História Um amor de vida dupla - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabrina, Tikki, Wayzz
Tags Adrinette, Ladynoir
Visualizações 107
Palavras 1.252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá amores! Antes de irmos para o capítulo quero dizer que neste mês irei postar dia sim, dia não, exceto entre dia 19 e 24 porque vou estar de férias. Bom, vamos para o capítulo!

Capítulo 19 - Liberdade



Marinette OFF 
Adrien ON


Estes último 3 anos foram tão difíceis sem a Marinette. Acabei por encontrar uma cadelinha perdida, que era agora uma das minhas melhores amigas. Ela e o Plagg davam-se muito bem. O meu pai ficou feliz quando soube que a Marinette tinha ido embora, pois pensou que a Chloé iria ter alguma hipótese comigo. Durante estes 3 anos não namorei com ninguém. Afastava sempre potenciais candidatas a ocupar o lugar da Marinette. O Nino dizia sempre "Tens de deixar de afastar as raparigas! E se a Marinette não voltar? Ficas sozinho para sempre?"
Eu consegui tornar-me modelo, a Alya estava a tirar um curso de fotografia e produção de vídeos e o Nino um curso de música.
O Nino acabou por se tornar herói, o Tortue Vert, com o miraculous de tartaruga, e o seu kwami era uma pequena tartaruga, o Turtle. Quando isso aconteceu, eu contei-lhe sobre eu gostar da Ladybug, mas não desvendei que esta era a Marinette. O Turtle comia amendoins e ele e o Plagg davam-se muito bem.
Há uns tempos eu, o Nino e a Alya começamos a ir a um bar chamado Music Bar, onde o Nino costumava meter música em algumas noites. Como já éramos maiores de idade podíamos beber, mas não exagerávamos. 
O Nino e a Alya, apesar das dificuldades que passaram, permaneceram juntos e unidos. 


~de manhã~


Decidi ir passear e levar a minha cadela, Benny, e passei pela pastelaria dos pais da Marinette. O mais estranho é que estavam 3 mulheres a limpar a pastelaria, com umas malas pretas encostadas a um canto. Passei como se não fosse nada, talvez estivessem a renovar o edifício.


~de noite~


Aquela questão intrigou-me, e eu pensei "Será que a Marinette voltou de Londres?". Decidi ir dormir e verificar no dia seguinte.


~de manhã~


Acordei e eram 9:45h. Fiz a minha higiene, vesti-me e fui espreitar a casa dela. Quando lá cheguei estavam dois homens a transportar a mobília da pastelaria para uma carrinha, para dar a mobília à caridade. 
"E eu pensei que a Marinette estava em Paris... Pff, eu sou mesmo doido!"
Fui para casa para almoçar. Fui para a sala de jantar e o meu pai estava sentado à mesa. Sentei-me e a empregada chegou:
Alice- Sr. Agreste, o comer está pronto. Posso trazê-lo?
Gabriel- Sim Alice, por favor.
Alice- Com licença.
Ela saiu e o meu pai começou a falar comigo.
Gabriel- Então Adrien, o que estás a pensar fazer estas férias.
Eu já sabia onde é que ele queria chegar com esta conversa. De certeza que queria impor-me uma rotina: corrida matinal, a seguir esgrima, à tarde ir para um estúdio fazer uma sessão de fotos e à noite um evento qualquer para o qual ele seria convidado. Mas eu não seria a marioneta dele outra vez.
Eu- Estou a pensar ir à piscina com os meus amigos e a festas de verão.
A Alice chegou com os pratos, pousou-os à nossa frente, serviu as bebidas e retirou-se.
Gabriel- Então e o esgrima e as sessões fotográficas?
Eu- Deixo isso para de vez em quando. Não precisa de ser todos os dias.
Ele engasgou-se com o pedaço de comida que tinha na boca, mas recuperou rapidamente. Eu, com toda a naturalidade, levei um pedaço de comida à boca.
Gabriel- Não precisa de ser todos os dias?
Eu assenti afirmativamente com a cabeça.
Gabriel- Mas tem que ser todos os dias, senão vais perder a tua forma física e o teu emprego como modelo!
Eu- Não pai, este verão eu vou-me divertir!
Como eu já sabia como a conversa iria acabar decidi levantar-me.
Gabriel- Adrien, tu não sais desta sala até acabarmos esta conversa!!
Eu parei de andar e disse:
Eu- Pai, este verão eu não vou fazer aquilo que tu queres!
Gabriel- Vais sim! EU PUXEI MUITOS CORDELINHOS PARA FAZERES TODAS AS SESSÕES FOTOGRÁFICAS QUE TENS FEITO ESTES ANOS, PARA PODERES ESTAR NA CAPA DAS REVISTAS DE MODA MAIS FAMOSAS DE PARIS, POIS AINDA ÉS MUITO NOVO PARA APARECERES EM TODAS AS REVISTAS DE MODA! NÃO ME VAIS DESILUDIR AGORA!
Eu- EU NÃO QUERO SABER DO QUE FIZESTE OU DO QUE NÃO FIZESTE POR MIM! NÃO VOU SER A TUA MARIONETA OUTRA VEZ!
Gabriel- ENQUANTO VIVERES DEBAIXO DO MEU TETO VAIS FAZER O QUE EU MANDO!!
Eu- NÃO!!
Gabriel- ENTÃO PODES SAIR DE CASA!
Eu fiquei surpreendido, mas saí da sala e fui fazer as malas. Peguei nas minhas poupanças, cerca de 50,000€, e guardei-as. Decidi fazer vídeo chamada com a Alya e com o Nino.


