História Um amor angelical:BlackPink e BTS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Personagens Originais
Visualizações 26
Palavras 1.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capitulo 1


Jennie on-

Oi sou a Jennie vivo em Seiul mas bem longe da cidade eu costumava a ir a pé pro colegio até que um dia aconteceu uma coisa bem esquisita,era um dia com um pouco de neblina e carregava minha mochila com as duas mãos segurando as alças,e aprenssiva pela estrada esta vazia sem nenhum movimento,mas derrepente vejo em meio a neblina o reflexo de luzes de um carro  olho pra trás e era um carro preto de vidros fumê eu acelero meus passos tentando chegar logo em algum estabelecimento pra me esconder,nao costumos sentir medo das coisas mas aquele carro me seguia e aumentava a velocidade eu fiz o mesmo acelerei meus passos mas não adiantou muito logo eu e o tal  carro ficamos lado a lado eu parei e o vidro se abriu dentro tinha um cara bem estranho ele me disse coisas horriveis queria me pegar pra me estrupar so que nao disse suas intenções eu que percebi então no momento que percebir isso em seus olhos sai correndo ele em seu carro não ficou atras e veio em alta velocidade eu corria desesperadamente e olhava para tras e so via os forois vindo em minha direção era algo desesperador e assustador.Fiquei cansada percebia que não tinha como escapar e tropecei em uma pedra batendo a cabeça no chão ficando com a visão embaçada derrepente vi o tal homem vindo em minha direcão tentei levantar mais não deu certo e caindo chão novamente ele me pegou em seu colo estava zonza mas percebi uma presença estranha era um garoto palido de cabelos brancos  parecia que eu ja o conhecia mas,ele se aproximava por tras fez um sinal de silêncio pra mim eu apesar da minha situação obedeci-lo ele sussurou no ouvido do homem assim

Solta a garota agora

Ele tomou um susto me largou no chão de forma agressiva fazendo meu corpo principalmente a cabeça entrando em atrito com o chão e se preparou pra dar um soco no garoto mas ele tinha sumido e reapareceu atras dele e começou a inforca-lo repetindo as seguintes palavras

Vai deixa-la?em?

O cara se negava e a cada negação era mais enforcado até que perdeu seu folêgo e deimaiou e vomitou sangue,eu via tudo muito embaçado e depois de ver isso feichei os olhos.Acordei num deposito em cima de uma cama emprovisada e ao lado um abajur que piscava pelo mal contato me levantei e vi ao meu redor umas fotos e um mapa gigante com pinos vermelhos marcando em diferentes locais queria fujir mas não tinha forças achava que estava nas mãos do cara mas assim que olhei pra tras em minha direção vinha caminhando o garoto palido ele sentou num banco e analizava seu mapa e disse:

Já está melhor?

Respondi:

Quem-quem é  você?

Xxx-não te enteressa,me responta esta ou não melhor?

Eu-um pouco,vo-você vai me fazer mal?

Xxx-não eu te salvei da quele corno desgrassado

Eu-obrigada mas por que me salvou?

Xxx-garota oque fazia na quela estrada sozinha?

Eu-tava indo pro colégio

Xxx-parece que nao sabe o perigo que corria(se virando pra mim com o banco)

Eu-posso ver seu rosto?

Xxx-pra que?

Eu-quero saber quem me salvou posso?

Era incrivel como ele fugia de algumas perguntas que eu fazia,mas por que ele veiu me salvar?insitir e insistir ate ele se revelar

Eu-diz por favor quem é você e deixa eu ver seu rosto

Xxx-ta....

Eu-vai mostra

Ele levantou-se e chegou perto de mim tirando seu capuz preto ajeitando seu cabelo

Xxx-satisfeita?

Eu-um pouco...agora me diz seu nome

Xxx-meu nome é Suga e já sei o seu é Jennie

Eu-como?

Suga-ummm vi no seu caderno

Eu-que entrometido em?

