História But it's as they say, hatred leads to love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eddsworld
Personagens Edd, Eduardo, Jon, Mark, Matt, Patryk, Paul ter Voorde, Tom, Tord
Exibições 113
Palavras 2.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


(Título merda eu sei)
PQP
É AGORA QUE ESCREVO ÇA MERDA
*Põe QUATROCENTAS músicas pra tocar*
Finalmente hoje chegou *w*
Espero que gostem ♥ Ah e tá bem perto do lemon ♥
Prevejo meus dedos tremendo de vergonha....

Capítulo 3 - Mais dias terei que aturar? Só pode estar a me zoar.


Fanfic / Fanfiction But it's as they say, hatred leads to love - Capítulo 3 - Mais dias terei que aturar? Só pode estar a me zoar.

Tord on 

Tomou um banho quente e não tão demorado,assim saindo do banheiro,parando no meio do caminho pois algo lhe interessou,não pude deixar de escutar a conversa de Tom e Edd,sério? Do que eles estão falando?Corri pro quarto quarto e vesti a roupa de sempre logo descendo as escadas chegando sorridente.

Tord: Do que estão falando?

Tom: Nada que lhe interesse.- Karalho,que rude,nem parece que dormiu comigo...Não pera.

Edd: Não é nada mesmo Tord,estamos só falando do Natal que tá chegando e tals...Isso me lembra que preciso comprar um ar condicionado.- Ele saiu despistando indo pra cozinha,pô Edd,nem pra colaborar.

Tom: É,e eu odeio o Natal.

Tord: Sim...Eu sei...

Tom: ... - Ele ficou me encarando.

Tord: Que foi?

Tom: Que tal sairmos? Sei lá,só pra esquecer esse ódio que temos,até porque,parece que teremos que conviver juntos.

Tord: Mas eu já esqueci.

Tom: Mas eu não.

Tord: Vou ter que deixar pra outra hora. - Lembrei de um compromisso que havia prometido e corri para a cozinha.- EI MATT! DÁ UM PULINHO AQUI.

Tom on

Legal,levei um gelo na tentativa inútil de pedi-lo pra sair e ainda ele foi correndo pros braços do Matt,fala sério. Ignorei e o segui também,vai que né.

Tord: Você sabe onde é a floricultura? Preciso urgentemente ir lá! .- Oi? Tord quer flores? Acho que estou sonhando.

Matt: Oh sim,amo ir lá! Mas infelizmente não poderei ir com você,já fui convidado pra ir com Edd comprar um ar condicionado! Tom sabe onde é,ele já foi lá comigo várias vezes.- Ele sorriu inocentemente,onde já se viu isso?

Tord: Então tá....-Ele se virou pra mim.- O passeio ainda está de pé certo? - Ele soltou uma leve risada,ele tá me provocando só pode ;-; 

Avisei Edd que iria sair com Tord e bom ele me olhou com aquele sorrisinho dele,droga Edd. Eu e Tord saímos em busca das tal flores,ele inventou de comprar algumas coisas fofas pra Matt e Edd e ele meio que ficou admirando PRATICAMENTE POR 1 HORA uma loja de armas,sério nunca vou entender os gostos desse garoto. Em pouco tempo já havíamos chegado na floricultura e como estava cheia,muita gente tava comprando flores hoje,Tord escolheu um buquê de margaridas,rosas azuis e lírios,deu até vontade de comprar também,ele pagou e logo saímos,percebi que ele estava realmente feliz.

Tord: Próxima parada; Hospital!

Tom: Quê? Porque logo lá?

Tord: Essas flores são especialmente para Jon,ele está por minha causa,e também vou os dar uma grande quantidade de dinheiro,sei lá,espero que seja suficiente. - BOOM! Agora tudo havia feito sentido.

Tom: E de onde você vai tirar todo esse dinheiro?

Tord: Eu dou meu jeito!

Andamos mais um pouco até o hospital e ficamos á espera de nos deixar entrar na sala onde Jon estava,até finalmente nos levar até lá.

