História Um amor extremamente estranho - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Blásio Zabini, Cedrico Diggory, Cho Chang, Cornélio Fudge, Dino Thomas, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Neville Longbottom, Personagens Originais, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black
Tags Harrypotter
Visualizações 151
Palavras 680
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Hentai, Lemon, Magia, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6


Harry começou seu trabalho como monitor aquela noite, Rony era muito fraco com todos que encontrava depois do toque de recolher fora da cama, pois todas aquelas pessoas estavam atrás das coisas para a festa de Harry que aconteceria no dia seguinte. 


Já Harry queria se bater quando tinha que deixar alguém passar por causa daquela bendita festa. Harry sentia que era errado, ele não queria enganar Dumbledore, não queria que tantas pessoas se arriscassem por causa daquela festa. Não queria que Draco fosse enganado. 


Depois de revistarem todos os andares, Harry e Rony voltaram para seus dormitórios, Harry estava cansado, então se deitou e dormiu rapidamente. 


Sonho On


"- Depois que tudo isso passar, eu gostaria que você fosse morar comigo." 


"- você tem os olhos da sua mãe Harry!" 


"- Avadakedavra!" 


"- Eu matei Sírius Black! Eu matei Sírius Black! Vem me pegar Harry!" 


Sonho off


Harry se levantou ofegante, sua camisa estava ensopada de suor e sua cabeça cheia das lembranças daquela noite. 


- Outro pesadelo? - Rony disse olhando para Harry. 


- Sim. É sempre o mesmo. Eu pensei que pararia depois de um tempo. Mas continua cada vez mas forte. - disse Harry, Rony se levantou e foi até a cama de seu melhor amigo, ele sabia o que viria a seguir. 


- Eu sinto tanto a falta dele Rony. Tanto. - Disse Harry e as lágrimas começaram a cair incessantes de seus olhos. Rony o abraçou com força, oscilando sua presença, só o bastante para acalmar Harry. 


- Eu sei Harry. Eu sei. Eu estou aqui. - Disse Rony acalmando Harry. 


.......... 


Fred e Jorge se juntaram a Rony e Harry na manhã do dia seguinte, tomaram café da manhã todos juntos. Fred sempre era muito Cortez e amoroso com Harry. 


Mais tarde Fred e Jorge começaram a preparar as coisas para a festa. Segundo Fred, tudo tinha que ser perfeito. Era importante para ele que Harry ficasse feliz nessa noite, pois seria a noite em que Fred diria ao moreno que o ama. Fred sempre nutriu uma paixão secreta por Harry, desde o momento em que o viu pela primeira vez, mas nunca pode dizer isso a ele, pois nunca teve a oportunidade. 


Essa noite seria sua última chance de ter o coração do moreno. 


A noite já caia, e a hora da festa estava próxima. 


Depois de muito discutirem Fred e Jorge resolveram colocar o plano para trancar Draco no armário de vassouras em ação, Fred faria o papel de minerva, enquanto Jorge trancaria a porta. Assim Draco não suspeitaria de minerva quando fosse perguntar quem o trancou lá dentro. 


....... 


Harry estava andando pelos corredores em direção a tal festa enquanto pensava em um certo loiro soncerino, Harry não conseguia deixar de pensar em Draco, por mais que quisesse isso. 


Sem perceber Harry já havia caminhado até o armário de vassouras com seu subconciente. Era quase involuntário. Harry lutava contra si mesmo para entrar lá dentro. Mas não havia mais tempo, Draco já estava por perto, o ômega sentia a presença do alfa, que o mesmo fazia questão de esbanjar. Sem pensar direito Harry entrou dentro daquele minúsculo espaço e ficou quieto esperando o que ia acontecer. 


Harry ouviu os passos perto da entrada e se agaichou ainda mais ao lado da pilastra. 


- O que minerva queria que eu visse aqui?- Harry ouviu a voz do loiro falando sozinho enquanto entrava no pequeno armário, mas antes que o mesmo pudesse fazer mais alguma coisa, a porta atrás de si se fechou o deixando trancado ali dentro. 


- Hey! Abra a porta! Abra já essa porta! - disse Draco socando a porta de madeira afim de que alguém lá fora ouvisse. 


- Draco. - disse Harry de levantando e indo até o loiro. 


- Potter? O que você está fazendo aqui? - perguntou O loiro confuso. 


- Eu ouvi passos e entrei aqui dentro. O que está acontecendo? - mentiu Harry. 


- Alguém me trancou aqui. E eu preciso sair. - disse Draco enquanto voltava a esmurrar a porta com força. 


_____________ ︶︿︶_____________



Notas Finais


Vai ter outro capítulo amamhã pessoinhas então acalmem seus nervos... kkkkkk

Comentem pra eu saber de vocês estão gostando!!!

Amo vcs Bjoss ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...