Suga-ja chega você tem que ir

Eu-não por favor não me deixa ir tô com medo

Suga-não vai acontecer nada com você 

Eu-por favor nao,se você nao estivesse lá com sera que eu estaria agora em?

Suga-mas e seus pais?

Eu-meu pai largou minha mãe e ela...ficou com trauma e bebe demais nem liga pra mim sou sozinha

Suga-nossa...eu nao posso te deixar aqui tenho que ir 

Eu-não vivi aqui?

Suga-não eu vim de...de Osasku

Eu-nossa lá deve ser lindo ne?

Suga-sim é

Eu-por favor Suga você me salvou eu não sei oque seria de mim não me deixa(segurando sua mão fortemente)

Suga-mas...

Eu-entao você vai e eu fico aqui

Suga-não posso eu te pesso vai

Eu-ta mas nao vou te esquecer nunca(abraçando ele)

Aquele abraço foi otimo nunca tinha abraçado e sido abraçada com tanta siceridade com tanto carinho me sentir segura ali ao lado dele

Eu-vou te dar meu numero(anotando)pronto aqui(dando pra ele)

Suga-obrigado

Eu-vai falar comigo?

Suga-sim,se quiser pode se comunicar comigo a qualquer hora se sentir medo ou algo assim

Eu-me sinto mais segura obrigada viu Suga agora tenho que ir

Suga-ta quer ajuda?

Eu-sim ainda tou machucada

Suga-olha vem cá bota sua perna  machucada aqui no meu colo

Eu-por que?

Suga-vou passar um liquido pra curar seus ferimentos

Eu-ta

Ele limpou com maior cuidado meus ferimentos botou um tipo de água parecendo metholate sabe?mas não ardia e depois enfeixou depois disso nos despedimos e eu fui embora.

Peguei um onibus encostei minha cabeça sobre a janela e so pensava nele no Suga meu anjo da guarda ele me salvou vou sempre lembrar dele peguei meu pequeno caderno de desenho ja lotado de desenhos separei uma folha pra ele e desenhei-o pra nao esquece-lo nunca,cheguei em casa entrei e vi minha mãe naquele estado de sempre a sala no chão com latinhas de cerveja e ela jogada sobre o sofá completamente bebada issoe deixa tao triste eu passei por ela e fui correndo pro quarto começei a chorar eu tava tão triste pela minha mãe,pra tentar esquecer fui tomar um banho quando voltei pro quarto fui mecher no celular e ouvi um barulho de buzina na frente de casa quando abro a janela pra ver era o mesmo carro de hoje de manha e o mesmo cara pensava oque ele veio fazer aqui?minha primeira reação foi feixar a janela meter um monte de roupas na mochila e tudo que fosse util porque minha mae tava fora de si e do meu quarto eu ouvia os doi bebendo e gargalhando eu tava horrorizada derrepente ele vem no meu quarto 

Xxx-oi garota

Eu-sai da qui(pegando a mochila e encostando na parede)

Xxx-nao se assuste vamos começar oque não tivemos tempo hoje de manha(me empressando na parede)

Eu-me solta seu vagabundo

Xxx-nao agora nao

Eu-me deixa em paz, e como descobriu meu enderesso?

Xxx-me aproximei da sua mãe e descobrir você senti uma vontade incrivel de te ter

Eu-sai ai sai

Ele começou a me beijar eu sentia um nojo horrivel e descia ao meu pescoço,abaixava a alça da minha blusa junto com a alça do sutiã

Eu-me larga,ahhhhhhhh

Xxx-shiu

Eu nao podia permitir isso entao dei um joelhada na sua parte intima na mesma hora caiu no chao de dor eu peguei minhas coisa e sai correndo de casa sabia que ia deixar minha mae mas nao podia ficar lá entao peguei a chave do carro do homem que estava sobre a mesinha de centro e sai com seu carro sabia dirigir por conta dos simuladores de jogos que tinha botei no gps a cidade de Osasku e segui em direção pra la mandei mensagens pro Suga avisando


CONTINUA...














Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...