História Um Amor Incondicional " A conquista do Sub Mundo" - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Magnus Bane
Tags Amor, Drama, Homossexualidade, Romance
Visualizações 53
Palavras 2.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal morri para escrever este capítulo.

Capítulo 21 - Caindo...


Fanfic / Fanfiction Um Amor Incondicional " A conquista do Sub Mundo" - Capítulo 21 - Caindo...

Alec acorda com uma forte dor de cabeça, ele olha e vê Magnus dormindo profundamente, ainda estava nu  apenas com os lençóis jogados sobre sua cintura deixando o resto do corpo exposto.  Alec se levanta vai até o banheiro, sua cabeça latejava ele joga uma água no rosto volta para quarto e começa a se vestir.

 

__Está indo embora sem se despedir?

__Eu preciso estar na SDSM, Jace tem uma reunião agora cedo com toda a equipe da missão a Alicante.

__Eu sei Alexander também tenho que estar nesta reunião, então porque você não toma um café comigo.

__Você se lembra?

__Lembrar do que meu anjo?

Alec olha com uma tristeza  imensa__Não é nada... É que sempre pela manhã você implicava comigo pelo meu gosto excessivo por café, mas isso é bobagem eu tenho que ir.

__Alexander espera... não é bobagem espera...

__Nos vemos na reunião até mais tarde.

Alec vai embora e Magnus fica olhando o  caçador sair  se sentido mal por tê-lo magoado de novo.

Alexander entra em casa vai para seu quarto, ele estava mal ,Magnus nunca se lembraria de seus momentos juntos, de suas vontades e gostos, ele tinha que aprender a viver com isso o que eles tinham antes não voltaria mais.

Sua cabeça estava estourando de dor, sentia-se infeliz, vazio. Ele pega as pilulas no armário do banheiro toma as duas últimas entra no chuveiro toma um banho rápido e sai para a sede para a reunião com a equipe que iria na missão.

Já estavam todos esperando quando Alec chegou, ele pediu desculpas pelo atraso e deu início a reunião, Jace falou sobre todos os pontos da missão ficando tudo acertado para partida.

Magnus havia passado a reunião toda observando Alec, percebe que o caçador está distraído hora parecia impaciente, quando a reunião terminou saiu sem falar com ninguém, Magnus acha estranho e chama Izzy para perguntar se estava acontecendo alguma coisa com Alec.

__Izzy, está acontecendo alguma coisa com Alexander?

Ela não era fã do feiticeiro então responde com certa ironia__ Além de você estar na vida dele de novo não, acho que não.

__Izzy eu não tenho intenção de machucar Alexander, não sei porque você me trata assim, sou uma vítima desta situação assim como ele.

A caçadora olha para o feiticeiro com um certo desprezo e responde a dúvida de Magnus com raiva.__Você não tem ideia do que Alec passou quando Ragnor apagou suas memórias... você não faz ideia do que é entrar no banheiro de sua casa e ver seu irmão mais velho com os pulsos cortados caído no chão quase morto, depois ver ele ser internado em uma clínica para tratar de uma depressão profunda, um homem lindo extremamente inteligente, forte, reduzido a um menino perdido que demorou quase três meses para recuperar uma parte de sua vida, e quando ele está bem recuperado a razão de todos os problemas retorna e para piorar não se lembra dele, então não venha me dizer que você é vítima porque você não é.

Izzy sai deixando Magnus com um nó na garganta.

Ele vai atrás de Alec entra em sua sala sem bater mas não vê o caçador, provavelmente estava no banheiro ele bate na porta e entra, vê Alec olhando fixamente para o espelho.__Você está bem Alexander?

