História Um Amor de Amigo - (Imagine Seokjin) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Romance
Exibições 35
Palavras 1.684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora!!!
Boa leitura...😉

Capítulo 14 - QUATORZE


Depois de um tempo tentando se recuperar do baque por ter recebido a sonsa da Sook, eu me levantei e vi que a Pam estava sentada no primeiro degrau da escada esperando eu me recompor. 

- Será que agora você pode me contar o que está acontecendo com você? – ela se levanta me encarando seriamente. 

- A “Ex” do Jin esteve aqui. – falo ainda sentindo vontade de voar no pescoço daquela sebosa. 

- Sério? – Pam pergunta espantada. – E o que ela queria? – ela para de braços cruzados prestando atenção. 

- Adivinha? – eu faço cara de pouco caso. 

- Não faço a mínima ideia. – ela olha confusa para mim. 

- Ela veio aqui para pedir, não, para me exigir que eu termine com o Seokjin. – eu falo andando de um lado para o outro. 

- Mas que cara de pau. – minha prima fica surpresa. 

- Isso é pouco, ela veio me chantagear, disse que se eu não terminasse com o Jin ela iria acabar com a carreira dele. 

- Mas que garota baixa. 

- Agora eu não sei o que fazer, porque se eu continuar com ele, ela fará de tudo para convencer o pai dela a tirar o Jin do grupo, mas por outro lado se eu terminar com ele, quem sofrerá mais nessa história serei eu. – eu falo me ajoelhando e começando a chorar novamente. 

- Você não pode desistir, agora que tudo se ajeitou, não, você não pode abandonar o Jin por causa dela. – ela me olha séria. 

- Mas se eu não fizer isso, ela vai estragar a vida dele. – eu falo preocupada. 

- Não tome uma decisão precipitada, primeira coisa que você tem que fazer é conversar com o Seokjin antes e conte o que está acontecendo. 

- Eu não queria ter de preocupa-lo com essa história. 

- Mas é preciso, porque com certeza é isso que ela espera que você faça, que fique aí parada chorando pelos cantos. – ela me encara séria. 

- Isso nunca. – eu me levanto decidida. 

- Então, amanhã já cedo você irá combinar de se encontrar com o Seokjin para resolver isso, agora vamos dormir. 

- Sim, porque perdi até o apetite. 

...Quebra de Tempo... 

Na manhã seguinte eu decidi conversar com o Seokjin. Nós precisaríamos decidir o que fazer com essa situação toda. Eu ainda estava em recuperação em casa. Ainda tinha dois dias para descansar. Eu tentei ligar em seu celular umas três vezes e sempre caía na caixa postal, isso me deixou preocupada. 

...Yvi Off...Seokjin On... 

Eu estava em casa descansando no meu quarto, quando ouço Namjoon brigando com alguém na sala. Eu me levantei e resolvi ver o que estava acontecendo. Desci a escada e fui ver o que estava acontecendo. 

 Quando cheguei no fim da escada vi meu pai brigando com o Namjoon, ele estava completamente irritado e surtado. Ele ordenava que Namjoon o deixasse entrar, o empurrava e Namjoon não deixava ele passar. 

- O que está acontecendo aqui? – perguntei totalmente confuso. 

- Há... você está aí seu bastardo. – meu pai empurrou Namjoon e se aproximou de mim com uma raiva tão grande, ele me deu um tapa tão forte em meu rosto que eu fui parar no chão. Ele começou a me chutar e Namjoon foi para cima do meu pai o segurando para tira-lo de cima de mim. Logo chegaram Hope e o V na sala também nos ajudando. Hope veio me ajudar a se levantar e V ajudou Namjoon a segurar o meu pai. – Eu juro que se você destruir a sua carreira por aquela morta de fome, eu prefiro vê-lo morto tá me entendendo, eu acabo com você Seokjin. 

- Não fala assim da Yvi. – eu grito chorando com ele. 

- Você vai continuar defendendo ela? – meu pai fica mais irritado ainda tentando se soltar do V e do Namjoon. – Me soltem agora mesmo. 

- Não iremos solta-lo. – diz V o prendendo mais forte ainda. 

- O Senhor vai embora daqui agora, não vamos deixa-lo bater no Jim de novo. – diz Namjoon já irritado. 

- Ele é meu filho vocês não tem nada a ver com isso. 

- Nós somos os amigos dele, somos como irmãos, é claro que temos a ver com isso, se um de nós é afligido todos nós somos, então é melhor o Senhor ir embora agora mesmo antes que eu perca a paciência e chute o Senhor daqui. – Hope o encara bravo. 

- Eu devia ter analisado cada um de vocês antes de enfiar meu filho nesse grupinho de rebeldes. Eu só vou te avisar uma vez Seokjin, eu não me matei de trabalhar para poder pagar suas aulas de canto pra você jogar tudo no lixo, você vai dar adeus aquela menina, vai se afastar dela e vai voltar com a Sook, você vai se desculpar com ela e dizer que se enganou e que ama a “ELA”, você está avisado. – meu pai se solta dos meninos e vai em direção a porta e eu já estava me afogando em lágrimas. 

- E se eu não fizer isso? – perguntei entre soluços. 