Tord on

É agora! Somente preciso do perdão deles dois que já poderei morrer em paz sem arrependimento acumulado,cheguei um pouco perto de Eduardo que me fuzilava com o olhar e me sentei ao outro lado da cama,perto de Jon. O observei por um tempo e coloquei as flores sobre a cama,ele estava desacordado no momento.

Eduardo: O que você quer? Tord...- Ele falou olhando pra mim,com a raiva no timbre bem clara.

Tord: Eu só..Eu vim aqui para pedir desculpas,não,perdão Eduardo...e Jon - Ele me olhou e sorriu sarcasticamente como se não acreditasse nas minhas palavras.

Eduardo: Tente enganar outro! Pois eu não caio nessa!

Tord: ... - Olhei entristecido para Jon,sei que se ele tivesse acordado,ele me perdoaria,do jeito que ele era. - Eduardo,sei que fiz muitas coisas para que você não acredite em mim mas...Dessa vez é verdade,eu quero como preciso do seu perdão!

Eduardo: Uh...- Ele me olhou receoso e logo virou seu olhar a Tom. - É verdade isso Thomas?

Tom: Infelizmente ou felizmente é verdade sim,ele mudou bastante e parece que não vai mais fazer merda .- Oxe,calma lá eu não prometi nada ainda.

Eduardo: Bom...Se o próprio Thomas diz...É verdade - A qual é,ele prefere acreditar no Tom do que em mim? Que insulto a minha pessoa! - Me desculpe,mas...Estou com medo sabe...De perdê-lo....

Tord: Não se desculpe! Você está certo,e bom não é só o Jon que vai ganhar presente. - Tirei um enorme bolo de dinheiro do bolso e entreguei a Eduardo que me olhou impressionado e com um sorriso no rosto,eu me senti muito bem quando vi sua expressão.- Espero que ajude no tratamento ou sei lá,algo parecido.- Ri fraco e olhei pra Tom que sorria...PRA MIM?! Corei olhando pra Jon de novo,tentando desviar o olhar,calma Tord,ele só tá sei lá,orgulhoso?não sei!

Nós três ficamos conversando durante um bom tempo e teve um momento que Eduardo nos disse uma coisa que me deixou de queixo caído;ELE GOSTA DO JON.Pronto.Shippei. Falamos que caso ele precisasse de algo estávamos ali para ajudar.Acho que a nossa rivalidade finalmente teve um fim.

Fomos embora depois de um tempo,e bom,Jon não havia acordado,talvez,outro diz temos sorte e boas notícias.No caminho resolvi comprar doces pra mim,não sei porque,só comprei ah e comprei um fone de ouvido novo também.

Tom: Sério de onde você tira tanto dinheiro? - Ele falava me olhando em quanto eu comia um cupcake,sério amo doces pra um karalho,se existir alguma pessoa que ame doces mais do que eu,desconheço.

Tord: Acredite você não querer saber. - Falei desferindo mais uma mordida no cupcake. - Quer um pouco?

Tom: ....

Tom on

Isso foi meio estranho...Realmente ele falando assim,não dá vontade nem de perguntar,olhei pra ele por uns instantes e logo pensei em um ideia que até que poderia dar certo sem eu levar um tiro.

Tom: Não gosto desse tipo de doce.

Tord: Oh? Então de qual? Tem vários tipos sabe,acho que já se- O interrompi dando um beijo no canto de sua boca,retirando um pouco do chantilly do cupcake que havia ali. - ...?...??....Uh?!?!!?!? 

Tom: É desse que eu gosto. - Sorri e pisquei pra ele,que sem nenhuma surpresa,corou bruscamente,acho que dava pra cozinhar um banquete inteiro nas bochechas dele agora. - Haha,vamos logo.

