História Um amor do passado - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Visualizações 148
Palavras 1.854
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - A verdade é sempre o caminho


[...]

- Lucas ? O que aconteceu ? - Juliana perguntou aflita enquanto o rapaz tremia de frio do lado de fora da casa .
- Ju ...eu ...posso...entrar ? - perguntou entre dentes .
- Claro amor , entra .

O rapaz adentrou a casa da noiva ensopado e com muito frio , Juliana correu para o seu quarto pegar toalhas limpas para ele . Bom , na verdade ele estava desnorteado , o beijo que dera em Luíza nao saia da sua mente e isso o estava matando por dentro , era errado , ele amava Juliana , pelo menos era isso que dizia sua cabeça , a ruiva voltou apressada e entregou as toalhas ao garoto que não hesitou em pegar .

- Se seca , nossa , o que aconteceu ? Já sei , acho que aqui deve ter alguma roupa sua , você vivia dormindo aqui , sobe pro meu quarto , toma um banho quente enquanto eu procuro .

Lucas subiu até o quarto de Ju acompanhado da mesma , ele entrou no chuveiro e deixou que a água quente caísse em seu corpo , o contato com a pele gelada o fez se arrepiar repentinamente e em seguida dando lugar a uma sensação maravilhosa . Fechou os olhos rapidamente e a imagem da morena veio em sua cabeça , o modo como os lábios dela se encaixavam nos seus , o gosto do beijo , o cheiro dela , não era possível , ele estava se apaixonando por ... não , " Eu amo a Juliana " repetiu mil vezes isso . 

O banho de Lucas durou mais ou menos 1 hora, quando o rapaz saiu havia uma bermuda , uma camiseta e roupa íntima em cima da cama , ele rapidamente se vestiu , calçou as havaianas que a ruiva havia deixado também e desceu . Ela estava na cozinha brigando com o fogão , definitivamente Juliana não nasceu pra ser dona de casa .

- Quer ajuda ? - perguntou .
- Aí , eu to tentando ligar esse fogão faz uma hora e não consegui , queria fazer um chá pra você se esquentar , mas eu sou um desastre - disse fazendo bico .
- Deixa que eu ligo - ele disse rindo .

Em segundos Lucas ligou o fogão deixando a noiva boquiaberta , o rapaz colocou água no fogo enquanto a ruiva pagava as coisas . 

- Eu sei que tá frio mas essas foram as roupas que eu achei - disse ela enquanto procurava a caixinha de chá.
- Não , tudo bem , ah eu deixei as roupas molhadas no banheiro , não sabia onde por e ...
- Ok , depois eu peço pra empregada pegar e colocar pra lavar . 

Os dois ficaram em silêncio por um longo tempo , Juliana preparou chá para os dois enquanto Lucas continuava com seus pensamentos aéreos , qual seria a desculpa que ele daria para a garota , ela surtaria se soubesse do que aconteceu .

- Tá pronto , vamos pra sala - Chamou a ruiva . - Bom , agora me fala o que aconteceu - pediu enquanto se sentava no sofá .
- Ju é...eu...fui ... bom ...eu...
- Fala Lucas - pediu impaciente .
- Eu tava vindo aqui pra sua casa aí resolvi passar no mercado pra comprar umas coisas pra gente , conclusão , a chuva me pegou no meio do caminho e eu não consegui comprar nada - essa era a pior desculpa que alguém poderia dar , porem foi a única que Lucas pensou naquele momento .
- Sei , você chegou aqui nervoso , estranho , sei lá - falou .
- Fiquei irritado amor , só isso .
- Hum , tá bom , toma seu chá , não quero que você fique doente .

Se ela tinha acreditado ou não isso ele não sabia , mas pelo menos consegui evitar uma grande briga .

[...]

Já na casa de Luíza a morena ainda não estava acreditando no que havia acontecido , Manuela que havia ouvido tudo saiu do quarto e foi consolar a amiga .

- Lu .
- Aí Manu , e agora ? O que foi que eu fiz ? - falou desesperada .
- Calma amiga , a culpa não foi sua , aquele idiota que veio aqui te fazer um monte de perguntas sem nexo , o que ele queria hein- falou irritada .
- Não sei , ele tava diferente , aí que ódio , como eu sou burra , eu não devia ter me declarado pra ele Manuela. E o Jabá ? Eu gosto dele - falou .
- Mas não ama .
- E daí ? O Lucas também não me ama , ele só veio aqui pra me humilhar , ele nunca vai largar a Juliana pra ficar comigo .
- Garoto burro , o que você vai fazer amiga ? - perguntou .
- Falar a verdade , eu vou contar que o Lucas veio aqui , me disse várias coisas e me beijou - disse Luíza .
- Você é doida , ele vai brigar com o Lucas , certeza -  falou .
- Eu não posso mentir Manuela , eu não vou conseguir olhar pra cara dele sabendo que aconteceu tudo isso , ele não merece .
- É , você tem razão .

