História Um Amor Incompetente ... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Furry
Visualizações 11
Palavras 962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


hmm

olá vcs que estão lendo isso

espero q eu continue essa fic

eu sei que eu tenho o costume de parar no inicio , mas vou tentar mudar ;u;)


fiquem com a historia
originalmente por mim
sua parça
dink
:3

Capítulo 1 - Capítulo 1 - O presente...


Fanfic / Fanfiction Um Amor Incompetente ... - Capítulo 1 - Capítulo 1 - O presente...

Após varias semanas se passarem, o pobre garoto antropómorfico não aguentava o sofrimento em sua alma triturada pela dor da solidão e dos remédios lhe dados diariamente, sempre passava em sua cabeça ,um dia ,fazer o ato de colocar aquela vida deprimente e triste ,em um fim indolor e calmo.

Ao acordar naquela manhã, na qual nem sabia qual dia da tal semana era, ao se sentar em ''sua'' cama, olhou para as paredes ao seu redor, as mesmas paredes no qual olhava toda madrugada com seus ''surtos noturnos'' que, mas eram pesadelos em sua pobre e perturbada mente infantil , olhava ao  redor do quarto pensando em ser a ultima vez em que vera-lo novamente , como estava ainda amanhecendo,os raios de sol do novo dia passavam por sua janela semi-aberta , mostrando a cor branca e amarelada de poeira das quatro paredes do seu quarto que mais lembra uma prisão quando era noite.

Encontra-se naquele comodo uma pequena janela , um criado mudo com tons de madeira velha e provavelmente empoeirado ,a cama onde se encontrava a porta de cor azul com a tinta já recolocada a semanas atrás, e os cobertores  que tinha a mesma cor branca da colcha de cama,logo após vislumbrar o quarto pateticamente intediante ,levantou-se da cama e andou até a porta do quarto,na qual dava ao corredor longo e nem tanto extenso ,que dava a visão de outras portas nas quais juntas formavam um arco-iris de portas , e nas paredes encontrava-se três linhas nas cores amarela verde e azul, no lado esquerdo do corredor, mas no lado direito tinha outros dois corredores menores e no meio uma pequena sala ,e nesta sala em um dos cantos tinha uma mesa, assim como todos os moveis, de cor branca,é,uma televisão em sima dela e ,um sofázinho em frente , já do outro lado, pode se encontrar um mesinha com algumas peças de lego, e três caixas de massinha de modelar quase vazias,é, ao lado, uma janela grande, que ia de sua cintura para cima,destrancada,assim como planejado,na qual era o seu destino e ao mesmo tempo uma passagem para a tão e velha sonhada ''liberdade'' 

Ao caminhar ao seu destino e suposto fim, respirou pesadamente, e começou a abrir lentamente a janela,a unica que não avia grades,a sua frente, quando derrepente, sem perceber alguém avia vindo de um dos corredores, apenas observando ate certo ponto.

-OI!,Quem e você?, Nunca te vi por aqui!,Você e novato?Oque estava fazendo??

Para a surpresa dele,e sorte, era uma criança, pelo menos tinha voz de uma, e não um adulto, ou outra enfermeira,com isso ele rapidamente deixou a janela fechada novamente sem o outro atras dele perceber, outra criança acordada na quela manhã o deixava surpreso e confuso de tantas perguntas feitas ao mesmo tempo, depois de fechar a janela, virou-se para o dono da voz.

-uhh...oi...só estava vendo como estava la fora esta manhã....

falou o felino tentando disfarçar o que acabara de tentar fazer

-Oh, eu também faço isso quando estou entediado, hey!, você não deveria ficar por ai vagando no corredor e nem ai!, não tem ninguém aqui!,e também e perigoso um fantasma aparecer por aqui sabia!?

Falou o que tinha uma diferenciada pelagem azulada e um bico que deveria ser de uma ave não lembrada na hora, e orelhas de algum ser desconhecido pelo felino, até então , ainda confuso.

-hm.. você também não deveria estar aqui,espera, tem fantasmas por aqui??

disse o de pelagem amarela, tentando mudar de assunto

-não sei,uma moça me disse que aparece fantasmas nos corredores a noite,é,eu não conseguir dormir direito ,então vim verificar o barulho de uma porta que eu ouvi abrir, pensei que era o meu papai, ou ate um fantasma!, mas , eu não tenho medo!

Respondeu o menor tentando demonstrar coragem que ali não existe

-hm, hã?, alguém vem visitar você??

-Sim!,o meu papai! ele sempre vem me visitar aos domingos e sempre trás bixinhos de pelucia para mim!

Quando o de azul citou que ganhava pelúcias o maior percebeu que o menor que agora estava em sua frente carregava com sí um bichinho de pelucia.

-Hey!, Alguém vem lhe visitar também?

Como resposta o felino balançou a cabeça negativamente e foi andar ate o mini sofá que se encontrava proxímo ,e o menor de pelagem azulada o seguiu,e sentou-se ao seu lado ainda a segurar aquela pelúcia que era de um jaguar que usava uma gravatinha ate que fofa pelo visto.

-oh...alguém ,pelo menos lhe trás pressentes?

E o felino respondeu novamente negando com a cabeça.

-Já sei!,você pode ficar com ele!!

Falou o de bico trazendo para a frente do maior a pelúcia, que parecia ser bem mais macia de perto

-Olha!, Vocês são da mesma especie hihi,legal né?

esse ato do de bico deixou o felino um pouco confuso , que agora encarava ea pelucia a sua frente.

-Vai!,pega ele , eu estou te dando para você,eu já tenho muitos, menos um não muda quase nada!

Falava com um sorriso gentil o de bico, ao ouvir isso o de pelagem amarelada pegou cuidadosamente o bichinho de pelúcia das mãos do ''cara de passaro'' ,assim abraçando o brinquedo ,como se sua vida dependesse disso.

-o-obrigado..

Falou agradecendo-o pelo presente, é, agora algumas lagrimas ameaçaram ate cair pelo rosto do agora um pouco mais feliz felino, que agora tinha na face um sorriso no qual não se vê a muito tempo vindo dele.

-meu nome e FeróZeroFive,mas pode me chamar de 505 ,e ai, qual e o seu nome?

-tiago tiner....mas pode me chamar de TT

Falou ainda abraçado a pelúcia, é sentindo um aroma que aquece e comforta sua fraca alma, um sentimento antigo ameaça a floreser ,no seu peito...e no seu rosto.....

 

 

 

 

TO BE CONTINUE

(maybe)


Notas Finais


(O nome 505 e o nome de um personagem de villainos, mas esse personagem não tem nada a ver ok, só a cor do pelo do personagem, que combina com o nome )

espero que tenham gostado, tentarei postar toda quinta...

XAUUUUUUUUUUUUUUUUUUUM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...