História Um amor de adolescente •Imagine Jungkook• - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jungkook
Visualizações 9
Palavras 1.798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIE, UM IMAGINE NOVINHO EM FOLHA \o/
Eu exclui Looks e Uma Paixão Errada por bloqueio de criatividade, não me matem ,_,

~Boa Leitura (〜^∇^)〜

Capítulo 1 - Os garotos novos


[17:00 p.m., sinal da saída]


Saí de minha sala, oitavo ano, e fui até meu armário que se encontrava ao lado do dá minha amiga, que era enfeitado com adesivos de flores.


  - Você viu aqueles três garotos novos dá nossa sala?- Laís me perguntou se aproximando.

  - Sim, vi.- respondi, fechando meu armário.

  - Eles são tão lindos e fofos, eu ouvi eles falando outra língua, era coreano.- ela disse e abriu seu armário.


Laís gosta muito de geografia, então ela quis aprender a diferenciar alguns idiomas.


  - Eles parecem japoneses.- falei arrumando algumas coisas na minha mochila.

  - Mas são coreanos.- Laís rebateu.

  - São tudo igual Laís.- falei e bufei.

  - Estou precisando falar urgente com você.- Laís disse enquanto arrumava seu armário.

  - Pode falar.- falei e me encostei no armário.


E começou a falar, fiquei olhando ao redor, mas meu olhar se encontram com os de um dos coreanos. Passamos um bom tempo daquele jeito, até que alguém o chama.


  - _______!- Laís me chama um pouco alto, chamando a atenção dos outros que estavam ao redor.

  - Fala baixo sua doida.- sussurei para ela.

  - Você não estava prestando atenção em mim.- ela disse, fechando seu armário.

  - Estava sim, vamos logo, eu quero ir para casa.- falei e puxei ela para fora dá escola.

  - Calma, eu não estou apressada. - ela disse parando.

  - Mas eu estou.- rebati e voltei a puxá-la.


Seu celular começou a apitar, ela tirou do bolso da calça e olhou quem era.


  - É o meu pai, espera só um pouco.- ela disse atendendo e se distanciando.


Sentei na calçada da rua e esperei. Nada dela voltar.


  - _______!- Laís me chamou, gritando.- Eu vou ter que ir pro trabalho do meu pai, depois a gente se fala.

  - Ta ok, tchau.- falei e acenei.


Me levantei e caminhei até minha casa, o sol estava se pondo e eu morava um pouco longe. Estava escurecendo e ficando frio, parecia que a cada minuto escurecia mais. Eu já estava perto de casa.

  - Cheguei, aleluia.- sussurrei para sí.


Abri o portão e fui até a porta, abri e entrei, mas quando eu ia fechar, um carro preto parou na casa da frente e de lá saiu um dos garotos novos que estava na mesma sala que eu. Ele me viu o olhando na porta, fechei e suspirei.

Subi e fui em meu quarto, coloquei lá minha mochila e fui para a cozinha.


  - Oi mãe.- falei e me sentei na mesa.

  - Oi filha, como foi a aula?- ela perguntou, mas sem desgrudar os olhos do notebook.

  - Foi legal.- respondi e suspirei.

  - Fiquei sabendo que temos vizinhos novos.- ela disse e bebeu um pouco de café.

  - Quem são?- perguntei.

  - Um casal e um garoto que aparenta ter sua idade.- ela respondeu.

  - Ah sim, eles são coreanos?- perguntei, já sabendo da resposta.

  - Eu não sei, eles têm olhos puxados.- respondeu e desligou o notebook.

  - Você poderia fazer amizade com o garoto _______.- meu pai disse entrando na cozinha.

  - Eu? _______? Nem morta.- falei irônica, mas meus pais não entendem o que é ironia.

  - Ele aparenta ser legal, vai filha. Vai que um dia vocês namoram.- minha mãe incentivou.

  - MÃE!- chamei sua atenção, corada. Eu namorando o garoto riquinho e popular da escola? Nem me dando um unicórnio alado.

  - Ta bom, parei.- disse e se levantou.


