História Um amor à distância - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Relacionamento A Distancia, Romance, Sexo, Um Amor À Distância
Exibições 13
Palavras 421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ta curto mais ta legal. Espero q seja satisfatório :-)

Capítulo 18 - Tudo culpa minha


Pov - João Paulo
São Paulo, SP.
10:00 horas

Bip, bip, bip.

Ouço o som dos computadores apitando a cada batida do coraçao da minha amada Maria.

... - Toc toc... Posso entrar?

João - Doutor. O que ela tem?

Doutor - O acidente foi grave. A paciente sofreu um traumatismo craniano e está em coma induzido. O estado dela é crítico.

João - Ela vai sobreviver doutor? - digo com os olhos cheios de lágrimas.

Doutor - Ela tem altas chances de sobreviver. Mais é bom que você esteja preparado para qualquer coisa.

João - Por favor doutor, faça ela melhorar.

Doutor - Estamos fazendo todo o possível, fique bem rapaz - diz o doutor saindo e fechando a porta.

João - Oh Maria - digo ja deixando minhas lagrimas escorrerem - se você pode me ouvir, fique aqui comigo, nao me deixe aqui por favor. Eu simplesmente não viveria sem você na minha vida. Eu te amo Maria.

Felipe - Posso entrar?

João - Ah, Felipe. Cara como é bom te ver aqui - digo o abraçando bem forte.

Felipe - Eu vim dar uma força pra você e pra Maria irmão, eu sei que voce ta precisando bastante.

João - É cara, só Deus sabe o tamanho do medo que eu tenho de a Maria não suportar e... - caio sentado no sofá e começo a chorar mais ainda

Felipe - Ei cara, relaxa ai. A Maria sempre foi uma mulher forte, ela vai sair dessa bem você vai ver.

João - A culpa é toda minha. Eu não devia ter deixado ela sair daquele jeito. Se ela morrer e-eu não sei o que sou capaz de fazer

Felipe - Você tem que ficar calmo. Pela Maria. Faz assim, vai lá fora. Respira, bebe uma água, come alguma coisa. Vai se distrair.

João - Eu tenho que vigiar a Maria.

Felipe - Eu cuido dela pra você pode relaxar.

João - Muito obrigado cara, nem sei como agradecer - digo sorrindo levemente enquanto seco as lagrimas.

Felipe - Nao é nada, disponha.

Me levanto e caminho em direção à porta.

João - Preciso esfrir a cabeça. Preciso relaxar. Acho que vou para casa. Mais antes preciso comer alguma coisa, estou morrendo de fome... Não, morrendo nao, nunca mais repita essa palavra João nunca okay? - digo respirando fundo e caminhando em direçao ao refeitório do Hospital.

~*~

Paro meu carro em frente a garagem de casa e desço. Quando de repente sinto um golpe no pescoço e desmaio.


Notas Finais


Suspense..... Tã tã tã tããã..... Eu amo suspense fica mais legal. E ai? Oq acharam? Devo aumentar os capitulos? Só que assim. Se eu aumentar vou acabar demorando mais pra postar :-\ bem... Lembrando q o Felipe é o primo da Maria, que é vizinho do João. Pro leitor q me deu as ideias. Eu vou modificar um pouco q é pra ficar mais interessante pra vc. Se não vc ja vai saber o final ai nao tem graça. Tem muita coisa pela frente gente talvez amanha eu poste dnv TALVEZ. Bem. Ja falei muito bjos bjos :-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...