História Um amor de Verão - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Vampiro
Exibições 1
Palavras 853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Poesias, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


bem o cap não e muito feliz mas está ai espero que gostem

Capítulo 3 - Lembranças tristes


Manoela off 

Ryan on

hm, sei não meu protetor está quase acabando.

Ryan:Manoela, o que você acha disso ja que você e palida feito eu?

Manoela: Eu acho legal e a paraia que ele está falando, o colégio ja nos levou lá, essa epoca do ano a praia fica quase sem sol

Ryan:Interesante, mas

TRIMMMMMMMMM

Manoela:Vamos?Você tem o que para comer?

(ferrou)

Ryan:Eu não coloquei nada não, cho que vou comprar.

Manoela:hm, se quiser eu divido meu ôbento com você (*v*)

Ryan:(*|||*) N-não precisa não não quero que você fique com fome...

Manoela:que nada, eu coloquei bastante, e que eu não a chei meu potinho do totoro :c

Ryan:Tendi, mas o que você colocou ai? Ta com um cheiro bom

Manoela: Obrigado, e uma surpresa huheuhuhheuhuhehuehue.

Ryan o que era aquilo que você tava fazendo na entrada?

Manoela:Era uma flor do buda, quer ver?

Ryan flor do buda??

Manoela: sim e uma flor bem bonita pera ai

Manoela colocou a senha do armario dela, pegou seu ôbento botou os livros na mochila pegou uma pasta cheia de origami, eu ja tentei fazer so que

Flasback on

Ryan:GRRRRRRRRRRRRRRRR( joga papel para longe)

FLasback off

Manoela: aqui, ela e bem facil de se fazer

Ryan:Nossa, ela e bem fofinha

Manoela estende a flor para mim

Manoela:Quer ela para você?

Ryan:não precisa, mas eu quero sim...

Pego a flor de sua mão ela quarda a pasta fecha seu armario nós dois vamos para a cerejeira ela abre o potinho de ôbento tinha muita coisa gostosa ali principalmente bolinha de frango empanado.....

Ryan:hmmmm, isso e meuito gostoso com quem você aprendeu?

Manoela:Que bom que gostou, aprendi com a minha...

ela ficou alguns minutos olhando para o nada, o olho dela quando ela falou aquilo perdeu o brilho especial que tinha

Ryan:Eu falei algo que não devia

Manoela:Não, podemos mudar de assunto?

Ryan:Claro, então você pode me ajudar naquela coisa que o professor passou no quadro?

Manoela:Claro, você vai no passeio? (olhar perdio)

Ryan:Eu vou, a visão daqui e tão bonita né?

Manoela:e muito bonita, mas-

TRIMMMMMMMMM

Ryan off

Manoela on

Manoela:Até mais tarde,eu vou para a aula de Matematica e você?

Ryan:Ed fisica, até

eu sinto falta da minha mãe, ela era a unica pessoa da minha familia que gostava de mim

aquela noite ainda está marcad em mim..... me sento na carteira o professor começou a falr sobre como a turma se saiu bme nas provas do bimestre passado

trimmmm

nossa nem vi a hora passar, eu não gosto de conversar sobre a minha mãe foi tão triste como ela morreu, olho para a marca de faca no meu braço

lembrança on

Manoela:Mãe olha que gatinho fofinho

Elisa:E muito fofinho, vamos entrar ja ta muito escuro para ficar ai fora

Manoela: ta bem mãe, quem e aquele moço ali mãe?

Elisa:ENTRA AGORA!

Manoela:sim mamãe

Fui pare meu quarto, não entendi pq mamãe ficou tão irritada

Elisa: O que você está fazendo aqui?!

??:Vim ver minha filha ue

Elisa: hahaha, não me fassa rir se voê chegar perto dela eu te esfolo vivo

??:Calma,bem pelo que eu saiba você ainda e minha mulher

Elisa: Eu nunca fui sua, sai de perto de mim

??: vamos eu sei você quer isso

Elisa: me solta!!

 eu sai de meu quarto e fui para escada dava para ver o que acontecia

Elisa on 

Elisa: me solta seu pervertido

tapa, ele pasou aa mão aonde dei o tapa, depois olhou para mim com um olhar mortal, dava para sentir o cheiro de bebida em sua alma, ele pegou meu braço e me lovou para a cozinha

Elisa: me solta,o que voc~e vai fazer com essa faca?!

??: fazer o que eu devia ter feito desdo inicio.

voltei para meu quarto peguei o telefone liguei para a policia

Moça: alá, no que podemos ajudar

Manoela: snif, tem um moço snif na minha casa ele machucou a minha mãe ele esta com uma faca

Moça: ok aonde você está, qual e seu endereço?

Manoela: no meu quarto....Rua royal street numero 55

Moça: va para um lugr seguro, ja enviamos uma viatura pra ai, não deslique o telefone

fui para dentro do armario escuto a porta do meu quarto sendo derrubada

??: Manoela aonde você està minha bonequinha, hm tendi quer brincas de pique e esconde né?

manoela: Moça ele esta aqui nomeu quarto falei bem baixo

Moça: calma, fica bem quietinha que nos ja estamos chegando eles ja estão na sua rua

??:ACHEI VOCÊ

ManoelaAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!SOCORRO!

ele passou a faca no meu ombro deixando um corte bem feio 

??:errei a mi-

nessa hora um homem pulou em cima dele fazendo a faca cair no chão eu sai de dentro do armario  corri para cozinha eles tentarão não deixar eu chegar perto de lá mas eu como era muito pequena pessei por eles facinho, la estava ela desmenbrada no chão no momento eu tinha paralisado não consequi processar muito bem aquilo , eles me levaram para casa do tio Leonardo mas antes disso eles colocaran um curativo no meu ombro dali por diante nunca deixei ninguem ver minha cicatriz nem saber como minha mãe morreu


Notas Finais


fui
(;--;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...