História Um amor à distância - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Romance, Sexo, Um Amor À Distância
Exibições 31
Palavras 631
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olha quem voltou!!!! Euzinha Leh *-* sentiram saudades? Nao né, tabon ;-;

Capítulo 17 - O que você faz aqui?


Pov - Maria Lethicia
São Paulo, SP. 07:00 horas

Maria - Bom dia meu amor - digo me virando para o lado e encarando o rosto de João.

João - Bom dia minha vida - ele me deu um selinho de bom dia.

Maria - Durmiu bem? - digo bocejando enquanto ele se espreguiça.

João - Durmi perfeitamente e sonhei com a mulher mais linda dessa mundo - diz ele deitando em cima de mim, me fazendo rir, e me dá um beijo delicioso.

Maria - Deixa eu adivinhar, sonhou que nós estavamos nos casando certo?

João - A cada dia eu tenho mais certeza que você é algum tipo de vidente - diz ele rindo e me fazendo rir também.

Maria - Bem... Precisamos levantar - digo levantando da cama e calçando as pantufas enquanto me dirijo para o banheiro do quarto.

João - Preciso mesmo levantar?

Maria - A menos que queira mofar nessa cama, precisa sim.

João - Ah, tabom vai. Fazer o que né vida cruel - diz ele se levantando com cara de sono, se ele soubesse o quanto é fofo com essa cara.

~*~

Pov - João Paulo
08:30.

Maria - Amor, "tô" indo ali comprar o café da manhã, beijos.

João - Beijos.

Maria sai e fecha a porta. Eu me deito no sofá de tres lugares e ligo a televisao em qualquer canal. Como sempre noticias péssimas: "governador corrupto é acusado de roubar 26 milhões de cofres públicos", "homem é esfaqueado até a morte em comunidade pacificada". Desligo e televisao e fecho meus olhos, e entao ouço alguem bater na porta.

João - A Maria deve ter esquecido o carteira - penso e me levanto para abrir a porta.

João - Você?! O que você faz aqui?

Anna - Sentiu minha falta baby?

João - Anna! Como você descobriu onde eu moro?

Anna - Eu tenho meus "contatinhos". E ai como vai?

João - Sai logo daqui, você não é bem vinda aqui - digo empurrando a porta para fechá-la, mais Anna a empurra entrando na minha casa.

Anna - Porquê todo esse estresse? Cuidado com o coração viu.

João - O que voce quer aqui?

Anna - Só vim saber como anda o meu amor ora essa.

João - Entao você deve ter errado de casa. Alias, voce é toda errada.

Anna - Sou errada mais eu sei que voce gosta - diz Anna me prensando contra a parede e me beijando à força.

Maria - Amor eu... O que é isso?

João - Calma - digo afastando Anna de mim - não é o que você esta pensando.

Maria - Como não se eu estou vendo com meus proprios olhos - diz Maria com os olhos marejados

João - Eu posso explicar tudo

Maria - NÃO QUERO QUE VOCÊ ME EXPLIQUE NADA - diz ela se virando e deixando as lagrimas escorrerem - eu vou embora.

João - Maria espera!

Maria - Saia daqui, nunca mais quero te ver na minha frente - diz ela saindo correndo.

Joao - Maria!

Anna - Esquece ela baby, vem aqui comigo.

João - E você sua inútil é tudo culpa sua - digo dando um tapa no rosto de Anna deixando a raiva tomar conta de mim.

Anna - Ai!

João - Maria volta aqui - digo saindo pela porta.

Anna - Ah João. Você ainda vai ser todo meu. Pode ter certeza.

Pov - Maria Lethicia
09:00 horas

Maria - Aquele imbecil do João me enganou. E ainda mais com a Anna que é minha pior inimiga. E eu não acredito que estou chorando por causa dele - digo correndo pelas ruas sem prestar atençao em nada, quando ouço o som de uma buzina e um carro freando próximo a mim - Ah!


Notas Finais


E ai oq acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...