História Um amor em Paris. - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Emilly, Max, Original, Romance
Visualizações 40
Palavras 904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá pessoal! Eu sei que demorei e peço mil desculpas! Mas aí está o capítulo! Boa leitura,espero que gostem! Eh não reparem nos pequenos erros ortográficos!!

Capítulo 37 - Não podem dormir juntos


Emilly P.O.V

Chegamos no acampamento as 7:00 horas quase que a noite eu e as meninas fomos procurar madeira para fazer uma fogueira enquanto Max e Bruno tentavam colocar a barraca para nós (é aquele tipo de casa de acampamento sei lá como é espero que entendam.) Peguei cinco madeiras e voltei onde estavam os meninos...

Max:Pequena,a nossa barraca!–Falou,apontando para a barraca.

Emilly: Ficou linda,amor!–Elogiei.

Bruno:Milly,cadê a Ana?–Perguntou.

Emilly: Ela está.. –Me virei para ver e ela não estava por perto.–Deve está pegando mais madeira.–Respondi.

Max:Dá aqui as madeiras.–Falou indo até mim.

Emilly: Claro!–Sorri entreguei a madeira em seguida limpei minhas mãos.

Max:Estava pesada?–Perguntou um pouco preocupado.

Emilly: Não muito.–Respondi.

Bruno:Vamos logo fazer a fogueira!–Falou pegando três madeiras das mãos de Max.

Max:Claro,cara!–Sorriu.

Emilly: Enquanto vocês fazem a fogueira eu vou entrar na barraca.–Falei,Max sorriu.

Fui até a barraca e entrei...

Ana P.O.V

Clara:Por que você desviou o caminho deixando a Milly sozinha?–Perguntou confusa.

Ana:Ai! Como você é sonsa criatura! Vou contar para o professor Matt sobre esse casalzinho brega.–Falei com um sorriso no rosto.

Clara:E o que você pretende fazer?–Perguntou.

Ana:Fique aqui e observe.–Mandei,saí dali deixando Clara de lado.

Caminhei até onde estava o professor Matthew ele estaca conversando com Giuseppe....

Ana:Professor, será que você tem um minutinho?–Perguntei.

Prof.Matthew: Claro,está precisando de algo?–Perguntou.

Olhei para Giuseppe em seguida pro professor..

Ana:Em particular. –Sorri.

Prof.Matthew: Giuseppe, vá ajudar os outros a construir a barraca.–Pediu.

Giuseppe: Claro! Até mais professor.–Falou e saiu dalí.

Prof.Matthew: O que a senhorita Ana quer?–Perguntou cruzando os braços.

Ana:Bem,professor na verdade eu vim aqui avisar o senhor que há um casal que pretende fazer aquela "coisa" juntos numa barraca. –Falei fazendo aspas com as mãos.

Prof.Matthew: Pode me dizer como vocês ficou sabendo?–Perguntou.

Ana:Bom,eu ouvi ele falando pro meu namorado. Ele disse que está ansioso para que isso aconteça. –Contei fingindo de inocente.

Prof.Matthew: E quem é o rapaz?–Perguntou.

Ana:Eu não posso dizer,porque ele vai pensar que foi meu namorado.–Falei tentando fazer ele não perguntar.

Prof.Matthew: Obrigado por me contar,Ana. Irei resolver esse problema agora mesmo.–Falou.

Ana:Obrigada,professor!–Agradeci e saí.

Voltei para onde estava Clara ela estava com a mão na boca tentando não rir..

Ana:O que achou?–Perguntei sorrindo.

Clara:Você é genial!–Elogiou.

Ana:Obrigada,criatura!–Agradeci.

Clara:E agora o a gente vamos fazer?–Perguntou.

Ana:Voltar para onde estão os outros e fingir que não sabemos de nada.–Sorri.

Clara:E se eles perguntar ?–Perguntou.

Ana:Clara,como você é ingênua e isso me irrita!–Reclamei.–A gente fala que estávamos pegando madeiras para fazer a fogueira. –Contei.

Clara:Boa idéia!–Sorrou animada.

Ana:Agora chega né! Vamos voltar pra onde estão os outros,anda!–Mandei.

Pegamos as madeiras e voltamos imediatamente para onde estavam os outros tentei parecer normal para que eles não desconfiem de nada.

