História Um amor incondicional "Sublime" - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Raphael Santiago
Tags Alec, Amor, Instrumentos Mortais, Magnus, Malec, Romance, Shadowhunters
Visualizações 59
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente desculpem não ter postado o capitulo no horário de costume, estava trabalhando e lá não tinha um bom sinal de internet mas ta ai mais um pedacinho da historia.

Capítulo 16 - Lembranças


Fanfic / Fanfiction Um amor incondicional "Sublime" - Capítulo 16 - Lembranças

Lúcifer olhava para Maya que terminava de ligar todos os equipamentos nele e em Avelline, ela monitorava tudo, queria ter certeza que todos ficariam bem durante a realização do feitiço.

Magnus olhava para Alec com uma dor em seu coração o caçador estava  em pânico.__Vem aqui meu anjo, senta perto de mim.

Alec senta na beirada da cama.__ via-se que ele estava desesperado.

__Ei... vai dar tudo certo, vou ficar bem.

__Magnus por favor me promete que vai voltar para mim , não posso imaginar minha vida sem você.

__Eu vou ficar bem Alexander, mas se algo não sair como esperamos, me prometa que vai cuidar da nossa menina e que você vai ser feliz, vai viver uma vida plena e nunca vai se lembrar de mim com tristeza, você promete?

__Eu não posso prometer que viverei feliz porque a minha felicidade é você, será que não vê  não vou conseguir se você não estiver comigo, você não pode me deixar.

Todos olhavam emocionados, Jace que passava a maior parte do tempo com Rafael, agora estava ali para apoiar o irmão, ele se aproxima da cama e chama Alec.

__Maya está com tudo pronto para começar, vamos o tempo está se esgotando.

Alec beija o feiticeiro e entre lágrimas que caiam de seus olhos diz.__Amo você, volta para mim.

Ele sai da enfermaria, não conseguiria ficar ali, Jace estava indo atrás dele quando Lúcifer o impede.

__Deixa, ele precisa desse tempo.__Jace abaixa a cabeça, na verdade ele também estava apreensivo, apesar de tudo que viveu no passado, o triângulo amoroso entre ele, Alec e Magnus só serviu para mostrar uma coisa que Magnus era uma das pessoas mais dignas que ele conhecia, e se alguma coisa acontecesse com ele, não sabia se Alec suportaria.

Lúcifer observava Avelline, ela tentava parecer forte, mas ele sentia que ela estava com medo.

___Ei coisinha, vamos ficar bem eu prometo.

__Eu sei que vamos ficar bem, não precisa ter medo eu protejo você.__A menina diz com um ar de atrevimento.

__Claro... foi exatamente isso que eu quis dizer.__Lúcifer sorri. Maya se vira e fala.

__Está tudo pronto quando você quiser Magnus.

Magnus começa a recitar o feitiço, ele coloca Avelline em um sono encantado. Lúcifer fecha os olhos ele se concentra e começa a canalizar sua energia através de Avelline, Mangus começa a vasculhar as memórias da menina, porém as barreiras em sua mente eram muito fortes, o feiticeiro teria que passar por elas. Lúcifer percebe que a quantidade de energia para quebrar essas barreiras seria enorme ele abre os olhos e fala com Magnus.

__Não acho uma boa ideia, essas barreiras são fortes demais, isso pode matar você.

__Mas temos que tentar, de qualquer forma vou morrer mesmo.

__Você tem certeza Magnus, talvez possamos encontrar outra maneira.

__Não Lúcifer, eu não tenho mais tempo.

Dizendo isso Magnus volta ao feitiço agora com mais força, ele começa a passar pelas barreiras na mente de Avelline até que transpõe a última barreira, acessando uma parte do sub consciente da garota. Era lindo, um campo de margaridas e Avelline estava sentada com uma mulher que lhe fazia carinho nos cabelos, elas se viram e encaram o feiticeiro, a menina se levanta e se aproxima de Magnus.

__Oi papai, você demorou.

__Oi meu docinho, desculpa mas foi difícil chegar até aqui, havia muitas barreiras impedindo minha passagem. 

Nesta hora a mulher se levanta ele era linda  e vem ao encontro de Magnus e Avelline.

__Sinto muito feiticeiro, estas barreiras foram colocadas pela minha Mãe a rainha Ayva, ela não quer que Avelline acesse suas memórias.

__Porque, ela é avó da menina, ela me procurou para ajudar a tomar conta de Avelline, porque ela levantaria barreiras para impedir Avelline de se Lembrar.

