História Um Amor Diferente - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber, Miley Cyrus
Personagens Demi Lovato, Justin Bieber, Miley Cyrus, Personagens Originais
Tags Drama, Novela, Romance
Exibições 39
Palavras 1.376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei do mundo dos mortos
Desculpem a demora estava resolvendo uns problemas

Capítulo 17 - Sequestro


Fanfic / Fanfiction Um Amor Diferente - Capítulo 17 - Sequestro

Acordei no susto,outro pesadelo. Me levantei e fui até a janela,era madrugada. Abri a porta e desci as escadas,minha garganta estava seca. Antes de entra na cozinha eu escutei um falatório. Quando eu olhei,meu coração acelerou,tinha 3 homens parados,encostados na bancada,com máscaras no rosto e armas em mão. Subi os degraus devagar para não fazer barulho. Abri a porta do quarto,dando de cara com outro mascarado,fazendo eu dar um gritinho.

Um homem grande e de pele escura tapou minha boca e apontou uma arma para minha cabeça. Tinha outra mascarado no quarto,um deles olhava o Justin.

-Ele quer só ela,Vamos! ~Disse o homem que me segurava.~

Tentei me soltar,mas foi em vão. A única coisa que eu consegui foi deixar cair um abajur,mas isso acordou o Justin. Ele me olhou confuso,ainda meio sonolento,mas antes que ele pudesse fazer alguma coisa o homem parado ao seu lado o deu uma coronhada. 

-Pegue essa jaqueta ~O homem de pele escura falou para o de pele mais clara. Ele pegou minha jaqueta preta,que estava em cima da cadeira.~ Vista ~Ele me soltou,mas sua arma ainda apontada para mim. Fiz o que ele mandou. Assim que vesti senti uma pancada na cabeça,então desmaiei.

 

 


Acordei com uma dor na cabeça. Meus olhos tentavam se ajustar a luz. Eu estava sentada no chão,meu pé direito estava preso com uma corrente. Olhei em volta. Havia apenas uma luz,branca e fraca no centro da sala. Tinha uma porta de metal,com uma janela pequena,cercada por grades e um colchão fino no canto.  Me encostei na parede. Minha cabeça doía lembrando do que havia acontecido. Minha única preocupação foi Justin. Ele estava bem?? Onde ele estava?? Estava ferido?? Ele também estava aqui?? 


Um barulho de metal rangendo invadiu o quarto. Entrou um homem vestindo um terno. Quando olhei pra vê o rosto,me assustei,meu coração acelerou,não podia ser ele.


-Estão te tratando bem?? ~Disse ele puxando uma cadeira e se sentando na mesma. Eu só tinha percebido aquela cadeira agora. Me acalmei e respondi~


-Estão me tratando maravilhosamente,hotel 5 estrelas ~Falei sorrindo~


- Que ótimo,bom nesse horário o Justin deve está te procurando ~Disse ele olhando no relógio~  

-O que você quer?? Seja rápido ~Falei já sabendo a resposta~

-Meu dinheiro,simples ~Ele sorriu~ Você me dando o que é meu,eu não te mato

-Então pode me matar,porque eu sou leal ao meu NAMORADO,não ao meu "Pai". Prefiro morrer do que te ajudar ~Cuspi na cara dele. Senti um impacto forte no meu rosto. Ele me deu um soco?~

-Onde está o meu dinheiro?! ~Disse ele me encarando. Sorri pra ele,mostrando meus dentes avermelhados. Jason me deu mais um soco~ Cade ~Outro soco~ O ~outro soco~ Meu ~Mais Outro soco~  Dinheiro !! ~ele me deu outro soco,mas dessa vez sua mão veio de frente,acertando meu nariz. Senti uma dor infernal,mas não demonstrei. Senti um líquido escorrer pelo o nariz.~

-Você é um covarde,está batendo em mim porque eu estou presa. Me solta pra ver quem apanha ~Ele deu um chute na minha barriga,me fazendo se contorce de dor~

-Seu amor sofrerá muito com sua morte,mas a dele já está encomendada a muito tempo ~Jason deu uma ultima olhada no relógio.~ Não saia dai ~Ele riu~

Assim que ele saiu eu tentei puxar a corrente de ferro presa na parede. Eu preciso sair daqui. Me sentei no colchão no canto do quarto e esperei. Assim que Jason olhasse para o outro lado eu faria alguma coisa. Algumas horas depois a porta se abriu novamente,mas dessa vez entrou um segurança,com uma bandeja na mão,nela havia duas torradas,ovos mexidos,pão e geléia,acompanhado com um copo de suco. O homem colocou a bandeja no chão.

-Eu posso pelo menos tomar um banho?? ~Perguntei olhando para o homem~

-Depois de comer ~Ele se virou e saiu~

Comecei a comer,eu precisava de forças para sair dali. Assim que terminei o mesmo homem voltou.