Bruno P.O.V

A Ana está meio que demorando juro que me deu vontade de ir atrás dela mas fiquei receoso de que ela brigue comigo... Por falar nela lá está ela e Clara.

Bruno:Amor,por onde andou? Fiquei preocupado!–Falei indo até ela.

Ana:Ah,estávamos procurando a Milly,acho que ela se perdeu.–Contou me entregando as madeiras.

Max:Não,Ana a Emilly está na barraca.–Sorriu ajudando Clara com a madeira.

Ana:Achei que ela tinha se perdido.–Sorriu de lado.

Bruno:Amor,olhe a nossa barraca! –Falei a mostrando.

Ana:É linda amor! –Falou admirada.

Clara:Nossa! Quem fez a minha barraca?–Perguntou apontando para a barraca amarela.

Bruno:Eu.–Sorri.

Clara:Obrigada!–Agradeceu.

Vi o professor Matthew se aproximar da gente...

Prof.Matthew: Pessoal,voces vão dormir juntos?–Peeguntou arqueando a sobrancelha.

Bruno:Sim,algum problema?–Perguntei.

Prof. Matthew: Sim! Não é permitido casais dormirem juntos.–Contou.

Bruno:Eu não sabia dessa parte...–Falei desapontado.

Prof.Matthew: Pois agora vocês sabem. –Falou.

Max:Está bem professor! As meninas dormem juntas enquanto eu e Bruno vamos dormir juntos.–Falou tentando amansar a fera.

Prof.Matthew: Claro! Pode ser desse jeito.–Falou sorrindo.–Até depois meninos!–Falou e saiu.

Bruno:Por que o professor quer que a gente faça isso?–Perguntei.

Mas:Não sei,só sei que vou obedecer.–Respondeu.

Ana:Amor,não ligue pra isso a gente tem muitos dias para ficar juntos.–Falou me dando um selinho.

Bruno:Está bem! Vou deixar isso pra lá só porque você pediu.–Sorri.

Ana:Obrigada!–Sorriu.

Clara:Ana,você vai dormir comigo?–Perguntou.

Ana:Bem...não sei,a sua barraca é pequena.–Comentou.

Max:Você pode dormir com a Emilly. –Sugeriu.

Ana:Ah,não sei se ela vai querer isso.–Contou.

Max:Claro que vai! Vou conversar com ela.–Sorriu e foi para sua barraca.

Ana:Amor,vou pegar minha mala na nossa barraca.–Avisou.

Bruno: Pode ir,vou fazer uma fogueira.–Contei.

Ana:Até depois!–Sorriu e foi para nossa barraca.

Max P.O.V

Max:Pequena!–Chamei.

Emilly: Oi!–Sorriu ao me ver entrar.

Max:Eu vim te avisar que a Ana vem dormir aqui com você. –Falei com um sorriso de lado.

Emilly: E você? Vai dormir aonde?–Perguntou.

Max:Com o Bruno, o professor apareceu e falou que não é permitido casais dormir juntos.–Contei.

Emilly:Que pena! Estava ansiosa para dormir com você.–Falou triste.

Max:Amor,não fique triste. A gente ainda temos muitas coisas para fazer.–Falei acariciando a maçã de seu rosto.–Quem sabe a gente dá uma fugidinha para namorar? O que acha?–Sorri.

Emilly: Uma boa idéia!–Sorriu e me abraçou.

Max:A Ana já pode vim?–Perguntei.

Emilly: Sim,agora me dê um beijo!–Pediu.

Max:É uma ordem!–Sorri.

Me aproximei mais da minha pequena fazendo nossas testas se chocarem mesmo que a gente estávamos agachados na barraca pelo menos dava para ficar perto um do outro,encostei minha mão direita em sua nuca a puxando para um beijo minha língua pediu passagem ela cedeu enquanto nossas línguas faziam uma pequena batalha alguém fez um barulho semelhante à uma tosse do lado de fora fazendo eu parar o beijo.

Max:Eu já vou. Durma bem!–Sorri.

Emilly: Você também! –Sorriu.

Eu saí da barraca e Ana entrou em seguida... Como já eram 20:25 e poucos já estava a noite então fui dormir na barraca de Bruno..


Notas Finais


Gente,o que acharam? Amaram? Odiaram? Bem eu gostei de escrever a história menos a parte da chata da Ana. Enfim comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...