História Um amor em perigo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato
Tags Demi Lovato, Fifth Harmony, Wilmer Valdemarra
Exibições 11
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Mistério
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu nunca sei o que colocar aqui mas ok kkkkkkk

esse e o próximo capitulo são meus preferidos ate agora por que eu adoro uma tragédiazinha, novamente, obrigada por lerem <3

Capítulo 3 - Debbie


Chegamos na festa, e vi Wilmer de longe. Eu desesperei, meus olhos encheram d'água, tentei ficar calma mas sem sucesso, falei com a Demi e ela ficou sem reação, depois de cerca 30 segundos caladas olhando uma pra cara da outra, Demi disse,
- Vamos entrar antes que ele venha pra perto e termine em confusão. 
Então fomos nos duas. Ally, Dinah, Camila, Lauren e Normani já tinham sumido de vista como já previa, sempre quando vamos a uma festa cada uma vai fazer o que mais gosta, beber, dançar, e procurar boys. Eu e Demi sempre ficamos juntas e acabamos bebendo demais mas hoje isso não pode acontecer. Levo um susto quando Wilmer aparece ao lado de Demi, percebo que ele pega o braço dela de um jeito estranho, 
- Olá minha querida, quem é essa que você trouxe? Será um prazer conhece-la melhor. 
- Wilmer, deixa ela em paz, como você ja deve imaginar, ela é minha namorada, e sim, eu te troquei por uma garota. 
Perco o foco da discussão e começo desesperadamente a procurar (com o olhar) qualquer uma das outras meninas, vejo Ally perto da mesa do ponche e ela percebe o que está acontecendo, rapidamente ela lança um olhar pras outras que estavam mais longe e elas chegam ate mim em uma velocidade surpreendente, Demi ainda esta discutindo com Wilmer e quando a percebo ele esta segurando o maxilar da Demi com força como se fosse a enforcar a qualquer segundo, quando percebo isso as meninas já estão tentando soltar as mãos dele e eu estou chorando desesperadamente e tentando soltar as mãos dele também, quando conseguimos Demi se joga no colo de Lauren como se fosse desmaiar. Sinto uma dor muito forte no maxilar e de uma hora pra outra tudo fica escuro pra mim e não sei mais o que está acontecendo. 

Acordo em um cômodo escuro, em uma cama de solteiro encostada na parede o resto do quarto esta vazio e tem uma janela com uma cortina escura, estou sozinha nessa quarto. Levanto e vou checar a porta e por incrível que pareça estou na casa de Elena ainda, ouço o barulho da musica ao longe e saio do quarto a procura das garotas. Quando chego no salão onde estava acontecendo a festa, ele está completamente vazio e a musica não vem de la. Resolvo ir la fora e como já imaginava todos estavam la, mas, não vejo as meninas, vou em direção aonde Demi estacionou e lá estava o carro, intacto. felizmente ainda estava com minha cestinha e meu celular, disco o número de Demi, ela atende no mesmo instante e com uma voz ofegante diz, 
- Você precisa fugir, corra o mais rápido que puder pra sua casa e não olhe pra traz em circunstância alguma, eu e as meninas estamos a salvo na minha casa, se conseguir corra pra cá, mas seja rápida, ele não pode te achar. 

Logo depois disso, ela desliga o telefone e imediatamente começo a correr em direção a casa dela. Quando estou quase chegando olho pra traz e quando me viro, Wilmer está na minha frente com os punhos cerrados e com uma cara de dar medo. Então ele começa a me bater e gritar comigo dizendo,
- DEMI É MINHA! ELA NUNCA SERÁ SUA! 
Eu começo a entrar em desespero e chorar, sangue começa a escorrer acredito que pela minha cabeça ou pela testa, não sei, sinto muita dor no nariz, na têmpora e no pescoço. Ele começa chutar minhas pernas brutalmente, eu acabo caindo no chão e sinto uma dor muito forte na região das minhas costelas, então ele começa chutar minha barriga e por fim de abaixa e agarra o meu pescoço e diz bem baixinho, 
- Demi é minha. 
E novamente, tudo fica escuro pra mim



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...