A Elisa fala animada, enquanto se diverte com os rapazes.

Saio da sala e caminho em direção ao banheiro feminino. Vejo Priscilla sair do pequeno corredor e me apresso até ela, agarrando seu braço e a levando de volta ao corredor.

—Ei, você está me machucando! -Ela resmunga e a ignoro, soltando seu braço apenas quando chegamos no corredor agora vazio, então passo a seguar o ombro da garota e a empurro contra a parede, me aproximoando mais dela, fitando seu rosto de perto, ainda segurando seu ombro.

—Vejo que gostou da minha idéia! -Ela falou com o mesmo olhar de malícia de antes, levando sua mão até a barra da minha blusa e coloca a mão por dentro da mesma, começando a tocar minha pele com sua mão gelada.

Desvio a atenção da coreana, olhando para um ponto qualquer e esboço um sorriso de deboche, depois volto a olha-la, que agora me fita confusa.

—Eu não gosto de mulheres como você! -Falo tirando sua mão do meu abdômen com a minha canhota, e ela me olha irritada, parece que nunca tinha sido rejeitada antes. —Não sei por que você está com o Taehyung, mas aproveite bem o seu tempo com ele, pois eu te garanto que não vai ser muito! -Começo. —Não vou deixar meu amigo seja feito de bobo! -Falo com seriedade, enquanto a garota me fita ainda irritada. —Está avisada! -Solto seu ombro e me distâncio dela, voltando a caminhar, a deixando  sozinha, e vou comprar as águas que disse que compraria.

[...]

Dentro do ônibus, não paro de pensar naquela garota. Como ela é capaz de brincar com os   sentimentos do Taehyung? Odeio quando fazem meus amigos de idiotas.

—Jiminni? -Ouço a voz feminina e acordo dos meus devaneios.

—ne... -Respondo voltando a atenção a Elisa, sentada ao meu lado.

—Você está bem?

—Ah, ne!" -Tento passar firmeza na minha resposta.

—Não parece! -A garota se aproxima do meu rosto e me olha nos olhos.

—Sem teste da verdade, ne? Eu já disse que estou bem! -Falo me afastando dela e olho para o outro lado.

—Aish... -Ouço ela resmungar e continuo olhando para um ponto qualquer.

Eu sei se contar o que aconteceu comigo no karaoke, ela irá contar para o Taehyung tentando ajudá-lo, mas eu sei que ele não a ouvirá e ainda ficará com raiva dela, e não é isso que eu quero. Vou tentar resolver esse problema sozinho, abrirei os olhos dele eu mesmo.

Descemos do ônibus, começando a caminhar pela calçada em direção a casa da Elisa. Já está um pouco tarde e o movimento da rua é pouco, mesmo querendo quebrar o silêncio entre mim e a garota, não tenho ânimo para puxar um assunto, deixando o silêncio permanecer.

Jimin Pov Of

Elisa Pov On

Ando pela calçada sem pressa ao lado de Jimin que desde o kakaoke, está agindo estranho. Aposto que aconteceu algo que não quer me contar.

O silêncio é pertubador, odeio quando ele fica calado, normalmente é alegre e não para de falar, mesmo me incomodando com isso, resolvo ficar calada, talvez ele queira silêncio.

A noite essa hora é bastante fria, e não demora para que o frio tome conta de mim, mesmo de mangas compridas, não é o suficiente pra me aquecer.

—Atim! -Acabo soltando um espirro causado pelo frio.

Assim que passo a mão no meu nariz para atrapalhar a vinda de mais um espirro, sinto algo sobre meu pescoço que logo é envolvido pelo mesmo, olho para Jimin que termina que enrolar seu cachicou no meu pescoço, cobrindo parte do meu rosto, chegando até meu nariz por ter o pano comprido e grosso.

—Não quero que fique doente!! -Jimin fala gentilmente, e esboça um sorriso que faz meu coração disparar e logo sinto minhas bochechas esquentarem.

Mas, que sentimento é esse? Por que fico assim, quando estou com ele? normalmente isso acontecia quando estava com o Taehyung.

Elisa Pov Of


Notas Finais


Desculpe qualquer erro.
obrigada por ler!!^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...