Ela já tinha feito o jantar, nos serviu e comemos. Eu sempre termino primeiro que eles, coloquei meu prato na pia e bebi meu suco.


  - Boa noite mãe. Boa noite pai.- falei e dei um beijo na bochecha de cada um.

  - Boa noite filha.- eles disseram juntos.


Subi, fui até meu quarto e fechei a porta, como era primeiro dia de aula no sétimo ano, não tinha tarefas. Tirei minha roupa e entrei no banheiro, tomei um banho morno, pois estava frio. Eu gostava de passar o tempo de baixo do chuveiro, sentindo as gotas mornas me molharem. Eu não podia gastar muita água, terminei o banho e me sequei. Saí do banheiro e senti um arrepio percorrer pelo meu corpo, frio e janela estava aberta. Abri meu armário e coloquei meu pijama cinza. Fui até a janela e fiquei olhando a rua, era cedo e tinha muita gente na rua ainda. É melhor eu dormir para não dar trabalho pra acordar a amanhã...


No outro dia


{Barulho do alarme, 06:00 a.m.}


Hum? Já é de manhã? Sério? Mas eu tinha deitado agora a pouco...

Acho que eu esqueci de dar um detalhe...eu estudo em escola integral, de 7:00 à 17:00, triste. Mas é a vida.

Me levanto e vou no banheiro, tomo um banho rápido e me enrolo na toalha. Saio do banheiro e vou até meu armário, pego uma calça jeans clara, uma blusa branca e meu tênis colegial, me visto rápido e começo a arrumar meu cabelo.


  - 6:45, merda.- falei enquanto terminava de arrumar meu cabelo.


Pego uma maletinha que estava na minha penteadeira, lá tinha vários batons que minha tia havia me dado de presente quando viajou para a Ásia, não lembro para que país ela foi. Peguei um que estava escrito "algodão doce", era rosa claro, passei e achei que ficou bom. Arrumei minha mochila, coloquei meu celular dentro com o fone de ouvido, desci e fui para a cozinha.


  - Bom dia mãe.- falei e me sentei.

  - Bom dia filha, coma rápido.- ela disse terminando seu café.


Tomei meu café, minha mãe se despediu e saiu. Meu pai sai as 5:30 para trabalhar.

Arrumei a mochila nas costas e saí de casa.

Fui andando até a escola, cheguei lá e Laís me esperava.


  - Até que enfim você chegou.- ela disse e descruzou os braços.

  - Desculpa o atraso.- falei, colocando uma mecha do cabelo atrás da orelha.

  - Desculpada, agora me diz, onde você comprou esse batom?- ela perguntou, olhando meus lábios.

  - Minha tia me deu uma maleta cheia desses batons, mas eu só gosto de usar esse.- respondi e entramos.


Fomos para a sala de aula, seria aula de matemática, eu era boa em Matemática...era o que a Laís dizia. Nos sentamos e esperamos o professor chegar.


  - To com sono.- falei para Laís e apoiei meu rosto em minhas mãos.

  - Faz o seguinte: dorme e fica com nota vermelha no boletim ou se matem acordada e fica com nota azul no boletim.- ela disse e sorriu.

  - Que horas são?- perguntei.

  - 7:05, por que?- Laís me perguntou.

  - Dá tempo eu ir na cafeteria comprar um café?- perguntei para Laís.

  - Dá, a aula começa 7:20 e a cafeteria é aqui perto.- ela disse.

  - Vou lá então.- falei, pegando um dinheiro que estava em minha mochila.


Saí da escola correndo e cheguei na cafeteria, ofegante.


  - Um cappuchino pra viagem, por favor.- falei para a atendente, ela anotou meu pedido e pediu para ei esperar um pouco.


Eu olhava para o relógio e mordia o lábio, eu estava nervosa.


  - Aqui está.- ela me entregou um copo com canudo, paguei e saí de lá.


Eu estava apressada, não podia me atrasar no segundo dia de aula.

Eu estava destraida enquanto tomava bebida, até que esbarro em alguém e quase derrubo o copo.


  - Desculpa, eu não te vi.- falamos juntos.


Olhei para a pessoa, era um dos "coreanos" que estava estudando comigo. Ele sorriu timidamente.