__Ficaria melhor se não tivesse alguém me perguntando a cada cinco minutos se estou bem.

__Desculpa...  É que a reunião acabou e você saiu sem dizer nada.

__O que queria que eu falasse Magnus, não temos nada para falar.

__Eu fiz alguma coisa, eu sei que estamos passando por um momento difícil, mas podemos superar.

__Será? Eu não tenho tanta certeza, não somos mais os mesmos...

__Alexander você tem razão não somos como antes mas podemos construir novos momentos, novas lembranças.

__Magnus  eu não quero novos momentos nem novas lembranças, eu quero o que tínhamos, eu quero nosso amor de volta.

__Eu sinto muito Alexander não sei se posso te dar isso, pelo menos não agora.

Todos estavam prontos para a viagem para Alicante, Magnus abriu o portal e todos passaram, chegaram e foram recebidos pelo comando local.

__Diretor Lightwood já está tudo preparado temos dois carros prontos para levar vocês.

__Obrigado comandante, Jace a missão é sua então assuma o comando.

__Obrigado Alec, de acordo com minhas fontes Valentine andou frequentando um bar na zona baixa da cidade próximo ao porto acho que devíamos começar por lá.

__A cidade baixa é frequentada principalmente por demônios, talvez seja melhor eu e Luke irmos sondar primeiro, pois a presença de Nefilins pode espantar quem procuramos.

__Você tem razão Rafael, vamos nos dividir, você e Luke vão a cidade baixa, eu e Izzy vamos dar uma volta no centro vê se descobrimos alguma coisa, e Magnus e Alec podem conseguir um lugar para uma central não podia ficar em Alicante é muito longe do centro e chamaria muita a atenção. Estamos todos de acordo? 

Todos concordaram e foram executar as ordens dadas.

__Então Alexander, para onde vamos?

__Acho que devemos procurar um hotel discreto nos subúrbios e não devemos ficar todos juntos vamos nos hospedar em duplas.

__Perfeito então vamos...

__Eu só tenho que fazer um desvio em nosso caminho tudo bem para você?

__Sim, sem problemas.

Alec tinha conhecimento de muitos lugares onde ele poderia conseguir medicamentos com certa facilidade, ele vai até um beco atrás de um bar muito estranho, nos arredores da cidade.

__Magnus você pode me esperar aqui, vai demorar só um minuto.

__Você tem certeza, eu posso ir com você.

__Não...se você for pode espantar meu informante, só me espere aqui pode ser?

__Claro, tudo bem.

Alec entra no beco ele avista quem estava procurando.__Aí você trouxe o que pedi?

__Mas quem diria um Shadowhunters comprando remédio no mercado negro, se eu contar ninguém acredita.

__Anda logo não temos tempo a perder...

Alec sai do beco apressadamente.__Vamos já terminei.

__E aí o que ele disse.

__Quem disse... Do que está falando?

__Alexander você não foi olhar uma informação sobre Valentine?

__Ah sim... A informação, não era nada que valesse a pena, vem vamos arrumar uma central de comando.

Magnus achou estranho, Alec não sabia mentir, e naquele momento ele havia mentido descaradamente.

Eles acham um pequeno hotel discreto nos arredores da cidade, Alec manda a localização para todos e as coordenadas dos quartos de cada um.

Magnus estava sentado na cama observando Alec ele parecia perdido estava com um olhar abatido notou que Alec não havia comido nada e nem havia reclamado de fome, tinha alguma coisa errada, quando eles voltassem para casa ele iria descobrir o que era.

Alec estava tentando disfarçar as dores que estava sentindo, agora não só sua cabeça doía seu corpo também, ele entra no banheiro pega o vidro de medicamentos que havia comprado e toma os remédios, liga o chuveiro e toma um banho, quando sai do banheiro encontra Magnus o encarando.

__O que foi... Esta tudo bem?

__Não sei meu anjo, me diz você.

__Magnus se é sobre o que disse.. eu agi com um idiota mimado, me desculpa, eu estou mais que disposto a tentar criar novos momentos, novas lembranças.