- Destruirei a vida dela. – ele sério, sabia que não estava blefando. 

- Você não vai fazer nada contra a Yvi papai. – eu gritei o olhando com raiva, minha vida toda eu só fiz o que ele queria, isso não é justo. 

- Você vai voltar com Sook? – ele pergunta me encarando. 

- S-Sim. – afirmo contrariado. 

- Então eu deixarei ela em paz, caso contrário você será o culpado pelo que acontecerá com ela. – ele sai e vai embora e eu caio em um choro desesperado. 

- Cara me desculpe mais o seu pai só pode ser doente Jin, não há outra explicação. – diz V de olhos arregalados. 

- Com que cara eu irei falar disso a Yvi? Como eu vou terminar com ela? – eu passo minha mão no local onde ele me atingiu e resmungo de dor. – Hum... 

- Calma Jim, nós vamos te ajudar. – diz Hope tentando me confortar, mas eu sabia que de nada eles poderiam me ajudar. 

Nisso a porta da sala se abre novamente e olhamos para sua direção assustados pensando que meu pai havia voltado, mas eram só o Suga e Jungkook. 

- O que foi aconteceu aqui? – pergunta Suga assustado. 

- Uma longa história. – diz V. 

- O que aconteceu com você Jin? – pergunta Jungkook. 

- Não importa, eu preciso que você me faça um favor Jungkook. 

- Qual? – ele pergunta confuso. 

- Eu preciso que você termine com a Yvi por mim? – eu falo cabisbaixo. 

- Como é que é? – Namjoon explicou a situação eles e Jungkook me encarou com raiva. 

- Não você não vai fazer isso, não é? 

- Eu não tenho escolha. – eu falo irritado. 

- Claro que tem, enfrente o seu pai, isso tudo é culpa daquela mimada da Sook que não aceita ser passada para trás, e você vai ter coragem de voltar com aquela sonsa depois do que ela tem te feito? – ele pergunta me olhando indignado. 

- Eu não estou com cabeça para pensar nisso agora Jungkook. – eu falo bagunçando meus cabelos, estava tão frustrado que não conseguia raciocinar direito. 

- Mas vai estar para abandonar a Yvi? – ele pergunta me olhando de braços cruzados. 

- Não, por isso estou te pedindo para ir falar com ela, eu não vou conseguir encara-la. 

- Sinto muito mas eu não vou, eu não vou fazer isso com ela, me desculpe Seokjin, mas eu tenho certeza de que ela iria preferir que você explicasse como as coisas são e não que você foi um covarde novamente e a abandonou sem ao menos lhe dar uma explicação do porque você está fazendo isso mandando um amigo em seu lugar. Seria muito fácil toda cagada que a gente fizesse manda-se alguém para resolver em seu lugar sem ter que prestar contas neh. – ele me ra com sarcasmo. -

- Eu já entendi Jeon. – falo irritado. 

- Você pode ficar bravo com ele Jin, mas o que ele disse é verdade. – diz Suga concordando com o Jungkook, eu sabia que ele estava certo, mas eu não queria dar o braço a torcer. Eu respirei fundo e disse. 

- Eu vou falar com ela agora. 

 E me levantei e fui até o meu quarto. Peguei o meu celular e vi que tinha três ligações perdidas dela. Eu retornei e em duas chamadas ela já me atende. 

- Já não era sem hora neh? Já te liguei três vezes e você não me atende, onde você está? 

- Estou em casa. 

- Está tudo bem com você? 

- Nós temos que ter uma conversa muito séria Yvi. 

- Você está me assustando, o que aconteceu? 

- Eu vou até aí e a gente se fala, tchau. Eu desliguei o celular, peguei minha carteira e a chave do meu carro e rumei para a casa dela. 

...Seokjin Off...Yvi On... 

- Jin? Jin? – eu o chamo e ele já havia desligado em minha cara. – Que estranho ele desligou sem nem deixar eu terminar de falar. 

- Estranho mesmo, deve ter acontecido alguma coisa muito séria para ele estar assim. – Pam diz pensativa. 

- Sim aconteceu, uma coisa chamada Sook aconteceu em nossas vidas para nos atrapalhar. 

- Bom eu viu para o meu quarto e deixar vocês a vontade para conversar, qualquer coisa é só chamar. – ela me dá um beijo em minha testa e sai. 

- Obrigada Pam. 

Uns quinze minutos se passou e a campainha tocou. Eu corri atender a porta e lá estava Seokjin cabisbaixo e muito sério, nem parecia o mesmo Seokjin que eu conheço, todo falante e sorridente. 

- Jin? – eu o chamo. 

- Eu posso entrar? – ele continua cabisbaixo. 

- Claro. – eu dei espaço para ele entrar, o achei muito estranho. – O que foi que aconteceu amor, porque você está assim. – eu falei me aproximando dele, quando fui tocar em seu rosto, ele segura minha mão me impedindo de toca-lo. 

- Eu não posso mais ficar com você Yvi. – quando ele diz essas palavras, foi como se eu tivesse levado um soco na cara. 

- O que? 

...Continua...


Notas Finais


Comentem o que estão achando, pleases!!!
Bjokass 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...