História Um amor em Nova Iorque - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Fanfic
Exibições 34
Palavras 1.944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Foi mal pela demora ^^" (Espero que gostem)

Capítulo 3 - Capitulo 3


Pov Morgan Walker – NYC – Quarta ás 07h15min

Acordo lentamente e sento na cama bocejando, olho para os lados e depois para o travesseiro ao lado do meu e depois disso levanto indo até o banheiro, faço minha higiene matinal e saio indo ao meu guarda roupa, escolho uma roupa confortável pra mim, coloco o meu all star preto de cano médio de sempre, faço uma maquiagem básica e pego minha bolsa já saindo do quarto.

~ Estranho...~

Desço as escadas calmamente e por algum motivo que eu não sei não conseguia escutar voz de minha irmã, nem a do meu pai e muito menos a de minha mãe, voltei ao andar de cima e verifiquei todos os três quartos da casa e não achei ninguém, deixei pra lá então desci novamente e fui a cozinha, comi três maçãs e depois disso peguei minha bolsa que tinha deixado em cima do sofá da sala, também peguei meu fone e meu celular, mas assim que saio de casa e me assusto ao ver Julian sentado na calçada de frente para a minha casa.

Julian – Demorou hein nega – diz ele se levantando e eu franzo o cenho reprimindo um sorriso.

-Nega? Essa é nova – ele ri enquanto vem ate mim atravessando a rua.

Julian – bom dia, pequena – ele pega meu rosto em suas mãos delicadamente e beija minha testa, o abraço e ele retribui carinhosamente depois nos afastamos e seguimos andando pra escola.

-Por que estava sentado em frente a minha porta? – pergunto depois de um tempo de silencio e ele coloca as mãos no bolso do casaco.

Julian – Não queria deixar você ir sozinha depois do acontecido - o olho.

-Que bonitinho ele está preocupado – ele me olha, mas logo desvia.

Julian – Vamos nos exercitar? – Franzo o cenho, mas começo a entender quando ele começa a correr então eu começo a correr atrás dele, enquanto fazíamos isso várias pessoas uniformizadas e outras não indo para seu trabalho a pé nos olhavam como se fossemos loucos, quando chegamos estávamos ofegantes e exaustos, recuperamos o fôlego e entramos rindo, fomos direto para o nosso armário, que era um do lado do outro, e trocamos nossas coisas.

-Qual a sua primeira aula? – pergunto a ele.

Julian – Acho que física quântica e a sua?

- economia – ele faz carinha triste e eu rio, o sinal tocou e ele correu pra sala dele sem se despedir, fiquei o olhando ir enquanto caminhava lentamente até que ele virou a curva e sumiu da minha vista me fazendo acorda e eu passei a andar mais rápido pra conseguir chegar a minha sala, assim que cheguei a professora estava apresentando a aluna nova a turma.

Professora – Pode entrar senhorita Walker – ela diz assim que percebe minha presença na porta e então eu entro já sentando no fundo atrás de minha amiga Sally, ela me olha e sorri de canto, mas logo volta a prestar atenção na menina. – Continuando essa é a Calissa, veio transferida de Miami e terminara o ano conosco, espero que se deem bem. – depois disso a menina veio e sentou na fileira ao lado e a aula começou.

(Quebra de tempo – 11h40min)

Depois de longas e entediantes aulas, finalmente tocou o sinal do intervalo, juntei minhas coisas e sai da sala e minutos depois Sally passou a me acompanhar andando do meu lado. Sally é uma amiga não muito antiga, mas é muito legal e muito divertida, quase sempre louca e está sempre mudando a cor dos cabelos.

Sally – Morgan você é idiota? – ela pergunta de repente assim que chegamos em nossos armários e eu franzo o cenho.

- Que pergunta é essa Sally? – pergunto abrindo meu armário.

Sally – Todo mundo sabe. – a olho.

-De que?

Sally – Que o Julian é louco por você – ela entra nesse assunto de repente e eu coro levemente. – e você também é louca nele.

- Mas por que você tocou no nome dele agora? Sinceramente você é estranha – digo tentando fugir do assunto.