~Ligação ON~
Eu- Olá!
Alya e Nino- Olá!
Eu- Olhem, vamos encontrar-nos no bar daqui a 15 minutos?
Nino- Sim, mas o que tens bro? Passou-se alguma coisa?
Alya- Sim, estás com uma cara!
Eu- Eu explico-vos depois. Até já!
Alya e Nino- Até já!
~Ligação OFF~


Eu desci com as malas e à porta estava o cozinheiro e a empregada, Gregory e Alice.
Eu- Obrigada por tudo!
Alice- Temos imensa pena que se vá embora menino!
Gregory- Sim Adrien. Tem mesmo que ir?
Eu- Sim, tem que ser. Vou ter imensas saudades vossas!
Alice e Gregory- Nós também.
Demos um abraço apertado e eu fui-me embora sem me despedir do meu pai. Tive que levar as malas e a Benny para o bar; deixei as minhas malas dentro do bar e a cadela nas traseiras. Sentei-me na nossa mesa do costume. O Nino e a Alya chegaram logo depois de eu me sentar.
Nino- Então bro, que se passou?
Eu- Eu já vos conto. Querem alguma coisa?
Nino- Eu quero amendoins e uma cerveja.
Alya- E eu quero uns pedaços de chocolate e uma cerveja também.
Cheguei ao balcão do bar e disse:
Eu- Carl, dá-me uma taça com amendoins com pedaços de chocolate e com um pouco de queijo camembert e 3 cervejas.
Ele deu me a taça e as cervejas e eu fui outra vez para a mesa. Pousei tudo e disse:
Eu- Malta, eu tenho 2 coisas para vos contar.
Alya- Diz lá, estou curiosa!
Eu dei um gole na minha cerveja e disse:
Eu- Bem, ontem de manhã eu estava a passear com a Benny e passei pela pastelaria dos pais da Marinette. Espreitei para lá e estavam 3 mulheres a limpar aquilo. Achei que a Marinette cá pudesse estar, mas antes do almoço fui lá e vi que estavam a retirar toda a mobília para dar à caridade.
Eles entreolharam-se e o Nino perguntou:
Nino- Achas... achas que ela cá está?
Dei outro gole na cerveja e comentei:
Eu- Não sei.
Bebericámos as nossas cervejas e ficámos em silêncio durante um pouco, até que a Alya decidiu quebrar o silêncio:
Alya- Qual era o outro assunto?
Eu- Bem, eu e o meu pai tivemos uma grande discussão e ele expulsou-me de casa.
Nino e Alya- O QUÊ?
Eu expliquei-lhes a história toda, bebi mais um pouco de cerveja e no final eu disse:
Eu- Bem, tenho que ver pelo lado positivo: finalmente estou livre do meu pai e das ordens dele! Agora tenho é que encontrar casa para mim e para a Benny.
Alya- Bom, oficialmente eu já vi de tudo!
Eu- Também eu!
Bebemos mais um pouco de cerveja até que o Nino disse:
Nino- Acho que não malta.
Eu e a Alya olhámos um para o outro, confusos, e a seguir olhámos para o Nino, que acenou com a cabeça para olharmos para a porta do bar. Nesse momento o meu coração disparou.
 


Notas Finais


Olá amores! Espero que tenham gostado do capítulo.
Queria agradecer aos novos favoritos, ~marina6985 , ~anabuterflay , ~Jayara e ~marichat86 por favoritarem a história. Quero também agradecer à ~CrazyKawaii6 e à ~Kory_Lover por comentarem.
Leitoras fantasmas, comentem e, se puderem, divulguem a história se gostarem dela, para esta fanfic poder crescer e me dar motivação para escrever. Beijos e até ao próximo capítulo!😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...