  - Desculpa de novo.- falou e seguiu seu caminho.


Fui caminhando para a escola e tomando a bebida, lembrando daquele sorriso que aquele garoto deu, era lindo...ele também é lindo.

Terminei de tomar o cappuchino e eu havia chegado na escola, joguei o copo num lixo que havia perto e fui para a sala.


  - Aleluia, você voltou.- Laís disse e me sentei.

  - Demorei muito?- perguntei.

  - Sim.- ela respondeu.


Puxei seu braço e olhei seu relógio de pulso.


  - Eu saí as 7:05 e agora que são 7:17, não demorei não.- falei.

  - Você demorou 12 minutos para ir comprar um café.- ela disse e bufou.

  - Cappuchino.- corrigi, ela me lançou um olhar mortal e fez biquinho.

  - Tanto faz.- ela disse, engrossando a voz.

  - Nossa, que medo.- falei e ri.


O professor entrou na sala e eu não havia percebido que a sala estava cheia. O garoto que se esbarrou em mim entrou em seguida e sentou em seu lugar.


  - Bom dia crianças.- ele disse, colocando suas coisas na mesa.

  - Bom dia.- todos nós falamos.


Ele começou a dar aula, explicando equação...que era fácil. Ele fez uma questão para um de nós respondermos.


  - _______, minha aluna favorita, poderia resolver essa conta?- ele perguntou.


Me levantei e fui até ele, peguei o pincel e resolvi a conta de matemática rapidamente.


  - Estou impressionado, voltei para seu lugar.- ele disse, lhe devolvi o pincel e me sentei.


Ele passou uma tarefa para entregar de tarde, agora era aula de geografia, Laís já ficava toda animada. Eu não estava nem aí para geografia, matéria chata.


[09:40 a.m., intervalo]


  - Eu...acho que estou apaixonada de novo.- falei para Laís, enquanto saímos da sala.

  - Como é?!- ela perguntou, me parando.

  - Eu estou apaixonada pelo garoto mais desejado da sala.- respondi, corada.

  - Pelo Jungkook?- ela perguntou, quem é Jungkook mano?

  - Quem é esse?- perguntei, confusa.

  - Já eu te mostro ele, vamos comprar algo pra comer.- ela me puxou para fora da escola.


Fomos comer pizza numa lanchonete que era em frente a escola, assim como a maioria dos alunos da escola.


  - Ta vendo aquele garoto alí?- ela perguntou, apontado para um garoto que estava junto a seis garotos.

  - Sim.- respondi.

  - Então, ele é o Jungkook, é por ele que você está apaixonada?- ela perguntou.

  - É.- respondi, corada.

  - Ele ta olhando pra você agora.- ela disse.


Olhei para o tal Jungkook, ele virou o rosto rápido.


  - Ele estava olhando para mim mesmo.- falei, olhando para o pedaço de pizza que estava na minha frente.

  - Eu disse.- ela comeu sua pizza.

  - É melhor a gente voltar e fazer a tarefa de matemática.- falei me levantando.

  - Vai comer não?- ela perguntou.

  - To sem fome, agora anda.- falei e puxei ela de volta para a escola.


Fomos para a sala de aula, pegamos nossas coisas de matemática e fomos para a biblioteca, que estava bem silenciosa. Nos sentamos em uma mesa distante.

Começamos a fazer a tarefa, nos ajudamos e terminamos rápido.


  - Preciso ir no banheiro.- Laís disse, se levantando.

  - Vai, vou ficar te esperando.- falei e ela saiu.


Fiquei anotando algumas coisas no caderno, até que vejo um caderno ser colocado na minha frente.


  - Pode me ajudar?- um garoto perguntou, olhei para ele e era o tal Jungkook.

  - P-posso sim.- respondi e sorri.


Ele sentou e abriu seu caderno, eu comecei a morder meu lábio. Pior hora para ficar nevosa.


Notas Finais


CAP GRANDE, MILAGRE BEATRIZ '-'

Espero que tenham gostado, um beijo com sabor de chocolate e até um dia (é semana de provas, então é até um dia :v)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...