História Um Amor Diferente - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Darren Criss
Tags Romance
Visualizações 15
Palavras 1.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


É a minha primeira Fanfic,então aceito críticas para me ajudar a melhorar a história.Espero que gostem

Capítulo 1 - Um Dia Inesperado


 

Ela estava sentada  ao sol lendo um livro, ele estava conversando com os amigos até o momento que olhou para o lado e viu ela tão linda concentrada em um livro.

- Darren! Você ouviu Que tal a gente fazer parte daquele festival?

-Sim, claro Chuck, vai ser legal-ele não fazia ideia do que o irmão estava falando.

-Esquece ele Chuck, ele tá olhando pra aquela garota ali, não faz duas semanas que largou a Mia e já quer outro rabo de saia ou outro par de calças, hahaha .

-Cala a Boca Rick! A gente se vê amanhã-ele diz já se levantando.

Ele estava indo na direção dela, ele queria voltar mas algo o levava até ela, era impossível resistir, ele queria conhece-la.

-Oi? Posso me sentar ao seu lado?

-S-sim, Claro Darren.

-Você me conhece?-ele disse a olhando meio confuso.

-Sim, sou sua fã, meu nome é Larissa.

-Mundo pequeno, me desculpe por estar atrapalhando a sua leitura, talvez seja melhor eu ir embora-ele disse já  indo pra traz.

-Quê? Você não me atrapalhou, aquele livro é pra um trabalho da faculdade, só estava relendo um capitulo que não entendi, fique até porque  não é todo dia que você é notada pelo seu senpai-eles riram juntos, aquela sincronia era algo que não acontecia com ele desde do seu romance com Chris.

-Ainda bem que não fui expulso por você, na verdade eu vim porque te achei  linda e eu não sei, algo me trouxe até você, algo que não consigo explicar.

-Você também é lindo, por isso que eu sempre fui apaixonada por você, você é tão doce e divertido, sempre que estava com problemas ouvia suas músicas e isso me acalmava- Ela estava levemente corada.

-Você é tão fofa-Ele olhou para ela e a beijou no começo foi doce mas depois a puxou pra mais perto dele deixando-a sem fôlego –Me desculpe, me desculpe mesmo, eu não deveria ter feito isso, DROGA Darren, porque você sempre tem que estragar tudo?

-Você não estragou- Ela o puxou fazendo seus corpos ficarem juntos e o beijou da mesma forma-Eu te amo.

-Melhor a gente sair daqui, estou com sede me acompanha?-Ele disse estendendo a mão.

-Sim, mas acho melhor não  darmos as mãos, tem um monte de gente olhando

-Querida, depois daqueles beijos, andar de mãos dadas vai ser a coisa mais inocente-ele segurou a mão dela e notou a maciez  de sua pele, parecia uma pluma envolvida pelas mãos quentes e pesadas dele.

Eles entraram em um pequeno bar, não tinha muita gente lá dentro e quando chegaram ninguém os notou, ele a guiou a uma mesa e quando iria soltar a mão dela não consegui parecia estar colada na dele, ele olhou das mãos envolvidas direto para os olhos dela atrás dos óculos.

-Você está bem Darren? Parece nervoso.

-Eu não consigo soltar a sua mão, parece que está colada na minha ou talvez seja porque  eu sinto que se eu solta-la você vai sair por aquela porta- Ele não sentia aquele sentimento a muito tempo.

-Eu não vou fazer isso, eu quero ficar com você- Ela beijou a bochecha dele fazendo-o pensar “Como uma pessoa pode ser tão fofa?”

Finalmente ele soltou a mão dela e puxou a cadeira pra ela se sentar fazendo ela sorrir para ele.

-Oque você estuda?

-Eu estou fazendo uma especialização em Biomedicina na faculdade daqui de São Francisco e trabalho em um laboratório da analises clinicas e você Senhor . Criss?-Ela disse com um leve sorriso já sabendo a resposta.

-Bom, eu trabalho como ator, cantor e escrevo umas músicas, nada demais. Ahh quase esqueci, também me apaixono por garotas intelectuais e fofas- Ela riu abaixando levemente a cabeça.

 -Eu sei que você já namorou varias garotas, e talvez eu só seja só mais um casinho passageiro mas eu te amo de uma maneira tão diferente.

-Você não vai ser um casinho passageiro, e eu também te amo, EU TE AMO LARISSA! E quero que todos saibam disso.

-Darren, fala mais baixo por favor.

Depois que acabaram com os sucos e com as declarações de amor eles se levantaram e de mãos dadas foram embora do bar.

-Lari, posso te levar pra sua casa? Se você não se incomodar?

Claro, Darre, pode sim, eu não moro muito longe daqui.

Eles entraram no carro dele e foram pro apartamento dela, ela não morava muito longe mesmo, não deu cinco minutos e chegaram, subiram os degraus  enquanto conversavam.

-A gente vai se encontrar de novo, né?

-Sim, oque eu mais quero é estar com você, meu amor fica mais um pouco comigo?-Ela disse abrindo a porta e eles entraram no apartamento, ela o guiou até o sofá ao lado havia um porta retrato com a foto dela abraçando um homem mais ou menos da idade deles.

-Quem é esse cara? Você não tem namorado, tem?

-Hahaha, não esse é o Patrick meu melhor amigo, a gente divide o apartamento-Observando o olhar irritado dele ela continuou- Ele é gay, você vai adorar ele mas que pena que ele não vai dormir em casa.

-Hmmm, a gente podia aproveitar a situação-Ele a jogou no sofá e começou a beija-la  loucamente, tirando a própria camisa revelando aquele peitoral de Deus Grego fazendo ela olhar sem piscar, depois ele começou a beijar os seus lábios desviando a sua boca para o pescoço perfumado dela e o mordeu fazendo ela soltar um ganido arfado aproximando ainda mais o corpo dele tocando o seu peitoral nu, era tão macio e ao mesmo tempo forte, ele tirou a blusa dela indo em direção ao fecho do sutiã nas costas e quando abriu ele notou a pele dela ficar arrepiada.

-Darren, acho melhor não- Ela o empurrou delicadamente com uma das mãos.

-Desculpa Larissa, eu ñ sei oque eu deu em mim, é que você é tão, tão linda e eu realmente estou apaixonado por você-Ele disse se levantando.

-Eu também te amo, eu quero você mas foi a primeira vez que nos vimos e eu não quero fazer isso, não agora

-Tudo bem, eu te entendo, melhor ir pra casa- Ela assentiu com a cabeça- Mas antes quero o seu telefone, eu não quero te perder.

-Você não vai me perder- Ela colocou a blusa e foi até uma mesinha anotando o seu número em um papel rosa-Aqui está querido.

-Vou guardar muito bem, meu anjo-Ele a beijou de uma forma delicada-Até amanhã.

Depois de uns três minutos ela ouviu o celular tocar.

-Alô?

-Me esqueci de te desejar boa noite minha namorada-Ele conseguia ouvir a risada baixinha dela.

-Boa noite meu namorado.

Ela não acreditava que estava namorando com o Darren Criss, o seu amor supremo, uma coisa que ela sonhava  mas sabia que aquilo não iria acontecer mas agora era real, era ele. Darren não acreditava que depois de tanto tempo, com trinta anos estava se sentindo como um adolescente se apaixonando pela primeira vez, ele não sentia uma coisa tão parecida desde do seu romance passageiro com Chris.


Notas Finais


Espero que gostem e me desculpa se ficou muito longo é que me empolguei e acabei escrevendo demais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...