História Um Amor Incondicional " A conquista do Sub Mundo" - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Magnus Bane
Tags Amor, Drama, Homossexualidade, Romance
Visualizações 72
Palavras 2.358
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vocês são muito fofos adorei 😍😍❤ os comentários então só hoje vou atender o pedido de vocês😁😁😘😘

Capítulo 20 - Sensações


Fanfic / Fanfiction Um Amor Incondicional " A conquista do Sub Mundo" - Capítulo 20 - Sensações

Após Magnus sair, Alec continuou no quarto. Já havia se passado algumas horas Jace fica preocupado e bate na porta mas Alec não responde, então ele resolve entrar e vê o caçador deitado abraçado a um travesseiro, ele dormia mas dava pequenos soluços indicação que havia chorado até dormir. Isso parte o coração de Jace, ele já havia se conformado que entre eles não aconteceria mais nada mas ele ainda gostava de Alec, pena que tinha descoberto tarde demais este sentimento, Alec era completamente apaixonado por Magnus, ele sai do quarto bem devagar e fecha a porta, quando volta para sala encontra Izzy entrando em casa.

__Está sozinha, onde está o vampiro folgado. _Izzy dá uma olhada para Jace com cara de poucos amigos e responde a pergunta.

__Rafael teve um emergência no clã, ele foi resolver, onde está Alec?

__No quarto, está dormindo. Ele descobriu algumas coisas que Ragnor fez e não gostou muito.

_É por isso que a sala está assim uma bagunça, vocês vão arrumar isso.

__É ele quase mata Ragnor sufocado, aí Magnus apareceu e conseguiu acalma-ló, mas acho que depois a conversa dos dois não foi muito boa porque Alec não saiu mais do quarto.

__Pelo anjo, quando meu irmão vai ter um pouco de felicidade.

__Parece que a única que é feliz no amor aqui é você irmãzinha.

Izzy olha no fundo dos olhos de Jace e vê a tristeza que ele tentava esconder.

__Ei...como você está? Quer conversar?

__Izzy eu...vou ficar bem, mas é difícil ver que você perdeu uma pessoa tão especial, e tudo porque você era convencido demais para perceber alguém além de si mesmo.

__Ah Jace!!! Eu sinto muito, mas realmente você era um idiota, todos viram como Alec era apaixonado por você, menos você.

__Eu sei Izzy, mas agora já é tarde, me dói  ver Alec sofrendo desta forma, eu não sei o que ele e Magnus conversaram mas não vou deixar aquele feiticeiro causar mais sofrimento ao Alec.

__Jace talvez fosse melhor você ficar fora desta história.

_Pode ficar tranquila, não vou fazer nada para machucar Alec e nem Magnus só quero ter uma conversa com o feiticeiro.

Magnus olhava para Ragnor com muita raiva se o feiticeiro não fosse seu amigo ele não daria chance para ele se explicar.

__Então Ragnor comece a falar, porque você inventou essa história de feitiços e acordo com Asmodeus?

Ragnor olhava para Magnus com raiva.__Você nunca vai ver não é?

__Do que você está falando o que eu nunca vou ver?

__Magnus, eu te amo sempre te amei mas você nunca percebeu eu sempre estive ao seu lado, sempre limpando suas bagunças e salvando sua pele mas você nunca me viu de verdade.

__Ragnor do que você está falando, você é meu melhor amigo.

__Não quero ser seu amigo Magnus, quando Rafael me ligou eu sabia que você devia estar enrabichado com alguém, mas quando cheguei aqui e vi Alec, eu soube, você havia encontrado o coração, eu não teria mais chance.

__Você está querendo me dizer que Alexander é o coração do feiticeiro, o meu coração, e que você me fez esquecer isso porque cismou que me ama, seu desgraçado eu devia ter deixado Alexander matar você.

__Não foi só isso, você queria desligar sua humanidade.

Magnus olhava para Ragnor com ódio.__Você sabe que não iria até o fim não é, você viu isso não foi? Fala logo.

__Realmente eu fui procurar Asmodeus, queria que ele te impedisse de fazer isso, foi quando ele me falou que o feitiço de desligamento não funcionaria, porque quando um feiticeiro acha seu coração certos encantamentos não são mais possíveis, suas almas são ligadas então sua humanidade também, mas era uma oportunidade única de separar vocês. suas memórias não podiam ser apagadas e sim escondidas, então inventei toda a mentira para Alec e ele acreditou, fiz um encantamento para você dormir e Asmodeus fez todo resto foi ele que escondeu suas memórias e eu não sei onde.

Magnus fica sem reação, ele simplismente se vira para Ragnor e fala com muita raiva.__Sai da minha casa não quero te ver nunca mais, vai antes que eu mude de ideia e acabe com sua raça seu infeliz. Ragnor sai ele parecia arrependido mas naquele momento nada que ele dissesse faria Maguns mudar de ideia.