Tord: O-O-Okay...- Ele gaguejou e me seguiu de cabeça baixa comendo os doces deles,obviamente para não me olhar,que fofo,

Tivemos que pegar um ônibus,porque Tord não aguentava mais andar,mas para o azar dele,ao longo do caminho,o ônibus foi lotando e pra mim não é um problema já pra ele que parece uma ervilha no monte daquela gente toda.Pra me aproveitar da situação e de que estávamos no fundão,eu o puxei e o pus em meu colo e ele ficou IMÓVEL o resto do caminho. Adorava provocá-lo desse jeito,não sei porque,me divirto e agora que ele "mudou" e nem se importa o quão perto eu chego,tá,ele me deu um soco no estômago,mas valeu a pena. Quando chegamos em casa ele correu na frente,pra fazer o que ele fez durante todo o passeio:Não olhar na minha cara, qual é até um cego veria o quão eu gosto dele.

Edd: Tom! Você chegou? Me ajude aqui! - Ele gritou do quarto dele,andei apressado até lá e bom,não é TÃO engraçado assim ver um baixinho gordinho tentando instalar um ar condicionado sozinho,mas comecei rir e não parei mais! - Para de bullo* comigo ;-;

Tom: Okay,okay! Parei - Segurei a risada e fui ajudá-lo e pronto,não foi tão díficil assim.

Edd: Valeu Tom! - Ele pôs as mãos na cintura me olhando sorrindo- Já estamos preparados pro frio! - Ele continuou sorrindo até ir sumindo aos poucos,pegando meu braço e puxando de leve. - Podemos falar a sós?

Tom: Ah..Claro eu acho - O segui até o quintal dos fundos,eu fiz uma piscina lá,tive que fazer,pois o verão esse ano tava muito quente.- Quer falar sobre?

Tord on

Aquele idiota! Ele pensa que não percebo,ele só tem me provocado desde que cheguei! MAS QUE PORRA THOMAS! TÁ SAINDO DO ARMÁRIO TAMBÉM?! Suspirei indo até a janela do quarto que dava acesso ao quintal dos fundos e oh,tem uma piscina! Mal conheço essa casa mas já considero pra karalho! Pensava sobre quando avistou Tom e Edd? Sozinhos? HUUUUUUUUUM,preciso investigar.Desci as escadas e me escondi de trás da porta,onde do outro lado eles estavam falando,coloquei meu ouvido sobre a porta pra escutar melhor o que eles falavam.

Edd: Bom Tom,eu meio que bolei um plano já,mas não sei muito bem se vai dar certo.

Tom: Sou todo ouvidos Edd,qualquer coisa já está bom! - Quê? Que papo é esse? CALMA,respira,acho que tem a ver com a conversa de antes,mas ainda sim,não sei o que é.

Edd: Eu vou fazer o segui-

Matt: EDD PRECISO DE VOCÊ! - Droga Matt! Logo no clímax porra! As vezes não me arrependo de ter dado um soco na sua cara!

Edd: Ah..Quando estivermos REALMENTE sozinhos eu lhe conto okay? - Ele falou e logo correu pra dentro,por sorte ele não me notou de trás da porta,mas sério,isso ficou muito agora,porque eles precisam ficar sozinhos? Eles estão escondendo algo de mim e do Matt? Tom ficará no quintal olhando pro céu,falando nisso tá quase na hora do almoço,fui em direção á ele pra sei lá,conversar?

Tord: Eai...

Tom: Hum? Ah é você..O que quer? - Ele disse meio desanimado.

Tord: Nada não,tá frio né? Eu adoraria nadar na piscina mas com um tempo desses...

Tom: Aah,sério? - Ele se aproximou lentamente de mim,logo me pegando no colo desprevenido e me jogando dentro da água,que tava congelando pra variar!

Tord: SEU FILHO DA PUTA! O QUE EU TI FIZ KARALHO?! - Gritei tremendo dentro dá água,tentando sair,mas Tom não deixava.

Tom: Muitas coisas.....- Ele falou tirando a roupa ficando só de box,por esse meio tempo fiquei olhando pra baixo um pouco corado,até perceber que o mesmo havia pulado dentro da água,karalho ele não sente frio não?! - Pff, você parece uma bola flutuando de tão pequeno!

Tord: Não precisava magoar.. -Joguei água nele e foi aí que iniciamos uma guerra de água.