__Claro eu sei que é muita coisa para você lidar vou tentar ser mais paciente, eu posso te perguntar uma coisa.

__Claro o que quer saber.

__Porque não me disse que você...__Neste momento Magnus pega os braços de Alec e passa a mão sobre as cicatrizes que agora estavam escondidas por runas.

__Eu não gosto de falar sobre isso não é uma coisa da qual eu me orgulho.

__Você quer conversar, as vezes ajuda.

__Não...eu vou dormir estou cansado, você vem? Alec estende a mão para o feiticeiro.

__Claro meu anjo.

Eles se deitam Alec se encolhe todo como um bebê em busca do calor do colo da mãe, Magnus o abraça e fala ao seu ouvido.

__Vai ficar tudo bem meu anjo, posso não me lembrar de como éramos, mas eu posso te dizer  que já amo você Alexander.__Alec já dormia profundamente pela ação rápida do remédio em seu organismo ele não ouve a declaração que Magnus tinha feito.

Todos se reuniram para decidir o que iriam fazer pois a caçada não tinha sido bem sucedida.

__Nós não conseguimos muito na cidade baixa, os demônios estavam cuidadosos não falaram muito o que conseguimos apurar foi que Valentine esteve aqui mas já foi embora ele realmente se encontrou com Asmodeus mas eles não estão juntos, Valentine está atrás dos outros instrumentos mortais uma vez que ele tem o cálice.___Rafael  e Luke haviam conseguido todas estas informações com um demônio menor.

__Izzy e eu também não conseguimos muito, todos tem muito medo de Valentine, mas ficamos sabendo que Asmodeus não foi com Valentine porque Lúcifer impediu, parece que eles tinham assuntos inacabados.

_E agora o que vamos fazer? Pergunta Luke.

_Sugiro que voltemos e com as informações que conseguimos tentar traçar um plano para capturar aquele desgraçado.__Alec diz com a voz de comando tão típica dele.

__É acho que Alec tem razão, todos concordaram, acertaram as contas no hotel, e Magnus abriu um portal de volta.

Já era tarde Alec anida estava em sua sala, Jace entra e eles começam a conversar.

__Alec eu queria me desculpar, a missão não foi tão bem sucedida como eu esperava.

__Jace isso que você está falando é um absurdo, não tem porque se desculpar e a missão não foi um fracasso, agora sabemos exatamente o que Valentine quer.

__Isso é verdade, você vai ficar até mais tarde? Já passa das sete.

__É ainda tenho coisas para ver e depois vou para casa do Magnus.

__Está tudo bem entre vocês?

__É...nós estamos tentando.

__Certo então até mais tarde.

Jace saí, Alec olhava para tela do computador havia um endereço ele pega um pedaço de papel anota, desliga tudo e sai, não era muito longe do prédio da sede mas mesmo assim Alec ativa sua runa de invisibilidade, não queria que ninguém o visse, ele estava cada vez mais dependente dos remédios, sua dor só passava se ele tomasse a medicação, já não conseguia dormir sem ela e agora estava tomando doses cada vez mais altas, ele chega ao endereço anotado no papel e encontra o homem que fornecia este tipo de coisa clandestinamente paga e pega a mercadoria. Ele chega em casa Jace estava no sofá assistindo TV e  Izzy e Rafael preparavam o Jantar, Rafael era excelente cozinheiro.

__Você não ia se encontrar com Magnus?__Jace pergunta.

__Sim, só passei aqui para tomar um banho rápido e já vou subir.

Alec toma um banho rápido e sobe para o loft do feiticeiro, ele bate na porta e logo Magnus atende.

__Eu vou te dar a chave assim você não tem que bater.

Magnus dá um beijo nos lábios do caçador e pergunta.