Sally – Morgan Walker, não mude de assunto – ela diz me olhando enquanto fechamos nossos armários juntas.

*Ligação On*

-Alô? Mãe, o que foi? – pergunto estranhando sua ligação.

Mãe – Você vai sair mais cedo, seu pai vai viajar e disse que não quer ir sem antes se despedir de você.

- Okay, mãe eu acordei e a senhora não estava em casa, na verdade ninguém estava.

Mãe – Fui com seu pai ao banco e levei a Sophia mais cedo pra escolinha

- Sem necessidade você sabe, mas Okay até daqui a pouco. – Ela desliga e eu olho pra Sally.

Sally – o que foi?

-Vou ter que sair mais cedo – digo guardando tudo dentro da bolsa e a olho.

Sally – O que? Por quê? – ela pergunta.

-Meu pai vai viajar a trabalho e não quer ir sem me ver – ela suspirou e fez biquinho. – não faça isso – disse séria e depois rimos.

Sally – mas antes, você vai comer algo – ela disse colocando as mãos na cintura.

-É obvio – Ela ri e fomos conversando até o refeitório, mas quando cheguei lá parei na porta ao ver Julian sentado em uma mesa conversando com uma garota que eu não conhecia, confesso senti uma pontada de ciúmes afinal eu nunca tinha o visto conversar com uma garota que não fosse minha amiga ou eu não conhecesse nem de vista e também normalmente ele fica com o Sebastian ou o Will no intervalo.

Sally  – Morgan você esta bem? – ela pergunta me cutucando.

-E-Eu estou sim – digo voltando a olha-la e sorrio, adentramos o local e fomos para a fila, pegamos nosso almoço e sentamos juntamente ao Will e Luka mais dois amigos nossos.

Will – e ai meninas? – ele diz comendo a maçã dele.

- Fala ae Will – sorrio.

Will – Vocês sabem quem é a menina com o Julian? – tentei não parecer desconfortável.

Sally – Não e você tem alguma informação sobre ela Luka? Você que é o garoto que conhece todo mundo. – ele nos olha tirando sua atenção do livro que estava lendo.

Luka – é a Alice Lee, ela é a aluna nova do segundo ano – ele diz e volta ao seu livro.

~ Segundo ano? Quer dizer que o Julian gosta de meninas mais novas que ele? Eu também sou mais nova! Não pera, que? Aish! ~

Will – ela é linda né? Acho que o meu parceiro finalmente desencalhou. – após o comentário dele levantei bebendo minha coca cola e sai do refeitório, logo sai da escola e fui andando apressada pra casa, assim que cheguei entrei e praticamente bati a porta principal assustando meus pais que estavam na sala.

Pai – Morgan! – ele fala chamando minha atenção. – O que aconteceu pra você querer quebrar a porta? – ele pergunta e cruza os braços e eu respiro fundo me acalmando.

-Hm... Nada, não foi nada – ele me olha meio desconfiado, mas eu forço um meio sorriso que para a minha surpresa foi bem convincente, pois minha mãe voltou a arrumar a gravata de meu pai, então subi as escadas e fui ao meu quarto, assim que entrei encontrei uma caixa de presente com um laço enorme em cima.

~ Um presente? Gostei ~

Fui até minha cama e assim que abri a caixa tinha um gato lindo da raça Shorthair americano, o peguei no colo e o mesmo miou, era macho e eu percebi que ele gostou de mim assim que começou a me lamber e eu sorri o olhando, acariciei seu pelo e olhei seus olhos que eram esverdeados e seu pelo cinza com preto.

-Já que você é meu acho que precisa de um nome não? – sorrio. – hm deixe me pensar... – olho em seus olhinhos. – que tal Buddy ou Açúcar? - digo o olhando com um pequeno sorriso no rosto e o coloco na cama levantando, vou ao meu guarda roupa e escolho uma roupa mais fresca já que o sol saiu com tudo agr.