-Levanta ~Assim fiz~ Estique as mãos para a frente ~Estiquei. Ele colocou uma algema em mim,depois de ver que prendeu o idiota soltou meu pé~

-Está com medo que eu fuja?? Parece que sou valiosa aqui ~O homem de pele morena segurou no meio da algema e me guiou até um corredor~

No fim do corredor havia uma sala enorme,chique como a do Justin. O homem me guiou escada a cima. Entramos em um quarto todo roxo.

-Qual seu nome?? ~Perguntei assim que paramos em frente a porta do banheiro~

-Finn ~Ele hesitou mas por fim respondeu~ . Vá tomar seu banho.

-Que horas são Finn?? ~Ele me olhou~

-20hrs ~Falou ele. Sorri e entrei no banheiro~

Liguei o chuveiro e deixei a água cair no chão. Tinha uma janela no banheiro,mas eu não consegui passar. Desliguei o chuveiro.

-Finn?? ~Falei ainda dentro do banheiro~

-Que?? ~Respondeu~

-Eu não consigo me arrumar no banheiro,eu tenho fobia de lugar fechado. Você pode esperar no corredor?? 15 minutos ~Disse ainda com a porta fechada~

-Sem chance 

-Por favor Finn, eu não vou fugir,até porque nem tem como ~Escutei ele bufa~ 

-Certo,15 minutos ~Escutei a porta se abri e fechar logo em seguida~

Dei uma olhada em mim no espelho. Nossa,meu rosto estava inchado e o sangue que saiu do meu nariz tinha secado. Eu não tenho tempo pra me limpar. Sai do banheiro. Andei até a varanda do quarto,tinha alguns seguranças no jardim,mas estavam afastados. Subi no corrimão de mármore. Eu consigo. Pulei nos arbustos,que se encontravam perto da varando. Cai com tudo nos arbustos. Ralei um pouco os joelhos. Me levantei rápido. Dei uma olhada em volta,certo,é só pular o muro. Estava escuro.Antes que eu pudesse correr eu ouvi gritos.

-Ela fugiu!! Rápido se espalhem!! 

Eu não ia esperar eles me encontrar. Corri o mais rápido que pude. O muro era alto,eu não ia conseguir pular. Portão dos fundos,casas assim sempre tem portões na parte de trás. Corri até lá. Não tinha nenhum segurança,assim que abri a porta escutei passos.

-Fique aí Demi ~Me virei para ver quem era,era Finn. Ele apontava uma arma para mim~

-Sério?? Você está magoado que eu te usei? Não fique assim. Bom eu preciso ir,Justin deve estar esperando. ~Virei e comecei a correr pela rua. Escutei alguns disparos mais continuei correndo.~

Tinha uma mansão do lado da outra,todas cercadas de seguranças. Será que aqui é o condomínio do criminosos. Ri com meu próprio comentário. Cheguei no final da rua,estava rolando uma festa em uma das mansões. Antes de eu entrar na mansão eu senti meu ombro molhado. Quando olhei para ver o que tinha acontecido eu vi sangue. Eu levei um tiro?? Aí meu deus eu levei um tiro. Minha respiração acelerou. Eu precisava ligar para o Justin. Olhei novamente para o portão de ferro aberto. Tinha um homem parado,fumando.

-Hey, por favor, ajuda ~Ele me olhou. Pelo rosto eu diria ter uns 25 anos. Senti minha perna enfraquecer e cai~

-O que houve com você?? ~Ele veio até mim.~ Você está sangrando ~Ele me pegou no colo e me levou casa a dentro.~

O garoto de cabelos pretos me deito no sofá e saiu para o jardim. O música parou,escutei alguns múrmuros.

-A festa acabou!! Todos fora daqui!! 

Minutos depois o mesmo homem que me ajudou voltou.

-Vou ligar para a emergência ~Disse ele tirando o celular do bolso~ Qual seu nome?? O meu é Paul

-NÃO! ~Puxei o celular da mão dele. Fazendo meu braço doer mais ainda. Tantos lugares para eles atirar foram atirar logo no ombro~ Eles irão atrás de mim

-Quem irá atrás de você?? ~Perguntou Paul~

-Pessoas ruins.... Posso usar seu celular?? ~Ele fez que sim com a cabeça~

Tentei me levantar mais estava fraca,tinha perdido muito sangue. Disquei o número do Justin. Ainda bem que eu decorei. Deu 5 toques e foi pra caixa postal.

-Olha se alguém aparecer aqui me procurando,não diga que eu estou aqui,por favor ~Falei olhando para Paul~

Disquei novamente o número dele e de novo caixa postal. Tentei pela terceira vez.

-Caralho! não entendeu que eu não quero atender! ~Disse Justin assim que atendeu o celular~

-Não desliga! ~Falei rápido~ por favor,eu preciso de você ~Falei sentindo minha respiração ficar pesada~

-Demi?? ~A voz dele quase não saiu~

-Sou eu ~Falei lentamente~

-Onde você está?? ~Disse ele apressado~

-Eu....Eu....Eu..... ~Senti minha cabeça cair,então tudo escureceu~
 


Notas Finais


Continuo?? ^_^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...