__Por causa disso. __Mica mãe de Avelline toca de leve a testa de Magnus, nesta hora o feiticeiro começa a ter uma visão que o deixa aterrorizado.

__Mas como ela pôde fazer isso? Essa mulher é um monstro.

__Agora você sabe feiticeiro, você vai voltar e fazer  justiça.__Mica fala com um lindo sorriso nos lábios.___ E não se preocupe você não vai morrer, o pergaminho que procuram Avelline sabe onde está, uma vez que as barreiras foram derrubadas ela vai se lembrar e a cura é muito simples vocês vão ver, e  saiba feiticeiro que você, o nefelin e minha filha serão muito felizes não se preocupe.

__Papai está na hora de voltar, Lúcifer já está quase sem energia.

__Claro meu amorzinho vamos voltar, Mica obrigado e pode ter certeza que a justiça será feita.

Magnus começa a voltar porem ele estava cansado mesmo com a energia de Lúcifer as barrearias tinha exigido  bastante dele , ele estava  no limite de suas forças.

__Todos os equipamentos que estavam ligados a ele  começam a apitar acusando falência dos órgãos Magnus estava morrendo, Maya entra em  desespero , chama Izzy que havia chegado pouco depois de começarem o procedimento.

__Me ajuda Izzy ele está tendo uma parada cardíaca.

Maya pega o desfibrilador e carrega o equipamento, Izzy derrama o gel no peito do feiticeiro e Maya descarrega o choque no corpo do feiticeiro , porém Lúcifer estava conectado a Magnus   e sem aviso ele recebe a descarga elétrica do equipamento, ele solta um grito forte e abre os olhos que agora  estavam vermelhos tudo na sala começa a tremer, o demônio começa a gritar palavras que não faziam sentido.

__Não... por favor ...não faça isso... Magnus abre os olhos juntamente com Avelline que com fúria na voz se vira para Maya e pergunta.

__O que foi que você fez?

De repente a situação estava totalmente fora de controle, Lúcifer gritava cada vez mais alto como se estivesse sentindo muita dor,

Avelline estava perdendo o controle. Jace pergunta a  Magnus.__Você está bem? Porque se estiver faça alguma coisa ou esses dois vão destruir  tudo.

Era incrível tamanho poder que a pequena tinha, e Lúcifer estava totalmente fora de controle era com se ele estivesse revivendo algo doloroso ele repetia sem parar. __Pai por favor não...

__Magnus se levanta da cama estava um pouco tonto mas ele pega Avelline pelo braço, ele a chama com uma voz altiva mas carinhosa.

__Avelline você vai se acalmar agora... o poder não controla você, você o controla, agora você vai respirar fundo e se concentrar na minha voz.

A menina foi se acalmando, Maya e Jace conseguem se aproximar de Lúcifer, Jace com muita dificuldade consegue segurar o demônio que estava sendo  atormentado por lembranças ,  Maya aplica um sedativo, extraído de ervas feito para seres sobrenaturais, o sedativo faria Lúcifer dormir quase que instantaneamente ,  Avelline já estava mais calma mas agora chorava , ela abraça Magnus que se senta no chão totalmente esgotado, ele chama Izzy para pegar a menina .

__Leva ela daqui, ela está muito agitada.

__Certo, vem minha querida vamos com a tia depois te trago de volta._A menina vai sem protestar estava sobrecarregada demais
Alec entra desesperado na enfermaria , tinha ouvido os gritos e vê toda aquela confusão.__Pelo anjo o que aconteceu aqui? Ele corre para ajudar Magnus se deitar na cama novamente.

__Alexander é uma longa historia, agora preciso que faça uma coisa.

__Magnus você não está bem, vamos cuidar de você primeiro.

__Não meu anjo, você não está entendendo, Avelline corre perigo.

__Como assim? Onde ela está.

__Mandei Izzy levá-la daqui. Agora preste atenção no que eu vou te dizer, a rainha não pode saber que Avelline conseguiu acessar suas memórias, temos que conseguir o pergaminho, porque além de ter a cura , ele contém uma coisa muito importante.

__Magnus fala logo.__ Alec já estava impaciente.

__Com ele vamos conseguir inocentar Rafael e provar que a rainha não é nada alem de um monstro. 

__Certo eu vou providenciar que a rainha não descubra o que aconteceu aqui,mas agora vem você não parece bem. 


Notas Finais


Espero que curtam o capitulo beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...