Edd on

Ajudei Matt a escolher um espelho em que ele supostamente ficava melhor,francamente ele ficava bem em todos.Voltei para o quintal para voltar a falar com o Tom mas bom,me deparei com mais uma cena fofa daqueles dois,ambos jogando água um no outro como se fossem crianças,crianças apaixonadas que eu sei!

Edd: Será que to atrapalhando o casalzinho aí?

Tom: Sim e muito.

Tord: Oquê,não! Espera OQUE VOCÊ DISSE THOMAS?!

Tom: Nada - Ele riu olhando pro lado

Tord: Jeg hørte din idiot...- Ele falou em norueguês,acho que sou o único aqui que o entende.

Edd: Hihi,parece que vocês realmente se entenderam não é?

Tom: Aham,agora eu quero panquecas e uma garrafa de vodka.- Ele falou saindo da piscina e vestindo sua roupa.

Edd: Vocês tão com fome já?

Tom: Morrendo!

Tord on

Eles me deixaram aqui sozinho? Sério? Okay...
Depois de ficar meia hora pensando na vida resolvi sair da piscina,fui direto ao banheiro,tomar um banho BEM quente,estava morrendo de frio e depois fui pro quarto,vesti uma blusa de frio branca,a minha clássica blusa vermelha por cima e peguei uma calça colada,porque era a última...Tenho que voltar lá em casa.Peguei meus fones na sacola e comecei a escutar música,logo Tom apareceu no quarto,fiz uma cara emburrada e me deitei dando as costas á ele,voltando a escutar minha música,antes de pegar no sono,escutei uns sons pareciam gemidos mas não me importei,aumentei a música ainda mais e finalmente dormi.

Tom on

Isso só pode ser brincadeira! Além dele ter aquela bunda grande e redonda ainda tem que vestir uma calça colada desse jeito?!Fala sério.

Não consegui me segurar,estava excitado,sei que isso não é um grande progresso mas me masturbei em quanto imaginava cenas com ele vestindo roupas provocantes (Autora: Safadinho ewe) tipo maid essas coisas.Quando terminei de me aliviar percebi o que havia feito,eu preciso parar com isso! De provocá-lo e essas coisas! Precisava me afastar desse garoto,se não vai dar tudo errado!.Sai do quarto indo pro quarto de Edd,o encontrando deitado na cama lendo uma revista com Matt dormindo ao seu lado,pelo menos ele são fofos juntos.

Tom: Edd! é urgente! - Falei com pressa,só queria acabar com isso logo!

Edd: Sim Tom?

Tom: É sobre aquele assunto! Eu fiz aquilo pensando no Tord!

Edd: "Aquilo" você refere a...

Tom: EU ME MASTURBEI! PRONTO,AGORA VEM LOGO!

Edd: Oh Tom..- Ele se levantou vindo em minha direção e batendo a revista de leve em meu rosto.- Que impróprio!

Tom: Desculpe por isso,sei que você não gosta,mas é sério você me precisa dizer sobre seu plano!

Edd: Bem,eu tenho uma má noticia....

Tom: Só fala!

Edd: Eu irei planejar outro plano! O de antes não era bom e tava na cara que ia dar errado,então por favor espere mais um pouco.

Tom: M-Mas Edd!

Edd: Não se preocupe Tom,vai dar tuuudo certo okay?- Ele deu um beijo em minha testa sorrindo logo em seguida,tão carinhoso.

Tom: Okay Edd...Estou confiando em você. - Sorri pra ele,Edd,acho que ele é o melhor amigo que alguém pode ter.


Notas Finais



Eu não sei se deu 2 mil palavras mas eu tentei :v
*Bullo -> Se refere ao Bullying,é que em um vídeo do Cellbits,Felps falou "Bullo" por estarem o zuando,eu eu achei bem fofo :'v (Sou estranha sim,me julguem)
SAIU TARDE SIM
TO DESDE DE 14:00 ESCREVENDO ÇA MERDA
Espero que tenham gostado c=


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...