Mãe – Morgan! Vamos! – minha mãe grita e eu termino de me arrumar e pego meu celular na mochila, meus fones e os coloquei no ouvido e pus pra tocar cake by the ocean, depois disso desci com o celular na mão.

Pai – gostou do meu presente? – afirmei com a cabeça e ele sorriu me olhando.

Mãe – vamos? – ela sorri.

-Vamos – saímos de casa e entramos no carro da minha mãe, fomos direto para o aeroporto e quando chegamos lá entramos e ficamos esperando o horário do voo do meu pai, quando a primeira chamada foi feita eu suspirei.

Pai – tenho que ir, vem cá meu amor – Ele me chama – você sabe que papai te ama não sabe?

-Claro pai, eu também te amo – ele beijou minha testa.

Pai – Sentirei saudades de vocês duas – ele beija minha mãe, nos abraça novamente e depois se vai.

Voltamos para o carro e entramos, minha mãe me deixou em casa e segui para um outro lugar, assim que entrei eu fui logo ao meu quarto e peguei um blusão do Batman que fica um vestido em mim e um par de meias 7/8 preta grossa e então fui ao banheiro e tomei um banho assim que terminei, sai e me sequei me vesti e prendi meu cabelo em um rabo de cavalo alto, peguei meu violão que ficava no canto do quarto e sentei na cama o posicionando em meu colo e comecei a tocar A Thousand Years, minutos depois começo a cantar e meu gatinho fica de frente pra minha cama me olhando com a cabeça um pouco inclinada para o lado, sorri e continuei cantando. Depois de um tempo parei de tocar e então levantei e o coloquei no pedestal dele.

~ Agora eu estou entediada ~

Voltei a minha cama e me deitei, meu gatinho subiu em cima da minha barriga e eu comecei a brincar com ele, com um sorriso enorme no rosto eu brinquei um bom tempo com ele ali, quando senti fome descemos juntos e eu preparei algo para comer, fico na sala vendo televisão sozinha até que alguém bate na porta e eu me levanto e vou ate a porta.

Vizinha – Está entregue – diz a vizinha assim que abro a porta.

Sophia – GATINHO! – ela gritou e entrou correndo, sorri forçado pra garota e suspirei.

-Obrigada – fecho a porta e deixo Sophia fazer o que ela quiser pelo resto da tarde.

Como não iria a academia de dança hoje fiz minhas obrigações em casa e quando Sophia cansou de bagunçar tive que arrumar tudo de novo e então ela ficou no sofá com meu gato assistindo desenho, aproveitei que ela sossegou e subi, estudei pra álgebra, física e economia, depois de muito tempo já havia anoitecido e então eu me espreguicei, me levantei e bocejei quando eu ia tomar um banho eu celular tocou, então o peguei e logo atendi.

*Ligação On*

-Alô?

Julian – Morgan? Me ajuda, por favor – Me surpreendi ao escutar a voz de Julian no telefone normalmente ele não me liga só manda mensagem, mas a voz dele estava estranha, além de ele esta fungando ele gaguejou o que é mais estranho ainda.

-Julian você esta bem? – Ele fungou mais uma vez.

Julian – Não, Morgan eu estou na sua porta – franzi o cenho e ele desligou.

Desci as escadas e abri a porta vendo um Julian acabado, o canto da sua boca estava machucado, seu supercilio cortado, seu nariz estava sangrando e eu percebi que seus olhos estavam avermelhados e seu rosto estava um pouco molhado, provavelmente pelas possíveis lagrimas, ele segurava o braço que também sangrava e eu estava o olhando de cima a baixo  com uma expressão assustada no rosto, ele tentou rir, mas parou e gemeu baixo de dor.

Julian – Posso entrar? – ele perguntou com dificuldade.


Notas Finais


Qual nome é melhor Açúcar ou Buddy?
Favoritem se gostaram e comentem por favor ^^
Até outra hora :3
Sally - https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/bb/a6/db/bba6db6f0ae379fe969c8b3c2bd5b88c.jpg
Gatinho - http://static.fofuxo.com.br/_upload/galleries/2013/04/11/american-shorthair-51672950a3d94.jpg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...