Alec chega a sede do SDSM, estava com os olhos fundos e um ar de cansado, mas tinha muito trabalho a fazer. Ele entra em sua sala, liga seu computador e acessa alguns arquivos que tinham ficado pendentes de análise, ele fica horas lendo e relendo até que finaliza. Começa a preparar um comunicado para os líderes que Jace havia solicitado e manda por e-mail, marcando uma reunião para expor a situação, após tudo isso ele percebe que já passava da hora do almoço, apesar de estar sem fome se dirige a cantina da sede e solicita uma água e um sanduíche natural, não tava afim de comer nada pesado, quando está na fila do caixa escuta uma conversa de dois soldados.

 

__Mas aquele feiticeiro... O Magnus ele é muito lindo.__Falava uma mulher muito bonita loira de olhos castanhos claros e um corpo sexy.

O amigo que estava com ela concorda e ainda acrescenta.

__Realmente ele é muito lindo e fiquei sabendo que ele é bissexual, então rola até um menage hein...__Os dois continuam a conversa se afastando de Alec, que fica parado no caixa sem saber o que pensar, até que o funcionário da cantina chama sua atenção.

__Senhor Lightwood, o senhor sabe que não precisa pagar né?

__Como?...__Pagar o lanche o senhor é o diretor do SDSM, não precisa pagar.

__Pelo contrário meu Jovem devo ser o primeiro a dar o exemplo, Alec tira algumas notas do bolso entrega o rapaz e diz._Pode ficar com o troco.

 

Ele se senta em uma mesa e ainda pensava na conversa que havia escutado na fila começa a se lembrar das vezes que viu Magnus com outras pessoas hora homens, hora mulheres, hora ambos, tinha sido difícil saber que ele beijava outras bocas e transava com outras pessoas. Ele empurra o sanduíche de lado já tinha perdido a fome, volta para o escritório e começa a trabalhar novamente,ejá era quase 18:00 horas Izzy entra na sala do irmão é o vê com um olhar muito abatido e fica preocupada.

__Alec você está bem... Esteve trabalhando o dia todo, você almoçou, comeu alguma coisa?

__Izzy eu estou bem, não precisa se preocupar.

__Alec você não está bem e não precisa ser nenhum gênio para ver isso.

__Izzy só estou com um pouco de dor de cabeça, mas vai passar, agora chame o Jace e me encontre na sala de reuniões os líderes que ele solicitou já estão esperando por nós.

__Ta eu vou chamá-lo, mas Alec se não estiver bem por favor me diga tudo bem?

__Izzy eu estou bem... Juro.

Izzy dá um aceno com a cabeça e sai deixando Alec sozinho, ele se levanta vai até ao banheiro abre o armário e pega uma caixa de medicamentos, retira um vidro pequeno com umas pilulas azuis, ele pega duas e toma, guarda novamente o vidro e sai para a reunião, em pouco tempo ele já estava se sentindo bem melhor. Ele entra na sala estão todos esperando.

__Boa noite senhores, agradeço a presença de vocês mas na verdade quem vai presidir a reunião hoje é Jace.

Jace toma a palavra e começa a explicar a situação.

__Então tudo indica que Valentine está em Alicante e não está sozinho, está com Asmodeus?__Rafael pergunta olhando para Alec e observando sua reação.

__É isso mesmo Rafael, minhas fontes foram bem claras a este respeito.

__E você quer que montemos uma força tarefa para capturar Valentine e dar um fim a Asmodeus de uma vez por todas?

__Isso mesmo...

__Pode contar comigo aquele demônio vai pagar pelo que fez ao meu povo.

__Conte comigo também, somos um governo só e o que Asmodeus fez ao Clã dos Vampiros poderia ter acontecido a minha Matilha, então estou com vocês.

__Magnus olhava tudo com muita atenção e concorda em fazer parte da missão, mas seus pensamentos estavam em Alec, ele percebeu a aparência cansada do caçador e ficou preocupado. 

Jace passa as últimas instruções e as coordenadas e o dia que partiriam ficando acertado para dois dias a contar daquela data.

Todos saem restando somente Magnus e Alec.

__Você está bem?

__Sim, porque a pergunta?

__Você não parece bem?

__Só um pouco cansado, trabalhei o dia todo, mal parei para almoçar.

__ Entendo e  o nosso jantar, ainda está de pé?

__Claro, as 20:00hs certo.

__Certo, então estou te esperando Alexander.

 Alec fica olhando Magnus sair pela porta, o bem estar  que as pílulas tinham proporcionado havia passado, sua cabeça voltava a doer, ele volta para seu escritório entra e tranca a porta.

Alec havia conseguido aqueles remédios durante sua crise de depressão,  uma médica de Idris havia receitado, eles aliviavam o mal estar e as fortes dores de cabeça, ele tinha parado de tomar as pilulas mas depois que terminou com Jace e voltou a se aproximar de Magnus, ele estava sobre muita pressão de todos os lados e não tinha mais o Jace para ajudar, então resolveu voltar a tomar a medicação por conta própria, mas agora não conseguia mais parar. Ele entra pega o vidro no armário e toma novamente as pilulas.