As duas continuaram conversando , Luíza decidiu contar a Jabá tudo que havia acontecido , bom se ele não quisesse mais nada com ela , tudo bem , ele estava no direito dele , mas não podia mentir , ele não merecia isso . O pior era que agora seu coração estava mais bagunçado que nunca , depois desse beijo ela só teve a certeza que sempre amaria Lucas . 

[...]

Era domingo de manhã , Luíza acordou por volta de umas 10 horas , tomou um banho , fazia frio lá fora e a morena colocou uma calça jeans , tênis , uma blusa e por cima uma blusa de frio . Pegou sua bolsa , escreveu um bilhete pra Manuela e saiu , ela iria na casa de Jabá , não aguentava mais esperar pra falar com ele . A garota só havia ido lá uma vez , era um lugar perigoso , não sabia como ele conseguia morar ali , andou umas quadras e chegou a casa do rapaz , bateu na porta três vezes e nada , devia estar dormindo , quando ela pegou o celular para ligar o mesmo abriu a porta , estava com uma cara amassada , os cabelos bagunçados e sem camisa , Luíza paralisou por longos segundos , "ele não sentia frio ? Pensou . A visão era ótima , Jabá era um gato , e sem camisa era melhor ainda , foco Luíza .

- Luíza ? - falou despertando a menina de seus pensamentos impuros .
- É ...oi .... - falou sem graça .
- Você aqui ? A essa hora ? Tá maluca , aqui é perigoso , eu te disse pra não vim aqui , a não ser que você me ligasse pra te buscar - falou ele irritado .
- Desculpa , eu tava com pressa , precisava falar com você .
- Tá , entra .

Luíza adentrou a casa do rapaz , era um local bem pequeno , mas bem aconchegante , ela se sentia bem ali , ele pediu pra Luíza se sentar enquanto tomava um rápido banho . Minutos depois Jabá saiu , enrolado na toalha e com os cabelos molhados , " assim fica difícil viu " pensou Luíza , tempo depois ele voltou já arrumado e cheiroso como sempre .

- Você já tomou café ? Quer alguma coisa ? - perguntou .
- Não , tô sem fome - falou a garota .
- Ok , bom , o que minha princesa quer falar comigo ? - perguntou dando um selinho na garota .
- Jabá eu ... não sei nem por onde começar - deu um longo suspiro .
- Aconteceu alguma coisa ? Você veio terminar é isso ? - perguntou .
- Não , quer dizer , talvez você queira terminar , o Lucas teve lá em casa ontem - falou .
- O Lucas ? O que ele queria ? .
- Não sei , ele chegou lá , disse que tinha ido me pedir desculpas por ter sido grosso comigo , aí depois falou que sabia do nosso namoro e começou a fazer perguntas estranhas .
- Estranhas ? Como assim ? - perguntou curioso .
- Primeiro ele perguntou se eu gostava de você e eu disse que sim , claro , depois perguntou se eu te amava ...(suspiro )
- E você ? .
- Disse que amar não , você sabe Jabá , eu sempre te disse que amava o Lucas , nunca te enganei e...
- Tudo bem , tudo bem , eu sei disso , mas ...
- Eu me declarei pra ele , mas depois mandei ele ir embora , ele veio com um papo que estava confuso e me beijou .

Jabá ficou em silêncio por longos minutos , Luíza já chorava copiosamente e tentava entender o que se passava na cabeça do namorado .

- Fala alguma coisa , por favor - pediu .
- Então vocês se beijaram - falou com mágoa .
- Sim , me desculpa por favor , eu tô muito mal com isso , você não merece nada disso , você é um garoto muito legal .
- Ah sim , legal , pra você eu sempre fui legal né Luíza , quando você me disse que amava o Lucas mas queria tentar comigo eu te entendi , eu sei que a gente não esquece um amor assim derepente , mas agora traição , aí já é demais - falou ele exaltado .
- Não me escuta , foi o Lucas que me beijou .
- Mas você também beijou , você sempre quis esse beijo Luíza , eu lembro de você falando pra mim o quanto sonhava com o dia que o Lucas te beijaria e eu lembro também de como aquilo me doía , só de ouvir você falar meu coração ficava pequeno , só que agora ouvindo tudo isso eu tenho certeza de que você nunca vai esquecer esse moleque - falou com a voz embargada .
- Me perdoa , por favor - pediu chorando .
- Ok , acho melhor você ir embora , eu vou ter uma conversinha com o Lucas , acho que já passou da hora .
- Não por favor , vocês vão acabar brigando - pediu desesperada .
- Vai embora Luíza , e eu vou sim conversar com ele .

Luíza saiu aos prantos da casa de Jabá , o rapaz também ficou desolado ao saber disso tudo , mas no fundo ele sabia que o coração da morena nunca fora dele . 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...