__Com fome?

__Na verdade não.__Alec responde já imprensando Magnus na porta de entrada.

__Oi parece que alguém está bem animado hoje!!! Alec começa a tirar suas roupas e as de Magnus.

__Eu meu anjo calma temos muito tempo...

__Quero você agora Magnus.

Alec beija o feiticeiro com uma sagacidade que Magnus fica surpreso, mas ele não resiste ao caçador e responde o beijo com a mesma intensidade, Alec caminha para o quatro se deita na cama e começa a se preparar para Magnus, ele molha os dedos na boca fazendo movimentos lentos de entra e sai lubrificando-os bem, então começa a colocar em sua entrada primeiro um depois dois, Magnus olhava surpreso com a atitude do caçador, mas estava adorando.

__Você vai me matar desse jeito.

__Vem meu feiticeiro quero você agora.

__Magnus se posiciona, virando Alec o colocando de quatro, ele entra no caçador de uma vez fazendo Alec gemer Magnus não se move esperando Alec se acostumar com a invasão, após alguns segundos ele se movimenta, lentamente sentido cada pedaço do corpo do caçador segurando Alec pelo pescoço ele morde o ombro deixando marcas, intensificando os movimentos batendo com força rápido e duro, Alec estava envolvido em sensações de dor e prazer proferindo palavras que incentivam ainda mais Magnus a ir cada vez mais fundo.

__Assim... Isso eu preciso de você Magnus com força vamos me faz gozar meu amor...

Magnus bate agora descontroladamente em movimentos bruscos nunca tinha sido assim, ele sabia dentro dele que era a primeira vez que era assim tão carnal e duro, era como se Alec quisesse se punir por algo, Alec grita o nome do feiticeiro e goza,  Magnus vai logo atrás e eles caem na cama Magnus respirava com dificuldade seu coração estava acelerado ele se vira para Alec e pergunta.

__Mas o que foi isso?

Alec não responde ele levanta vai até ao banheiro e se tranca, Magnus olha sem intende não sabe o que fazer ele estava perdido, o que estava acontecendo com seu anjo.Ele espera alguns minutos e quando percebe que Alec não volta ele se levanta e vai até o banheiro,bate na porta mas o caçador não responde.__Alexander o que está acontecendo, abre a porta ... __Magnus continuava sem resposta.

Alec estava sentado encostado na porta todo seu corpo tremia sua cabeça parecia que ia rachar, sua boca estava seca, seus olhos vermelhos, ele não estava bem ele precisava de ajuda. Ele estava nu, a única coisa que tinha contato com sua pele agora era o pequeno pingente pendurado em seu pescoço, ele o toca uma lágrima escorre de seus olhos e ele fala baixinho.__Magnus preciso de você.

Magnus já estava desesperado do outro lado da porta.__Por favor meu anjo abre vamos conversar. Magnus resolve tomar medidas extremas.

__Alexander você sabe que posso abrir esta porta certo? Eu vou contar até três se você não abriu eu vou entrar, você me ouviu?

Alec não responde.__Um,dois, três... Ele estala os dedos e a porta se abre ele empurra devagar Alec estava encostado nela, ele consegue abrir, entra e o que vê gela seu coração, Alec deitado no chão em modo fetal segurando o pingente de anjo nas mão como se fosse uma tábua de salvação e chorando baixinho como uma criança, Magnus se aproxima o levanta pega um roupão que estava no cabideiro atrás da porta veste Alec o leva de volta para cama o deita depois sobe na cama e abraça o caçador, fazendo movimentos circulares nos cabelos negros de Alec Magnus diz a seu anjo.

__Vai ficar tudo bem...vou cuidar de você estou aqui ...__Alec solta um longo suspiro e com uma voz sonolento e chorosa pergunta.

__Porque você quer cuidar de mim sou um viciado não sou mais o anjo que você conheceu.

__ Não é verdade você sempre sera meu anjo, eu sempre cuidarei de você e eu vou te dizer porque... Porque eu te amo você Alexander.


Notas Finais


😭😭😭😭 prometo que vai melhorar....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...