Magnus tinha preparado tudo para o jantar, uma massa e um bom vinho...

Uma leve batida na porta anuncia que o caçador havia chegado, Magnus abre a porta o convida para entrar e nota alguma coisa estranha mas não sabia o que era.

__O cheiro está bom...__Alec diz com um certo nervosismo.

__Espero que goste de massa...__Alec dá um pequeno sorriso e responde.

__Eu adoro massa.

__Então, com fome?

__Faminto...

Eles jantam e conversam Alec se sentia bem feliz. __Magnus posso fazer uma pergunta.

__Claro meu anjo, o que quer saber?

__Porque você foi embora aquele dia do meu apartamento.

Magnus olha para Alec com um olhar de tristeza.

__Alexander eu não quis te magoar é que você fica repetindo que me ama e eu ... Eu...

__Você não sente o mesmo não é?

__Alexander não é isso, eu gosto de você te acho interessante, lindo e muito sexy...

__Mas você não me ama não é isso que você está tentando dizer?

__Alexander não é assim eu não sei... não é questão de amar ou não, é que tudo é tão confuso e, depois do que Ragnor me falou hoje eu não sei o que pensar.

__O que Ragnor disse a você?

__Alexander não quero falar disso agora, mas eu sinto não lembrar de tudo que vivemos.

__Magnus você não precisa ficar comigo por  remorso, se você só quiser sei lá um lance sem compromisso, como os que você tinha antes, tudo bem eu aceito, só não me deixe.

__Alexander o que é isso, eu posso não me lembrar do que vivemos mas sinto que isso não é você, jamais ficaria com você por remorso eu só quero ir devagar sem pressa.

__Desculpa... só tô um pouco cansado.

__Você está bem?

__Sim, talvez só uma dorzinha de cabeça.

__Bem eu tenho um ótimo remédio para isso.

Magnus passa a língua na parte inferior dos lábios de Alec e toma em uma mordida entre os dentes fazendo o moreno se derreter como mel no sol quente, ele segura Alec pela cintura deixando-o sentir todo seu desejo que já era visível através de sua roupa, ele olha para o caçador e diz entre os lábios presos em sua boca.

__Vê Alexander o que você faz comigo, eu estou a ponto de gozar como um adolescente, só de ter você em meus braços, só de sentir seu gosto em minha boca.

Alec respira rapidamente sentindo seu corpo arder de tanto tesão;__Magnus por favor não para como aquele dia, eu não suportaria.

__Então diz para mim Alexander o que você quer.

__Quero você Magnus inteiro, completo.

Magnus toma a boca de Alec agora com uma luxúria e desejo, ele praticamente arranca as roupas do caçador e o leva para o quarto sem receio. Ele virá Alec de costas fica ali olhando o corpo lindo bem formado com uma pele clara e Runas desenhadas por quase toda as costas do caçador, ele se ajoelha entre as pernas do moreno que já estava completamente nu também, ele começa a beijar a nuca e vem descendo pelo pescoço e costas chegando até o quadril, Alec não sabia o que fazer estava totalmente envolvido em sensações tão prazerosas que não conseguia se concentrar em nada mais a não ser na boca de Magnus que agora passeava por todo seu corpo o levando a prazeres  além de tudo que já tinha sentido.

__Alexander eu não vou ser gentil eu vou entrar em você até estar tão fundo que você vai me sentir por dias e então eu vou te foder com força até você gritar meu nome e gozar, assim que você parar de tremer de prazer eu vou começar de novo até você me pedir para parar então vou gozar dentro de você até que eu esteja satisfeito, você entende meu anjo.

Alec respirava com dificuldade e só de ouvir Magnus falando quase gozou.

__Eu senti tanta saudades disso__Alec fala dando uma risada gostosa que fez Magnus sorrir também.

__Então vem deixa eu matar esta saudade.

Alec estava deitado com um ar sonolento quando Magnus se levanta da cama em um salto, Alec fica observando o feiticeiro completamente nu__O que foi meu anjo vê algo que gosta?

__Mas você é muito presunçoso, isso você não esqueceu né?

__Não meu querido, mas vou lá na cozinha preparei uma surpresa para você.

__É mesmo! O que seria...

__Você vai ver...

Magnus vai a cozinha pega uma travessa de morangos uma garrafa de champanhe e um pote de calda de chocolate coloca tudo em uma bandeja e volta para o quarto, ele entra e sobe na cama novamente, Alec olha para tudo dentro da bandeja.

__Então gostou da surpresa?

__Isso depende de como vou comer estes morangos e onde vou beber este champanhe


Notas Finais


Espero que tenham gostado💖💓😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...