História Um amor improvável - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Ash, Cake, Finn, Fionna, Jake, Marceline, Marshall Lee, Princesa Caroço, Princesa De Fogo, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Príncipe de Fogo
Tags Aventura, Comedia, Novela, Romance, Suspente, Terror
Exibições 37
Palavras 564
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oii gente mais um capítulo espero que gostem e se gostarem favoritem e divulgem a fanfic ;-)

Capítulo 21 - No inferno


Demônio :_excelente

marcy:_só vou pegar a minha mochila

demônio :_não precisará de nada disso!

marcy:_ok

demônio :_vamos?

marcy :_como vamos fazer pra chegar lá?

marcy :_verás!

O demônio se ajuelhou no chão é começou a falar umas palavras estranhas, fazendo um pentagrama se abrir no chão.

demônio :_siga me

marcy:_ok

Quando entrei no pentagrama, eu começei a escorregar tinha larvas no chão, restos mortais e outras coisas estranhas.

demônio :_chegamos

Era tipo uma cidade, mas no inferno tinha casas, prédios e lojas, pássaros mutantes gigantes. É a cidade era em chamas, lembrava o reino de fogo.

demônio :_está com fome?

Marcy :_um pouco

demônio :_ Irei te levar na melhor lanchonete da qui

Quando chegamos na lanchonete todos ficavam me olhando e me encarando. Quando o demônio entrou todos que ali estavam se curvaram. Deve ser porque ele é o demônio e o rei das trevas. Centamos em uma mesa pequena é preta, todas as mesas ali eram pretas.

garçonete:_olá boa tarde, em que posso servi-los?

demônio :_eu vou querer uma tarça de seu melhor vinho e carne de bode, mal passada

garçonete:_é a senhorita?

marcy :_um amburgue, uma porção de fritas é um suco de laranja

garçonete:_ já volto com os pedidos

demônio :_o que achou do meu reino?

marcy :_é bem diferente do que eu imaginava!

demônio:_é o que você imaginava?

marcy :_pessoas sendo queimadas, aprisionadas e pedindo misericórdia!

demônio :_que imaginação a sua!

marcy:_me fale sobre seu filho Lúcifer!

demônio :_Lúcifer é um ótimo rapaz, tem a sua altura, tem cento é dezenove anos...

marcy:_ele é um vampiro?

demônio :_metade,a mãe dele era uma vampira

marcy:_erá?

demônio :_sim. Infelizmente minha amada Catherine foi caçada até a morte por uns caçadores de vampiros. Eu os matei mais isso não fez a minha amada voltar. Levei ela pro hospital ainda tinha chance dela sobreviver, mas ela me implorou pra salvar a vida da criança.

marcy :_eu sinto muito!

demônio :_não sinta

marcy:_intão você ainda era humano?

demônio :_sim

marcy:_qual era o seu nome quando você era humano?

demônio :_Luciano

marcy:_intão eu posso te chamar de Luciano?

demônio :_se prefere assim

A garçonete chegou com os pedidos, eu não pude deixar de notar que o Luciano não parava de olhar para o decote da blusa dela, ela se aproximou e sussurou algo no ouvido dele que deu pra escutar ela disse : “vamos repetir a brincadeirinha de ontem?”, Luciano respondeu alto “hoje não, deixa pra próxima!”, depois que comemos, fomos direto pro castelo, quando chegamos fiquei desnunbrada era muito grande, era de mármore bem escuro, havia no portão dois guardas o da direita era: alto, de pele escura, cabelos castanho escuro, uzava um uniforme preto é no bolso da blusa tinha um pentagrama com uma cabeça de bode desenhado. O segundo guarda era da mesma altura, forte, seu cabelos eram preto é iam até seus ombros.

Luciano :_entre minha cara

marcy:_licença

Quando entrei fiquei mais desnunbrada ainda, o castelo era muito grande, tinha um trono vermelho com espinhos em volta, duas toxas uma de cada lado do trono. Um lustre preto bem grande. É uma escadaria, quando eu olhei pra escadaria, senti um calor em menso emvadir cada centímetro do meu corpo. Era um rapaz que parecia ter a minha idade, cabelos vermelhos, pele clara, uzava uma calça vermelha, sem camisa, tinha o corpo bem definido.

Lúcifer :_O pai como funciona esse bagulho...

continua...







Notas Finais


espero que tenham gostado ;-)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...