História Um amor inesperado - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Noragami
Personagens Bishamonten, Iki Hiyori, Kazuma, Kofuku, Nora, Personagens Originais, Yato, Yukine
Tags Noragami, Yatori
Exibições 144
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


MIN'NA NÃO ME MATEM
Eu tinha prometido que iria postar um dia sim e um dia não, e eu realmente ia fazer assim...mas meus pais não me ajudaram a manter minha promessa tirando o celular de mim...e agora que acabaram de me dar de volta o meu pequeno, eu tenho que entregar um 5 pra eles, então é possível que eu fique de novo sem celular.
Mas fora isso fiquem com o capítulo 2(●´ω`●)

Capítulo 2 - ...Serio mãe?


~Yato on

Acordo sentindo minha cabeça balançar e olho pra cima vendo o Yukine dar leve chutes na minha cabeça. Oque esse desgraçado ta querendo pra encher o saco de primeira manhã?

-PORRA YUKINE NÃO TEM OQUE FAZER NÃO É SEU CARALHO?!-

Levanto meu corpo com raiva até ficar sentado na cama, fazendo o lençol deslizar em mim, olhando com ódio o loiro que gargalhava

Yukine-Desculpa ae mano, o despertador tocou mas ai tu continuava dormindo, comecei a te chamar mas nada, então não achando outro modo resolvi te dar uns chutes-

Quem sabe porque eu ainda ando com um irritante desses

-Tá mas porque logo na cabeça vei?-

Ele deu de ombros fazendo uma cara tipo "sei lá" . Levantei completamente da cama bocejando fazendo cair o lençol no chão, depois dei um empurrão no meu melhor amigo

-Sai do meio irritante, tenho que ir tomar café-

Yukine me olhou sorrindo de canto, e deixou livre o caminho na minha frente; ele parecia tar com sono. Mamãe nos esperava na cozinha acabando de preparar as ultimas coisas pro nosso café da manhã

-'Dia mãe -

Mãe-Yato, sente-se-

Ela tava com o olhar sério, assim como o tom de voz que ela usou

Yukine-Bom dia senh..-

Meu amigo não teve o tempo de acabar a frase porque mamãe o calou logo

Mãe-Quieto-

Yukine fechou logo a boca engolindo seco. Comecei a pensar nas varias merdas que eu tinha feito que minha mãe poderia ter descoberto enquanto eu me sentava

Mãe -Yato, ontem de tarde a escola me mandou uma e-mail que falava que agora tava disponível o livro de notas eletrônico da escola com anexo o teu código estudante e a senha para acessar. Consigo ver tudo sobre tua vida escolar Yato...tudo-

"EITA PORRA TO NA MERDA" pensei já quando ela falou "livro de notas". Troquei um olhar desesperado com o Yukine, que certamente tinha entendido que chegou uma e-mail similar pra mãe dele.  Ela continuou despois de uma breve pausa pra dar mais peso pra aquilo que ela tinha falado

-Não tinha vontade de abrir o link naquele momento, então deixei ali, com intenção de checar hoje de manhã depois de acordada. Yato...não era suficiente ter faltado quase todas as aulas, suas notas são uma b-o-s-t-a seu vagabundo. Enquanto eu achava que você tava naquela MERDA DE ESCOLA, você na verdade tava QUE PORRA SABE AONDE fumando e fazendo MERDA POR AÍ-

Então a mamãe sabe que fumo...

-QUE CARA ESSA SEU VAGABUNDO? TA ACHANDO QUE NASCI ONTEM? QUE NUNCA PERCEBI QUE VOCÊ FUMAVA? Agradece a Deus que teu pai saiu bem cedo pra trabalhar se não ele ia lá te acordar puxando teus cabelos pra te encher a cara de surra-

Agora to bem nervoso, eu sabia que tinha a possibilidade da mamãe descobrir que eu pulo aula, mas nunca considerei seriamente a coisa. Agora sim que to fudido. Até mesmo se era comigo que a mamãe tava brigando, Yukine tava nervoso como eu, mas com muita mais ansiedade

-Decidi sozinha uma coisa Yato: agora você não vai mais morar aqui com a gente. Se quiser fazer aquilo que quiser ta bom, mas não enquanto você tiver sob esse teto. Não to nem ai se você não tem trabalho, ou qualquer modo pra te sustentar, simplesmente de vire-

Eu gaguejei

- M-mas m-mãe...-

Mãe- Cala essa boca Yato. Eu não me importo mais duque fizer agora em diante, pode até pular aula se quiser, mas depois de ter comido em silêncio o café da manhã, arrume todas suas coisas e saia dessa casa, aquilo que você deixar eu jogo fora. Antes da janta você não deve mais tar aqui, entendeu?-

Não acreditava que minha mãe tava realmente fazendo isso comigo, entendo que errei mas...me colocar pra fora de casa?

Murmurei :

-Sim senhora-

Mãe-Hmph-

Ela saiu da cozinha me deixando sozinho com o Yukine. Nos olhamos, conversando com os olhos, e depois de um pouco começamos a comer. Pelo menos minha mãe preparou algo pra mim comer.

(...)

Subi as escadas com Yukine atrás de mim, me coração tava acelerado, até mesmo se meu respiro era regular

-Yukine, me ajuda a arrumar algumas malas?-

Yukine-Claro-

Seu tom de voz tava incrivelmente gentil. Não sei porque, mas a coisa me irritava, não deveria ser assim. Comecei tirando as roupas do armário e apoiando elas em cima da cama; a maior parte delas já estavam dobradas. Enquanto Yukine começava a esvaziar as gavetas, fui até ao corredor e abaixei as escadas que davam no sótão e peguei umas quatro malas, levando-as de volta pro quarto, onde o loiro tinha acabado de fazer o seu trabalho. Colocamos tudo dentro em ordem sem nada a dizer; ocupamos duas malas. Na terceira coloquei os discos que eu tinha tirado das paredes e os meus cds, junto com os pôster de bandas, ânimes e videogames e o resto da caralhada; na última guardei minhas action figures e outros objetos de coleção. Achei uma sacola onde coloquei a play4 e guardei os cds de games dentro de uma caixa de sapatos. Demoramos mais ou menos uma hora e meia pra guardar as coisas mais importantes.

Saí de casa junto com o Yukine dando tchau pra minha mãe que nem respondeu. Ficamos caminhando sem rumo por alguns minutos, cada um carregando duas malas cada um.

Yukine-Yato, se quiser pode passar lá em casa enquanto pensa oque fazer-

Acenei com a cabeça. Nonostante tudo Yukine era um bom amigo.

 


Notas Finais


Desculpem qualquer erro, escrevi o capítulo na pressa sem reler.
Mas oque acharam? Comentem por favor
Ah, no próximo capítulo vai aparecer a Hyori (≧▽≦)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...